Jequié: Boletim mostra índice ascendente de casos de Covid-19, totalizando 235 infectados

/ Jequié

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, emitiu, nesta sexta-feira (22), o novo boletim epidemiológico com dados do coronavírus, atualizado às 19h, e mostra que o município continua a marcar um índice ascendente, registrando mais 16 casos confirmados da doença, perfazendo um total de 235 casos positivos.

Destes, 135 foram diagnosticados por meio do método laboratorial RT-PCR. 91 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Os que estão em quarentena somam, agora, 1237 pessoas.

A partir de hoje, Secretaria Municipal de Saúde deixará de informar o item ”Aguardando Coleta”, em função de os testes, nos seus vários tipos, já estarem sendo realizados pelo Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, Hospital São Vicente, laboratórios particulares, além de triagem em unidades de saúde, o que dificulta a contagem de quem está aguardando coleta.

O item ”Aguardando Coleta” se refere apenas aos pacientes que tiveram seu material coletado pela Vigilância Epidemiológica do município, nos testes RT-PCR. Com isso, o item ”Casos Suspeitos” apresenta uma redução nos números.

Estes são os dados atualizados desta sexta:

– 235 casos confirmados (pessoas que testaram positivo para Covid-19), destes, 91 casos foram recuperados;

– 6 óbitos (pessoa que foi vitimada em função da Covid-19);

– 771 casos suspeitos (pessoas que apresentaram sinais e sintomas de síndrome gripal e foram notificados para Covid-19);

– 460 casos descartados (pessoas que testaram negativo para Covid-19;

– 76 casos aguardando resultado (pessoas que realizaram o exame e aguardam o resultado);

– 1237 casos em quarentena (pessoas que apresentam sinais e sintomas respiratórios/contatos com casos suspeitos e confirmados de covid-19/casos confirmados de covid-19).

Prefeitura de Jequié apresenta relatório de dados das barreiras sanitárias, abordando 19 mil pessoas

/ Jequié

Barreira abordou 684 veículos de 01 a 15 de maio. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Jequié, por meio de nota, informou que diversas ações vêm sendo implementadas através da Secretaria de Saúde como parte do planejamento para enfrentamento da Covid-19. Contando com o apoio da Guarda Municipal, Policia Militar e Polícia Rodoviária Federal, as barreiras sanitárias fazem parte dessas estratégias e vêm sendo realizadas desde o começo da pandemia, ininterruptamente, na BR 116.

Importantes na identificação precoce das pessoas que possam vir a desenvolver o vírus e, assim, evitar circulação da doença entre a população local, as barreiras sanitárias auxiliam na redução da velocidade de transmissão do coronavírus.

Durante a ação de abordagem, é solicitado ao motorista a apresentação do mapa de passageiros e é feito um questionamento sobre a quantidade de passageiros que irão desembarcar em Jequié; caso haja pessoas a desembarcar, é realizada uma rápida entrevista com essas pessoas cujos dados pessoais é anotado, notifica-se de quarentena e afere-se a temperatura para acompanhamento, pelo Núcleo de Atenção Especial de Combate ao Coronavírus.

Caso ocorra a suspeita de que o motorista esteja passando informações incoerentes sobre passageiros ou rota de viagem, a Polícia Militar é acionada e o veículo é apreendido.

Confira o relatório dos dados coletados de 01 a 15 de maio:

* Veículos abordados – 684;

* Total de passageiros abordados – 19.036;

* Indicados para cumprimento de quarentena – 123,

* Passageiros desembarcados em Jequié, com temperatura corporal indicativa de febre – 06 (passando a ser monitorados pela Vigilância Epidemiológica).

Prefeitura de Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá, prorroga toque de recolher por mais 08 dia

Medida vigora em Santa Inês a partir das 20h. Foto: Blog Marcos Frahm

 

A Prefeitura de Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá, prorrogou o toque de recolher por mais 08 dias para o enfrentamento ao novo coronavírus. A medida vigora na cidade das 20h às 05h, e foi prorrogada na quinta-feira (21) e vai até o dia (28).

Estão proibidas, durante o período, a circulação de pessoas e qualquer atividade comercial, com exceção de serviços considerados essenciais pelo município.

