Jequié: Pé Roxo deixa o PT relatando com reprovando às diretrizes políticas do partido

/ Jequié

Em petição formalmente endereçada ao presidente municipal do Partido dos Trabalhadores-PT em Jequié, Caio César, o ex-vereador José Carlos Bastos Pereira (Pé Roxo), requereu a sua desfiliação do partido, ”em caráter irrevogável e irretratável”. No texto, o ex-vereador faz o relato de fatos a partir de sua filiação e militância política que durou 13 anos. ”Na eleição de 2012, na qual saí vitorioso no pleito ao poder legislativo municipal, o diretório do PT resolveu se abster de uma candidatura própria e declarou apoio ao que classifico como o desastroso governo de Tânia Brito (PP), governo ao qual me opus desde o início do mandato, mesmo sob pressão de alguns setores do partido. Não cedi, continuei, e me mantive confiante no estatuto democrático e na história de um partido que tinha e ainda têm respeitadas lideranças, mas, não costumava ter donos”, diz.

Pé Roxo lembra ainda da campanha estadual de 2014, vencida pelo atual governador Rui Costa,  ”desconhecido e desacreditado naquele momento figurava nas pesquisas eleitorais com 3% das intenções de votos e graças a uma forte campanha e um trabalho árduo da militância petista venceu de forma arrasadora o pleito eleitoral daquele ano. O governo do estado passou a se envolver diretamente nas eleições municipais de Jequié e outras cidades da região, sempre visando candidaturas que lhe garantissem capital político e lhe permitisse criar sustentáculos de apoios para futuras reeleições. Exemplo disso foi a retirada de última hora de uma candidatura própria do PT em 2016, propondo a mim ser candidato a vice numa chapa com o querido pedetista Tadeu Cafezeiro. Mais uma vez dei um voto de confiança ao partido e cedi mesmo com o nome em alta naquela ocasião, devido ao combativo e até hoje reconhecido mandato de vereador que fiz nos três anos anteriores”, acrescenta.

Narra ainda Pé Roxo que, ”agora, em 2020, a mesma história tende a se repetir, mais uma vez a maioria do ”diretório municipal” decide pela recusa de uma candidatura própria do partido, tirando o protagonismo do PT jequieense e colocando uma sigla tão importante na história do Brasil num mesmo patamar que nanicos de centro, onde as negociações de cargos e outras práticas politiqueiras se tornam lugar comum, afastando ainda mais o Partido dos Trabalhadores da sua origem esquerdista e antissistema”. Nas suas conclusões o ex-vereador fez agradecimentos aos companheiros com os quais militou no período ”em que estive petista” diz. Do Jequié Repórter

Cem mil testes rápidos serão feitos nas ruas de Salvador para identificar casos da Covid-19

/ Bahia

ACM Neto comenta ações na capital. Foto: Vagner Souza/BNews

Cem mil testes rápidos para identificação de casos do novo coronavírus começarão a ser feitos nas ruas de Salvador na próxima segunda-feira (6). A informação foi divulgada nesta quarta (1°) pelo prefeito ACM Neto, durante uma coletiva de imprensa para o anúncio da parceria entre prefeitura e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Segundo Neto, os testes serão feitos com motoristas nas ruas da capital baiana, em um esquema similar aos das blitze da Lei Seca. Profissionais da saúde vão medir a temperatura corporal dos passageiros e, caso identificado febre, o procedimento para identificação da doença será aplicado.

A confiabilidade do teste, explicou, chega a 86% e, caso o resultado seja positivo, o paciente deve fazer uma contraprova no Laboratório de Saúde Pública do Estado da Bahia (Lacen). O resultado chega por SMS no celular do paciente em até dois dias.

”Os testes já foram adquiridos e se chegarem neste final de semana, a partir de segunda, já começamos a realizar em larga escala. Será medida a temperatura e, logo em seguida, aplicado o teste. O motorista dá o número de celular e o resultado chega em até dois dias por SMS”, explicou.

Justiça Federal suspende liminar que impedia nova classificação de serviços essenciais

/ Justiça

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) suspendeu a liminar que impedia a classificação de igrejas, templos religiosos e casas lotéricas como serviços essenciais durante a pandemia do novo coronavírus. A decisão foi do presidente da Corte, desembargador Reis Friede.

Segundo o magistrado, houve ”usurpação de função” na decisão da primeira instância e consequente violação da Constituição.

