Com os votos dos governistas, Câmara de Jaguaquara aprova Projeto que garante livre nomeação para cargos do SAC e Detran

/ Jaguaquara

Servidores do SAC comemoram aprovação. Foto: Edson Marques

Com 9 votos favoráveis e 3 contrários, a Câmara Municipal de Jaguaquara aprovou, em Sessão Extraordinária, nesta quinta-feira (26/12), o Projeto de Lei Nº 15/2019, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre a nomeação, por tempo indeterminado, de servidores do SAC e Detran. Por divergência de entendimento, a matéria gerou grande polêmica. Houve questionamentos por parte da bancada de oposição ao prefeito Giuliano Martinelli (PP), que votou contra a livre nomeação.

Oposicionistas defendem a contratação de servidores via Processo Seletivo por tornar a escolha mais justa, abrindo oportunidades para os jovens que não tem nenhuma ligação política na cidade. A vereadora Sara Helem (DEM), que havia pedido vistas antes do recesso parlamentar, por exemplo, deixou claro o posicionamento contrário a ocupação dos cargos dos citados órgãos por indicação política.

O vereador Nildo Piropo, que juntamente com os demais vereadores da base de sustentação do prefeito na Câmara, saiu em defesa do critério político para indicar os cargos, justificou não existir concurso para esses cargos no SAC na Bahia, exceto para o cargo de coordenador, tendo revelado, inclusive, que a unidade de Jaguaquara tem na coordenação uma pessoa concursada pelo Estado.

Sara, Valdir e Roque votaram de forma contrária ao projeto

O Serviço de Atendimento ao Cidadão funciona em Jaguaquara graças a uma parceria envolvendo o governo estadual e a prefeitura local, sendo a administração municipal responsável pelo pagamento dos salários dos funcionários. Os oposicionistas: Sara Helem, Valdir e Roque Machado votaram contrários ao projeto, enquanto os governistas aprovaram a proposta. O presidente Raimundo não vota. A sessão extraordinária foi acompanhada pelos servidores do SAC, que aplaudiram a aprovação.

Prefeito de São Paulo, Bruno Covas recebe alta após quinta sessão de ”quimioterapia”

/ Saúde

Bruno recebeu alta do hospital Sírio-Libanês. Foto: Reprodução

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, recebeu alta hoje (27) do hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, onde estava internado desde ontem para fazer a quinta sessão de quimioterapia contra um câncer na região do estômago e esôfago. De acordo com boletim médico, Covas já está apto para voltar a exercer normalmente suas atividades na prefeitura.

“O prefeito Bruno Covas, internado desde ontem, submeteu-se à quinta sessão de quimioterapia. Ele encontra-se em ótimo estado geral e, até o momento, não apresenta efeitos adversos. Ele já recebeu alta e está apto a exercer suas atividades”, diz o texto do boletim médico.

No dia 23 de outubro, Bruno Covas, de 39 anos, foi internado para tratamento de uma erisipela. Dois dias depois, os médicos diagnosticaram uma trombose venosa das veias fibulares e exames subsequentes apontaram tromboembolismo pulmonar e câncer.

Covas foi diagnosticado com adenocarcinoma, um tipo de câncer na região de transição do esôfago para o estômago, além de uma metástase no fígado e uma lesão nos linfonodos.

Bahia chega a R$ 2,4 bilhões em investimentos e deve se manter entre os líderes do país

/ Bahia

Governo Rui está entre os líderes do país. Foto: Camila Souza

Com um total de R$ 2,4 bilhões empenhados até dezembro, o Governo do Estado deve se manter entre os líderes do país em investimentos públicos, performance que tem se tornado rotineira nos últimos anos. Segundo lugar no país – atrás apenas de São Paulo em 2019, de acordo com o último levantamento realizado com base nos dados do Tesouro Nacional –, a Bahia duplicou, no terceiro quadrimestre, o volume investido no período entre janeiro e agosto, que foi de R$ 1,22 bilhão.

Além de manter o ritmo dos investimentos, o Estado segue preservando o equilíbrio fiscal a despeito das crescentes dificuldades trazidas pela estagnação econômica. Para isso, de acordo com o secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório, ”tem sido fundamental o esforço da equipe do fisco para assegurar a arrecadação em meio à crise, além do trabalho incansável de controle dos gastos públicos. Esta performance permite que o governo baiano permaneça entre os poucos do país que pagam rigorosamente em dia servidores e fornecedores”, lembrou.

