Prefeito de Santa Inês confirma o primeiro caso importado do novo coronavírus

Emerson Eloi anuncia caso de coronavírus. Foto: Rede social

O prefeito Emerson Eloi (PT), de Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá, usou as redes sociais na noite desta quarta-feira (20), para anunciar a ocorrência do primeiro caso do novo coronavírus.

Contudo, o gestor revela que trata-se de um caso importado, cujo paciente, embora seja um morador da cidade, encontra-se internado em um hospital de referência da região.

Emerson revelou ainda que o paciente teria recorrido ao hospital em busca de atendimento médico por outro problema e, depois de dias internado, conforme disse o prefeito, foi constatado que a pessoa teria contraído o vírus e o município foi notificado.

Adotando medidas duras em Santa Inês, inclusive com barreiras sanitárias desde o início da pandemia Emerson Eloi apelou em um vídeo pelo isolamento social. ”Fatalmente, isso vai chegar a todos os luares, infelizmente. Mas nós precisamos fazer a nossa parte. A gente vê pelas ruas pessoas que desacreditam. Use máscara, fica em casa, tenha consciência, pessoal”, apelou.

Ex-prefeito de Cravolândia é denunciado na Justiça Federal por ato de improbidade administrativa

/ Justiça

Quem continua na mira do Ministério Público Federal (MPF) é o ex-prefeito de Cravolândia, no Vale do Jiquiriçá, Naelson de Souza Lemos. A Procuradoria da República em Jequié apresentou à Justiça Federal da Vara Única da Subseção Judiciária de Jequié, Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa ajuizada pelo Município de Cravolândia em face de Naelson de Souza Lemos na gestão dele à frente da Prefeitura, ter recebeu a importância de R$3.595.888,931, a título de precatórios do FUNDEF, porém, segundo o MPF, a tal valor não foi dada a correta aplicação (no caso, manutenção e desenvolvimento da educação).

Informa o MPF que, após os devidos trâmites processuais, a sentença de improcedência da primeira instância foi reformada pelo Tribunal Regional Federal de 1ª Região (TRF-1) e os pedidos foram julgados procedentes, condenando a União a pagar ao Município de Cravolândia as diferenças a título de complementação do FUNDEF. Inadmitidos os recursos especial e extraordinário, houve o trânsito em julgado. ”Registre-se que os fatos em questão foram objeto de diversos procedimentos investigatórios no âmbito desta Procuradoria da República e também processos judiciais perante esta SSJ”. E acrescenta: ”As investigações sobre a questão foram inicialmente acompanhadas por meio do Inquérito Civil 1.14.008.000196/2015-14, que objetiva verificar a regular aplicação dos recursos decorrentes de precatórios referentes a condenações da União ao pagamento de diferenças na complementação do FUNDEF nos Municípios sob atribuição desta SSJ”.

Em resposta ao MPF datada em 17 de dezembro de 2015, o próprio gestor municipal de Cravolândia, informou, segundo o PMF, que haveria o recebimento destas verbas e que aguardaria pronunciamento da Justiça Federal acerca da destinação dos recursos exclusivamente na área de educação. Posteriormente, em maio de 2016, foi expedida recomendação (nº05/2016) ao gestor, para que aplicasse as verbas decorrentes do Precatório integralmente na manutenção e desenvolvimento do ensino.

Segundo a Procuradoria da República em Jequié, a recomendação foi recebida no dia 31.05.2016 pela Chefia de Gabinete do Prefeito. ”Diante da omissão do gestor em manifestar claramente acatamento ou não aos termos da recomendação, vez que se limitou a informar (em 03.06.2016) que formulou consulta ao TCM/BA e que estaria ”atento ao quanto aduzido na recomendação nº 05/2016”, o MPF ajuizou, em 21.06.2016 a Ação Civil Pública de nº 0004651-21.2016.4.01.3308 com o intuito de assegurar a correta aplicação dos mencionados recursos públicos federais na área da Educação”. O MPF conclui que houve parcial desvio de finalidade das verbas.

