Carreta que transportava produtos diversos tomba na Serra do Mutum e carga é saqueada

/ Jaguaquara

Parte da carga foi saqueada por populares. Fotos: Blog Marcos Frahm

Uma carreta que transportava produtos diversos e que teria saído de Guarulhos/SP com destino a Fortaleza/CE tombou na noite deste sábado (16) após cair na sargeta às margens da BR-116, na altura do KM 642, na Serra do Mutum, trecho do município de Jaguaquara.

De acordo com informações do motorista ao Blog Marcos Frahm, o acidente ocorreu por volta das 22h de sábado, e ele nada sofreu.

Momentos após o tombamento vazou informações nas redes sociais e o fato atraiu populares ao local, inclusive saqueadores, que saquearam parte da carga, segundo informou a Polícia Rodoviária Federal – PRF, que quando chegou ao local moradores da região já teriam praticado o saque.

Carreta tombou às margens da estrada e o motorista saiu ileso

A carreta transportava produtos como: peças e pneus de carro, utensilios plásticos, papeis e outros.

Até a tarde deste domingo, o veículo permanecia no local aguardando o fechamento da pista de rolamento para ser removido. A empresa responsável pela carga acionou seguranças particulares para evitar o saque completo da carga.

Aulas permanecem suspensas por mais 30 dias em Jequié; eventos religiosos só aos domingos

/ Jequié

Em decreto, Prefeitura mantém suspensão de aulas. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Jequié decidiu através do Decreto 20.501 prorrogar por mais trinta dias a suspensão das aulas nas escolas da rede pública e privada municipal em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Eventos religiosos – Mesmo com o Decreto Municipal nº 20.501 de 14/05/2020, permitir apenas aos domingos das 7h às 19h e para menores de 60 anos, a realização de reuniões religiosas em igrejas, templos, centros espíritas e demais locais, a administração da Diocese de Jequié divulgou decisão dando conta de  que as igrejas católicas não vão aderir ao decreto neste domingo (17), permanecerão com missas online.

O ecreto disciplina que nas manifestações religiosas sejam observado limite de 20% da capacidade do local, com distância mínima de 1,5m (um metro e meio) entre os participantes.

No Parágrafo Único do Decreto, é determinado que os atendimentos espirituais individuais poderão continuar ocorrendo conforme já estabelecido em decretos anteriores, todos os dias da semana, observado o toque de recolher entre 20h e 5h.

A Ordem dos Pastores Evangélicos de Jequié (OPEJ) e o Movimento Espírita de Jequié, não se manifestaram oficialmente sobre a flexibilização municipal, enquanto a prefeitura não forneceu detalhes de como será a fiscalização. Com informações do Jequié Repórter

Governo entrega ambulâncias para reforçar o combate a Covid em Jaguaquara, Jequié e Ipiaú

/ Saúde

Ambulâncias contemplam vários municípios. Foto: Divulgação/Sesab

Vinte e quatro municípios do interior da Bahia com Unidades de Pronto Atendimento (UPA) dedicadas a pacientes suspeitos de coronavírus (Covid-19) receberão 26 ambulâncias do Governo do Estado. A ação reforça o combate à epidemia e dá mais segurança e agilidade, caso haja necessidade de transferências para unidades de maior complexidade.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, afirma que foram investidos cerca de R$ 4 milhões na aquisição dos veículos do tipo picape. ”Já entregamos 12 unidades e, nesta semana, faremos as demais entregas, que foram uma determinação do governador Rui Costa”, ressalta o secretário.

Os municípios contemplados são: Jaguaquara, Jequié, Ipiaú, Alagoinhas, Barreiras, Brumado, Camacan, Conceição do Coité, Cruz das Almas, Esplanada, Gandu, Ilhéus, Irecê, Itabuna, Itacaré, Juazeiro, Lauro de Freitas, Morro de Chapéu, Paulo Afonso, Porto Seguro, Santa Maria da Vitória, Serrinha, Tucano e Itaparica.

Brasil tem 4,8 milhões de crianças e adolescentes sem internet em casa, diz pesquisa

/ Tecnologia

No Brasil, 4,8 milhões de crianças e adolescentes, na faixa de 9 a 17 anos, não têm acesso à internet em casa. Eles correspondem a 17% de todos os brasileiros nessa faixa etária. Os dados, divulgados na semana passada semana pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), fazem parte da pesquisa TIC Kids Online 2019, que será lançada na íntegra em junho.

