Prefeituras do Vale do Jiquiriçá antecipam feira livre em virtude do feriado nacional de 12 de outubro

Feira em Jaguaquara ocorre nesta sexta. Foto: Blog Marco Frahm

As prefeituras de municípios do Vale do Jiquiriçá, em quase sua totalidade, anunciara que, em razão do feriado nacional de sábado (12) de outubro, Dia das Crianças e do Consagrado a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, a feira livre foi antecipada para esta sexta-feira (11). Decretos municipais comunicam a antecipação da feira em várias cidades da região, a exemplo de Jaguaquara.

Enem deste ano deverá custar R$ 537 milhões, com estimativa de R$ 105,52 por candidato inscrito

/ Educação

O Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) de 2019 deve custar R$ 537 milhões, informou na manhã desta quinta-feira (10/10, o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes. A estimativa é de que o custo seja de R$ 105,52 por candidato inscrito.

Nesse cálculo, estão incluídos gastos com a impressão, envio, aplicação e despesas com segurança da prova, por exemplo. No ano passado, o custo por aluno foi equivalente a R$ 106,13, disse. O montante efetivamente desembolsado em 2018 está acima do que havia sido divulgado antes de o exame ser aplicado. Na época, a estimativa de custo por aluno era de R$ 84,66. Lopes atribuiu a diferença dos valores à mudança nos critérios. No cálculo anunciado ano passado, algumas despesas não haviam sido consideradas.

Os valores divulgados nesta quinta podem mudar, afirmou o presidente do Inep. Se a abstenção for alta, disse, os valores podem se reduzir. Mas, completou, se houver a necessidade de reaplicação da prova (o que ocorre nos casos em que alunos não podem realizá-la no dia marcado por causas como falta de luz, alagamentos próximo do local do exame), os custos poderão ser mais altos. “Se tivermos que fazer um número de reaplicações maior que o normal, teremos que imprimir mais provas”, explicou.

A edição deste ano conta com 5,1 milhões de inscritos. A maior parte dos candidatos está em São Paulo, Estado que concentra 816.015 candidatos. Neste ano, serão 10.133 locais de provas e 147.565 salas de aula. A prova será feita nos dias 3 e 10 de novembro.

O presidente do Inep advertiu que candidatos devem tomar um cuidado redobrado com os aparelhos eletrônicos. Candidatos que deixarem aparelhos ligados, mesmo que guardados apropriadamente e colocados embaixo da carteira, poderão ser desclassificados. Lanches também serão vistoriados.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que provas já foram impressas e metade do material já foi encaminhado para o destino. Ele lembrou que este será o último ano em que a prova será feita totalmente de forma impressa. A partir de 2020, o cronograma prevê uma transição progressiva para a prova digital. A expectativa, de acordo com o presidente do Inep, é de que a migração para a prova digital possa reduzir as abstenções.

Lopes observou ainda que a maior parte do custo da prova do Enem é financiada pelo instituto. Dos R$ 537 milhões que devem ser desembolsados para a realização da prova neste ano, R$ 179,7 milhões são provenientes de recursos obtidos com a taxa de inscrição.

Bolsonaro veta projeto que dá prazo de 24 horas para hospitais notificarem violência contra mulher

/ Saúde

O presidente Jair Bolsonaro vetou um projeto de lei que estabelecia um prazo de 24 horas para a rede de saúde, pública e privada, notificar à polícia os casos em que houver indício ou confirmação de violência contra a mulher. O veto foi publicado hoje (10) no Diário Oficial da União.

A proposta determinava que a notificação ”seria para as providências cabíveis e para fins estatísticos”, embora ela já seja estabelecida por lei. Entretanto, não determina prazo, não inclui os indícios de violência (somente casos confirmados) e não determina que a comunicação deve ser feita à polícia. O presidente destacou que os ministérios da Saúde e da Mulher, Família e Direitos Humanos recomendaram o veto.