Jequié antecipa para 18h toque de recolher e volta a proibir abertura de templos religiosos

/ Jequié

Polícia Militar circula para fazer cumprir decreto. Foto: BMFrahm

Em novo decreto, de Nº 20.509, a Prefeitura de Jequié alterou, nesta quarta-feira (20), o horário de restrição da circulação de pessoas, incluindo distritos e povoados, para tentar conter o avanço do coronavírus no município, que até esta quarta registrou 201 casos, com 04 óbitos.

A restrição da circulação de pessoas nas vias públicas, que antes era das 20h ás 05h agora começa a partir das 18h, cuja decisão foi tomada pelo prefeito Sérgio da Gameleira com anuência do governador Rui Costa, que sugeriu o toque de recolher.

O decreto explicitou que os transeuntes estão sujeitos à abordagem policial e encaminhamento às suas residências em caso de descumprimento. Também houve mudança no horário de funcionamento de estabelecimentos comerciais, ficando os serviços essenciais autorizados até as 18h. Está mantida a proibição do consumo de bebidas alcoólicas em vias e espaços públicos de Jequié.

Na semana anterior, o prefeito havia flexibilizado o funcionamento de igrejas, com autorização para realização de cultos e missas ao domingos,  mas os ambientes religiosos voltarão a não poder promover ocasiões de culto, missa, palestras ou reuniões coletivas.

 

Leia abaixo trecho do decreto

A Prefeitura de Jequié, tendo em vista o disposto na Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020 e na Portaria MS/GM nº 356 de 11 de março de 2020, considerando a urgente necessidade de mitigação de disseminação da doença em face dos elevados riscos de saúde pública; considerando a imposição de decretos municipais em regime de urgência e a necessidade de consolidação geral das normas editadas no referido período de pandemia da Covid-19; considerando que até a presente data, o Município de Jequié já confirmou 182 (cento e oitenta e dois casos) casos da Covid-19; considerando a necessidade de se estabelecer um plano de resposta efetiva para tentar conter a curva de crescimento do contágio do Coronavírus; considerando as orientações diretas da Secretaria de Saúde do estado da Bahia (SESAB) e do Governo do Estado da Bahia para que seja controlada a disseminação do vírus no município de Jequié, publicou, na tarde desta quarta-feira, 20, o Decreto Municipal Nº 20.509 que, entre outras providências, institui a restrição de circulação de pessoas, já estabelecida no município de Jequié, inclusive nos seus distritos e povoados, passando a vigorar das 18h até às 5h, ficando todos sujeitos à abordagem policial e encaminhamento às suas residências em caso de descumprimento. O novo Decreto entra em vigor a partir desta quinta-feira, 21 de maio, e tem vigência até o fim do dia 25 de maio, podendo ser renovado, modificado ou revogado a qualquer tempo por ato próprio.

Jaguaquara não registrou casos de Covid-19 nas últimas 24h; comércio tem 60 dias com restrições

/ Jaguaquara

Jaguaquara segue com medidas restritivas. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jaguaquara não emitiu boletim epidemiológico nesta quarta-feira (20), e o município se mantém com 16 casos confirmados do novo coronavírus. Destes, 07 são considerados recuperados pela. Secretaria Municipal de Saúde.

A chegada da Covid-19 ao maior município do Vale do Jiquiriçá mudou a rotina, exigindo adaptação da população para evitar a proliferação do vírus. Desde o início da pandemia, decretos são publicados pela Prefeitura, com medidas restritivas, inclusive impondo regras no funcionamento do comércio, com a deliberação, por meio de decretos do prefeito Giuliano Martinelli pelo escalonamento, com os estabelecimentos funcionando em dias alternados e horário reduzido, dependendo ainda da área de atuação.

Bares, restaurantes, pizzarias e outros do seguimento só funcionam com o sistema de delivery. Academias estão fechadas. Os comerciantes dizem sentir os impactos causados pela crise do novo coronavírus, as autoridades dizem ser fundamental manter o isolamento social.