”Essa usurpação de função dos poderes Legislativo e Executivo, por si só, configura grave lesão à ordem jurídica apta a autorizar o deferimento deste pedido de suspensão. Entretanto, outro relevante ponto merece ser destacado: o periculum in mora inverso. A retirada das unidades lotéricas da lista de serviços essenciais acarretaria, na prática, a possibilidade de seu fechamento por decisão de governos locais, gerando o aumento do fluxo de pessoas nas agências bancárias tradicionais e implicando aglomerações indesejadas no momento atualmente vivido pela sociedade brasileira”, entende o Friede.

O pedido de suspensão da liminar foi feita pela Advocacia-Geral da União (AGU). Sobre as igrejas, a AGU argumentou que a liminar poderia impedir a população de buscar amparo religioso e que a decisão causava grave lesão à ordem pública, por inteferir na separação dos poderes ao impor limitação ao exercício de poder do presidente da República.

A AGU argumentou também que o fechamento das lotéricas limitaria o acesso de brasileiros a serviços bancários básicos, inclusive, o recebimento de benefícios sociais. Segundo a AGU, 70% dos pagamentos de programas sociais do governo são efetuados nas casas lotéricas.

Assembleia aprova estado de calamidade pública para Jequié por conta do coronavírus

/ Política

Euclides votou favorável ao pedido de calamidade. Foto: AL-BA

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aprovou, em sessão virtual, no início da tarde desta quarta-feira (1º), pedidos de calamidade pública para municípios baianos afetados ou não pelo novo coronavírus.

Com casos confirmados estão Jequié, Feira de Santana, Camaçari, Lauro de Freitas, São Domingos, Prado, Canarana e Conde. Já sem registros da doença estão Amélia Rodrigues, Abaíra, Ibititá, Irecê, Uibaí, Curaçá, Casa Nova, Monte Santo, Filadélfia, Lapão, Quijingue, Itanhém, Macaúbas e Jitaúna.

Para acelerar o processo, tramitado mais uma vez de forma remota, alguns deputados estaduais dispensaram tempos de discursos, além de algumas formalidades da Casa. Já outros, mantiveram os protocolos, o que acabou atrasando a aprovação.

Com a autorização dos parlamentares, as Prefeituras dos municípios poderão buscar a ampliação das despesas nas áreas de saúde e social, aliada ao cenário de redução de receitas.

Vale destacar que os pedidos de reconhecimento de estado de calamidade que chegaram ao Legislativo têm formulação semelhante, calcada na necessidade das administrações municipais readequarem seus orçamentos e metas fiscais para 2020.

”É um momento de extrema preocupação, vivenciado não só pelo município de Jequié, com um caso confirmado, mas por outros municípios baianos que confirmam o registro de pessoas infectadas ou com suspeita da doença e com o decreto de calamidade pública aprovado, os órgãos e entidades da administração municipal ficam autorizados em adotar imediatamente as medidas administrativas necessárias ao enfrentamento da Covid-19, sobretudo na questão financeira e em compras emergenciais. O momento é de união pela saúde das pessoas, inclusive, as mais necessitadas”, diz Euclides Fernandes ao justificar seu voto favorável.

Governador Rui Costa sobe tom contra os bancos privados: ”eles têm que ser solidários”

/ Bahia

”Os bancos têm que coçar o bolso”, diz Rui. Foto: Carol Garcia

O governador Rui Costa subiu o tom contra os bancos privados durante a apresentação do programa Papo Correria, nesta quarta-feira (1º).

”Os bancos têm que coçar o bolso nesse momento. Eles têm que ser solidários. Podem e devem comprar máscaras para todos os seus funcionários. Eles podem e devem disponibilizar máscaras higienizadas para todo mundo que precise entrar no banco”, declarou Rui.

”Os bancos podem e devem colocar álcool em gel para as pessoas passarem nas mãos, assim como podem e devem comprar pistolas pra medir a temperatura de todo mundo que vai entrar na agência”, acrescentou.

O chefe do Palácio de Ondina pediu, também, que as filas sejam formadas do lado de fora das agências, como maneira de evitar aglomerações em locais fechados.

”É melhor que os bancos contratem funcionários para organizar a fila do lado de fora, garantindo uma distância de dois metros de uma pessoa para outra”, relatou.

