Deputado Zé Cocá solicita apoio do Estado para pavimentação avenidas em Jaguaquara

/ Jaguaquara

Zé Cocá cobra apoio do governo estadual. Foto: Blog Marcos Frahm

O deputado Zé Cocá reivindicou ao governador Rui Costa, através de indicações apresentadas na Assembleia Legislativa – ALBA, a pavimentação asfáltica da parte final da Avenida Egídio Almeida, no bairro Muritiba, até o Pontilhão, no bairro da Casca, e da entrada da cidade, Avenida Bendengó, ambas no município de Jaguaquara.

Cocá solicitou ao chefe do Executivo baiano que autorize a Secretaria Estadual de Infraestrutura a realizar esses serviços, destacando que o estado em que se encontram essas vias tem causado transtorno à população local. A Avenida Egídio Almeida é a principal via de acesso ao bairro do Casca, um dos mais antigos e populosos da cidade.

De acordo com o parlamentar, a pavimentação dessa via será importante para melhorar mobilidade urbana e dar segurança a motoristas e passageiros. ”A Avenida Bendegó precisa de pavimentação asfáltica e iluminação. Essa via é o principal acesso ao bairro Muritiba e é muito movimentada também por ônibus escolares”, destacou o parlamentar.

APAE de Jequié é homenageada pela Câmara Municipal por iniciativa do vereador Tinho

/ Jequié

Equipe da APAE esteve presente na Câmara. Foto: Emanuel Jr

A APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Jequié – foi homenageada pela Câmara Municipal nesta terça-feira (24/09), pela passagem de seus 40 anos de relevantes trabalhos prestados ao município de Jequié. A iniciativa foi do presidente Emanuel Campos, o vereador Tinho, que teve aprovada Moção de Aplausos (22/2019) em que destaca a importância da entidade para milhares de famílias. Na ocasião foi entregue um Certificado a presidente da entidade, Rosângela Lucas, em reconhecimento aos seus serviços.

Criada em 20 de março de 1979, a APAE é uma organização da Sociedade Civil sem fins lucrativos, fundada com o objetivo de defender as causas referentes aos direitos constitucionais dos deficientes e, principalmente, de prestar todo o tipo de assistência social, cultural, terapêutica e educacional aos portadores de necessidades especiais, considerada como uma Associação de Utilidade Pública Municipal, Utilidade Pública Estadual, com registro no CNAS e Utilidade Pública Federal.

O vereador Tinho cita que a entidade presta atendimento nas áreas Educacional, Social, Cultural, Saúde e profissionalizante, sendo mantida pelas contribuições dos seus associados, por convênios firmados com os Governos: Municipal/Estadual/Federal e doações de pessoas físicas e jurídicas, atendendo mais de 400 pessoas (crianças, adolescentes e adultos), que na sua maioria prevalece a classe social de baixa renda, sendo que algumas famílias sobrevivem exclusivamente do Benefício BPC.

”A APAE tem como missão promover e articular ações de defesa de direitos, prevenção, orientação, prestação de serviços e apoio às famílias, direcionadas à melhoria de qualidade de vida da pessoa com deficiência mental, múltipla e severa, na busca de uma sociedade mais justa e solidária”, justifica.

Ainda de acordo o vereador Tinho, chegando na APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Jequié, o aluno que é encaminhado, recebe um atendimento especializado individual com profissionais das áreas de: Psicologia, Psicopedagogia, Fonoaudiologia, Assistência Social, Fisioterapia e posteriormente após o Diagnóstico é encaminhado aos atendimentos Pedagógicos através das salas temáticas: Linguagem, Matemática, Ciências Naturais e Sociedade, Suporte Pedagógico (classe de reforço), Intervenção, Estimulação Precoce, Tecnologia Assistiva, Terapia Ocupacional, Educação Física e Oficinas Pedagógicas de Copa Cozinha e Artesanato), sendo acompanhados na Escola Regular através do Serviço de Itinerância.  A APAE acompanha ainda a inclusão dos assistidos no mercado do trabalho.

Prefeito de Itagi entra de férias e transmite o cargo para o vice-prefeito, o xará Olival

Cargo é transmitido de Olival para Olival. Foto: Divulgação

O prefeito de Itagi, no Médio Rio de Contas, o médico Olival Andrade, transmitiu a gestão da cidade para o seu vice, o xará Olival Manoel Alves Gomes, conhecido como Coelho. Nesta terça-feira (24/09), o prefeito entrou de férias por 20 dias.