Jequié mantém curva ascendente de Covid-19, chegando a 201 casos confirmados

/ Jequié

Jequié registrou mais 1 óbito, no HGPV. Foto: Blog Marcos Frahm

Jequié continua mantendo o ritmo crescente de novos casos positivos da Covid-19. A Prefeitura de Jequié, divulgou, nesta quarta-feira (20), o novo boletim epidemiológico do coronavírus, atualizado às 19h, que registrou mais um óbito: Um paciente que teve primeiros sintomas da doença no dia 2 de maio e, após evolução do estado sintomático, foi internado no Hospital Geral Prado Valadares, no dia 5 de maio, não resistindo.

Trata-se do subcomandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado – Cipe Central, o Capitão Marcelo de Souza Moura, 41 ano, que evoluiu para o óbito durante a madrugada de hoje.

O Boletim registra, também, mais 19 casos confirmados da doença, perfazendo um total de 201 casos positivos. Destes, 119 foram diagnosticados por meio do método laboratorial RT-PCR. 83 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Os que estão em quarentena somam, hoje, 1116 pessoas.

Boletim Epidemiológico: Bahia tem 11.197 casos confirmados de Covid-19 e 362 óbitos

/ Bahia

A Bahia registra 11.197 casos confirmados de Covid-19, o que representa 17,43% do total de casos notificados no estado e 362 óbitos. Cumpre ressaltar que, desde o dia 19 de maio, 2.377 casos confirmados aguardam validação dos municípios.

Considerando o número de 11.197 casos confirmados, 3.216 recuperados e 362 óbitos, 7.619 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 1.744 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 222 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (60,44%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (3.703,88), Itabuna (2.954,65), Ipiaú (2.833,91), Ilhéus (2.814,88) e Salvador (1.855,97).

O boletim epidemiológico registra 30.597 casos descartados e 64.243 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.365 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 688 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 50%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 547 leitos exclusivos para o coronavírus, 327 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 59,8%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 38.694 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 20 de maio de 2020. Atualmente, 3.653 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 362 mortes pelo novo coronavírus. Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 18 horas desta quarta-feira (20).

327º óbito – mulher, 79 anos, residente em Ibirapitanga, comorbidade obesidade, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Vitória da Conquista.

328º óbito – mulher, 65 anos, residente em Coaraci, sem informação de comorbidade, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública em Itabuna.

329º óbito – homem, 62 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 09/05, em unidade da rede pública em Salvador.

330º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, comorbidade doença cardíaca crônica, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública em Salvador.

331º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, comorbidades doença cardiovascular, doença neurológica crônica, veio a óbito dia 18/05, em unidade da rede privada em Salvador.

332º óbito – mulher, 72 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Salvador.

333º óbito – mulher, 96 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 10/05, em unidade da rede pública em Salvador.

334º óbito – mulher, 57 anos, residente em Salvador, comorbidades obesidade e diabetes, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Salvador.

335º óbito – homem, 91 anos, residente em Manoel Vitorino, comorbidades não informadas, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Ilhéus.

336º óbito – homem, 53 anos, residente em São Francisco do Conde, comorbidade sequela de AVC, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública em Salvador.

337º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 13/05, em unidade da rede pública em Salvador.

338º óbito – mulher, 69 anos, residente em Uruçuca, comorbidades hipertensão arterial, diabetes, AVC, síndrome de imobilidade, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Salvador.

339º óbito – homem, 46 anos, residente em Ipiaú, comorbidade diabetes, veio a óbito dia 15/05, em unidade da rede pública, em Salvador.

340º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 12/05, em unidade da rede pública em Salvador.

341º óbito – mulher, 85 anos, sem comorbidades, residente em Salvador, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede privada em Salvador.

342ª óbito – homem, 90 anos, residente em Salvador, comorbidade doença de Alzheimer e diabetes, veio a óbito dia 18/05, em unidade da rede privada em Salvador.

343º óbito – mulher, 69 anos, residente em Amargosa, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 13/05, em unidade da rede pública em Amargosa.

344º óbito – homem, 42 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 19/05, em unidade da rede privada em Salvador.

345º óbito – homem, 44 anos, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 17/05, em unidade da rede privada em Salvador.

346º óbito – mulher, 54 anos, comorbidade doença cardiovascular, veio a óbito dia 19/05, em unidade da rede privada em Salvador.

