Vereador sugere apoio de empresários de Jaguaquara para implantação de uma Ceasa em Jequié

/ Jequié

Joaquim Caires propõe Ceasa em Jequié. Foto: Emanuel Jr

A Câmara Municipal de Jequié aprovou requerimento (57/2019), de autoria do vereador Joaquim Caíres em que propõe a implantação de uma Central de Abastecimento (CEASA), em Jequié, para atender o município e cidades vizinhas.

”A Ceasa é um projeto de revitalização dos mercados, que busca de forma planejada, cooperada e multidisciplinar, soluções técnicas adequadas às necessidades de crescimento e otimização do abastecimento alimentar”, justifica o vereador que sugere o apoio dos empresários do município de Jaguaquara Antônio Ricardo Leal (Lealdade) e Américo Pantaleone, detentores da Central do município vizinho. Ricardo e Pantaleone representam a empresa Dinâmica, que assumiu a administração da Ceasa de Jaguaquara após o Governo do Estado terceirizar o órgão. A nova gestão promoveu melhorias na unidade, que tem ganhado elogios após o processo de terceirização.

Segundo Caíres, a criação de uma Ceasa em Jequié beneficiará produtores de frutas, legumes e verduras, segmentos representativos do comércio atacadista e varejista, bem como a sociedade que passa a contar com mais um indicador de variação de preços. Democratiza ainda as informações mercadológicas obtidas a partir da atuação das Ceasas, de modo a fornecer informações estratégicas para todos os agentes da cadeia comercial, que vai desde o produtor, passando pelo comerciante, chegando ao consumidor final.

As Ceasas foram criadas com o objetivo de melhorar o sistema nacional de abastecimento através da institucionalização dos mercados regionais e do aumento da produtividade e da estrutura de distribuição. Alguns resultados importantes foram observados a partir da criação das Ceasas, como a contribuição no combate à elevação dos preços dos gêneros alimentícios, na organização do mercado e na formação das cadeias produtivas.

Tribunal Regional Federal da 2ª Região ordena que Temer e coronel Lima voltem para a prisão

/ Justiça

Temer já teria sido preso em março. Foto: Cesar Itiberê

Por 2 votos a 1, desembargadores do Tribunal Regional Federal da 2ª Região decidiram mandar o ex-presidente Michel Temer (MDB) e seu amigo, João Baptista Lima Filho, o Coronel Lima, de volta à cadeia da Operação Lava Jato. A Corte acolheu recurso do Ministério Público Federal.

O ex-presidente havia sido preso no dia 21 de março na Operação Descontaminação, que mira supostas propinas nas obras da Usina de Angra III. Ele foi solto quatro dias depois por decisão do desembargador Ivan Athié. O inquérito que levou Temer e Lima à cadeia da Lava Jato está relacionado às investigações que miram desvios em obras da Usina Angra III, da estatal Eletronuclear.

De acordo com os investigadores, o Coronel Lima teria intermediado o pagamento de R$ 1 milhão em propinas da Engevix no final de 2014. A força-tarefa sustenta que o ex-presidente chefia um grupo criminoso há 40 anos, que chegou a arrecadar propinas de desvios de R$ 1,8 bilhão.

Atendimento em postos de saúde poderá ter horário ampliado; unidades ficarão abertas até as 22 horas

/ Saúde

O Ministério da Saúde publica amanhã (9) portaria que amplia o horário de atendimento de unidades básicas de saúde. De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, as opções de carga horária semanal a serem disponibilizadas aos chamados postos de saúde são 40 horas (esquema atual), 60 horas e 75 horas. Atualmente, a maioria das unidades funciona até as 17h. Com a mudança, elas poderão atender até as 22h.

Ainda segundo o ministro, a partir da publicação da portaria, prefeitos e secretários municipais de Saúde terão de se organizar para definir qual a carga horária a ser adotada em cada unidade básica de saúde do respectivo município. ”Nós estamos dando para eles algumas coisas que eles nunca tiveram. Que as equipes possam ter propostas de trabalho de 40 horas, de 60 horas e de 75 horas. Que eles organizem os horários dessas equipes”, disse.

Outra novidade prevista na portaria, segundo Mandetta, é a possibilidade de cada unidade básica de saúde poder contar com até seis equipes de profissionais e não mais três, como funciona atualmente. A proposta do ministério é que os postos de saúde que aderirem à carga horária de 75 horas semanais possam organizar melhor seu esquema de trabalho tendo disponíveis mais equipes e, em alguns casos, triplicando a verba de custeio.

