Vitória da Conquista deve receber R$ 17,7 milhões investimentos, diz João Leão

/ Economia

Secretário, Leão anuncia investimentos. Foto: Ascom SDE

O município de Vitória da Conquista tem previsão de receber R$ 17,7 milhões em investimentos privados, com a ampliação e modernização de duas empresas e implantação de um novo empreendimento. Os três protocolos de intenções foram assinados nesta segunda-feira (18), na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), pelo vice-governador e titular da pasta, João Leão.

”Além de garantir 195 empregos, os empreendimentos vão gerar 63 novas vagas de trabalho”, diz Leão. ”O trabalho de atração de investimentos não para. Temos nos esforçado para continuar alavancando a economia e gerando empregos. Eu sempre digo que empreendimentos que ampliam e modernizam são negócios que deram certo e continuam crescendo”, disse João Leão.

Os empreendimentos fazem parte do segmento plástico e pertencem ao grupo Chiacchio. A Cesbap Centro Sul Bahia Plástico vai investir R$ 6,2 milhões na ampliação de sua unidade industrial destinada à produção de tubos de polietileno, tubos e perfis de PVC e sua capacidade de produção terá um incremento de 500 toneladas/ano.

Já na ampliação da Plaschio Plásticos Chiacchio serão investidos R$ 10 milhões na produção de copos, pratos plásticos, tampas e potes plásticos recicláveis. O incremento na capacidade de produção será de 1 mil toneladas/ano.

Ministério Público abre investigação sobre vazamento de informações a Flávio Bolsonaro

/ Justiça

Senador Flávio Bolsonaro está na mira do MPF. Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal abriu investigação nesta segunda-feira (18), para apurar supostos vazamentos de informações da Polícia Federal na Operação Furna da Onça, deflagrada em novembro de 2018 e que levou à produção do relatório do Coaf relevado pelo Estadão que chegou ao ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, a Procuradoria também pediu o desarquivamento do inquérito policial da própria PF, conduzido após suspeitas de vazamentos ainda em 2018.

A investigação foi aberta após o ex-empresário Paulo Marinho revelar, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, que um delegado da PF Rio informou a equipe do então deputado estadual Flávio Bolsonaro que a Furna da Onça chegaria ao Queiroz e sua filha, que até então trabalhava no gabinete de Jair Bolsonaro, em Brasília.

O delegado teria sugerido que ambos fossem demitidos e disse que seguraria a operação para depois do segundo turno das eleições presidenciais. A Furna da Onça foi deflagrada uma semana depois do pleito, em novembro de 2018.

Ainda segundo a publicação, o procurador da República Eduardo Benones diz haver ‘notícias de novas provas que demandam atividade investigatória’ em relação a vazamentos da operação. Uma das primeiras medidas será ouvir, em depoimento, Paulo Marinho.

Jair Bolsonaro indica a aliados que pode demorar para escolher novo ministro da Saúde

/ Saúde

Bolsonaro ainda não escolheu novo ministro. Foto: Carolina Antunes

O presidente Jair Bolsonaro disse a aliados neste final de semana que não quer ser açodado na escolha do futuro ministro da Saúde que entrará no lugar de Nelson Teich, que pediu demissão na última sexta (15). Por isso, cresce entre assessores do presidente a avaliação de que o general Eduardo Pazuello, ministro interino, ficará à frente da pasta por pelo menos mais uma semana.

O presidente indica que, enquanto não tiver segurança na escolha, pode deixar Pazuello no comando até o fim da pandemia. Avalia que seria menos traumático do que ter de promover mais uma troca na chefia do ministério.

Nos últimos dias, mais nomes foram levados ao crivo de Bolsonaro. O pediatra e toxicologista Anthony Wong e o virologista Paolo Zanotto, professores da USP, passaram a ser citados como opções, apoiados pelo núcleo ligado ao clã Bolsonaro. Ambos já deram declarações favoráveis ao uso da cloroquina em casos leves de coronavírus.

Médicos consultados pelo Ministério da Saúde dizem que está pronta a nova diretriz da pasta que autoriza o uso da cloroquina em quadros leves de covid-19 mesmo sem evidências científicas que apontem eficácia. O documento segue o modelo do parecer do CFM (Conselho Federal de Medicina) e libera o remédio a critério médico e desde que o paciente seja informado dos riscos que corre. Com informações da Folha de SP

Boletim epidemiológico: Bahia tem 8.443 casos confirmados de Covid-19 e 295 óbitos

/ Saúde

A Bahia registra 8.443 casos confirmados de Covid-19. Considerando o número de 2.199 pacientes recuperados e 295 óbitos, 5.949 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 205 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (62,96%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Uruçuca (3.070,33), Itabuna (2.973,41), Ipiaú (2.790,31), Ilhéus (2.316,31) e Salvador (1.851,10). Na Bahia, 1.073 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