347º óbito – mulher, 46 anos, residente em Feira de Santana, comorbidades hipertensão arterial e obesidade, veio a óbito dia 19/05, em hospital da rede pública em Salvador.

348º óbito – homem, 63 anos, residente em Iaçu, comorbidades diabetes e doença cardiovascular, veio a óbito dia 14/05 em hospital da rede pública em Iaçu.

349º óbito – homem, 74 anos, residente em Iaçu, sem comorbidades, veio a óbito dia 15/05, em hospital da rede pública em Iaçu.

350º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, comorbidades obesidade e diabetes, veio a óbito dia 07/05, em hospital da rede pública em Salvador.

351º óbito – homem, 56 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão, veio a óbito dia 15/05, em hospital da rede pública em Salvador.

352º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão, veio a óbito dia 17/05, em hospital da rede pública em Salvador.

353º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, comorbidade diabetes, veio a óbito dia 07/05, em hospital da rede pública em Salvador.

354º óbito – mulher, 92 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 18/05, em hospital filantrópico em Salvador.

355º óbito – mulher, 65 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 13/05, em unidade da rede pública em Salvador.

356º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública em Salvador.

357º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, comorbidade neoplasia, veio a óbito dia 12/05, em hospital da rede pública em Salvador.

358º óbito – homem, 57 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 20/05, em hospital da rede particular em Salvador.

359º óbito – mulher, 69 anos, residente em Salvador, comorbidades doenças cardiovasculares, veio a óbito dia 13/05, em hospital da rede pública em Salvador.

360º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, comorbidade Doença de Parkinson, veio a óbito dia 08/05, em hospital da rede pública em Salvador.

361º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes e doenças cardiovasculares, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede pública em Salvador.

362º óbito – mulher, 94 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede pública em Salvador.

Faixa etária

Quanto ao sexo dos casos confirmados, 43,41% foram do sexo feminino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 24,29% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 e mais (1.237,70/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos (1.185,64/1.000.000 habitantes).

Segundo teste do secretário de Segurança, Maurício Barbosa, deu negativo para coronavírus

/ Bahia

Maurício Barbosa fez novo teste para Covid-19. Foto: SSP/BAA

Após um primeiro exame ter apresentado resultado inconclusivo, o secretário de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), Maurício Barbosa realizou novos exames e recebeu a informação de que não está contaminado com a Covid-19. A retificação veio da assessoria de comunicação da SSP, diferentemente do que foi informado pelo governador Rui Costa (PT) em seu programa Papo Correria de terça-feira (19).

Em nota, a assessoria garantiu que Barbosa adotou o isolamento por precaução. A pasta confirmou, nesta quarta-feira (20), que o segundo exame, realizado na rede pública, deu negativo. A medida foi tomada após Barbosa ter contato com pessoas que apresentaram sintomas da doença. O resultado de um novo teste, feito na rede privada, deve ficar pronto hoje, ratificando o diagnóstico negativo.

Governo do Estado recebe 159 respiradores para utilização na capital e interior contra Covid-19

/ Bahia

Rui vai ao aeroporto receber respiradores. Foto: Fernando Vivas

O Governo da Bahia recebeu uma carga com 159 respiradores mecânicos, na noite desta quarta-feira (20). O material foi desembarcado no terminal de cargas da empresa Latam em Salvador e encaminhado a um depósito para posterior esterilização. O governador Rui Costa acompanhou o desembarque dos equipamentos presencialmente.

”Com esses respiradores, nós vamos montar leitos de UTI. São respiradores que, a partir de amanhã [21], começam a ser distribuídos nas nossas unidades hospitalares em Salvador e no interior do estado, em várias regiões”, afirmou Rui durante live nas redes sociais direto do aeroporto.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, os equipamentos foram comprados de uma empresa do Rio Grande do Sul e embarcados na tarde desta quarta-feira (20) na cidade de Navegantes, em Santa Catarina. ”Esses equipamentos serão distribuídos para todas as unidades da capital e interior do estado. Os respiradores foram fabricados no Brasil e têm capacidade para ventilar todos os pacientes de coronavírus, incluindo adultos, crianças e recém-natos, e também servem para transportar pacientes de uma unidade hospitalar para outra”, explicou Vilas-Boas.