A Polícia Militar, através da 3ª Cia, circula na cidade para fazer cumprir o Decreto Municipal. Santa Inês anunciou, nesta semana, o registro do 1º caso da Covid-19 e segundo a Secretaria de Saúde trata-se de um caso importado, cujo paciente contraiu o vírus em um hospital de outra cidade, Não há detalhes sobre a pessoa infectada.

Em decreto, prefeita de Ipiaú autoriza a reabertura gradual do comércio a partir de segunda-feira

A Prefeitura de Ipiaú divulgou no Diário Oficial do Município um novo decreto em que autoriza a reabertura gradual de estabelecimentos comerciais considerados não essenciais, a partir de segunda-feira (25). A decisão foi tomada após reunião com representantes do comércio na última segunda-feira (18) durante videoconferência. Nesta sexta-feira (22), completa exatos 60 dias em que a maioria dos estabelecimentos comerciais do município foi fechada por medidas que visavam frear a disseminação do novo coronavírus.

De acordo com o novo decreto, o comércio está liberado para funcionar de segunda à sexta-feira das 08h às 14h. Aos sábados das 08h às 13h. O decreto proíbe o funcionamento de qualquer estabelecimento comercial aos domingos, inclusive supermercados, mercadinhos, padarias e congêneres. Apenas farmácias, postos de combustíveis e feira livre funcionarão aos domingos. A realização de promoções está proibida.

Em todos os estabelecimentos deverá haver um controle de entrada de pessoas, a ser realizado pelo lojista, de forma a permitir a entrada em número total de pessoas limitado a proporção de 1 a cada 9 metros quadrados. Os estabelecimentos também deverão ter uma pessoa na porta da entrada para borrifar álcool 70% liquido ou em gel, para higienização das mãos de todas as pessoas que entrarem no local. O uso de máscaras é obrigatório para funcionários e clientes.

Conforme o novo decreto, a partir desta sexta-feira (22), o serviço de delivery estará liberado diariamente até às 23h, através de veículos devidamente cadastrados na prefeitura de Ipiaú, mediante uso de colete padronizado com o indicativo ”delivery credenciado”. O toque de recolher foi prorrogado por tempo indeterminado, entre o período das 20h às 05h.

A partir de 25 de maio está autorizada a funcionar normalmente a feira-livre, inclusive aos domingos, para venda de gêneros alimentícios, vestuários, calçados e produtos diversos. Neste domingo, a feira também funcionará, mas só para feirantes do ramo de alimentos.

Seguem proibidos; eventos em clubes, associações de futebol (babas), academias, bares, escolas, casas de eventos/festas, clínicas de estética e salões de beleza, barbearias, autoescolas, eventos em templos religiosos e outros. Com informações do Giro em Ipiaú

AL-BA aprova auxílio para profissionais de saúde e punição a quem propagar fake news

/ Política

Presidente Nelson Leal conduz sessão virtual. Foto: Divulgação

Em nova sessão remota, com a participação de 42 deputados,  a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) aprovou, na manhã desta sexta-feira (22) mais três projetos enviados pelo Governo do Estado. O primeiro promove mudanças no sistema de aposentadorias dos policiais e bombeiros militares e foi aprovado com os votos contrários da oposição e do deputado Hilton Coelho (Psol). Foram aprovados ainda o projeto que pune fakes news  e o que institui um auxílio financeiro aos profissionais que atuam na rede pública de saúde diretamente no combate ao novo coronavírus.

A sessão foi conduzida pelo presidente da ALBA, deputado Nelson Leal (PP), único parlamentar que esteve presencialmente na sede da Casa Legislativa.  ”São contribuições importantes da Assembleia Legislativa, aprovando celeremente instrumentos importantes de enfrentamento à Covid-19”, observou, no final da reunião.

O primeiro projeto aprovado, de nº 23.863, criou o Sistema de Proteção Social de Policiais e Bombeiros Militares (SPSM) e, com ele, um fundo para pagamento de aposentadorias e pensões nas duas corporações. O fundo será custeado por uma alíquota de 9,5%, cobrada dos militares, ativos e inativos, e dos pensionistas. O texto prevê que, em 2021, a alíquota cobrada subirá um ponto percentual, indo para 10.5%.