O levantamento é feito pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br). Os dados foram solicitados pelo Unicef para medir, em meio à pandemia do novo coronavírus, causador da covid-19, quantas crianças e adolescentes estão sem acesso a aulas online e a outros conteúdos da internet que garantam a continuidade do aprendizado.

”A gente está em um momento de crise, uma crise aguda em função da pandemia, que vai ter impacto na vida das crianças e adolescentes, como um todo. Do ponto de vista da educação, a gente está com uma questão séria: o que é preciso fazer para que essas crianças e adolescentes tenham acesso a algum tipo de aprendizagem”, diz o chefe de Educação do Unicef, Ítalo Dutra.

Segundo Dutra, a pandemia evidencia desigualdades que já são enfrentadas no cotidiano em todo o país. Há escolas que têm infraestrutura adequada e de qualidade, e outras que não, o que já impacta o aprendizado das crianças.

”Com a pandemia, com as escolas fechadas, temos, obviamente, uma situação que é ainda mais aguda. Vemos com preocupação a situação em que nos encontramos e, principalmente, entendemos a necessidade de olhar para uma maneira de garantir o acesso de crianças, adolescentes e suas famílias à internet.” É parte da garantia de direitos de crianças e adolescentes, afirmou.

Desigualdade

A pesquisa mostra que, entre aqueles que não têm acesso à internet em casa, alguns conseguem acessar a rede em outros locais, como escolas, telecentros ou outros espaços. Isso antes da adoção de medidas de isolamento social no país. As informações foram coletadas entre outubro de 2019 e março de 2020.

Aqueles que não acessam a internet de nenhuma forma, no entanto, chegam a 11% da população nessa faixa etária. A exclusão é maior entre crianças e adolescentes que vivem em áreas rurais, onde a porcentagem daqueles que não acessam a rede chega a 25%. Nas regiões Norte e Nordeste, o percentual é 21% e, entre os domicílios das classes D e E, 20%.

Em ter os gerais, o acesso cresceu em relação ao último levantamento, de 2018, quando 14% das crianças e adolescentes não navegavam pela rede. As desigualdades regionais e de renda, no entanto,  permanecem, diz o coordenador de Projetos de Pesquisas do Cetic.br, Fábio Senne. “Os não usuários estão mais presentes nas regiões Norte e Nordeste e têm vulnerabilidade socioeconômica maior. Essas dimensões permanecem nas pesquisas, nos últimos anos, apesar do aumento constante de usuários.”

Mesmo entre aqueles que têm acesso à internet e contam com a rede em casa, a qualidade da conexão não é a mesma. ”A gente nota que, mesmo entre os que têm acesso, há diferença em relação à posse de um pacote de dados 3G ou acesso a wi-fi, o que limita o tipo de conteúdo que pode ser acessado”, diz Senne, que acrescenta: ”Há variações do ponto de vista da estrutura por regiões, principalmente na região Norte e em áreas rurais, onde é mais difícil, mesmo que se tenha acesso à internet, acessar conteúdos de streaming, que demandam muita quantidade de banda.”

Dificuldades

Junto com os colegas, a professora do 2º ano do ensino fundamental Neila Marinho, que leciona em uma escola particular da cidade do Rio de Janeiro, fez um treinamento para ministrar aulas online e passou a oferecer aos alunos atividades por meio de uma plataforma digital.

Mesmo com todo o preparo, nem tudo sai como o esperado e a conexão, às vezes é uma barreira. Um dos estudantes, por exemplo, está em um local que tem baixa qualidade da internet. ”Quando ele entra na sala, a gente tem muita dificuldade para ouvi-lo. Ele fala, e as falas picotam, [a internet] cai e não consegue voltar. Preciso enviar as atividades por mensagem para os avós”, conta Neila.

Sem wi-fi em casa, a trabalhadora autônoma Letícia Gomes, moradora do Complexo do Alemão, no Rio, divide com o filho, Marcos, que está no 3º ano do ensino fundamental, o pacote de dados do próprio celular. ”Ter um computador ia ser muito melhor, principalmente por conta da leitura. Ler no celular é muito ruim”, diz.

Cumprindo as regras de isolamento social e ficando em casa, Letícia reserva um momento do dia para fazer as tarefas com o filho. ”A professora envia matérias via Whatsapp e publica no Facebook. A gente tem que auxiliar a criança a fazer. Alguns conteúdos são difíceis de entender”, diz. Letícia conta que fica disponível para tirar dúvidas por mensagem. Da Agência Brasil

 

Bolsonaro passa imagem de que os governadores não têm responsabilidade, diz Rui Costa

/ Política

”Para mim, não faz diferença”, diz Rui. Fotos: Mateus Pereira

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que a contrapartida do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de não dar reajuste salarial para algumas categorias de servidores é uma ”exigência” que não faz sentido, uma vez que tal concessão é atribuição dos chefes dos Executivos estaduais.

