”Valor da saúde”: Em busca de dentistas mais baratos, pacientes são vítimas de fraude

/ Saúde

A prática comum de optar pelo preço mais barato pode até aliviar o bolso e o fechamento das contas no final no mês, mas quando se fala de saúde isso pode trazer uma série de prejuízos que vão além dos financeiros. Recorrentes casos de pacientes que chegam aos consultórios odontológicos depois de terem problemas ao optarem pelos tratamentos e profissionais mais baratos, mas sem qualidade, fazem dentistas de Salvador alertarem a população para os riscos de se “mercantilizar a saúde”.

A especialista em implantes dentários Sued Queiroz advertiu que “saúde não se compra”, e que um dos maiores erros está no fato de pacientes procurarem pelos profissionais que cobram menos pelos tratamentos, e não por aqueles com boa reputação. “Claro que existem aqueles profissionais que não têm ética, que enganam os pacientes, mas o erro também está no paciente que vai ao consultório querendo preço. E dentista não é preço, é saúde”, alertou Sued.

No consultório em que a cirurgiã-dentista Thaina Brito trabalha, não é difícil chegar um paciente perguntando “quanto é?” ao invés de “o que eu tenho?”. “Os pacientes muitas vezes não querem saber qual o problema que eles têm, e sim quanto é que o tratamento vai custar”, relatou Thaina.

O conhecimento sobre esse comportamento comum entre os pacientes abre espaço para os maus profissionais se aproveitarem da situação e agirem no mercado. Esses dentistas atraem os pacientes com tratamentos custando preços muito abaixo do que realmente deveriam, mas não há garantia de que todos os procedimentos necessários realmente serão feitos, ou serão realizados da maneira como deveriam.

Sued Queiroz lembra de um caso recente em que uma paciente a procurou com dor afirmando que havia feito um canal com outro dentista. Ao radiografar o local, Sued constatou que o canal tinha sido feito “pela metade”, e a paciente teve que se submeter a um novo procedimento e tratamento.

Para fugir de enrascadas como esta, Thaina listou alguns pontos que as pessoas devem observar na hora de escolher um dentista. O primeiro alerta é o cuidado com clínicas e consultórios que façam promoções. “Porque se você está tratando como mercado, está preocupado com o dinheiro e, muitas vezes, não com a saúde do paciente”, avisou Thaina. Para ela, também é importante observar o ambiente, se está conservado e bem higienizado, por considerar que se o profissional se preocupa com o paciente, a clínica vai ser bem cuidada. Do Bahia Notícias

Uma pessoa morre e outra fica ferida após carro bater com caminhão entre Ilhéus e Itabuna

/ Trânsito

Carro ficou destruído com batida. Foto: Olga Amaral/TV Santa Cruz

Uma colisão entre um carro de passeio e um caminhão deixou uma pessoa morta e outra ferida, na noite de sexta-feira (26), na rodovia BR-415, entre as cidades de lhéus e Itabuna, no sul da Bahia.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu na altura do KM-21, entre a entre a Universidade Estadual da Santa Crruz (Uesc) e a sede do Sesi/Senai, por volta das 21h30. Expedito Coutinho Pólvoras, que estava no carro de passeio, morreu no local, enquanto outra pessoa não identificada foi levada para o hospital costa do cacau, em Ilhéus.

O impacto da batida foi tão forte, que o carro de passeio ficou destruído, enquanto o caminhão foi jogado para as margens da rodovia e ficou pendurado em uma ribanceira. A PRF informou ainda que as causas do acidente estão sendo investigadas. Com informações do G1

Dois morrem e seis ficam feridos após acidente com caminhão na BA-290, Sul da Bahia

/ Trânsito

Acidente ocorreu entre Alcobaça e Teixeira de Freitas. Foto: PRE

Duas pessoas morreram e seis ficaram feridas após o caminhão em que seguiam viagem tombar por volta das 7h30 deste sábado (27), no quilômetro 7, da BA 290, entre as cidades de Alcobaça e Teixeira de Freitas, no sul da Bahia. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o caminhão seguia no sentido Teixeira de Freitas – Alcobaça, quando o motorista perdeu o controle da direção em uma curva e acabou tombando em uma área de matagal no acostamento da rodovia.

A PRE informou que chovia no momento do acidente e que o motorista do caminhão não tinha carteira de habilitação. O caminhão ficou destruído. Segundo a PRE, as vítimas trabalhavam na região de Alcobaça, Prado e Caravelas vendendo laranja. Duas das vítimas foram identificadas como: Evandro Nobre Candal, de 32 anos e Lorraine Santos Rocha, de 24 anos. O casal era natural do Espírito Santo. Eles morreram no local.

O Samu esteve no local e encaminhou os dois feridos para um hospital em Alcobaça. Já os outros quatro feridos foram levados para um hospital em Teixeira de Freitas, os corpos foram encaminhados para o IML de Teixeira de Freitas. Não há detalhes sobre sepultamento. A PRE informou que organizou o trânsito para não gerar nenhum engarrafamento. O corpo de bombeiros também esteve no local.

Ministro da Saúde afirma que substituto do programa ”Mais Médicos” será lançado nesta semana

/ Saúde

”É no interior do Brasil que tem mais dificuldade para usar capacete. É no interior que o cigarro chega e a população rural fuma com palha de milho. Como é que eu chego nele, que tem menos acesso a informação? Eu tenho que ter atenção primária”, declarou. Em fevereiro deste ano, o ministro já havia declarado que o programa seria reformulado. Em maio, a pasta declarou que a priorização de atendimento médico para os municípios com maior vulnerabilidade social seria o foco de um novo programa que estava em elaboração.

O problema dos médicos cubanos que ficaram sem trabalho e permanecem no Brasil depois da saída de Cuba do programa é uma das preocupações do ministério. Fora do Mais Médicos, os formados no exterior não podem atuar na medicina brasileira sem a aprovação no Revalida, exame que não é feito desde 2017.

O programa Mais Médicos foi criado em julho de 2013 pelo governo federal para fixar profissionais em regiões mal atendidas. Em novembro de 2018, após a vitória de Jair Bolsonaro nas eleições, Cuba anunciou sua saída do programa, citando declarações ‘ameaçadoras’ de Bolsonaro. Em agosto, ainda em campanha, Bolsonaro declarou que ele ”expulsaria” os médicos cubanos do Brasil. A promessa também estava em seu plano de governo.

Ainda em novembro de 2018, governo Michel Temer publicou um edital com 8.517 vagas para o programa, ofertadas a médicos com registro no Conselho Regional de Medicina do Brasil. O Ministério da Saúde disse, em fevereiro, que todas as vagas disponíveis haviam sido preenchidas. No entanto, cerca de 19% dos médicos brasileiros que entraram no Mais Médicos desistiram de participar do programa até o mês de maio. Outro edital foi lançado em dezembro de 2018 para preencher 1397 vagas para brasileiros formados no exterior. A fase de acolhimento obrigatória foi iniciada em março deste ano.