A nova legislação concede ainda aos policiais e bombeiros direitos e deveres similares aos das Forças Armadas, no que concerne às regras específicas para inatividade e para a concessão de pensão por morte e as alíquotas de contribuição. O Sistema de Proteção Social dos Militares e do seu novo fundo serão geridos pela Suprev, superintendência vinculada à Secretaria da Administração.

Diferentemente da maioria dos projetos votados nas sessões remotas na pandemia, o das mudanças na Previdência dos policiais e bombeiros teve os votos contrários dos deputados de oposição. Para o líder da bancada, deputado Sandro Régis (DEM), projeto que mexe com direito adquirido não pode ser votado de forma remota.  Ele lembrou que há dois representantes de policiais e bombeiros na bancada na oposição – os deputados Soldado Prisco (PSC) e Capitão Alden (PSL) – e destacou que a oposição mantém diálogo com associações de militares. Como as sugestões enviadas não foram acatadas, Régis destacou a posição contrária da bancada minoritária.

O líder do governo, deputado Rosemberg Pinto (PT), reconheceu que o deputado Prisco apresentou diversas emendas ao projeto, mas argumentou que a relatora, deputada Fabíola Mansur (PSB), tratou a matéria ”com muita consistência”. ”Ela conversou com o comando da Polícia Militar e constatou que muitos desses pedidos de alterações tinham implicações no próprio Estatuto da PM. Não havia como atender a essas mudanças”, afirmou ele.

Já o projeto que pune disseminação de fakes news na Bahia foi aprovado com três votos contras – o de Prisco, o de Capitão Alden e do deputado Samuel Junior (PDT).  A proposição  prevê que a criação e disseminação de notícias falsas sobre epidemias, endemias e pandemias será punida com multa. Isso vale para os responsáveis por elaborar, divulgar e utilizar softwares ou outros mecanismos para o compartilhamento em massa de fake news.

Os valores da multa serão usados no combate à pandemia. As denúncias poderão ser encaminhadas ao Ministério Público da Bahia e os responsáveis poderão responder, além das ações indenizatórias, pelo crime de criação e compartilhamento de calúnias e mentiras.

”Mentir é tão danoso como a própria doença, porque dissemina o pânico. O compartilhamento de notícias falsas só agrava os impactos da pandemia por transmitir insegurança à população. Também é muito importante apoiar os nossos guerreiros da saúde – médicos, enfermeiros e servidores – que estão na linha de frente no combate a esta doença tão grave”,  defendeu, durante a sessão, o presidente Nelson Leal.

O último projeto aprovado na sessão virtual estabelece  o auxílio excepcional temporário aos profissionais de saúde e foi aprovado por unanimidade. Ele vai  beneficiar exclusivamente aqueles que atuam em setores ou unidades da rede pública estadual de saúde, voltados ao tratamento da Covid-19. Será concedido ao profissional afastado e será necessário que ele realize os exames no Lacen.

Em caso de confirmação de óbito por Covid-19, prevê a nova legislação, os dependentes terão direito, uma única vez, ao valor equivalente a 30 vezes o montante da remuneração recebida pelo profissional. O auxílio não passará a integrar a remuneração, salário, proventos de aposentadoria ou qualquer forma de contraprestação recebida.

Salvador, Jequié e mais sete cidades terão feriados antecipados para aumentar isolamento

/ Bahia

Rui e Neto se reúnem por videoconferência. Fotomontagem BMF

O governador Rui Costa (PT) confirmou nesta sexta-feira (22) que Salvador e mais oito municípios da Bahia entrarão em regime de suspensão de todas as atividades não essenciais para contenção da disseminação do novo coronavírus entre a próxima segunda (25) e sexta-feira (29). A medida é parte da antecipação de feriados estaduais e municipais, exemplo do que aconteceu com São Paulo. Na capital baiana, serão antecipados o São João e o Dois de Julho, feriados estaduais, e o dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia, que é comemorado no dia 8 de dezembro. Esta última informação foi divulgada pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Ele indicou que os pontos facultativos relacionados a esses feriados serão suspensos. Os outros municípios listados também promoverão antecipação de feriados.