Três suspeitos são presos e um menor apreendido pela PRF na BR-324 após assalto a posto

/ Trânsito

Polícia interceptou veículo após assalto. Foto: Divulgação/PRF

Por volta das 09h15 desta quinta-feira (10/10), na BR 324, trecho do município baiano de Simões Filho, uma equipe da PRF foi informada que acabara de ocorrer um assalto a um posto de combustível e que quatro indivíduos haviam empreendido fuga a bordo de um veículo, de cor preta, em direção a capital baiana.

Imediatamente os agentes iniciaram buscas pela região, oportunidade em que no Km 608 da BR 324, os Prfs avistaram em sentido contrário, o automóvel suspeito com quatro ocupantes no seu interior. Foi iniciado o acompanhamento tático e após uns dez quilômetros, a equipe conseguiu interceptar o Fox e realizar os procedimentos de abordagem e fiscalização.

Com um deles foi encontrado um revólver calibre 38, com seis munições do mesmo calibre. Já no porta-malas do automóvel foi encontrada uma segunda arma de fogo de calibre 32 (tipo revólver), também municiada, além de certa quantidade de munições. Foram apreendidos 07 aparelhos de telefonia celular e 790 reais.

Entre os quatro suspeitos que se encontravam no veículo, havia um menor de 17 anos, os demais tinham entre 18 a 25 anos de idade. Os revólveres, munições, dinheiro, veículo e todo material apreendido foram apresentados à Delegacia de Polícia local para os procedimentos cabíveis.

Política estadual de regulação da saúde é tema de auditoria do Tribunal de Constas do Estado

/ Bahia

Auditores do Tribunal de Constas do Estado (TCE/BA) estão examinando a qualidade da prestação dos serviços públicos de saúde do Estado e o foco principal dos trabalhos será a política de regulação. A auditoria tem o propósito de verificar, acerca desse tema, como a Secretaria Estadual de Saúde organiza e ordena a oferta de leitos hospitalares, cuja demanda atinge a média de 1.4 mil pacientes por dia esperando por um leito na fila de regulação.

O foco do trabalho dos auditores da 2ª Coordenadoria de Controle Externo inclui a avaliação dos fluxos da ação regulatória e os eventuais entraves para a sua melhor eficiência. Também serão avaliados aspectos relacionados a capacidade da rede de hospitais, infraestrutura, serviços de transporte entre as unidades e quadro de recursos humanos além dos recursos de tecnologia da informação disponíveis para os trabalhos da regulação.

Após os exames auditoriais, será possível dizer se a regulação está de acordo com os protocolos requeridos, assim como se os sistemas tecnológicos de informação interagem com os bancos de dados do DATASUS, além da identificação de eventuais entraves no fluxo da assistência médica. A auditoria também dará respostas sobre a capacidade da rede de assistência própria do Estado, por especialidade, e mais precisamente, se é suficiente para atender a demanda dos complexos reguladores e da Central Estadual de Regulação (CER) em cada macrorregião do Estado.

O trabalho também abrangerá a auditoria nos controles aplicados pela SESAB sobre as despesas com a contratação de serviços de saúde para atender os usuários do SUS na rede própria do Estado da Bahia.

Os exames auditoriais incluirão visitas a hospitais e unidades de atendimento, para verificar as condições físicas e a estrutura de atendimento dos serviços público de saúde disponibilizados aos cidadãos.

Secretária diz que Governo não vai negociar com Prisco após deputado se retirar de reunião

/ Política

Cibele representou o Governo em reunião. Foto: Vagner Souza

A secretária estadual de Relações Institucionais, Cibele Carvalho, afirmou à imprensa na noite desta quinta-feira (10/10) que o governo não irá negociar com o deputado estadual Soldado Prisco (PSC), líder de um movimento pela greve dos policiais militares na Bahia.

”Fiquei até surpresa porque o deputado Prisco se levantou e saiu da reunião. Estou aqui, continuei na reunião, os deputados continuaram na reunião, e ele saiu”, disse, após o fim do encontro para debater o imbróglio entre policiais e governo do estado na Assembleia Legislativa do estado (AL-BA).