A declaração foi dada na noite de sábado (16), durante debate da GloboNews, ocasião em que o gestor baiano defendeu a sanção de socorro financeiro de R$ 125 bilhões a estados e municípios para tentar aliviar os efeitos da crise do novo coronavírus na economia.

Segundo o petista, diante da ”queda de arrecadação é gigantesca”, Bolsonaro ”passa a imagem de que os governadores não têm responsabilidade fiscal”. ”Para mim, não faz diferença porque nós temos atuado com muita responsabilidade fiscal”, disse Rui Costa.

”Para nós, essa exigência não faz sentido porque considero que os governadores são responsáveis. Numa crise gigantesca dessa, não está no horizonte, com absoluta certeza, de nenhum governador ou prefeito a concessão de reajuste em qualquer mês neste ano ou no ano que vem, pelo menos no primeiro semestre”, afirmou o chefe do Palácio de Ondina.

Também participaram do debate os governadores João Doria (SP), Romeu Zema (MG), Flavio Dino (MA) e Antonio Denarium (RR), que também cobraram do presidente celeridade na sanção do socorro financeiro.

Na quinta-feira (14), Bolsonaro disse que deve fazer uma videoconferência com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com governadores para discutir o projeto antes de sancioná-lo.

Uma semana antes, o presidente afirmara que vetaria o trecho do texto que amplia a lista de servidores públicos que podem receber o reajuste salarial, seguindo a orientação do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Para Doria, não é o momento de negociação, pois o projeto de lei já foi aprovado. ”É lamentável que o presidente da República deseje fazer uma negociação diante de uma medida que foi aprovada no Congresso Nacional, aprovada na Câmara, aprovada no Senado Federal, e que deve ser colocada em prática”, criticou.

Em SP, Covas suspende rodízio radical e quer antecipar feriados para ”parar” cidade

/ Brasil

Covas suspende rodízio radical em SP. Foto: Reprodução

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou o fim do megarrodízio de veículos na capital paulista a partir desta segunda-feira (18) e um projeto para antecipar os feriados de Corpus Christi e do Dia da Consciência Negra.

”A cidade está chegando ao seu limite de opções”, afirmou o prefeito, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

A medida ocorre após a cidade não apresentar efeito esperado no índice de isolamento da capital paulista com o mega rodízio implementado nesta semana.

”Quando comparamos a média semanal, a gente verifica que permanecemos na mesma linha insuficiente. E é por isso, que em edição extra do Diário Oficial de hoje, vamos retomar o rodizio tradicional a que todos nós estamos acostumados a partir de amanhã​”, disse Covas em coletiva à imprensa na manhã deste domingo (17).

”Comparando a sexta-feira (8) com a última sexta (15), subimos apenas dois pontos percentuais, passando de 46 para 48% de isolamento. Mantendo-se abaixo do 50%”, seguiu Covas.

O prefeito também disse que enviou um projeto de lei para a Câmara Municipal propondo a antecipação dos ”dois últimos feriados municipais deste ano de 2020 para já”. ”Vamos manter a manutenção destas datas, mas sem o feriado obrigatório”, disse.​

Secretário de saúde do Rio de Janeiro é exonerado após desgaste com denúncias de fraudes

/ Saúde

Edmar Santos foi demitido neste domingo. Foto: Reprodução/G1

O secretário de saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, foi demitido neste domingo (17). Segundo o jornalista da GloboNews Octávio Guedes, o governador Wilson Witzel tomou a decisão devido a desgaste provocado por denúncias de fraudes na licitação para a compra de respiradores.

Ainda no começo do mês, o ex-subsecretário estadual de saúde Grabriell Neves e mais três pessoas foram presas por suspeita de terem obtido vantagens na compra emergencial de respiradores para paciente com coronavírus. A ação foi desencadeada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil do estado.

Além de Gabriell Neves, foram presos Gustavo Borges da Silva e Aurino Batista de Souza Filho e Cinthya Silva Neumann. Conforme sentença do juiz Bruno Ruliére, da Vara Criminal Especializada da Capital, Gabriell e Gustavo atuaram nos processos administrativos suspeitos.