”A gente espera, com isso, desafogar muito as UPAs [unidades de pronto atendimento] e emergências”, disse o ministro, ao citar como exemplo mulheres que buscam atendimento médico para os filhos depois das 17h. ”Parece que criança só piora de noite. E aí, o único local que essa mãe tinha era uma UPA. Às vezes, ela atravessava a cidade. Ter até as 22h também pode ser um momento para fazer a vacina, colocar tudo em dia, fazer o preventivo.”

Agentes de saúde em Jequié lotam plenário da Câmara em protesto contra a política salarial da atual gestão

/ Jequié

Manifestantes lotaram o plenário da Casa. Foto: Blog Marcos Frahm

A sessão de terça-feira (7) da Câmara Municipal de Jequié foi marcada pela presença de Agentes de Combate às Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), que lotaram as galerias da Casa para chamar a atenção dos vereadores em forma de protesto contra a gestão pública municipal.

Os manifestantes não pouparam vaias aos parlamentares da base de sustentação do prefeito Sérgio da Gameleira e aplaudiram os integrantes da bancada de oposição, que aproveitaram o plenário lotado para soltar o verbo contra a política salarial da atual gestão. Antes de se dirigir à Câmara, os trabalhadores teriam saído às ruas centrais de Jequié, revelando a insatisfação. Eles cobram a incorporação em seu salários do piso nacional da categoria.

Decreto do presidente Bolsonaro permite prática de tiro em clube por crianças e adolescentes

/ Brasília

Um decreto presidencial, publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (8), flexibiliza o porte de armas para setores específicos da população, como políticos, advogados, jornalistas e caminhoneiros, e abre a possibilidade de crianças e adolescentes poderem usar armas, desde que para praticar tiro esportivo. Elas devem, no entanto, estar previamente autorizadas pelos pais ou responsáveis.

A informação consta no Capítulo IV, Artigo 36, inciso 6º do decreto 9.785. ”A prática de tiro desportivo por menores de dezoito anos de idade será previamente autorizada por um dos seus responsáveis legais, deverá se restringir tão somente aos locais autorizados pelo Comando do Exército e será utilizada arma de fogo da agremiação ou do responsável quando por este estiver acompanhado”, explica o texto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro. Além de políticos, advogados, caminhoneiros e jornalistas, outras profissões também passam a ter mais facilidade na obtenção da permissão, como agentes de trânsito, conselheiros tutelares e políticos que ainda não assumiram o cargo, mas se elegeram.

Com o decreto, estes profissionais não precisarão mais comprovar a chamada ”efetiva necessidade por exercício de atividade profissional de risco ou de ameaça à sua integridade física”. Nesta terça (7), Bolsonaro já havia anunciado que facilitaria o porte de armas para colecionador e atirador esportivo, mas não citou demais profissões.

Detalhes
O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa. Com o decreto, essas categorias não vão precisar comprovar ‘efetiva necessidade’ para transportar armas fora de casa. O documento também dá posse automática a praças das Forças Armadas com mais de 10 anos de serviço. O acesso à munição para essas categorias será ampliado de 50 cartuchos para 1 mil.  O decreto também permite a livre importação de armas e munições e amplia o prazo de validade do certificado de registro de armas para 10 anos, bem como todos os demais documentos relativos à posse e ao porte de arma.

Para ter direito ao porte, é preciso ter 25 anos, comprovar capacidade técnica e psicológica para o uso de arma de fogo, não ter antecedentes criminais nem estar respondendo a inquérito ou a processo criminal e ter residência certa e ocupação lícita. Também é preciso comprovar ”efetiva necessidade por exercício de atividade profissional de risco ou de ameaça à sua integridade física”. O decreto de Bolsonaro altera esse último requisito, e afirma que a comprovação de efetiva necessidade será entendida como cumprida para as categorias descritas no decreto.