Em ato realizado na sede da Prefeitura, o mandatário transmitiu o cargo para o vice, na presença de vereadores, secretários municipais e outros membros da administração pública.

Na cerimônia de transmissão, o médico agradeceu aos servidores da Prefeitura pela empenho durante os três anos de gestão, afirmando que o saldo é positivo, apesar das dificuldades que diz ter encontrado. Já o agora prefeito em exercício, Coelho, prometeu agir com responsabilidade durante os dias em que estiver á frente do Executivo.

Prefeito baiano é punido pelo Tribunal de Contas por desvio de finalidade de recursos do Fundeb

/ Bahia

Na sessão desta terça-feira (24/09), o Tribunal de Contas dos Municípios julgou procedente termo de ocorrência lavrado contra o prefeito de Baixa Grande, Heraldo Alves Miranda, diante da aplicação em desvio de finalidade de recursos do Fundeb, oriundos de precatório judicial pago pela União. Foram gastos de forma irregular o montante de R$5.783.483,05, no exercício de 2018, que terão agora que ser devolvidos pelo gestor à conta do Fundeb, com recursos do município.

O relator do processo, conselheiro substituto Antônio Emanuel de Souza, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Federal para que apure a prática de ato de improbidade administrativa decorrente da irregularidade apurada neste termo de ocorrência. O prefeito foi multado em R$5 mil.

Foi determinada ainda a representação à Procuradoria-Geral de Justiça, a quem compete o controle de constitucionalidade, para adoção das providências em relação à Lei Municipal nº 353/2018, que “autorizou a concessão de abono excepcional por meio de rateio da verba do Fundeb proveniente do precatório oriundo da diferença do repasse a título de complementação da União ao Município de Baixa Grande no período compreendido entre os anos de 1998 a 2002.”

A Inspetoria Regional do TCM identificou que parte do precatório – R$5.779.826,49 –, correspondente a 45,55% do montante total recebido de R$12.689.763,35, foi destinado ao pagamento de remunerações de servidores ativos, aposentados, falecidos e exonerados integrantes do magistério municipal e respectivo quadro de apoio, a título de vencimentos e abono salarial extraordinário, contrariando a Resolução TCM nº 1.346/2016, posteriormente alterada pela Resolução TCM nº 1.360/2017.

A relatoria considerou irregular a aplicação dos recursos advindos do precatório do Fundef – hoje Fundeb – para essa finalidade, ainda que precedida de lei municipal específica, mas sem apresentação de plano de aplicação dos respectivos recursos e do processo administrativo que expusesse a metodologia e os critérios que, de forma justificável e razoável, embasaram a distribuição de recursos públicos a título de ”abono salarial” para servidores ativos, inativos e exonerados, entre os exercícios financeiros de 1998 e 2002.

”A graciosa distribuição de recursos públicos, ainda que a pretexto de pagamento de abono salarial não atende, de per si, aos objetivos maiores pretendidos pela Lei nº 11.494/2007: manutenção e desenvolvimento da educação básica e de valorização dos profissionais da educação”, alertou o conselheiro substituto Antônio Emanuel de Souza.

O Ministério Público de Contas, através do procurador-geral de contas Guilherme Costa Macedo, também opinou pelo conhecimento e procedência do termo de ocorrência, com aplicação de multa ao gestor, ante a realização de indevidos pagamentos custeados com recursos oriundos do Fundeb/precatório, apesar de lastreados na Lei Municipal nº 353/2018, que, no seu entendimento, “além de inconstitucional, viola expressamente o entendimento manifestado pelo TCU sobre a matéria”. Cabe recurso da decisão.

Apostador do MT ganha prêmio de R$ 43 milhões na Mega-Sena nesta terça-feira

/ Esporte

Uma única aposta, feita em Sorriso (MT), acertou os seis números do concurso 2.191 da Mega-Sena, realizado nesta terça-feira (24).

Os números sorteados foram: 04 – 08 – 26 – 33 – 46 – 53. O prêmio é de R$ 43,26 milhões. A quina teve 104 acertadores, cada um receberá R$ 20,55 mil. A quadra teve 5.272 apostas ganhadoras com prêmio de R$ 579,20.