Entre quinta (28) e sexta (29), governo e prefeituras municipais assinarão decretos conjuntos de interrupção das atividades não essenciais, para que toda a semana seja contemplada, assim como os finais de semana, quando os índices de isolamento social são tradicionalmente maiores.

Feira de Santana, Itabuna, Ilhéus, Jequié, Candeias, Lauro de Freitas, Ipiaú e Camaçari também passarão pelo processo, todos com mais de 100 casos confirmados. A antecipação de feriados não será comum a todos municípios do estado, e quando não houver feriados municipais, haverá um decreto estadual para suspender atividades não essenciais. Serviços bancários não estarão suspensos na quinta e sexta.

”Isso não significa que outros municípios ou outros prefeitos que queiram aderir a essa medida, se ele entende que seu  municpipio está com a taixa alta, poderá aderir, decretando na quarta, quinta e sexta, por conta de cada município, o decreto municipal”, sinalizou o governador, durante coletiva conjunta com o prefeito ACM Neto.

De acordo com Rui, o intuito é derrubar para 5% a taxa de contágio. ”Vamos anunciar medidas de maior impacto para que, juntos, possamos impactar de forma mais forte a taxa de contágio e a curva de crescimento dele”, explicou. ACM Neto seguiu o mesmo tom e defendeu a iniciativa de antecipar os feriados e pontos facultativos para tentar reduzir a taxa de transmissão. ”Queremos afastar ou diminuir o risco do colapso do sistema de saúde”, informou o prefeito.

”Essa medida pode fazer com que a gente encurte o processo de retomada das atividades. A prefeitura vem conversando com os principais segmentos econômicos sobre os protocolos de retorno, detalhando quais serão as medidas necessárias para retomada dessas atividades. É desejo nosso e claro que qualquer decisão será compartilhada com o governo do estado”, completou o gestor da capital. Com informações do Bahia Notícias

Celso de Mello libera íntegra de vídeo de reunião ministerial com Moro e Bolsonaro

/ Justiça

O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu tornar pública a íntegra do vídeo da reunião ministerial citada pelo ex-ministro Sergio Moro em depoimento à Polícia Federal como um indício de que o presidente Jair Bolsonaro desejava interferir na autonomia da Polícia Federal.

O vídeo deve ser juntado aos autos do processo, que é público.

O magistrado não atendeu aos pedidos do governo e da Procuradoria-Geral da República (PGR), que defenderam a publicidade apenas dos trechos do encontro que teriam relação com o inquérito em curso no Supremo.

A investigação aberta a pedido da PGR, e autorizada por Celso de Mello, apura a veracidade das acusações do ex-juiz da Lava Jato ao pedir demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Segundo o ex-juiz da Lava Jato, o presidente o pressionou pela troca da direção-geral e superintendência da PF do Rio de Janeiro com intuito de interferir no trabalho da corporação, o que viola a autonomia da PF prevista em lei.

Até o momento, apenas as partes da reunião divulgadas pela AGU (Advocacia-Geral da União) vieram a público. Ao defender a publicidade parcial da gravação, o órgão que faz a defesa do Executivo transcreveu os trechos que considerava ter conexão com o inquérito.

De acordo a transcrição da AGU, Bolsonaro falou em ”interferir na PF” e disse que não iria esperar ”f.” alguém de sua família ou amigo dele para poder tomar providências. Além de ter mencionado nominalmente a corporação na reunião, ao contrário do que havia declarado ao desmentir que teria se referido nominalmente à PF, Bolsonaro classificou como uma ”vergonha” não ter acesso a informações de órgãos de inteligência e avisou: ”Por isso, vou interferir. Ponto final”.

”Já tentei trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro oficialmente e não consegui. Isso acabou. Eu não vou esperar f. minha família toda de sacanagem, ou amigo meu, porque eu não posso trocar alguém da segurança da ponta de linha que pertence à estrutura. Vai trocar; se não puder trocar, troca o chefe dele; não pode trocar o chefe, troca o ministro. E ponto final. Não estamos aqui para brincadeira”, disse.