Confira a lista dos beneficiados pelo decreto:

  • Instrutor de tiro ou armeiro credenciado pela Polícia Federal
  • Colecionador ou caçador com Certificado de Registro de Arma de Fogo expedido pelo Comando do Exército
  • Agente público “, inclusive inativo,” da área de segurança pública, da Agência Brasileira de Inteligência, da administração penitenciária, do sistema socioeducativo, desde que lotado nas unidades de internação, que exerça atividade com poder de polícia administrativa ou de correição em caráter permanente, ou que pertença aos órgãos policiais das assembleias legislativas dos Estados e da Câmara Legislativa do Distrito Federal;
  • Detentor de mandato eletivo nos Poderes Executivo e Legislativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, quando no exercício do mandato;
  • Advogado
  • Oficial de justiça
  • Dono de estabelecimento que comercialize armas de fogo ou de escolas de tiro ou dirigente de clubes de tiro
  • Residente em área rural
  • Profissional da imprensa (jornalista) que atue na cobertura policial
  • Conselheiro tutelar
  • Agente de trânsito
  • Motoristas de empresas e transportadores autônomos de cargas
  • Funcionários de empresas de segurança privada e de transporte de valores

Políticos baianos estão são membros de comissão que analisa MP da reforma administrativa

/ Brasília

Baianos são membros de comissão. Fotos: Agências Câmara e Senado

A comissão mista da MP da reforma administrativa do governo Bolsonaro, que entre outras coisas pode tirar o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça, comandado por Sergio Moro, e restringir os poderes da Receita, tem a participação de baianos.

Do Senado, Otto Alencar e Angelo Coronel, ambos do PSD, estão presentes. Pela Câmara, os deputados baianos Elmar Nascimento (DEM) e Paulo Magalhães (PSD) também são titulares. O baiano João Roma (PRB) é o presidente da comissão. A relatoria está com o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB). Em seu relatório, Fernando Bezerra Coelho decidiu manter o Coaf no Ministério da Justiça.

O relator ainda acatou uma emenda para que os direitos dos índios, inclusive a Funai e o acompanhamento das ações de saúde desenvolvidas em prol das comunidades indígenas estejam entre as competências do Ministério da Justiça.O texto original previa a transferência das questões dos direitos indígenas do Ministério da Justiça para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Ainda em Washington, governador Rui Costa discute ampliação de parceria com o Banco Mundial

/ Mundo

Rui se reuniu com representantes do Banco. Foto: Carlos Prates

Ainda em Washington, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (8), o governador Rui Costa se reuniu com representantes do Banco Mundial, responsável pelo financiamento de diversos projetos na Bahia. O Governo do Estado tem interesse na parceria com o banco em um novo programa, com foco na atenção hospitalar, incluindo investimentos na área de tecnologia. Além de qualificar os serviços e a gestão de centros estaduais de referência, o programa terá como objetivos a ampliação da conectividade de todos os hospitais municipais, estaduais e filantrópicos e a implantação do prontuário eletrônico nas unidades de saúde sob gestão do Estado.

De acordo com o governador, há ainda interesse na parceria para financiamento na área de abastecimento de água e na educação, que envolve, dentre outras ações, o aumento do número de escolas que funcionam em tempo integral, o que demanda algumas mudanças na estrutura física das instituições. ”Também apresentamos projetos de redefinição e equalização de dívidas do Estado, para liberar a capacidade de investimento na Bahia. Vamos formalizar as propostas em uma carta e esperamos, em breve, poder contratar programação financeira para aumentar os investimentos e atender, portanto, a necessidade do povo”, explicou Rui Costa.

Dentre as propostas de financiamento para a saúde, o secretário estadual, Fábio Vilas-Boas, destacou investimentos na reestruturação da rede de atenção hospitalar e no fortalecimento de centros regionais, para que seja possível manter e atender pacientes nas cidades do interior sem a necessidade de transferência para a capital. ”Definimos uma linha de investimento para que o Governo possa continuar oferecendo um serviço de qualidade, o que significa investir na capacitação de profissionais, na formatação, implantação e implementação de protocolos assistenciais, tanto na atenção básica, quanto na atenção de média complexidade e na atenção hospitalar”, afirmou Fábio, que também participou do encontro.

Os secretários da Casa Civil, Bruno Dauster, da Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro; e o superintendente de Atração de Investimentos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Paulo Guimarães, também acompanharam o governador na reunião.

Racismo é ”coisa rara” no Brasil, diz o presidente Bolsonaro em entrevista à RedeTV!