O próximo concurso, com sorteio na quinta-feira (26), tem uma expectativa de prêmio de R$ 2,3 milhões. As apostas podem ser feitas pela internet ou casas lotéricas até as 19h do dia do sorteio. A aposta mínima única custa R$ 3,50.

Aprovados em concurso público da Polícia Civil da Bahia iniciam curso de formação

/ Educação

Jerônimo Rodrigues, secretário de Educação. Foto: Carol Garcia

A aula inaugural do Curso de Formação 2019 da Academia da Polícia Civil da Bahia (Acadepol) reuniu, na manhã desta terça-feira (24), na Assembleia Legislativa do Estado (Alba), todos os aprovados no último concurso realizado para preenchimento de vagas na corporação. Ao todo, 340 futuros delegados, investigadores e escrivães iniciaram a preparação, que acontecerá nos próximos quatro meses.

Presente no evento, o titular da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Maurício Barbosa, fez questão de desejar boa sorte aos formandos da Polícia Civil da Bahia (PC-BA). ”Essa formação é necessária e obrigatória. Só depois da aprovação do grupo será possível nomear e dar posse aos novos escrivães, investigadores e delegados, e boa parte deve atuar no interior do estado. Há municípios com cerca de 50 mil habitantes que clamam por um reforço na polícia investigativa”, explicou.

Delegado-geral da PC-BA, Bernardino Brito Filho, ressaltou que dentro de pouco tempo todos estarão na ativa. ”Nosso curso de formação dura quatro meses, então esperamos que já em fevereiro próximo nossos formandos ingressem na carreira policial. Essa formação é importante, pois a Polícia Civil precisa ter seu efetivo ampliado e, por isso mesmo, estamos dando início aos trâmites necessários para instalar um novo processo de seleção”, anunciou.

O evento contou com a presença de diversas autoridades, dentre elas o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, e com a Banda de Música da Aeronáutica, que tocou o Hino Nacional e o Hino ao Dois de Julho.

Queremos parceria, a ponte é do povo baiano, diz Leão ao apresentar da Ponte Salvador – Itaparica

/ Bahia

Leão e Marcus Cavalcanti apresentam projeto. Fotos: Mateus Pereira

Projeto Rodoviário Ponte Salvador-Ilha de Itaparica, nesta terça-feira (24/09), na Câmara Municipal de Salvador. Os representantes do Governo do Estado falaram do impacto positivo na economia de Salvador e do termo de cooperação técnica com a prefeitura da capital.

”Só na fase de construção da ponte, temos a perspectiva de gerar 7 mil empregos, beneficiando a população de Salvador e da Ilha. Além do incremento da arrecadação do ISS, e da criação de um importante ativo cultural e turístico, haverá acesso mais fácil dos soteropolitanos ao Litoral Sul e ao Sudoeste do estado. Teremos uma Bahia antes e depois da ponte”, disse Leão.

O edital da licitação da Ponte Salvador-Itaparica, explicou o secretário Marcus Cavalcanti, está disponível e as empresas podem baixar no portal da Secretaria de Infraestrutura da Bahia. ”A abertura dos envelopes com as propostas está marcada para 21 de novembro, na Bolsa de Valores, em São Paulo. As empresas habilitadas participarão do leilão no dia 25 e a vencedora do edital será a que apresentar a melhor proposta para execução do serviço”, destacou.

Na apresentação, o vice-governador lembrou que o prefeito da capital baiana, ACM Neto, é signatário de um Acordo de Cooperação Técnica firmado entre Estado e os municípios de Salvador, Itaparica e Jaguaribe, assinado em 2013, e que ocorreram ao menos 10 reuniões entre técnicos do Governo do Estado e das gestões municipais.

A construção do equipamento com 12,4 km de extensão beneficiará 4,4 milhões de habitantes nas regiões Metropolitana de Salvador, Baixo Sul e Litoral Sul baiano. Além da construção da ponte, o projeto inclui a implantação dos acessos à ponte em Salvador, por túneis e viadutos, e em Vera Cruz, com a ligação à BA-001, junto com uma nova rodovia expressa e a interligação desta com a Ponte do Funil, também na BA-001.