Dois depois dessa reunião, Bolsonaro, de fato, exonerou o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, o que resultou na saída do ex-ministro Sergio Moro do governo e deu início à disputa entre o chefe do Executivo e seu ex-auxiliar.

Ao pedir demissão, Moro fez duras acusações contra Bolsonaro e disse que iria deixar o governo por não aceitar ingerência política na PF, como desejava o presidente. Com a saída de Moro e de Valeixo, a primeira medida do novo comando da corporação foi substituir o superintendente do Rio de Janeiro, que, segundo Moro, Bolsonaro já havia pedido para trocar.

”Você tem 27 superintendências, eu só quero uma, a do RJ”, disse o chefe do Executivo ao então ministro, segundo o próprio. De acordo com a transcrição, o presidente reclama aos auxiliares na reunião que não pode ser ”surpreendido com notícias” e faz críticas aos órgãos vinculados à segurança.

”Pô, eu tenho a PF que não me dá informações; eu tenho a inteligência das Forças Armadas que não tem informações; a ABIN tem os seus problemas, tem algumas informações, só não tem mais porque tá faltando realmente… temos problemas… aparelhamento etc. A gente não pode viver sem informação”, disse.

Após afirmar que não recebe informações da PF e de outros órgãos de inteligência, Bolsonaro afirma: ”E me desculpe o serviço de informação nosso —todos— é uma vergonha, uma vergonha, que eu não sou informado, e não dá para trabalhar assim, fica difícil. Por isso, vou interferir. Ponto final.”.

Bolsonaro não deixa, claro, segundo a transcrição, ao que se refere quando fala em carência de “aparelhamento” na Abin, mas usa como exemplo do que quer uma metáfora sobre a necessidade, em sua visão, de ouvir “atrás da porta” o que os filhos estão falando.

Nesta reunião, além das possíveis intimidações a Moro, ministros presentes fizeram críticas tanto ao Supremo quanto ao Congresso. O comentário foi o de que o STF exagerou ao ter aberto, no dia 21, um inquérito para apurar a organização de protesto promovido em Brasília com bandeiras contra a democracia, do qual Bolsonaro participou.

A crítica principal, segundo assessores palacianos, foi feita pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Na mesma reunião, Bolsonaro reclamou da divulgação de uma nota oficial da PRF (Polícia Rodoviária Federal) que lamentava a morte de um integrante da corporação por coronavírus. No dia anterior, a PRF havia divulgado uma manifestação de pesar pela morte de Marcos Roberto Tokumori, 53, ocorrida naquela madrugada. Ele atuava em Santa Catarina.

A nota oficial informava que a morte ocorrera devido à Covid-19. ”A doença, a Covid-19, não escolhe sexo, idade, raça ou profissão”, disse a nota, assinada pelo diretor-geral da PRF, Adriano Furtado. ”Contra ela, Marcos lutou bravamente”, ressaltou.

Por mim colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF, diz Weintraub

/ Política

Ministro da Educação ataca o STF. Foto:Walterson Rosa

Na reunião ministerial do dia 22 de abril, o ministro da Educação, Abraham Weintraub afirmou que, se dependesse dele, colocaria ”esses vagabundos todos na cadeia”, começando no STF (Supremo Tribunal Federal).

A fala consta em gravação tornada pública nesta sexta-feira (22) por decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo, no âmbito do inquérito que investiga se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal.

”Eu por mim colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”, disse Weintraub.

Também naquela reunião, Weintraub defendeu ”acabar com essa porcaria que é Brasília”. ”É muito pior do que eu imaginava. As pessoas aqui perdem a percepção, empatia, a relação com o povo”, afirmou o ministro na ocasião.

Weintraub também disse que odeia o termo ”povos indígenas”. ”Só tem um povo nesse Brasil, é o povo brasileiro”. Ele defendeu ainda “acabar com esse negócio de povos e privilégios”.

Na decisão, Celso de Mello cita ”aparente crime contra a honra dos ministros do STF, supostamente perpetradas pelo ministro da Educação”, Abraham Weintraub.

O decano do Supremo afirma que houve a ”absoluta falta de gravitas”, expressão em latim que significa ética ou honra, de alguns participantes da reunião.

