Jequié vence o Flamengo de Feira e está pelo terceiro ano consecutivo na semifinal do Baiano Feminino

/ Esporte

Jequié venceu o time do Flamengo por 3 x 1. Foto: Emanuel Jr

Em partida valida pelas quartas de final do Campeonato Baiano de Futebol Feminino, organizado pela (FBF) Federação Baiana de Futebol, a equipe do Jequié recebeu o Flamengo de Feira no Estádio Municipal Renato Vilar em Manoel Vitorino, neste domingo (17), e venceu por 3 x 1, em partida bastante disputada, muito calor, chegadas mais duras, os gols foram feitos por Ju (2) e Sheilinha.

Nas partidas de sábado o Olímpia vem sendo a revelação da competição e venceu nos pênaltis por 3×0, após empate em tempo normal de (2 x 2) contra o São Francisco, o Bahia grande favorito da competição goleiou o Feira de Santana por (5 x 0), na tarde deste domingo o Juventude que reforçou com nove atletas de Minas Gerais e três de São Paulo goleiou a equipe de Queimadas por (3 x 0), com os resultados as semifinais ficou definido da seguinte forma:

Bahia x Olímpia
Jequié x Juventude

Conforme o calendário as partidas deveram ser confirmadas pela Federação Baiana de Futebol para quarta feira (20/11)

Bahia sai na frente, mas cede empate ao Palmeiras e amplia jejum no Campeonato Brasileiro

/ Esporte

João Pedro tenta o drible . Foto: Arisson Marinho/ Correio

Não foi dessa vez que o Bahia voltou a vencer no Brasileirão. Na tarde de hoje (17), o tricolor ficou no empate pelo placar de 1×1 com o Palmeiras. Artur Caike e Borja marcaram os gols da partida disputada na Fonte Nova.

O Bahia foi melhor na primeira etapa, mas só abriu o placar nos acréscimos. Aos 47, Arthur Caike cobrou falta, a bola passou no meio da derrota e não deu chances ao goleiro Weverton. No segundo tempo, o Palmeiras melhorou o rendimento e empatou aos 25 minutos. Bruno Henrique lançou Zé Rafael, que passou para Miguel Borja chutar de perna canhota e deixar tudo igual no placar.

Com o resultado, o Bahia fica com 44 pontos na 9ª colocação. O tricolor precisa torcer por um empate na partida entre Vasco e Goiás, que duelam na segunda-feira (18). Se a partida tiver vencedor, o Bahia perderá uma posição. O Esquadrão de Aço volta a campo no próximo domingo (24), às 16h, no Serra Dourada, para enfrentar o Goiás.

 

 

Universidade identifica novo navio que pode ser responsável por vazamento de óleo em praias

/ Nordeste

A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) informou neste domingo (17), ter identificado um navio que seria responsável pelo vazamento de óleo no litoral do Nordeste. O nome da embarcação e a sua bandeira não foram divulgados, mas não se trata de nenhuma das cinco apontadas pela Marinha como as principais suspeitas pelo derramamento. O cargueiro teria partido da Ásia em direção à África.

O coordenador do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis) da Ufal, Humberto Barbosa, afirmou que os dados coletados serão encaminhados ao Senado Federal no próximo dia 21, quando haverá uma audiência pública da comissão externa que acompanha as investigações.

Na última sexta-feira, 15, o Lapis conseguiu identificar uma nova imagem do satélite Sentinel-1A, do dia 19 de julho deste ano, que revela uma mancha de óleo com cerca de 25 quilômetros de extensão por 400 metros a 26 quilômetros do litoral da Paraíba.

O Lapis já havia identificado, a partir de imagens de três satélites (Sentinel 1-A, Aqua-Modis e NOAA-20) feitas em 24 de julho, uma grande mancha de óleo a 40 quilômetros do litoral do Rio Grande do Norte.

”Já havíamos definido um padrão, um protocolo, em função da imagem do dia 24 de julho”, explicou Humberto Barbosa. ”Foi assim que encontramos uma nova mancha no litoral da Paraíba, no dia 19 de julho, que nos levou a definir uma primeira embarcação suspeita.”

A partir dessas imagens, o laboratório rastreou todos os navios-tanques que transportavam óleo cru nessas datas e passaram pela costa do Nordeste. No total, os pesquisadores constataram que 111 navios navegaram por lá com esse tipo específico de carga.

De todas as embarcações analisadas, concluiu-se que apenas uma delas apresentava indícios de ter sofrido algum incidente durante o trajeto que justificasse um grande vazamento de óleo como o que atingiu o país.

Segundo as informações levantadas pelo Lapis, o navio costuma fazer o trajeto de um país asiático até a Venezuela, passando pela África do Sul. Normalmente, a embarcação navega com o transponder ligado, indicando sua localização ao longo de todo o percurso. No entanto, entre o dia primeiro de julho e o dia 13 de agosto, a embarcação navegou com o transponder desligado, violando o direito marítimo internacional.