 

Procuradoria cobra explicações do Ministro da Saúde sobre redução de R$ 393 mi para vacinas

/ Saúde

Procuradoria cobra explicação de Mandetta. Foto: Erasmo Salomão

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), do Ministério Público Federal, pediu ao Ministério da Saúde explicações ao ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta explicações sobre a redução de R$ 393,7 milhões em valores previstos para a aquisição e distribuição de vacinas na proposta de lei orçamentaria para o ano de 2020 enviada pelo governo federal ao Congresso. No ofício, a procuradora Débora Duprat ressalta que ‘o país atravessa um surto de sarampo, com incidências da doença em diversos estados brasileiros’. Ela quer informações sobre o valor destinado na LDO em 2020 contendo ‘a especificação dos valores previstos para as ações e serviços de saúde’.

E ainda pede esclarecimentos sobre ‘os mecanismos que serão utilizados para manter a cobertura vacinal em níveis adequados, apesar da noticiada redução do valor destinado ao orçamento respectivo’. Além de Duprat, o pedido é assinado por dez procuradores da República que integram o Grupo de Trabalho da PFDC sobre Direito à Saúde. De acordo com o projeto, o governo pretende gastar cerca de R$ 4,9 bilhões no ano que vem com “aquisição e distribuição de imunobiológicos para prevenção e controle de doenças”. O valor é 7% menor do que o previsto para esse ano (R$ 5,3 bilhões). Do montante estimado para 2020, cerca de R$ 1,4 bilhão ainda terá liberação condicionada à aprovação legislativa extraordinária.

O governo federal compra os imunizantes de laboratórios públicos e privados, a depender do tipo de vacina e da demanda. Questionado no dia 17 de setembro, sobre a proposta de redução no valor destinado à compra de imunizantes, o Ministério da Saúde assegurou ”que não faltarão recursos para a aquisição de vacinas” e destacou que o orçamento total da pasta será de R$ 134,8 bilhões. Esse montante é R$ 5,2 bilhões superior à proposta de 2019, o que, segundo o ministério, ”demonstra, dentro de um projeto de austeridade fiscal, a prioridade para a área da saúde”.

Deputado Paulo Magalhães foi beneficiado por suposto esquema criminoso do TRT-BA, diz relator do CNJ

/ Justiça

Deputado federal Paulo Magalhães (PSD). Foto: Divulgação

O deputado federal Paulo Magalhães (PSD) teria sido beneficiado pelo suposto esquema criminoso do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia, segundo o relator do caso no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Humberto Martins, na sessão desta terça-feira (24).

De acordo com o relator, a então presidente do TRT, a desembargadora Maria Adna Aguiar, teria “beneficiado políticos” em Jequié, entre eles, o deputado Paulo Magalhães. O caso teria a participação do irmão de Adna, o advogado Henrique Aguiar.

Segundo sempre Humberto Martins, há indícios de interferência de Adna no leilão da Clínica São Vicente, por meio do intermediário de Paulo Magalhães. De acordo com o relator, a desembargadora teria liberado a penhora da empresa em um plantão. A magistrada ainda teria coagido juízes para atuarem a favor de interesses dela com a ameaça de abrir processos administrativos.

O BN entrou em contato com o parlamentar, mas não obteve êxito. Nesta terça, o CNJ julgou o caso em que desembargados e juízes da Corte são investigados por participar de um esquema criminoso na Corte. As informações são do Bahia Notícias

Ministério da Saúde: inclui 5 novos medicamentos para tratamento de quatro doenças ao SUS

/ Saúde

O Ministério da Saúde incorporou cinco novos medicamentos e uma associação medicamentosa, destinadas ao tratamento de quatro doenças, ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os documentos definem critérios para diagnóstico, controle e tratamento da hidradenite supurativa (HS), da colangite biliar primária (CBP) e da fenilcetonúria. Outra doença, a uvéite não infecciosa, teve seu protocolo de tratamento atualizado devido à incorporação do medicamento adalimumabe.

A pasta informou que três dessas doenças passam a contar com o tratamento definido em Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas (PCDT) no Sistema Único de Saúde (SUS) que garante o cuidado com tratamento específico aos pacientes acometidos pelas doenças.

O Ministério ainda destacou que os protocolos clínicos são importantes porque definem a linha de cuidado de uma doença ou agravo que deve ser seguida pelos profissionais de saúde para tratar os pacientes. Esses critérios devem ser seguidos pelos gestores locais. Os documentos são baseados em evidências científicas e consideram eficácia, segurança, efetividade e custo-efetividade das tecnologias recomendadas.

