Covid-19 pode causar ou agravar embolia pulmonar, explica médico pneumologista

/ Saúde

Médico pneumologista João Moysés fala de Covid-19. Foto: Divulgação

Uma pessoa morre a cada 37 segundos por complicações de coágulo sanguíneo, segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Estes coágulos podem chegar ao pulmão e obstruir as artérias do órgão, causando a Embolia Pulmonar. De acordo com o médico pneumologista João Moysés, em entrevista nesta quarta-feira (20) ao Isso é Bahia, programa da A TARDE FM, a Covid-19 pode não só agravar casos já existentes de embolia pulmonar, como facilitar o surgimento da doença.

Isso acontece porque a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (sars-cov-2), pode causar uma forte inflamação no organismo, desgastando o sistema imunológico do paciente.

”A inflamação causada pela Covid-19 parece causar uma resposta descontrolada no sistema imunológico, que causa uma ativação excessiva de macrófagos, que são células sanguíneas. Eles, por sua vez, podem deixar o sangue mais grosso, criando coágulos causadores da embolia pulmonar”, explica o pneumologista.

Coagulante como tratamento

O pneumologista João Moysés ressalta que o uso de anticoagulante no tratamento da Covid-19 tem se mostrado eficaz, já que evita que os pacientes criem os coágulos e, em consequência, também evita o surgimento de uma embolia pulmonar.

Contudo, o médico também alerta que o medicamento é para ser usado em pacientes com casos mais graves do novo coronavírus e deve sempre ser receitado por um médico.

Prevenção

Ainda segundo João Moysés, os casos mais leves da Covid-19 podem prevenir o aparecimento da embolia pulmonar estando em casa e sem o uso de medicamentos.

”Os que estão em casa, com casos leves, podem diminuir os riscos evitando a obesidade, o uso de anticoncepcional e hormônio e a falta de exercício físico”, comentou o pneumologista durante a entrevista ao Isso é Bahia.

Logo, é recomendado que pessoas com Covid-19 procurem fazer uma dieta, mantendo a alimentação saudável, façam exercícios físicos, mesmo dentro de casa, e entrem em contato com um médico para saber se é possível parar o uso de anticoncepcionais ou hormônios.

”Embolia pulmonar é uma doença de alta mortalidade, não tratada ela pode atingir até 30% dos pacientes. Até tratando, ela tem uma taxa de mortalidade considerada alta, que é de 8%. Por isso é importante prevenir”, conclui João Moysés. Com informações do A Tarde

Mais 11 cidades baianas têm transporte suspenso através de decreto estadual; total chega a 182

/ Bahia

América Dourada, Barro Preto, Caetité, Cocos, Condeúba, Itaguaçu da Bahia, Itiúba, Miguel Calmon, Paratinga, Riachão do Jacuípe e Saúde terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quinta-feira (21). Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (20). O decreto também autoriza a retomada do transporte em Presidente Jânio Quadros, São Felipe e Serrolândia, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Morre no Hospital Prado Valadares o Subcomandante da Cipe Central, vítima de Covid-19

/ Jequié

Marcelo de Souza Moura, 41 anos

A Companhia Independente de Policiamento Especializado – Cipe Central, unidade militar instalada em Jequié, perdeu nesta quarta-feira (20) um de seus integrantes para a Covid-19.

Faleceu durante a madrugada, no Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, onde estava internado desde o dia (05) de maio, o Capitão e Subcomandante da Cipe, Marcelo de Souza Moura, 41 anos, casado com uma policial militar e pai de um garoto.

Capitão Moura, que era classificado pela corporação, tinha comorbidades e foi transferido a Unidade de Terapia Intensiva do HGPV dois dias após dá entrada na unidade hospitalar. Segundo informações, o quadro de insuficiência respiratória do paciente se agravou, evoluindo para o óbito nesta quarta. Ele era natural de Salvador, onde será sepultado.

O seu falecimento foi comunicado nesta manhã pelo Comandante da Cipe Central, o Major Fábio Rodrigo: ”É com imenso pesar que informamos o falecimento do Capitão PM Marcelo de Souza Moura, Subcomandante desta CIPE CENTRAL na madrugada de hoje, 20/05/2020, vítima do COVID-19. HOMEM íntegro, AMIGO, pai de um garoto, Esposo de uma honrada policial militar e um filho formidável! Profissional dedicado ao extremo a causa e a missão Policial Militar, condição essa que o rendeu o título de OFICIAL PADRÃO da CIPE CENTRAL no ano de 2019. Meu irmão, CAMARADA e Subcomandante” lamentou o Comandante.