Outro indicador importante quanto ao equilíbrio fiscal do Estado é a dívida pública, que permanece entre as mais baixas do país: a relação dívida consolidada líquida / receita corrente líquida encerrou o segundo quadrimestre em 61%. O baixo endividamento deixa o governo baiano em patamar confortável com relação aos parâmetros da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), segundo a qual a dívida de um Estado não pode ultrapassar o limite de duas vezes a sua receita.

A situação favorável da Bahia contrasta com a dos maiores estados do país, que têm dívidas muito mais elevadas: Rio de Janeiro (283%) e Rio Grande do Sul (226%) já ultrapassaram o teto estabelecido pela LRF, enquanto Minas Gerais (190%) e São Paulo (173%) estão próximos.

Entre os principais investimentos em infraestrutura do governo estadual estão os novos corredores estruturantes em Salvador, como a Via Barradão e a nova etapa da Linha Azul, que faz a ligação entre as avenidas Pinto de Aguiar e Gal Costa,; a expansão do metrô, que chegou ao aeroporto, alcançando 33 quilômetros de extensão; a construção e a recuperação de estradas em todo o estado; a implantação de obras de segurança hídrica que minimizam os efeitos da seca; e a implantação de hospitais e policlínicas.

Ao lado da filha, Bolsonaro desembarca em Salvador para passar o Réveillon e atrasa voos no aeroporto

/ Política

Presidente Bolsonaro vai passar o Réveillon na Bahia. Foto: Base Aérea

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desembarcou, na tarde desta sexta-feira, no aeroporto internacional de Salvador acompanhado da filha Laura. De lá, eles seguiram, de helicóptero, até a Base Naval de Aratu, onde passará o Réveillon e deve retornar para Brasília somente no próximo dia 5 de janeiro.

Mais cedo, em conversa com jornalistas na porta do Palácio do Alvorada, Bolsonaro afirmou que a primeira-dama Michelle não viria para a Bahia. Sem entrar em detalhes, ele informou que o motivo seria uma cirurgia já marcada. ”Não, Michele não vai à Bahia, ela está com um problema de… Problema não, vai fazer talvez uma cirurgia nesses dias aí”.

 

 

Gás de cozinha fica em média 5% mais caro para as distribuidoras a partir desta sexta-feira

/ Economia

A partir desta sexta-feira (27/12), o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de cozinha, fica em média 5% mais caro para as distribuidoras. O reajuste foi confirmado pela Petrobras e se refere ao preço à vista e sem tributos. O preço final ao consumidor depende do repasse feito pelas distribuidoras.

Na quinta, 26, a estatal anunciou que renovou o contrato com 12 distribuidoras estaduais a partir de janeiro, “com base em uma nova fórmula de preço da molécula de gás indexada ao preço do petróleo”. São elas GásBrasiliano, São Paulo Sul, Comgás (parcialmente), BR Espírito Santo, Gasmig, CEG, CEG-RIO, Algás, Bahiagás, Sergás, Potigás e Pbgás.

Com isso, a Petrobras estima que o preço do produto possa ter uma redução média imediata de 10% em relação aos contratos anteriores, considerando o preço do petróleo na faixa de US$ 60/bbl.

Mundo: Avião bate em prédio, atravessa muro, cai no Cazaquistão e deixa 12 mortos

/ Mundo

Acidente aconteceu logo após a decolagem. Foto: AFP

Um avião com mais de 90 passageiros e 5 tripulantes caiu nesta sexta-feira (27/12) e deixou 12 mortos no Cazaquistão. O avião saiu de Almaty, maior cidade do país, e seguia com destino a Nursultan.

O acidente aconteceu logo após a decolagem, por volta das 7h da manhã do horário local. Segundo relatos, o avião da empresa Bek Air, um Foker 100, atravessou um muro de concreto, bateu em um edifício de 2 andares antes de se chocar contra o chão e se partiu em dois pedaços. Apesar do impacto, a aeronave não explodiu.

Além dos mortos confirmados, a queda deixou outras 66 pessoas feridas, sendo 17 em “estado extremamente grave”, segundo a prefeitura de Almaty.