O acompanhamento via satélite mostra que o navio partiu de um país asiático em primeiro de julho. Quando passou pelo Oceano Atlântico, a embarcação seguiu um trajeto incomum e fez uma manobra que indicaria uma mudança de trajetória, justamente na altura do litoral do Nordeste.

”O percurso mostra uma alteração na direção do navio, indicando um comportamento suspeito ou um grande problema mecânico”, afirmou Humberto Barbosa. “Mas é claro que ainda será necessário aprofundar essas investigações.”

O navio suspeito possui uma capacidade de carga duas vezes maior do que o Bouboulina – o navio grego apontado pelo governo como o principal suspeito do vazamento –, o que justificaria as seis mil toneladas de óleo já retiradas das praias do Nordeste.

A Marinha já havia descartado a imagem do dia 24 de julho como sendo de algas e não de óleo. Sobre a nova imagem encontrada, não foi divulgado ainda um comunicado. Com informações do Estadão

Morre ex-piloto da Stock Car, Tuka Rocha, vítima de acidente com aeronave no sul da Bahia

/ Bahia

Christiano Chiaradia Alcoba tinha 36 anos. Foto: Divulgação

O ex-piloto de Stock Car Christiano Chiaradia Alcoba Rocha, conhecido como Tuka Rocha, 36, morreu na manhã deste domingo (17) por volta das 6h20. Ele é uma das vítimas do acidente de avião na península de Maraú, no baixo sul da Bahia, na última quinta (14), e estava internado no Hospital Geral da Bahia (HGE).

Além dele, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) informou a morte de uma mulher de 27 anos, por volta 21h30 deste sábado (16). Ela é Maysa Marques Mussi, irmã de Marcela Brandão, que morreu no local no acidente.

Com isso, subiu para três o número de mortos entre os dez passageiros que estavam no bimotor Cesna Citation 550 de Prefixo PT-LTJ, que pegou fogo ao pousar na pista do resort Kiaroa Eco-Luxury Resort.

No início da tarde deste sábado (16), o falecimento de Tuka Rocha chegou a ser noticiado pelo piloto Luciano Burti ao canal SporTV durante a transmissão dos treinos livres para o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, mas a informação não foi confirmada pela família.

O marido de Marcela, Eduardo Trajano Telles Elias, 38 anos, e o filho de seis anos, continuam internados no HGE, assim como o marido de Maysa Mussi, Eduardo Mussi.

”Estou revendo um que filme já vimos”, diz Fernando Collor sobre o governo de Bolsonaro

/ Política

Collor diz que erros de Bolsonaro são primários. Foto: Reprodução

Ex-presidente da República, o senador Fernando Collor (PTC-AL) disse que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pode sofrer um processo de impeachment, assim como aconteceu com ele em 1992, quando foi deposto do cargo. As declarações foram dadas à revista Veja.

”Estou revendo um filme que a gente já viu”, disse. Ele classificou os erros do chefe de Estado como ”primários”. ”Continuando do jeito que está, não vejo como este governo possa dar certo. São erros primários. Bolsonaro esteve na Câmara por 28 anos, viu como se forma um movimento numa casa em que o chefe do Executivo não dispõe de maioria”, opinou.

Collor comparou o tratamento de Bolsonaro ao PSL ao dele com o PRN à época. ”Vejo semelhança entre o tratamento que eu concedi ao PRN e o que ele está conferindo ao PSL. Em outubro de 1990, nós elegemos 41 deputados. O pessoal queria espaço no governo, o que é natural. Num almoço com a bancada, eu disse: ‘Vocês não precisam de ministério nenhum. Já têm o presidente da República’. Erro crasso. […] Logo no início, ele tinha que ter dado prioridade aos 53 deputados do PSL. E, a partir desse núcleo, construído a maioria para governar. Ele perdeu esse momento. Agora reúne a bancada para dizer que vai sair do partido? Erro crasso”, avaliou.

Eleições 2020: Vavá da Padaria diz que também estará na disputa pela prefeitura de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Vavá afirma que será candidato pelo PV. Foto: Divulgação

Além dos quatro nomes que aspiram à prefeitura de Jaguaquara, Edione Agostinone, Raimundo Louzado, Flávio Souza e Pedro Bernardino, citados em matéria anterior, o comerciante Vavá da Padaria, como é conhecido na cidade diz que vai ingressar no Partido Verde – PV para também entrar na disputa sucessória de 2020.

Vavá entrou em contato com o Blog Marcos Frahm para informar que já se articula para viabilizar a sua pré-candidatura a prefeito. ”Estão tentando colocar na cabeça das pessoas que só existem dois grupos, mas tem outras opções. Colocamos o nosso nome a disposição e o nosso projeto está indo bem. Estamos conversando com as pessoas e apresentando as ideias que temos para melhorar Jaguaquara”, disse. Para Vavá, as eleições do próximo ano reservam uma forte disputa.