Ainda segundo o secretário, a Bahia investiu mais de R$ 3,5 milhões na aquisição dos respiradores. ”As partes móveis desses equipamentos serão submetidas a esterilização amanhã e no mesmo dia serão distribuídos para as unidades de saúde. A nossa previsão é de que já estejam em funcionamento na noite desta quinta-feira [21]”.

Além do material recebido na noite desta quarta-feira (20), outras duas aquisições de respiradores devem chegar ao estado nos próximos dias. Uma das compras foi feita pelo Governo do Estado e outra pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), totalizando 110 respiradores que virão da China. A outra compra foi feita com fornecedor da Inglaterra e tem previsão de chegada no início da próxima semana.

A gestão estadual também deve receber uma nova leva de 200 monitores, equipamentos utilizados em conjunto com os respiradores, até o dia 10 de junho. Na última terça-feira (19), o Estado recebeu 100 monitores que já foram distribuídos para as unidades de saúde.

Ministério da Educação decide adiar Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por 30 a 60 dias

/ Educação

Ministro da Educação, Abraham Weintraub. Foto: Gabriel Jabur

O Ministério da Educação (MEC) decidiu adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 em função dos impactos da pandemia do novo coronavírus. ”As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais”, diz nota conjunta do MEC e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O cronograma inicial previa a aplicação do Enem 2020 impresso nos dias 1º e 8 de novembro. Já os participantes da versão digital, fariam a prova nos dias 11 e 18 de outubro. mais de 3,5 milhões de candidatos se inscreveram para o exame.

Para definir a nova data, o Inep promoverá uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio.

Mais cedo, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, mencionou um possível adiamento do Enem, pelas redes sociais. Em sua conta no Twitter, ele informou que a decisão ocorre “diante dos recentes acontecimentos no Congresso” e após conversas com líderes do centrão.

A Câmara dos Deputados está pautada para votar hoje requerimento de urgência para a votação do projeto de lei (PL) 2623/2020, que adia o Enem enquanto durarem as medidas sanitárias emergenciais decorrentes da pandemia do novo coronavírus, mas com o adiamento anunciado pelo próprio MEC, há a possibilidade de a pauta ser derrubada.

Justiça

A realização do Enem também foi alvo de questionamentos judiciais. Nesta segunda-feira (18) a Defensoria Pública da União (DPU) entrou com recurso no Tribunal Regional Federal da 3ª Região pedindo que a decisão de manter o exame durante a pandemia do novo coronavírus seja revista.

Em abril, o órgão conseguiu uma liminar favorável ao adiamento das datas da prova, mas a medida foi derrubada pelo desembargador Antônio Cedenho atendendo a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU).

Ex-presidente Lula pede desculpas após agradecer a natureza por pandemia da Covid-19

/ Política

”Usei uma frase totalmente infeliz”,disse Lula. Foto: Reprodução

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) pediu desculpas na tarde desta quarta-feira (20) por ter dito que o surgimento da pandemia do coronavírus foi uma maneira positiva de alerta para o atual governo.

”Usei uma frase totalmente infeliz. E a palavra desculpa foi feita pra gente usar com muita humildade. Se algum dos 200 milhões de brasileiros ficou ofendido, peço desculpas. Sei o sofrimento que causa a pandemia, a dor de ter os parentes enterrados sem poder acompanhar”, afirmou.

Ministro do STJ critica Jair Bolsonaro e fala em ”desgoverno” contra o coronavírus

/ Justiça

Rogerio Schietti Cruz critica conduta de Bolsonaro. Foto: Estadão

Em decisão proferida nesta quarta (20), o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Rogerio Schietti Cruz criticou a conduta do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia do coronavírus e afirmou que a área de saúde federal vive um ”desgoverno”.

O magistrado fala em ”necropolítica” e questiona iniciativas que estão sendo tomadas com desprezo à ciência, às instituições e às pessoas apesar do agravamento do quadro sanitário.