As causas do acidente estão sendo investigadas pelo ministério do interior do país, que abriu uma investigação. Já é possível afirmar, no entanto, que houve falha nas regras de segurança antes do voo.

Em mensagem publicada em uma rede social, o presidente Kassym-Jomart Tokayev declarou que ”os responsáveis serão castigados severamente, de acordo com a lei”.

Depois de extinto e recriado, DPVAT terá taxas até 60% menores e custará R$ 5,23 para carros

/ Trânsito

Depois de ser extinto e recriado no espaço de oito dias, o seguro por danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre, o DPVAT, teve sua reestruturação aprovada pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e terá o seu monopólio quebrado. Antes disso, irá consumir todo o excedente do fundo, ao todo R$ 5,8 bilhões.

O valor do DPVAT, cobrado em cota única no ato de pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) que irá vigorar nos próximos quatro anos será de R$ 5,23 para carros, R$ 10,57 para ônibus e micro-ônibus com frete, R$ 5,78 para caminhões e R$ 12,30 motos.

As reduções ultrapassam os 60% em relação a 2019 e o objetivo é zerar os valores excedentes à necessidade de cobertura de acidentes no ano, estimada em R$ 3,4 bilhões. Se não fosse utilizado o excedente do fundo, o DPVAT em 2020 seria de R$ 23.

Atualmente, apenas a seguradora Líder tem autorização para cobrar a taxa do DPVAT, o que vai mudar a partir de 2021, segundo a superintendente da Susep, Solange Vieira, que até agosto entrega o estudo para a quebra do monopólio ao CNSP.

Segundo Solange, o excedente do fundo será consumido em três anos”. A corrupção fez com que o cálculo atuarial do fundo tivesse erros e por isso subiu o valor”, explicou.

Em 2015, uma operação da Polícia Federal intitulada ”Tempo de Despertar” identificou fraudes sistemáticas que elevaram o fundo, que agora será usado em benefício do consumidor, que pagará menos pela tarifa.

Para Solange, a quebra do monopólio será fundamental para evitar novas fraudes. ”O monopólio, por definição, tende a não ser eficiente. Agora o consumidor vai poder escolher em qual seguradora vai pagar o DPVAT”, avaliou.

O presidente Jair Bolsonaro extinguiu o DPVAT no dia 11 de dezembro, mas uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) reativou a tarifa no último dia 19. Leia mais no Estadão. Do Estadão Conteúdo

Supermercado Irmãos Vaz encerra promoção natalina com sorteio de moto, TVs e vale compras

/ Jaguaquara

Sorteio contemplou clientes com promoção. Foto: Blog Marcos Frahm

O Supermercado Irmãos Vaz, em Jaguaquara, chega ao fim do ano com motivos para comemorar. Além de manter a tradição de mais de 40 anos como um dos principais empreendimentos do ramo supermercadista na região do Vale do Jiquiriçá, o Irmãos Vaz promoveu, mais uma vez, a campanha natalina com sorteio de primeiros. Na  terça-feira (24/12), foi realizado o 2º sorteio da promoção 2019.

Foram sorteados: 1 vale compras no valor de R$ 500,00, que teve como ganhadora [Ana Maria Janaina Santos/bairro Malvina 2], 1 vale compras de R$ 500,00 [Maria Almeida Santana/Riacho da Serra/ ] 1 TV de 32 polegadas [Marli Santana Fonseca/R.Manoel D.], 1 TV 32 polegadas [Mateus da Silva/bairro Popular] e uma motocicleta Honda CG Start 160 CC, que saiu para [Jailton Santos/bairro Muritiba].

O empresário Miguel Vaz acompanhou o sorteio ao lado de clientes e familiares, tendo feito agradecimentos aos arceiros e desejando boas festas.

Jequié: Prefeitura alega dificuldades e atribui o atraso no pagamento à crise financeira

/ Jequié

Servidores seguem realizando manifestações. Foto: Sinserv

A Prefeitura de Jequié, por meio de nota pública, esclareceu a questão do atraso salarial que tem gerado manifestação de servidores na cidade. De acordo com o comunicado da gestão pública, todos os servidores receberão cerca de 60% do dinheiro no dia 30 de dezembro, e os outros 40% serão pagos no dia 28 de janeiro de 2020. Na nota, a Prefeitura alegou dificuldades econômicas e atribuiu o atraso no pagamento à crise financeira.