/ Entrevista

Jair foi entrevistado por Luciana Gimenez. Foto: Isac Nóbrega

Afim de promover a reforma da Previdência, o presidente da República Jair Bolsonaro foi o entrevistado de Luciana Gimenez, no programa ”Luciana By Night”, exibido na noite desta terça-feira (7) na RedeTV!. Contudo, outros assuntos espinhosos podem ter chamado mais atenção do que o próprio lobby para tentar emplacar a reforma, como por exemplo, as acusações de racismo contra ele.

O capitão alegou que, no Brasil, o racismo é uma ”coisa rara”, e que já ”encheu o saco” a discussão sobre o tema: ”No Brasil, é uma coisa rara o racismo. O tempo todo tentam jogar o negro contra o branco, homo contra hétero ou pai contra filho. Desculpe o linguajar, mas isso já ‘encheu o saco”.

Ao relembrar histórias do período em que serviu o exército, o presidente usou um caso para ”provar” que não é racista. Segundo ele, em determinada ocasião, conseguiu resgatar um colega das Forças Armadas que estava prestes a se afogar em um rio. O raciocínio de Bolsonaro é de que, caso ele fosse ”racista”, não teria ajudado: ”Ia cruzar os braços”. ”Se eu fosse racista: o negão caiu dentro da água e eu ia fazer o que? Eu ia cruzar os braços. Entrei lá. Na segunda vez que mergulhei, consegui trazer o negão do fundo da lagoa”, justificou.

Presidente do Esporte Clube Bahia descarta Camilo e aponta contratação de ”um ou dois” zagueiros

/ Esporte

Camilo não será contratado pelo Bahia. Foto: Divulgação

Apesar do interesse inicial, o meia Camilo não será contratado pelo Bahia. Na manhã desta quarta-feira (8), em entrevista à Rádio Metrópole, o presidente Guilherme Bellintani descartou a vinda do jogador, que está no Internacional. Ele também eiterou a meta de contratações e indicou a prioridade pelo setor defensivo.

”Não estamos em contratação com Camilo, pode ser que venha em algum momento, mas nesse momento não. A gente vai contratar, sim. Estamos buscando entre duas a quatro contratações, já trouxemos o Ezequiel. A gente precisa, com a contusão de Jackson, um ou dois zagueiros”, declarou. O mandatário do Esquadrão de Aço se alongou sobre as demais posições do elenco e indicou que a equipe precisa de um meia com uma característica diferente de Ramires e Shaylon, opções que estão à disposição do técnico Roger Machado.

”Goleiro, no momento não. Estamos com três goleiros, Anderson deu conta do recado. Não é prioridade. Se aparecer, a gente vai trazer. Estamos buscando um meia com características diferentes dos meias que temos, com característica de um meia-atacante. Ramires não é um meia tradicional, Shaylon não é um meia-atacante, apesar dele estar bem. Se surgir um meia-atacante, a gente vai buscar. Acredito que venha mais na janela, porque no Brasil está difícil”, completou. Até o momento, o único contratado para o Campeonato Brasileiro foi o lateral-direito Ezequiel. Na última terça-feira (7), o jogador foi apresentado oficialmente no Fazendão. Com informações do Bahia Notícias

Educação: Estudantes podem renegociar Fies com Banco do Brasil pelo celular

/ Educação

Os estudantes que contrataram o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) pelo Banco do Brasil e estão com prestações em atraso podem renegociar os débitos pelo celular. A instituição financeira criou um espaço no aplicativo para formalizar as renegociações.

A ferramenta vale para estudantes que contrataram o financiamento até 2017, estão com atrasos acima de 90 dias e não são alvo de ações judiciais. O prazo de contratação vai até 29 de julho.

A ferramenta de renegociação de operações do Fies por dispositivos móveis é oferecida em caráter exclusivo pelo Banco do Brasil. Para acessá-la, basta entrar no aplicativo do Banco do Brasil, clicar no menu Solução de Dívidas e escolher a opção Renegociar Fies.

Condições

Por meio da renegociação, o estudante poderá incorporar as prestações em atraso ao saldo devedor, gerando novo valor para a parcela a ser pago até o fim da operação. Caso o período de amortização (pagamento do principal da dívida) seja inferior a 48 meses, o cronograma de pagamento será ampliado até completar esse período.

Em troca da adesão, o estudante terá de pagar uma entrada de pelo menos R$ 1 mil ou o equivalente a 10% do saldo consolidado da dívida vencida, prevalecendo o maior valor.