O boletim epidemiológico registra 23.511 casos descartados e 55.541 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam as notificações oficiais compiladas nos três sistemas oficiais do Ministério da Saúde (e-SUS VE, GAL e SIVEPGRIPE). Ressaltamos que os dados refletem casos confirmados laboratorialmente, bem como diagnósticos positivos por critério clínicos, testes rápidos e testes realizados em unidades privadas.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.229 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 646 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 53%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 513 leitos exclusivos para o coronavírus, 313 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 61%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 34.723 exames de vírus respiratórios, cujos resultados já foram liberados, no período de 1° de março a 17 de maio de 2020. Atualmente, 3.874 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

Faixa etária

A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 26,87% do total de casos. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos ou mais (1.014,83/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos 989,05/1.000.000 habitantes). Quanto ao gênero dos casos confirmados, 43,29% são do sexo masculino, 32,95% são do sexo feminino e 23,76% não se tem informação.

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 295 mortes pelo novo coronavírus. Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 18 horas deste domingo (17).

287º óbito – homem, 82 anos, residente em Alagoinhas, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito em 15 de maio, em unidade da rede pública na localidade de residência.

288º óbito – homem, 64 anos, residente em Ilhéus, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito em 05 de maio, em hospital filantrópico na localidade de residência.

289º óbito – mulher, 83 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito em 12 de maio, em domicílio.

290º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito em 12 de maio, em domicílio.

291º óbito – homem, 78 anos, residente em Ilhéus, com histórico de diabetes, doenças cardíacas crônicas e imunossupressão, veio a óbito em 11 de maio, em unidade da rede pública na localidade de residência.

292º óbito – homem, 96 anos, residente em Itabuna, com histórico de doenças cardíacas, respiratórias crônicas e diabetes, veio a óbito em 12 de maio, em unidade da rede pública na localidade de residência.

293º óbito – mulher, 52 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito em 2 de maio, em unidade da rede pública na localidade de residência.

294º óbito – mulher, 45 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito em 9 de maio, em unidade da rede pública na localidade de residência.

295º óbito – homem, 77 anos, residente em Salvador, com histórico de hipertensão arterial, veio a óbito em 17 de maio, em hospital da rede privada na capital baiana.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

Critérios para os exames da Covid-19

No Sistema Único de Saúde (SUS), a coleta de amostras para a realização do exame RT-PCR, que é o padrão ouro para a identificação do genoma viral, deve ocorrer em cinco situações: pacientes internados com suspeita de coronavírus, independente da gravidade; pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG); profissionais de saúde com síndrome gripal suspeitos de Covid-19 ou que tenham tido contato com casos confirmados de coronavírus, mesmo que assintomáticos; pacientes que foram a óbito com suspeita de Covid-19, cuja coleta não pôde ter sido realizada em vida; e em indivíduos institucionalizados durante investigação de surtos da doença.

Já o teste rápido, que detecta os anticorpos, deve ser utilizado em pacientes com quadro clínico-epidemiológico compatível com a Covid-19; profissionais de segurança pública e de saúde em atividade, independente de sintomas; contato domiciliar de profissional de saúde ou de segurança pública em atividade, independente dos sintomas; pessoas com 60 anos ou mais, sintomáticos ou não, residentes em instituições de longa permanência de idosos ou portadores de comorbidades de risco para complicação da Covid-19.

Caixa Econômica Federal começa a pagar hoje segunda parcela de auxílio emergencial

/ Economia

A Caixa Econômica Federal começará a pagar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a partir de hoje (18). Ao todo, cerca de 50 milhões de pessoas estão inscritas no programa. O benefício é pago para trabalhadores informais e pessoas de baixa renda, inscritos do cadastro social do governo e no Bolsa Família.

O calendário está dividido conforme as datas habituais de pagamento para quem integra o Programa Bolsa Família e de acordo com o mês de nascimento para as demais pessoas que têm direito a receber o benefício.

Os primeiros a receber são os beneficiários do Programa Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) final 1. Amanhã será a vez dos beneficiários com NIS final 2. O crédito segue sendo feito nessa ordem, de um NIS por dia, menos no fim de semana, até o número zero, que será pago no dia 29 deste mês. São 1,9 milhão de pessoas recebendo o auxílio diariamente e podendo sacar o benefício pelo cartão do Bolsa Família, segundo o Ministério da Cidadania.

A partir da próxima quarta-feira (20), começa o crédito nas contas sociais digitais da Caixa para as pessoas que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro e que não estão no grupo do Bolsa Família. No dia seguinte, o pagamento será para quem nasceu em março e abril, e assim por diante, saltando o domingo (24).

Saques
O calendário para saques da segunda parcela é diferente do calendário do crédito nas contas digitais e tem início em 30 de maio (um sábado), para os nascidos em janeiro. No dia 1º de junho, os saques serão permitidos para quem nasceu em fevereiro, seguindo nessa ordem até 13 de junho para os nascidos em dezembro. Ressaltando que no dia 7 de junho (domingo) não há saques.