”[…] boa parte dessa realidade se pode creditar ao comportamento de quem, em um momento como este, deveria deixar de lado suas opiniões pessoais, seus antagonismos políticos, suas questões familiares e suas desavenças ideológicas, em prol da construção de uma unidade nacional.”

”O recado transmitido é, todavia, de confronto, de desprezo à ciência e às instituições e pessoas que se dedicam à pesquisa, de silêncio ou até de pilhéria diante de tragédias diárias”, escreveu o magistrado.

”É a reprodução de uma espécie de necropolítica, de uma violência sistêmica, que se associa à já vergonhosa violência física, direta (que nos situa em patamares ignominiosos no cenário mundial) e à violência ideológica, mais silenciosa, porém igualmente perversa, e que se expressa nas manifestações de racismo, de misoginia, de discriminação sexual e intolerância a grupos minoritários.”

As afirmações foram feitas em decisão em que nega pedido de habeas corpus coletivo impetrado pela deputada estadual Clarissa Tércio (PSC). Ela queria derrubar o ”lockdown” no estado. Pernambuco é quinto com mais casos de Covid-19, depois de SP, RJ, CE e AM. O governador Paulo Câmara (PSB) é um dos infectados.

A parlamentar pediu à Justiça a liberação do fluxo de pessoas e a abertura das atividades econômicas, o que foi rechaçado pelo juiz. Ele afirmou que a deputada ”parece ignorar o que acontece, atualmente, em nosso país”.

”[…] continua o país (des)governado na área de saúde – já se vão 6 dias sem um titular da pasta – mercê das iniciativas nem sempre coordenadas dos governos regionais e municipais, carentes de uma voz nacional que exerça o papel que se espera de um líder democraticamente eleito e, portanto, responsável pelo bem-estar e saúde de toda a população, inclusive da que não o apoiou ou apoia”.

Em conversa com jornalistas da Chapada, Rui Costa anuncia novos leitos de UTI para a região

/ Bahia

Rui conversa com jornalistas da Chapada. Foto: Carol Garcia

Uma coletiva de imprensa online reuniu o governador Rui Costa e jornalistas que atuam na Chapada Diamantina, no início da tarde desta quarta-feira (20). Transmitido pelas redes sociais e retransmitido por uma série de emissoras de rádio do interior, o encontro virtual tratou das medidas específicas para a região implantadas pelo Estado, para conter o avanço do novo coronavírus, inclusive a montagem de novos leitos exclusivos para o tratamento da doença.

O Estado vai viabilizar na região novos leitos exclusivos para pacientes com suspeita ou que testarem positivo para a Covid-19, conforme explicou Rui. ”Determinamos a contratação de um hospital privado para ofertar leitos extras de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), em Itaberaba e região. Estes leitos irão se somar a outros existentes na região, como por exemplo aos do Hospital Regional da Chapada, em Seabra, que atualmente dedica exclusivamente 33 leitos para tratamento da Covid-19”, contabilizou.

Além disso, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Itaberaba será transformada em um centro de triagem regional. ”Em parceria com o prefeito Ricardo, estamos montando uma linha de ação em que a UPA ficará focada em recepcionar pacientes com suspeita e casos confirmados de coronavírus, facilitando a classificação, manejo clínico, estabilização e, caso necessário, regulação para unidades de maior complexidade”, detalhou Rui, que ainda ressaltou que a Emergência, instalada na UPA, será mudada de lugar. ”Dessa forma, pessoas que necessitem de outros serviços de saúde não terão contato com os pacientes suspeitos e confirmados”, avaliou o governador.

Leitos em toda a Bahia e cloroquina

Perguntado sobre a abertura de leitos de UTI, em todo o território estadual, Rui explicou que os equipamentos começaram a chegar, mas ainda há alguns impedimentos. ”Vamos receber hoje [dia 20 de maio] 159 respiradores e 100 monitores e amanhã [dia 21 de maio] devemos receber outros 60 respiradores. Desta forma, poderemos abrir 219 leitos de UTI, mas começamos a esbarrar em obstáculos para formar novas equipes médicas. Estamos conseguindo equipamentos, temos unidades novas, entretanto ainda não temos profissionais para preencher todos os plantões necessários”, destacou.