Apesar de afirmar não negociar com Prisco, Cibele garantiu que o governo quer diálogo. ”Não vamos negociar. A gente quer paz, a gente preza pela segurança dos baianos e baianas do nosso estado. A gente sempre coloca a segurança como uma meta prioritária e vem atuando de forma satisfatória a Segurança Pública no governo do estado da Bahia”, comentou Cibele, conforme publicação do site BNews.

Na ocasião, a secretária reforçou o uso do termo ”terrorismo” a respeito de ações criminosas ocorridas após o anúncio da greve, associada pelo secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa, ao deputado Prisco. ”Não vamos aceitar atos de vandalismo, terrorismo. Isso é inaceitável pelo governo”, afirmou.

Clima fica tenso e reunião entre deputados e representantes da Aspra termina sem solução

/ Política

Prisco se reuniu com deputados na Assembleia. Foto: Vagner Souza

Durou pouco menos de 30 minutos a reunião entre deputados estaduais e representantes da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra) na Assembleia Legislativa da Bahia, no início da noite desta quinta-feira (10/10). O deputado Soldado Prisco (PSC) saiu do encontro na sala da Presidência visivelmente irritado, sem falar com a imprensa. Logo após, os deputados Capitão Alden e Talita Oliveira, ambos do PSL, saíram exaltados.

De acordo com informações, Prisco apresentou a lista de reivindicações protocolada na Casa, mas os deputados estaduais governistas entregaram o material à secretária de Relações Institucionais, Cibele Carvalho, chamada para intermediar o diálogo com o governador, alegando que os parlamentares não tinham poder de decisão. Essa ação teria irritado o deputado Prisco que deixou a sala às pressas.

Prisco seguiu para a assembleia com o grupo de policiais que aderiram à paralisação no clube da Adelba, na Paralela, que terá acontece nesta noite.

Mais cedo, em entrevista ao site BNews, o presidente da AL-BA em exercício, Alex Lima (PSB), afirmou que a intenção da reunião era amenizar o caos e ajudar no diálogo. ”Estou propondo uma reunião com a comissão e todos os deputados estaduais que estiverem na Assembleia para intermediar a situação, pois não chamo de greve, já que não teve adesão, mas existe um mal-estar causado na população e isso precisa ser resolvido”, disse Alex Lima.

Governador Rui Costa aciona o Ministério Público para investigar ”terrorismo” na Bahia

/ Política

Rui pede investigação a ataques criminosos. Foto: Fernando Vivas

O governador Rui Costa se reuniu nesta quinta-feira (10), na Governadoria, com membros do Ministério Público Estadual (MPE) e do Ministério Público Federal (MPF) para solicitar a investigação e a adoção de medidas cabíveis sobre os recentes ataques criminosos promovidos por bandidos em Salvador e algumas cidades do interior. Também participaram da reunião o secretário estadual da Segurança Pública, Maurício Barbosa, o comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PMBA), coronel Anselmo Brandão, e o procurador-geral do Estado, Paulo Moreno.

”Estamos aqui acompanhando e combatendo essas ações criminosas lideradas por este movimento político-partidário. Essa reunião serviu para programar o combate aos bandidos e criminosos, que, nesses dois últimos dias, estão praticando ações delituosas em nosso estado. Iremos entregar todo o material de áudio, vídeo, dentre outros, que reunimos para que o MPE e o MPF deem andamento ao devido processo legal, instaurando ações cíveis e criminais contra os responsáveis por essa onda de ataques e terrorismo. Quero agradecer, em nome de todos os baianos e baianas, à nossa corporação, à PMBA, a esses homens e mulheres, pais e mães de família, que honram a farda, a disciplina, a carreira e garantem a segurança pública da população”, afirmou o governador.

Na reunião também foram apontados processos antigos e atuais que responde o presidente da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra). Segundo o titular da SSP, Maurício Barbosa, estão em execução ações para defender os policiais de qualquer tipo de assédio, como o que foi registrado nesta madrugada, quando viaturas foram atacadas por bandidos. ”A situação chegou a um ponto em que a dita representação de interesses da própria corporação coloca os policiais em risco. Então, estamos focando também na área jurídica para tomar atitudes legais contra isso”, garantiu Barbosa.