Teste para coronavírus do secretário de Educação de Salvador dá negativo; ”se cuidem”

/ Educação

Bruno Barral testou negativo para Covid-19. Foto: TV Bahia

O teste para coronavírus do secretário de Educação de Salvador, Bruno Barral, deu negativo. O resultado foi divulgado pelo próprio Barral neste sábado (16) em seu perfil no Instagram.

”O resultado do meu teste para Covid deu negativo. Agradeço a todos pela preocupação e carinho de sempre. Aproveito para pedir a todos vocês que se cuidem!!”, escreveu o secretário.

O chefe de gabinete do prefeito ACM Neto (DEM), Kaio Moraes, foi diagnosticado com a covid-19 e está em isolamento social.

PF antecipou a Flávio Bolsonaro que Queiroz seria alvo de operação, diz suplente à coluna

/ Política

Flávio soube com antecedência de operação. Foto: Ag. Senado

O empresário Paulo Marinho, um dos apoiadores mais próximos do presidente Jair Bolsonaro durante sua campanha presidencial, relatou, em entrevista à colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, que o senador Flávio Bolsonaro soube com antecedência da Operação Furna de Onça, da Polícia Federal, que tinha como alvo Fabricio Queiroz, ex-funcionário de seu gabinete.

Marinho, que foi candidato a suplente na chapa de Flávio ao Senado, afirmou que, em 12 de dezembro de 2018, recebeu ligação do filho do presidente pedindo um encontro por sugestão do pai. De acordo com o empresário, se encontraram em 13 de dezembro, em sua casa, na qual o senador chegou após ter, segundo ele, pedido por um advogado criminalista.

De acordo com a coluna, na manhã do dia 13, ele afirmou que Flávio Bolsonaro e ele se encontraram já com os advogados Christiano Fragoso e Victor Alves. Segundo o empresário, o senador começou a relatar completamente transtornado o episódio Queiroz.

”Ele [Flávio Bolsonaro] estava absolutamente transtornado. E esse advogado, Victor, dizendo ao advogado Christiano que tinha conversado com o Queiroz na véspera e que o Queiroz tinha dado a ele acesso às contas bancárias para ele checar as acusações que pesavam contra o Queiroz”, afirmou Marinho.

”O Victor estava absolutamente impressionado com a loucura do Queiroz, que tinha feito uma movimentação bancária de valores absolutamente incompatíveis com tudo o que ele poderia imaginar”, concluiu Marinho ao falar sobre as movimentações reveladas pelo ex-funcionário de gabinete do filho do presidente.

Foi depois de ter relatado o caso Queiroz para o empresário que Flávio, que segundo Marinho disse que chegou a lacrimejar neste momento, contou do dia em que foi avisado antecipadamente sobre a operação que teria como alvo o seu ex-funcionário.

Brasil registra 14,9 mil novos casos e 816 novas mortes por covid-19, diz Ministério da Saúde

/ Saúde

O Brasil registrou 816 novas mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 15.633. Até ontem (15), eram 14.817 mortes notificadas. A letalidade (número de mortes pela quantidade de casos confirmados) da doença no país está em 6,7%.

De acordo com o boletim diário do Ministério da Saúde, o Brasil teve 14.919 novos casos confirmados e chegou ao total de 233.142. Até essa sexta-feira, eram 218.223 infectados. Do total de casos confirmados, 127.837 (54,8%) estão em acompanhamento e 89.672 (38,5%) foram recuperados. Há ainda 2.304 mortes em investigação.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de mortes (4.688). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (2.614), Ceará (1.614), Pernambuco (1.461) e Amazonas (1.375).

Além disso, foram registradas mortes no Pará (1.199), Maranhão (524), na Bahia (286), no Espírito Santo (271), em Alagoas (199), na Paraíba (183), em Minas Gerais (150), no Rio Grande do Norte (136), Rio Grande do Sul (132), Paraná (123), Amapá (108), em Santa Catarina (81), Goiás (69), Rondônia (69), no Piauí (65), Acre (59), Distrito Federal (56), em ergipe (53), Roraima (49), Mato Grosso (27), no Tocantins (27) e em Mato Grosso do Sul (15).

Em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (61.183), Ceará (23.795), Rio de Janeiro (21.601), Amazonas (19.677) e Pernambuco (18.488). Entre as unidades da Federação com mais pessoas infectadas estão ainda o Pará (13.184), Maranhão (11.592), a Bahia (8.314), o Espírito Santo (6.595) e Santa Catarina (4.678). Da Agência Brasil