Sobre o protocolo de utilização da cloroquina e substâncias similares, o governador foi enfático. ”Na Bahia, quem define quais medicamentos serão administrados em cada paciente é o médico. Na Bahia, político não passa receita médica, a não ser que ele tenha formação para isso. É triste ver políticos ignorando a ciência e a medicina e fazendo piada sobre a morte de brasileiros”, ressaltou.

Além dos jornalistas da Chapada, profissionais da imprensa de outras regiões do estado e internautas também acompanharam a coletiva de imprensa.

 

Guedes admite prorrogar auxílio emergencial por um ou dois meses, mas com valor de R$ 200

/ Economia

Ministro fala em estender o auxílio. Andrade/Ascom/ME

O ministro Paulo Guedes (Economia) admite a possibilidade de estender a concessão do auxílio emergencial, voltado principalmente a trabalhadores informais, por um ou dois meses. Guedes, no entanto, defende que o valor de R$ 600 seja cortado para R$ 200.

O auxílio foi criado para durar apenas três meses, com valores concedidos em abril, maio e junho. Com a prorrogação por dois meses, permaneceria até agosto. O discurso pela prorrogação representa uma mudança de posição da equipe econômica, antes contrária à extensão da medida. Mesmo assim, a redução do montante concedido é defendida como fundamental.

Guedes defende a redução do valor por causa das limitações das contas públicas. O ministro propôs uma ajuda de R$ 200 no começo da pandemia, mas o governo aceitou elevar o montante para R$ 600 após pressões do Congresso. “Se voltar para R$ 200 quem sabe não dá para estender um mês ou dois? R$ 600 não dá”, disse Guedes em reunião com empresários na terça-feira (19).

”O que a sociedade prefere, um mês de R$ 600 ou três de R$ 200? É esse tipo de conta que estamos fazendo. É possível que aconteça uma extensão. Mas será que temos dinheiro para uma extensão a R$ 600? Acho que não”, afirmou o ministro.

Para Guedes, o benefício não poderia ser maior que R$ 200 porque esse é o valor pago aos beneficiários do Bolsa Família, que de forma geral são mais vulneráveis que trabalhadores informais. ”Se o Bolsa Família é R$ 200, não posso pagar mais que isso a um chofer de táxi no Sudeste”, disse.

O titular da equipe econômica ainda defende um equilíbrio na medida também por, segundo ele, haver risco de as pessoas não trabalharem mais e faltarem produtos nas prateleiras.

”Se falarmos que vai ter mais três meses, mais três meses, mais três meses, aí ninguém trabalha. Ninguém sai de casa e o isolamento vai ser de oito anos porque a vida está boa, está tudo tranquilo. E aí vamos morrer de fome do outro lado. É o meu pavor, a prateleira vazia”, disse.

”Eu estou jogando dinheiro, não tem problema. Agora, a prateleira vai estar vazia porque vão parar de produzir. Então tem um equilíbrio delicado que a gente tem que seguir”, afirmou.

Cantor Péricles é internado com infecção urinária e desmente possibilidade de Covid-19

/ Saúde

Péricles foi internado com infecção urinária. Foto: Reprodução

O cantor Péricles deu entrada no hospital Vila Nova Star, na Zona Sul da capital paulista, na última segunda-feira (18), com um quadro de infecção urinária.

A internação foi confirmada pela equipe do sambista, que logo em seguida usou as redes sociais para tranquilizar os fãs. O cantor também aproveitou para desmentir que teve sintomas da Covid-19.

”Fiquem tranquilos que eu estou bem. Eu precisei me internar por causa de uma infecção urinária que me pegou meio desprevenido. Ficou meio chato, mas estou bem. Olha o quarto onde estou. Está tudo beleza. Não tenho nada ligado em mim. Os acessos são para tomar medicamentos. Está tudo ótimo. Não tive falta de ar”.

De acordo com a assessoria de Péricles, foi uma escolha dos médicos tratar o artista no hospital. Ele deve receber alta nos próximos dias.