O secretário ressaltou que a corporação tem atuado integralmente, dando continuidade ao trabalho de inteligência, prevenção e investigação de crimes e que as pessoas devem levar a vida normalmente. ”São, em média, 220 viaturas por turno de trabalho na Bahia. No fim do dia de ontem [quarta-feira], tivemos um incremento de 52 viaturas da PMBA com equipes, incluídas por meio de horas extras. A Polícia Civil também tem veículos a mais nas ruas para ajudar no policiamento ostensivo e também no trabalho de investigação. Parabenizo a todos os policiais que vêm se dedicando a proteger a vida do povo baiano, que continuam trabalhando e apoiando a população e que não se entregaram a esse oportunismo político e ao terrorismo praticado pelo presidente da Aspra”, concluiu.

Delegada presa em Salvador após denúncia de tortura é exonerada da coordenação da delegacia

/ Polícia

Delegada Carla Santo foi exonerada do cargo. Foto: Reprodução

A delegada Carla Ramos, presa após denúncia de tortura, foi exonerada do cargo de titular na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), na Baixa do Fiscal, em Salvador, de acordo com publicação do Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira (10).

Além da delegada, os investigadores Agnaldo Ferreira de Jesus, Carlos Antônio Santos da Cruz e Iraci Santos Leal foram presos na segunda-feira (7) acusados de ”cometerem excessos” na unidade policial.

No dia seguinte a prisão a desembargadora Márcia Borges, durante o Plantão do Judiciário do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), concedeu um habeas corpus para os quatro policiais.

A Polícia Civil informou, de acordo com o G1, que a exoneração da delegada Carla foi uma providência administrativa, por causa do inquérito em que ela é alvo na corregedoria da Instituição. O novo delegado titular da unidade será Glauber Ushiyama, que atuava no Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc).

Jequié: Projeto Movimento Pelo Futuro é lançado e já começa a atender crianças e adolescentes

/ Jequié

Projeto Movimento pelo Futuro é lançado. Foto: Divulgação

Desenvolvido para ser executado em 14 núcleos espalhados pela cidade, o projeto esportivo ‘Movimento pelo Futuro’ foi apresentado, publicamente, nesta quarta-feira (09/10), no salão nobre da Prefeitura de Jequié. Estiveram presentes o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira; o secretário de Esporte e Lazer, Marcelo Pires; demais secretários municipais; o vereador José Augusto de Aguiar, o Gutinha; o vereador Lignaldo Vieira Lopes, o Guina Produções; equipe técnica da Secretaria de Esporte e Lazer; estagiários que atuarão na execução do projeto; e representantes da imprensa local.

O projeto visa beneficiar milhares de crianças e adolescentes, de 7 a 14 anos, com aulas de iniciação esportiva, atendendo, prioritariamente, os bairros mais periféricos, democratizando o acesso ao esporte de qualidade, como forma de inclusão social de crianças e adolescentes no município de Jequié.

Entre os seus objetivos, o ‘Movimento Pelo Futuro’ pretende auxiliar no processo de formação do cidadão, a partir do esporte, promovendo, assim, a relação interpessoal das crianças e jovens participantes e suas respectivas comunidades, auxiliando-os na aquisição de conhecimentos sobre historicidade, regras e técnicas presentes em cada manifestação do esporte, abrangendo diversas modalidades esportivas como futsal, handebol, atletismo, vôlei, basquete, capoeira e judô.

Nesta primeira fase, os primeiros núcleos do ‘Movimento pelo Futuro’ vão acontecer no Mutirão São Judas Tadeu, no bairro Parque Algarobas, no bairro São José, na comunidade do Inocoop, bairro Jequiezinho, bairro Caixa D’água e na comunidade da Baixa do Bonfim, também no Jequiezinho.

As inscrições já estão sendo realizadas com os presidentes das associações de moradores dessas localidade e para obter mais informações, os interessados podem ligar para o telefone da sede administrativa da Secretaria de Esporte e lazer, 3527 1864, ou ir, presencialmente, até a Secretaria de Esporte e Lazer, localizada na parte administrativa do Ginásio de Esportes Aníbal Brito, no bairro Jequiezinho, das 8h às 14h.