A colangite biliar primária (CBP) é uma doença crônica e autoimune, em que o sistema imunológico ataca as células saudáveis do fígado, podendo causar cirrose hepática e necessidade de transplante do órgão. Com tendência a ocorrer na meia idade, a CBP se manifesta sem sintomas e, por isso, o diagnóstico geralmente é tardio. A maioria dos pacientes só desenvolvem sintomas anos após o conhecimento da doença. Cansaço excessivo, coceira no corpo, perda de peso, desconforto abdominal e icterícia, que é a coloração amarela da pele causada por um aumento na concentração de bilirrubina na corrente sanguínea (hiperbilirrubinemia), estão entre as principais manifestações.

A hidradenite supurativa é uma doença inflamatória de pele que acomete, principalmente, as regiões das axilas, virilha, seios e, até então, não tinha tratamento específico. As mulheres são afetadas com maior frequência. A repetição das inflamações pode gerar cicatrizes graves e consequentemente limitação ou incapacidade de movimento no local, provocando grande impacto na qualidade de vida dos pacientes.

A Fenilcetonúria é uma doença rara, na qual existe uma deficiência na capacidade de quebrar adequadamente moléculas do aminoácido, fenilalanina (FAL), presente nas proteínas de origem animal e vegetal. Por isso, pessoas com fenilcetonúria precisam ter uma dieta com muitas restrições e produtos específicos.

Quanto a uveítes não infecciosas, são um conjunto de doenças nos olhos que ocorrem em decorrência da inflamação da úvea, região do olho formada pela íris, corpo ciliar e coroide.

Cinco operários passam mal após vazamento de gás em indústria no município de Ilhéus

/ Bahia

Cinco operários passam mal após vazamento de gás. Foto: Sindicacau

Cinco operários da indústria Cargill, passaram mal após um vazamento de gás nas imediações da empresa que fica na cidade de Ilhéus, sul da Bahia. O caso aconteceu por volta das 12h de domingo (22), mas as informações só foram divulgadas nesta terça (24).

Segundo Wilson Carlos Teles, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria do Cacau de Ilhéus e Itabuna (Sindicacau), o acidente aconteceu quando os funcionários, que trabalham no setor de embalagem, estavam em horário de almoço e acabaram inalando o gás vazado.

De acordo com Wilson, os operários vomitaram, tiveram dores de cabeça e desmaiaram no momento do ocorrido. Os operários foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhados para o Hospital São José. Eles receberam alta na tarde de segunda-feira (23) e passam bem.

Em nota, a Cargill informou que houve um aumento na concentração de monóxido de carbono em uma das linhas da fábrica que fica em Ilhéus. A empresa também comunicou que a situação na fábrica já foi controlada e que a operação está funcionando normalmente. O presidente da Sindicacau disse que o setor de segurança da empresa está investigando o motivo do vazamento, mas ainda não identificaram qual foi o tipo de gás.

Estados e municípios têm até sexta para aderir a modelo cívico-militar, proposto pelo Governo

/ Educação

Estados e municípios têm até sexta-feira (27) para manifestar interesse em aderir ao modelo de cívico-militar proposto pelo governo federal. A gestão híbrida compartilhada com civis e militares será implementada, em 2020, em 54 escolas. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), as escolas devem manifestar interesse junto à secretaria estadual de Educação. Serão selecionadas duas instituições de cada estado e do Distrito Federal.

Nos estados em que não houver interesse pelo programa, municípios voluntários podem pedir participação por meio de ofício enviado ao MEC, com os nomes das instituições da unidade da federação que pretendem aderir ao programa. Para participar da seleção, os colégios devem ter de 500 a 1 mil alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental ou do ensino médio.

Segundo a pasta, uma das condições é que estados e municípios apliquem consulta pública sobre a mudança, uma vez que a adesão ao programa é voluntária. A aceitação pode ocorrer por meio de audiência pública ou  votação. O MEC disponibilizou o passo a passo para a realização da consulta à comunidade. A orientação está disponível na internet.

Terão preferência na seleção as instituições de ensino com baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e em situação de vulnerabilidade social. A comparação é feita com outras escolas do mesmo estado. Ao todo, o governo pretende implementar 216 escolas cívico-militares até 2023.

Recursos

O MEC vai liberar R$ 54 milhões para o programa em 2020, sendo R$ 1 milhão por escola. O dinheiro será investido no pagamento de pessoal em algumas instituições e na melhoria de infraestrutura, compra de material escolar, reformas, entre outras pequenas intervenções.