”As expressões indecorosas, grosseiras e constrangedoras por eles pronunciadas, ensejou a descoberta fortuita ou casual de aparente crime contra a honra de integrantes do STF”, escreveu Mello. Com informações da Folha

Colapso em Salvador poderá ocorrer dia 27 de maio, diz ACM Neto em nova projeção

/ Bahia

ACM prevê colapso em Salvador. Foto: Matheus Morais/bahia.ba

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), afirmou nesta sexta-feira (22) que o novo prazo para um eventual colapso no sistema de saúde da capital em decorrência da pandemia do novo coronavírus foi projetado para 27 de maio. Inicialmente, a possível saturação nas unidades públicas haviam sido estipulada para o dia 14 deste mês.

Segundo o prefeito, esse adiamento ocorre graças ao endurecimento das medidas setorizadas para desacelerar a taxa de transmissão da Covid-19 e à ampliação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

”Com a nossa luta com o governo para ofertar novos leitos de UTI, conseguimos empurrar a possibilidade de colapso para o dia 27 de maio. Nós estamos lutando para que isso não aconteça. Cada dia que passa é uma vitória”, afirmou ACM Neto em entrevista na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) dos Barris, onde inaugurou um módulo auxiliar para tratar pacientes com sintomas leves de Covid-19.

Apesar do otimismo demonstrado com o resultado das ações, ACM Neto não afasta a possibilidade de agravamento do cenário. ”Adiar a hipótese de colapso praticamente por duas semanas é uma grande vitória, porque o risco existe concreto é real para o dia 27 de maio. É uma atenção que vai nos acompanhar durante todo o mês de maio e o meio de junho, a fase mais crítica do coronavírus na capital”, declarou. Com informações do site Bahia.ba

Covid-19: Governo do Estado anuncia a implantação de 10 novos leitos de UTI em Jequié

/ Jequié

Em entrevista concedida a uma rede de rádios formada por emissoras de várias regiões da Bahia, nesta sexta-feira (22), o governador Rui Costa anunciou a implantação de 10 novos leitos de UTI em Jequié para o enfrentamento ao novo coronavírus e falou sobre antecipação do horário de início da restrição de circulação de pessoas e funcionamento de estabelecimentos comerciais, com exceção de farmácias, de 20h para 18h. De acordo com o último boletim divulgado pela Secretária da Saúde (Sesab), o município registra 216 casos confirmados e quatro óbitos.

“Medidas mais rígidas são necessárias porque a taxa de contágio continua aumentando e isso nos preocupa muito. A Bahia, finalmente, recebeu novos aparelhos respiradores e, já nesse sábado (23), vamos poder implantar esses novos leitos de UTI no município para lutar contra o vírus. Entretanto, a população precisa compreender que se o número de infectados continuar crescendo, o sistema de saúde vai entrar em colapso. Ficar em casa e evitar o contato com outras pessoas é a única maneira de combater essa doença”.

Estrutura – Desde o dia 8 de abril, o Centro de Atendimento Covid-19 de Jequié está instalado no Hospital São Vicente e funcionando com 10 leitos. A unidade está aberta 24 horas por dia com uma equipe formada por 41 pessoas entre profissionais das áreas de saúde e administração, entre eles enfermeiros, médicos, agentes de higienização, nutricionistas, farmacêuticos e pessoal de almoxarifado.O Hospital Prado Valadares conta com 21 leitos para atendimento de pacientes infectados pelo coronavírus, sendo nove de UTI. Visando garantir a segurança de seus profissionais, a unidade de saúde está realizando testes rápidos para o vírus em funcionários da unidade. O resultado é conhecido em 20 minutos após a coleta de sangue, e é importante para definir a permanência do profissional de saúde no atendimento, prevenindo a disseminação do vírus na unidade.

Prefeito de Apuarema radicaliza, fecha a BA-549 e Estado ordena reabertura da estrada

Prefeito foi obrigado a reabrir estrada. Foto: Facebook

Após confirmação do 1º caso de Covid-19 em Apuarema, que seria uma profissional de saúde do município que atua no Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié, prefeito da cidade radicalizou, na tarde de quinta-feira (21), bloqueando totalmente a BA-549, uma das principais vias de acesso ao município e a decisão do gestor Raival Pinheiro gerou deferências de opiniões.