Em Itiruçu, Zé Cocá diz ser vítima de Fake News sobre acidente e nega aliança com a prefeita

/ Itiruçu

Zé Cocá desmente boato sobre acidente. Foto: Leitor/BMFrahm

O deputado estadual Zé Cocá (PP) diz ser mais uma vítima de Fake News. Nesta quinta-feira (10/10), uma informação circulou, de forma repentina, afirmando que o parlamentar teria sofrido acidente automobilístico após deixar a cidade de Jequié em direção ao município de Itiruçu, no Vale do Jiquiriçá.

Ao conceder entrevista a rádio Comunitária Itiruçu FM, ao meio dia, Cocá foi abordado pelo radialista Roberto Brito, tendo comentado o assunto. O deputado brincou ao afirmar que ”praga de urubu magro não atinge cavalo gordo” e desmentiu a informação. ”Está tudo bem, não houve acidente”.

Política local

Em Itiruçu, sua terra natal, Zé Cocá também negou aliança com a prefeita da cidade, Lorena Di Gregório (PSD), após indagação do radialista sobre troca de elogios com a gestora em rede social. Apesar de obter a maior votação individual de Itiruçu para estadual, Cocá não foi apoiado pela prefeita, que votou com o deputado Euclides Fernandes (PDT), mas garantiu que tem compromisso com a população e, quanto a sucessão municipal de 2020, prometeu que ouvirá o grupo que empenhou sua bandeira, citado o empresário Eron Castro, do ramo de móveis e eletrodoméstico como possível candidato da oposição. ”Eu respeito a prefeita, foi muito séria comigo. Ela poiou o deputado dela, votou com o deputado dela, bateu em mim, mas isso faz parte da política. Me coloco a disposição do mandato dela, pois tenho compromisso com a população e eu sempre fui a favor da política da boa vizinhança”, ressaltou Zé, que ainda citou o adversário Euclides com afirmação de que ambos tem lutado junto à Empresa Baiana de Águas e Saneamento – Embasa para sanar o problema da falta de água na região.

Após seis anos em Jequié, delegado Fabiano Aurich deixará o cargo de coordenador da 9ª Coorpin

/ Polícia

Fabiano Aurich irá para Vitória da Conquista. Foto: Blog Marcos Frahm

Atuando desde março de 2013 no cargo de Delegado Regional, na condição de coordenador da 9ª Coorpin, sediada em Jequié, e responsável pela Polícia Civil em cidades do Médio Rio de Contas e Vale do Jiquiriçá o delegado Fabiano Aurich está deixando a região para exercer a mesma função em Vitória da Conquista, onde assumirá a coordenação da 10ª  Coordenadoria Regional de Polícia do Interior. O decreto simples assinado pelo governador Rui Costa foi publicado no Diário Oficial do Estado, datado de hoje, quinta-feira (10/10).

Em contato nesta tarde, com o Blog Marcos Frahm, Aurich expressou sentimento de gratidão aos colegas, policiais, população de Jequié e região e aos profissionais de imprensa pela boa relação ao longo dos últimos anos. ”Só agradecer a todos, que colaboraram com a polícia e nos ajudaram a fazer pela segurança pública. Sentirei saudades dessa região, mas onde estiver estarei sempre a disposição para contribuir de alguma forma pelo bom desempenho da 9ª Coorpin”, disse Fabiano.

Para ocupar a chefia da 9ª Coorpin, foi nomeado o delegado Cristiano Marcos Pitangueira Mangueira, que estava exercendo, em Salvador, função no Departamento de Polícia do Interior – Depin. Cristiano já passou pela Delegacia Territorial de Ipiaú, além da DT de Jequié, para onde retornará, agora, como coordenador.

Provas do Enem 2019 foram todas impressas e metade delas já foi remetida aos locais de aplicação

/ Educação

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 foram todas impressas e metade delas já foi remetida aos locais de aplicação. ”Acabou o risco de não ter Enem”, enfatizou o ministro da Educação, Abraham Weintraub. O Enem 2019 será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios brasileiros. Mais de 5 milhões de pessoas farão o exame em 14 mil locais de aplicação de provas.