Retorno das aulas depende de governadores e prefeitos, diz ministro da Educação

/ Educação

Weintraub fala sobre retorno das aulas. Foto: Alessandro Dantas

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, parece não influenciar na decisão quanto ao retorno das aulas nesse período de pandemia do novo coronavírus. Em resposta a uma seguidora nas redes sociais, o chefe do MEC deixou a decisão para os gestores estaduais e municipais.

”Espero que ainda esse mês [haja o retorno às aulas]. Depende dos governadores e prefeitos”, escreveu.

O posicionamento do ministro vem uma semana após o presidente Jair Bolsonaro criticar a suspensão das aulas, já que crianças não são o grupo de risco – apenas os idosos. Autoridades sanitárias, no entanto, reforçam que as crianças podem ser vetores de transmissão do vírus para pessoas acima de 60 anos.

Depois do pronunciamento, secretários estaduais de educação mantiveram a suspensão das aulas. De acordo com a Folha de S.Paulo, o Conselho Nacional de secretários (Consed) disseram que a medida é não apenas um ato de responsabilidade para proteger estudantes, servidores e todos no seu entorno.

Apresentadora Isabele Benito, do SBT, testa positivo para coronavírus: ”assintomática”

/ Imprensa

Isabele Benito, de 39 anos, contraiu Covid-19. Foto: Reprodução

A apresentadora Isabele Benito, de 39 anos, do SBT, testou positivo para o novo coronavírus e precisou ser afastada das funções. Em entrevista à revista Quem a jornalista contou que demorou para descobrir o vírus por ter sido uma paciente assintomática. ”Eu fui uma paciente assintomática, graças a Deus. Não tive nenhum sintoma”, disse.

Mãe de uma criança de 7 anos, Isabele afirmou que o marido, Marcielo Rios, também contraiu Covid-19 e precisou ficar internado. A assessoria confirmou o afastamento temporário de Isabele e revelou que outros funcionários também foram suspensos por conta da doença.

”Ela está bem, sem sintomas e cumpre o período de isolamento na casa dela. Outros 21 funcionários SBT, do Rio, estão afastados. Dois estão com suspeitas, os demais são estagiários e grupo de risco”.

 

Hospital de Base de Itabuna atenderá pacientes com suspeita do novo coronavírus

/ Bahia

O Hospital de Base de Itabuna, no Sul baiano, passará a atender casos de urgência e pacientes com suspeita de novo coronavírus. Segundo o G1, devido à mudança no atendimento, o diretor da fundação que gere o hospital, Juvenal Maynart, pediu demissão do cargo. Segundo último boletim da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), desta terça-feira (31), a cidade registra quatro casos de novo coronavírus.

Ainda segundo informações, o hospital vai atender os casos da Covid-19 após a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) avaliar que não daria conta da demanda, concentrando os atendimentos para pacientes da doença no hospital da Costa do Cacau e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local.

Ainda segundo informações, pacientes com suspeita de novo coronavírus serão encaminhados para salas que vão acomodar enfermaria e UTI. Nos casos graves, a pessoa com novo coronavírus deve ficar no hospital ou ser encaminhado para a Santa Casa, como disse o novo diretor do Hospital de Base, Eduardo Kowalsky,

Cientistas chineses isolam anticorpos que consideram eficientes para combater o Covid

/ Mundo

Um grupo de cientistas chineses isolou vários anticorpos que considera ”extremamente eficientes” para impedir a capacidade do novo coronavírus de entrar nas células, o que pode ser útil tanto para tratar quanto para prevenir a Covid-19.

Atualmente, não existe tratamento comprovadamente eficaz para a doença, que surgiu na China e está se proliferando pelo mundo na forma de uma pandemia que já infectou mais de 850 mil pessoas e matou 42 mil.

Zhang Linqi, da Universidade Tsinghua, de Pequim, disse que um remédio feito com anticorpos como os que sua equipe descobriu poderia ser usado de forma mais eficaz do que as abordagens atuais, incluindo o que ele chamou de tratamentos ”limítrofes”, como o plasma. O plasma contém anticorpos, mas é limitado pelo tipo de sangue.