Leia abaixo a nota da Prefeitura

”A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria da Fazenda, já informou que, em face que da grave crise financeira que assola o país e os municípios brasileiros, a gestão municipal teve de fazer o agendamento para pagamento do décimo terceiro salário. Não se trata da negativa de pagamento e sim de um agendamento para pagamento, dentro da atual realidade financeira enfrentada pela Prefeitura de Jequié. A escolha do dia 30 de dezembro para pagamento parcial do décimo terceiro salário, e dia 28 de janeiro próximo para quitação total do mesmo, foge completamente dos interesses da administração municipal e reflete a realidade que vivem outros municípios brasileiros, em razão das dificuldades econômicas atuais.

Mesmo diante das dificuldades, a Prefeitura de Jequié vem mantendo ativos todos os serviços à população, com todos os seus equipamentos públicos funcionando plenamente: saúde, transportes da Educação, serviços públicos, infraestrutura, com dezenas de obras sendo tocadas e diversas frentes de serviço, além do setor da assistência social, entre outros, contando com o trabalho de 2.948 (dois mil, novecentos e quarenta e oito) servidores, entre efetivos e concursados REDA, que perfazem um gasto total de R$ 16 milhões/mês.

A administração municipal entende que, como vivemos numa democracia, as manifestações dos servidores, resguardadas o respeito às pessoas e as instituições, fazem parte dos atos democráticos e, como tais, devem ser entendidas e respeitadas, de acordo com premissa da manutenção da ordem pública”.

Com 13º atrasado, servidores de Jequié realizam velório simbólico de prefeito Gameleira

/ Jequié

Servidores fazem velório simbólico do prefeito. Foto: Sinserv

Os servidores municipais de Jequié, realizaram um velório simbólico do prefeito e dos vereadores, em protesto pelo atraso e parcelamento do 13º salário.

A manifestação foi realizada na noite da quinta-feira (26/12) e contou com a participação de dezenas de manifestantes liderados pelo Sindicato dos Servidores Públicos – SINSERV. Com caixão e velas nas mãos, os manifestantes se concentraram na frente do prédio da prefeitura. Os trabalhadores contam que o 13º salário já deveria ter sido pago, e pedem o pagamento imediato do dinheiro, sem parcelamento.

Na manhã desta sexta (27), o grupo se reuniu novamente. Com faixas, cartazes e o caixão usado na quinta-feira, os trabalhadores percorreram as ruas do centro do município, em cortejo. Alguns servidores chegaram a usar narizes de palhaço no protesto.

Esta foi a terceira manifestação organizada pela categoria no município. Na última sexta-feira (20), eles fizeram uma caminhada na cidade. Em nota, a Prefeitura de Jequié alegou dificuldades econômicas e atribuiu o atraso no pagamento à crise financeira.

Segundo o comunicado, todos os servidores receberão cerca de 60% do dinheiro no dia 30 de dezembro, e os outros 40% serão pagos no dia 28 de janeiro de 2020.

Operação de fim de ano nas rodovias estaduais baianas começa sábado e terá 400 PMs

/ Trânsito

O policiamento será reforçado nas rodovias estaduais da Bahia entre sábado (28) e a próxima quinta-feira (2), com a finalidade de reduzir o número de acidentes durante os festejos de fim de ano. De acordo com o Governo Estadual, cerca de 400 policiais militares atuarão no período.

Durante a ”Operação Réveillon”, serão realizadas ações de fiscalização de trânsito, de vistoria dos documentos de porte obrigatório, abordagens preventivas a pessoas e veículos e intensificação do policiamento, com o emprego de policiais em regime de serviço extraordinário.

A operação será deflagrada por meio das Companhias Independentes e do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), responsáveis pelas rodovias.

”O objetivo é reduzir os índices de acidentes. Para isso elaboramos um conjunto de ações preventivas, como a utilização de radares portáteis, além de vários pontos de fiscalização. Com isso, seremos capazes também de prevenir acidentes, coibir o tráfico de drogas, de armas de fogo e de pessoas”, explica o capitão Jorge Lopez, comandante da 1ª Companhia do BPRv .