A renegociação exclusiva pelo aplicativo está disponível para as operações com garantia exclusiva do Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC). A ferramenta também pode ser usada pelos clientes com fiador e para os serviços de consulta e de simulação. Nesses casos, porém, o cliente terá de ir a uma agência para concluir a renegociação iniciada no aplicativo.

Gerente do Banco do Brasil viveu mais de 16h de terror com explosivos ao corpo, em Muritiba/BA

/ Bahia

Gerente teve explosivos presos ao corpo. Foto: Reprodução

A vida de um dos gerentes da agência do Banco do Brasil em Muritiba, cidade de 30 mil habitantes, no Recôncavo baiano, não será mais a mesma. Ele foi um dos reféns que passou mais de 16h sob o poder de bandidos, com explosivos presos ao corpo, nesta terça-feira (7). O terror, no entanto, começou no dia anterior para ele. O final de tarde de segunda-feira (6) era para ser mais um fim de expediente no banco. O gerente, cujo nome está sob sigilo, chegava em casa com seu carro quando, por volta das 16h30, foi abordado por dois bandidos armados com pistolas. Na residência, estavam a esposa do gerente e um casal de amigos.

Logo após a abordagem ao gerente, os bandidos invadiram a casa e fizeram as vítimas de reféns: elas foram amarradas e tiveram esparadrapos colocados na boca. O plano dos criminosos era fazer com que o gerente abrisse o cofre do banco na manhã do dia seguinte e colocasse a quantia que coubesse numa sacola grande dada pelos criminosos. Para convencer o gerente a fazer o que eles queriam, os bandidos amarraram explosivos no corpo dele. Por volta das 22h30, chegaram à casa outros três bandidos, também armados com pistolas e armas de grosso calibre que as vítimas não souberam identificar. Eles estavam também com explosivos de uso comum para a mineração.

Depois de acertarem os detalhes do plano, por volta de 1h desta terça-feira, três dos bandidos colocaram a esposa do gerente e o casal de amigos no veículo do próprio gerente e viajaram para Salvador. Enquanto isso, os outros dois criminosos vigiaram o funcionário do banco até amanhecer. Por volta das 7h, os bandidos deixaram o gerente numa área próxima ao banco com um aparelho celular e deram orientações de onde o dinheiro deveria ser entregue. Em seguida, fizeram ameaças e avisaram que, caso a polícia fosse chamada, os explosivos seriam detonados e o gerente, consequentemente, morreria. Segundo eles, com uma simples ligação seria possível acionar as bombas, o que foi negado posteriormente por uma equipe do Esquadrão Antibombas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Bahia. Sem saber que se tratava de uma mentira, o gerente obedeceu. Foi até o banco, mas a sua presença foi considerada estranha pelo sistema de segurança da agência. De Brasília, agentes de segurança que trabalham para o Banco do Brasil acionaram a polícia.

Ao perceber uma movimentação estranha, os bandidos que estavam nas imediações do banco fugiram em um veículo, cujo modelo não foi identificado pela polícia. Também pela manhã, os bandidos que estavam em Salvador liberaram a esposa do gerente e o casal de amigos na rua, sem ferimentos. O local onde as vítimas foram libertadas não foi informado. Livre dos bandidos, mas ainda com explosivos presos na cintura, o gerente foi atendido pelo Esquadrão Antibombas, que chegou a Muritiba por volta das 10h30. Depois de analisar a situação, o grupo conseguiu desarmar a bomba por volta das 14h e descobriu que os explosivos não poderiam ser detonados com uma simples ligação de celular, como os bandidos disseram ao gerente, que também saiu ileso fisicamente. Até o início da noite desta terça-feira, ninguém foi preso. *Correio da Bahia

Institutos federais: Mais de R$ 100 milhões previstos para a implementação estão bloqueados

/ Educação

Mais de R$ 100 milhões que estavam previstos para a implementação na educação em universidades e institutos federais na Bahia, no segundo semestre deste ano, estão bloqueados no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siaf) do Governo Federal. O número é a soma das quatro universidades públicas federais (Ufba, Ufob, UFSB, e UFRB) e dos dois institutos federais (Ifba e IF Baiano), com abrangência na maioria das regiões do estado e atingindo cerca de 100 mil estudantes. Se persistir o bloqueio, de acordo com o reitor do Instituto Federal da Bahia (Ifba), Renato Anunciação Filho, os 33.125 alunos dos 24 campi da instituição vão se ressentir da redução orçamentária de R$ 24.809.285,00.