Diante da repercussão, o caso chegou ao conhecimento do Governo do Estado e, na manhã desta sexta-feira a Secretaria Estadual de Infraestrutura determinou a reabertura da via pública, prezando pelo direito de ir e vir das pessoas.

Van que trouxe passageiros de São Paulo para Ipiaú é apreendida e ocupantes liberados após triagem

Van chegou Ipiaú nesta quinta-feira. Foto: Reprodução/Cipe Central

Uma van que fazia o transporte alternativo de passageiros foi apreendida na tarde desta quinta-feira (21) ao transitar pelo município de Ipiaú, no Médio Rio de Contas.

De acordo com informações da Polícia Militar o veículo transportava passageiros oriundos de São Paulo com destino à Ipiaú e cidades da microrregião, contrariando as medidas restritivas de enfrentamento à pandemia do coronavírus, previstas no Decreto Estadual. O veículo foi apresentado por uma guarnição da Cpe Central na delegacia de Ipiaú.

Já os passageiros passaram por uma triagem, para fins de controle da equipe epidemiológica de Ipiaú e liberados posteriormente. Conforme o novo boletim epidemiológico, Ipiaú atinge a marca de 172 infectados pela Covid-19, inclusive com o registro de óbitos.

Jequié registra índice de isolamento social abaixo do recomendado, aponta levantamento

/ Jequié

Imagem mostra distribuição de kits alimentação. Foto: Souza Andrade

Jequié está entre os municípios com índice de isolamento social abaixo do recomendado. Conforme dados divulgados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), a Cidade Sol registra 40,6%, enquanto o recomendado pelas autoridades sanitárias é de 50%. Os 10 maiores municípios baianos estão na mesma situação. Salvador (48,6%) é o único próximo a marca recomendada.

Em situação mais crítica aparecem Teixeira de Freitas (35,1%), Feira de Santana (37,6%) e Vitória da Conquista (38,8%). Outra cidade que apresenta índices considerados preocupantes é Juazeiro (40,2%).

Camaçari (44,5%), Itabuna (45,5%), Lauro de Freitas (45,9%) e Ilhéus (46,9%) são os demais quatro municípios do ranking dos 10 maiores do estado, todos apresentando números de isolamento social abaixo do recomendado. Segundo a Sesab, o isolamento social é a maneira mais eficiente de diminuir a taxa de contaminação do vírus e adiar o colapso do sistema de saúde, com a falta de leitos clínicos e de UTI para o tratamento da Covid-19. (A imagem acima mostra aglomeração no Caic em momento de distribuição, por parte da prefeitura, de kits alimentação a pais de alunos da rede pública municipal de ensino). As informações são do site Jequié e Região

Jequié: Presidente da Câmara assina portaria determinando retorno das sessões ordinárias

/ Jequié

Portaria de Tinho autoriza retorno das sessões. Foto: Emanuel Jr.

Portaria Nº68/2020, assinada pelo presidente da Câmara Municipal de Jequié, Emanuel Campos – Tinho – e publicada no Diário Oficial do Legislativo em sua edição de quarta-feira (20maio20), determina o retorno das sessões ordinárias às terças feiras, observadas as medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus causador da Covid-19.

A decisão leva em consideração as ”supostas limitações do exercício pleno da atividade legislativa em sessões extraordinárias”; a importância da regular necessidade da realização das sessões legislativas semanalmente; assim como a necessidade de se evitar interpretações dúbias sobre o Regimento Interno Câmara de Vereadores de Jequié.

De acordo com a Portaria, fica restabelecido a realização das sessões ordinárias todas as terças feiras, sem prejuízo de quaisquer convocações extraordinárias. Fica terminantemente indispensável a observância do uso de mascaras, pelos vereadores e profissionais envolvidos na realização das sessões. Por fim, destaca que todas as proposições sujeitas a deliberações do Poder Legislativo serão retomadas e ficam mantidas todas as medidas de contenção a COVID 19, nos termos da Portaria nº 48/2020.