Suspeito das mortes de motoristas por app em Salvador confessa crime e diz que queria roubar

/ Polícia

Benjamin Franco da Silva de 25 anos foi preso. Foto: Mariana Belo

O homem suspeito de atuar na morte dos quatro motoristas por aplicativo em Salvador, e que foi preso na quinta-feira (26), disse à polícia que o objetivo do grupo era roubar os veículos das vítimas.

O depoimento dele contraria a versão divulgada pelo governador Rui Costa, de que os assassinatos teriam sido ordenados por traficante, após motoristas por app negarem corrida à mãe dele. ”A hipótese de vingança foi descartada. Eles não queriam matar porque um motorista negou socorro a mãe de um deles. O objetivo era roubar dinheiro e os carros”, explicou o delegado Odair Carneiro, responsável pelo caso.

O suspeito, apresentado em coletiva de imprensa, na manhã desta sexta-feira (27), foi identificado como Benjamin Franco da Silva de 25 anos. Benjamin, que é travesti e também conhecido como Amanda, ajudou a acionar as vítimas, através dos aplicativos. Após investigações, Benjamin foi encontrado na casa de familiares, na localidade do Alto do Tanque, bairro de Periperi.

De acordo com o delegado, com os motoristas rendidos, Benjamin e os comparsas pegavam o celular das vítimas e acionavam outro motorista. ”Ele [Benjamin] que acionava a vítima pelo aplicativo, depois rendia elas, levava para um campo de futebol e depois para o barraco onde ocorreram os crimes. Como duas das vítimas reagiram e tentaram fugir, eles decidiram matar os motoristas. Benjamin presenciou as execuções, não efetuou disparos, mas espancou as vítimas” contou Odair. Com o suspeito apresentado nesta sexta, subiu para cinco o número de integrantes do grupo localizados pela polícia. Os dois primeiros suspeitos morreram em confronto com policiais militares no mesmo dia do crime, na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador.

Os outros dois, um adolescente de 17 e Jéferson Palmeira Soares Santos, mais conhecido como Jel, foram encontrados mortos dias após a chacina. O crime ocorreu na Rua do Nepal, no bairro do Jardim Santo Inácio. Quatro motoristas foram assassinados após aceitarem corridas que tinham a localidade como ponto de partida. Os corpos das vítimas tinham sinais de tortura e estavam enrolados em lonas de plástico.

Um outro motorista conseguiu fugir. Ele foi medicado e liberado após o crime, porém foi hospitalizado novamente pouco tempo depois. No mesmo bairro, três carros que seriam dos motoristas foram localizados. Outro veículo foi achado no pedágio da cidade de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador. Não há informações sobre o quinto carro.

Uma das linhas de investigação da polícia, que foi apontada no dia 17 pelo Governador da Bahia, Rui Costa (PT), é de que o mandante do crime teria iniciado o ataque após a mãe dele ter uma corrida cancelada. A hipótese, no entanto, estava em investigação na época e não foi confirmada pela polícia. Com informações do G1

Ministério da Educação publica resoluções com mudanças nas regras do Fies e no P-Fies

/ Educação

O Ministério da Educação (MEC) publicou no Diário Oficial da União de hoje (27) duas resoluções com mudanças nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).  Entre as novas regras está a exigência de nota mínima igual ou superior a 400 pontos na prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Até então era necessário apenas que o aluno não tirasse zero nessa prova. A resolução prevê também que a média aritmética das notas nas cinco provas do Enem seja igual ou superior a 450 pontos.

Já o P-Fies deixa de ter limitações em função da renda do beneficiado. Antes, essa modalidade era voltada a estudantes cuja renda familiar bruta mensal por pessoa não excedesse cinco salários mínimos. Mantido por fundos constitucionais e de desenvolvimentos e por bancos privados, o P-Fies deixa de considerar obrigatório que o candidato faça o Enem para participar do programa de financiamento.

Para o Fies as mudanças começam a valer a partir do primeiro semestre de 2021. Já as alterações do P-Fies, a partir do segundo semestre de 2020.