As escolas em que haverá pagamento de pessoal são as que fizerem parceria com o MEC e o Ministério da Defesa, que contratará militares da reserva das Forças Armadas para trabalho nos estabelecimentos. A duração mínima do serviço é de dois anos, prorrogável por até dez, podendo ser cancelado a qualquer tempo. Os profissionais vão receber 30% da remuneração que recebiam antes de se aposentar.

Os estados poderão ainda destinar policiais e bombeiros militares para apoiar a administração das escolas. Nesse caso, o MEC repassará a verba ao governo, que, em contrapartida, investirá na infraestrutura das unidades, com materiais escolares e pequenas reformas. Os militares irão atuar como monitores, acompanhando os alunos e fazendo contato com as famílias.

Consulta pública

Segundo o MEC, uma etapa importante na adesão ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é a realização de consulta pública. A pasta informa que o procedimento assegura transparência na escolha e serve para medir o grau de interesse de todos os atores, sendo eles, gestores, professores, alunos e familiares, em fazer parte da iniciativa lançada pelo governo federal.

Veja o passo a passo recomendado pela pasta

Chamamento da comunidade escolar –  convocação para conhecer o programa. Pode ser pela internet, rádio local, carro de som, folder, entre outros. Audiência de esclarecimento – reunião com a comunidade escolar para explicar o modelo proposto pelo MEC. É necessário capacitar alguém do estado ou do município para tirar todas as dúvidas que as pessoas possam ter.

Audiência de consulta pública – uma segunda reunião para medir o grau de aceitação do modelo na escola. A forma mais comum é por votação, mas pode ser por outros caminhos, desde que mantidas a transparência e a publicidade.

Resultado – a conclusão da audiência da consulta pública deve ser formalizada e enviada para o MEC. O governo local pode optar por outra forma de realizar a consulta pública. É necessário, no entanto, enviar o resultado para o MEC. A instituição de ensino deve assegurar a participação do maior número possível de pessoas da comunidade escolar, credenciando os eleitores do processo.

Polícia Militar detém jovem e adolescente em ação contra o tráfico no Entroncamento de Jaguaquara

/ Polícia

Polícia apresenta material apreendido. Foto: Divulgação/PM

Um jovem de 21 anos e um adolescente de 17 foram conduzidos Pela Polícia Militar à Delegacia Territorial de Jaguaquara, nesta segunda-feira (23/09), após serem flagrados com entorpecente no distrito Stela Dubois . Segundo informou a PM, através de nota, ao realizar ondas a guarnição percebeu os suspeitos se comportando de forma suspeita, tentando se afastar um do outro de forma abrupta.

Os militares se aproximaram e abordaram os mesmos, tendo sido encontrado um invólucro plástico contendo substância análoga à cocaína e uma quantia de R$ 636,00, em notas diversas.

Ainda conforme a PM, o entorpecente estava sendo conduzido pelo maior, Hargenor Fernandes Reis Neto, que por sua vez informara que o transporte foi feito a mando de uma pessoa de prenome Gabriel, morador do bairro Bela Vista. Os envolvidos, assim como o material apreendido, 04 porções de cocaína, 01 aparelho celular e o dinheiro foram apresentados à autoridade competente para adoção das medidas cabíveis.

Dois homens morrem após caminhão capotar na BR-101; carga de repolho ficou espalhada

/ Trânsito

Veículo ficou destruído e carga espalhada. Foto: Divulgação/PRF

Dois homens morreram, na manhã desta terça-feira (24), em um acidente na BR-101, trecho da cidade de Itapebi, no sul da Bahia. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caminhão onde as vítimas estavam capotou no km 674,5 da rodovia, no trecho conhecido como Curva da Pedreira.

A PRF não tem detalhes das causas do acidente. Equipes do órgão e do Samu estiveram no local, mas as vítimas já foram encontradas sem vida. Elas foram identificadas como Joel Luiz Helmer, de 62 anos e Darcy Raasch, que não teve a idade divulgada. Um dos homens era o dono do caminhão e o outro dirigia o veículo de carga.

Com o impacto do capotamento, a cabine do caminhão ficou destruída e os homens presos às ferragens. A carga transportada, caixas com legumes, ficou espalhada pela rodovia e ocupou uma das faixas. Como a via não é dupla, quem passou pelo local precisou ficar atento ao desviar do local do acidente.