Ao todo, foram impressas 10,3 milhões de provas. A primeira remessa, de 408 mil provas, foi enviada no dia 3 de outubro, para locais de difícil acesso do Pará e Bahia. Outros malotes seguiram para Rondônia, Piauí, Pernambuco e Mato Grosso. Os materiais estavam sob a guarda do 4º Batalhão de Infantaria Leve do Exército Brasilieiro, em Osasco (SP).

Em café da manhã com jornalistas, na manhã de hoje (10), o ministro ressaltou que apesar dos problemas enfrentados com a gráfica neste ano, o cronograma está sendo seguido e a prova está garantida. “Não teve problema nenhum com a gráfica”, ressaltou Weintraub.

No início deste ano, a empresa RR Donnelley, que era detentora do contrato para a impressão do Enem, decretou falência. O Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou, em abril, a contratação de nova gráfica. Foi escolhida a Valid S.A., garantindo a impressão das provas. A Valid era a gráfica seguinte na ordem de classificação na licitação realizada em 2016.

Neste ano, a contratação da segunda colocada foi autorizada pelo TCU para que a prova pudesse ser impressa a tempo, segundo o ministro. Para 2020, será feita uma nova licitação. O processo para a elaboração de novo edital está em andamento, segundo o Inep.

Conteúdo

A prova deste ano será focada em questões que avaliem objetivamente o aprendizado dos estudantes, segundo o presidente do Inep, Alexandre Ribeiro Lopes. ”A prova foi produzida da mesma forma dos anos anteriores. O que houve foi uma orientação para que [as questões] focassem na aprendizagem”, diz.

Após polêmica envolvendo questões do Enem no ano passado, o Inep criou, no início deste ano, um grupo responsável por ”identificar abordagens controversas com teor ofensivo a segmentos e grupos sociais, símbolos, tradições e costumes nacionais” e, com base nessa análise, recomendar que tais itens não fossem usados na montagem do Enem 2019.

Lopes afirmou que nem ele nem o ministro tiveram acesso às provas que serão aplicadas em novembro.

Logística

Para colocar o Enem de pé é necessária uma megaoperação de logística e segurança. São 400 mil profissionais envolvidos em todo o processo da avaliação. Só a operação de transporte dos malotes envolve 31 mil colaboradores, a maioria, agentes de segurança pública. São 4,2 toneladas de papéis, transportados em 3.746 contêiners levados em aviões, carretas e barcos.

”O prefeito de Salvador, líder de Prisco, deveria orientá-lo”, dispara deputado sobre greve

/ Política

Alex diz que greve é movimento político-partidário. Foto: AL-BA

O deputado estadual Alex Lima (PSB) afirmou nesta quinta-feira (10) que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), é ”o líder” do deputado estadual Soldado Prisco (PSC), articulador de um suposto movimento grevista à frente da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra).

”É um movimento político-partidário, arquitetado por um deputado de oposição. Eu até falei, através de nota, que eu acho que o prefeito da cidade de Salvador, que e o líder da oposição, ou seja, é o líder do deputado Soldado Prisco, deveria chamá-lo e orientá-lo para acabar com isso”, disse em entrevista à rádio Metrópole.

Em nota distribuída na quarta (9), o deputado já havia defendido que, como líder da oposição, ACM Neto teria de obrigação de ”dialogar e acalmar os ânimos”.

Presidente em exercício da Assembleia Legislativa da Bahia por ocasião de um viagem ao exterior do titular da cadeira, Nelson Leal (PP), Alex Lima, por sua vez, diz que tentará se colocar como um mediador, embora, segundo ele, Prisco não queira o diálogo.

”Acho que oposição pisa feio na bola usando esse tema de forma política. Me parece que ele [Prisco] não está atrás do diálogo. Me parece que ela esta atrás justamente de botar lenha na fogueira. A Polícia Militar não está de acordo com esse movimento minúsculo, mas que gera intranquilidade. Acho que segurança pública é uma coisa muito séria para se politizar”, declarou Lima.