O Fies tem por objetivo facilitar, por meio de financiamentos, o acesso do estudante aos cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Em 2018, o programa foi dividido em Fies juro zero, financiado pelo governo federal e voltado para alunos cuja renda familiar bruta mensal por pessoa não ultrapasse três salários mínimos; e P-Fies, modalidade na qual o financiamento é obtido junto a bancos privados, o que implica na cobrança de juro.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), as mudanças, que já haviam sido anunciadas pelo Comitê Gestor do Fies no dia 20 de dezembro, foram feitas para garantir “a meritocracia como base para formar profissionais ainda mais qualificados”.

Redução de vagas

Na reunião do comitê gestor, foi também aprovada a possibilidade de redução das vagas mantidas pelo governo federal, ofertadas aos estudantes em condições socioeconômicas mais vulneráveis.

As vagas poderão passar de 100 mil em 2020 para 54 mil em 2021 e 2022, caso não haja alteração nos parâmetros econômicos atuais. Segundo a pasta da Educação, os valores serão revistos a cada ano, ”podendo voltar a 100 mil vagas caso haja alteração nessas variáveis ou aportes do MEC”.

Inadimplência

Um dos principais motivos para as mudanças feitas nas regras do Fies, de acordo com gestões anteriores do MEC, é a alta inadimplência no programa, ou seja, estudantes que contratam o financiamento e não quitam as dívidas. O percentual de inadimplência registrado pelo programa chegou a atingir 50,1% de acordo com dados do MEC. Em 2016, o ônus fiscal do Fies foi de R$ 32 bilhões, valor 15 vezes superior ao custo apresentado em 2011.

O comitê gestor aprovou agora a possibilidade de cobrança judicial dos valores devidos. A judicialização poderá ser feita no caso dos contratos firmados até o segundo semestre de 2017 com dívida mínima de R$ 10 mil. O ajuizamento deverá ser feito após 360 dias de inadimplência na fase de amortização, ou seja, do pagamento em parcelas dos débitos.

Hoje, segundo a pasta, a cobrança de valores é feita no âmbito administrativo. Pela resolução aprovada pelo comitê, só continua a se enquadrar nesse campo quem deve menos de R$ 10 mil. O devedor e os fiadores poderão ser acionados. Da Agência Brasil

Música de Leo Santana esteve entre as dez mais tocadas em plataforma do Brasil na noite de Natal

/ Entretenimento

O pagode de Léo Santana segue em alta. Foto: Reprodução

Se engana quem pensa que as variadas versões da canção Jingle Bells deram o ritmo do Natal dos brasileiros. Ao menos na plataforma Deezer, o comando foi do sertanejo e do funk, tendo como grande destaque o pagode de Léo Santana, único do gênero a integrar a lista das dez músicas mais tocadas entre os dias 24 e 25 de dezembro.

O hit ”Contatinho”, gravada com Anitta e que faz parte do DVD do cantor gravado em São Paulo, foi o 6º mais ouvido no ranking nacional. A música ficou à frente de outras bastantes conhecidas, como ”Quarta Cadeira” (Matheus & Kauan, Jorge & Matheus), ”Sentadão” (Pedro Sampaio, Felipe Original, JS o Mão de Ouro), ”Intenção” (Marília Mendonça e Gaab) e ”Combatchy” (Anitta, Lexa, Luísa Sonza, Mc Rebecca).

O sertanejo foi um grande ritmo natalino, tendo sete músicas entre as 10. O primeiro lugar ficou para ”Liberdade Provisória”, de Henrique & Juliano, que também entrou no ranking global na 6ª posição entre as Top 10 de todo o mundo.

A canção que ficou em segundo lugar foi ”Supera”, de Marília Mendonça, que emplacou também a terceira posição com “Some que ele vem atrás”, feat com Anitta. As duas músicas também marcam presença entre as mais tocadas no planeta.

Top 10 Músicas Brasil:
1- Liberdade Provisória — Henrique & Juliano
2 – Supera — Marília
3 – Some que ele vem atrás — Anitta, Marília
4 – Cheirosa — Jorge & Matheus
5 – Na cama que eu peguei — Wesley, Zé Neto & Cristiano
6 – Contatinho — Léo Santana, Anitta
7 – Quarta Cadeira — Matheus & Kauan, Jorge & Matheus
8 – Sentadão — Pedro Sampaio, Felipe Original, JS o Mão de Ouro
9 – Intenção — Marília, Gaab
10 – Combatchy — Anitta, Lexa, Luísa Sonza, Mc Rebecca