No início de janeiro, a equipe de Zhang e um grupo do 3º Hospital Popular de Shenzhen começaram a analisar anticorpos do sangue colhido de pacientes recuperados da Covid-19, isolando 206 anticorpos monoclonais que mostraram o que ele descreveu como uma capacidade ”forte” de se ligar às proteínas do vírus. Depois eles realizaram outro teste para ver se conseguiam de fato impedir que o vírus entrasse nas células, disse ele em entrevista à Reuters.

Entre os cerca de 20 anticorpos testados, quatro conseguiram bloquear a entrada viral, e desses dois foram ”imensamente bons” para fazê-lo, disse Zhang. Agora a equipe se dedica a identificar os anticorpos mais poderosos e possivelmente combiná-los para mitigar o risco de o novo coronavírus sofrer uma mutação. Se tudo der certo, desenvolvedores interessados poderiam produzi-los em massa para testes, primeiro em animais e futuramente em humanos.

O grupo fez uma parceria com uma empresa de biotecnologia sino-norte-americana, a Brii Biosciences, na tentativa de ”apresentar diversos candidatos para uma intervenção profilática e terapêutica”, de acordo com um comunicado da Brii. ”A importância dos anticorpos foi provada no mundo da medicina há décadas”, afirmou Zhang. ”Eles podem ser usados para o tratamento de câncer, doenças autoimunes e doenças infecciosas”.

Os anticorpos não são uma vacina, mas existe a possibilidade de aplicá-los em pessoas do grupo de risco, com o objetivo de impedir que contraiam a Covid-19. Normalmente não transcorrem menos de dois anos para um remédio sequer obter aprovação para uso em pacientes, mas a pandemia de Covid-19 acelera os processos, disse ele, e etapas que antes seriam realizadas sequencialmente agora estão sendo feitas em paralelo.

Agência Brasil

Informativo da Câmara de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Foram APROVADAS na SESSÃO EXTRAORDINÁRIA da Câmara Municipal de Jaguaquara, realizada no dia 31 de março de 2020, as seguintes matérias:

v PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº. 001 DE 05/02/2020, DE INICIATIVA DO EXECUTIVO, APROVADO NA ÍNTEGRA, ALTERANDO A LEI COMPLEMENTAR Nº. 004 DE 16/06/2016 QUE DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA, CARGOS, REMUNERAÇÃO E FUNÇÕES PÚBLICAS DOS SERVIDORES DO MAGISTÉRIO DO MUNICÍPIO DE JAGUAQUARA;

v PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº. 002 DE 12/03/2020, DE INICIATIVA DO EXECUTIVO, APROVADO COM EMENDA MODIFICATIVA, ALTERANDO A LEI COMPLEMENTAR Nº. 003 DE 30/03/2016, QUE ESTABELECE O QUADRO DE CARREIRAS, CARGOS E VENCIMENTOS DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E AGENTES DE COMBATE ÀS ENDEMIAS DO MUNICÍPIO DE JAGUAQUARA;

* OS REFERIDOS PROJETOS JÁ FORAM SANCIONADOS PELO PREFEITO MUNICIPAL *

Ø REQUERIMENTO Nº. 009/2020 – DE AUTORIA DA VEREADORA SARA HELEM, APROVADO POR UNANIMIDADE DOS PRESENTES, SOLICITANDO AO EXECUTIVO MUNICIPAL, MEDIDAS NECESSÁRIAS E URGENTES PARA O ENFRENTAMENTO E COMBATE À PANDEMIA DECORRENTE DO NOVO CORONAVÍRUS (COVID-19), POIS SIGNIFICA GRAVE E EMINENTE RISCO À SAÚDE DA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE JAGUAQUARA, EM ESPECIAL DAQUELES IDENTIFICADOS COMO MAIS VULNERÁVEIS (IDOSOS, PESSOAS COM PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS, HIPERTENSOS, DIABÉTICOS, ETC.);

Raimundo Louzado Andrade

(Raimundo do Caldo)

Presidente da Câmara

Governo Federal suspende aumento de preços de todos os medicamentos, por 60 dias

/ Economia

O governo federal anunciou nesta terça-feira (31), a suspensão do reajuste de preço de todos os medicamentos por 60 dias. A medida foi tomada em decorrência da crise causada pela expansão dos casos de coronavírus (Covid-19) no Brasil.

O balanço divulgado pelo governo federal mostra que o país tem 5.717 casos confirmados da doença. De acordo com o presidente Jair Bolsonaro, a medida foi tomada ”em comum acordo com a indústria farmacêutica”