As atividades básicas para a manutenção como água, energia e telefonia, além de limpeza e segurança, que são serviços terceirizados, serão atingidos e os recursos existentes só chegam até setembro deste ano. Um levantamento das despesas deste ano, um estudo do impacto do bloqueio sobre os contratos e possíveis prejuízos, bem como a discussão para redução e gastos, foram as primeiras medidas adotadas. ”Temos um orçamento enxuto. Trabalhamos há alguns anos nesta perspectiva de redução de custos”, afirmou o reitor, salientando que qualquer corte pode atingir a segurança das pessoas e do patrimônio público.

Ele explicou que ainda está tentando compreender o bloqueio de 38% do orçamento, ressaltando que só para pesquisa, inovação e extensão é de R$ 1. 200 milhão, o que representará menos bolsas, nos ensinos superior e técnico, com reflexo direto na vida dos alunos e nos trabalhos em curso. No entanto, Anunciação Filho destacou que ainda tem esperança ”pois em anos anteriores também aconteceram bloqueios que foram sendo liberados com o passar dos meses. No ano passado, tínhamos previsão de 60% de bloqueio, mas executamos 100% do previsto no início do ano”.

Em nota, o reitor do Instituto Federal Baiano (IF Baiano), Aécio Duarte, afirmou que o contingenciamento na instituição foi de 30%, mas para custeio chega a quase 40% em relação ao previsto até o final do ano. Também ressaltou que buscará soluções para reverter este quadro em reunião, no próximo dia 9, com o titular da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC.

UFSB

Dentre as universidades atingidas do estado, a Federal do Sul da Bahia (UFSB) confirmou o bloqueio de 38% do orçamento de custeio e capital, atingindo as contas de manutenção e aquisição de equipamentos. Conforme nota divulgada pela UFSB, por ter apenas cinco anos de criação, tem necessidade de investimento em infraestrutura. Está com três obras em andamento nos campi de Itabuna, Teixeira de Freitas e Porto Seguro que podem parar com o bloqueio.

Segundo a nota, “ao interromper os contratos, além dos atrasos no planejamento institucional, a universidade irá arcar com pesadas multas para as empresas contratadas, além da deterioração das obras quando de sua futura retomada”. A unidade conta com 4.500 alunos, 21 cursos de graduação e 10 de pós-graduação, sendo quatro strictu senso e seis lato sensu.

Ubaíra: Operação policial captura dupla que adulterava carros roubados para revenda

Suspeitos faziam modificação em veículos roubados. Foto: SSP/BA

No Centro de Ubaíra, no Vale do Jiquiriçá, equipes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos, da Operação Apolo e do Esquadrão Águia desarticularam um esquema de adulteração de veículos roubados. Durante a Operação Santa Domitila, deflagrada nesta terça-feira (7), com o apoio da Superintendência de Inteligência, dois homens foram presos e quatro veículos recuperados, dentre eles uma moto.

Após o levantamento sobre atuação de oficinas mecânicas que faziam o serviço ilícito de adulteração de peças e de informações em veículos, as equipes chegaram à localização de Joilson Costa de Souza, 39 anos, e Francisco Alexandre Ferreira Alves, 38.

Eles foram presos em flagrante, no Loteamento Jairo Carneiro, em Ubaíra, com os veículos MMC L200 Triton Sport, placa EWB-8130, uma Renault Master NlT-2875, um Corolla , placa PKZ-3136 e uma motocicleta modelo Fan placa EWB-8130. Além de estarem com restrição de roubo, alguns dos automóveis já estavam com peças adulteradas.

”As investigações continuam com o objetivo de identificar os autores dos roubos que abasteciam essas oficinas e quem comprou os veículos adulterados”, informou o titular da DRFRV, delegado José Nélis.

Já o comandante da Operação Apolo, major Cristiano Paraíso, adiantou que após levantamento conjunto com a DRFRV, as unidades especializadas vão reforçar o policiamento ostensivo nos locais com a atuação desta quadrilha. ”O importante é que descobrimos a rota dos veículos roubados e, certamente, a prisão de parte da quadrilha irá refletir na redução dos números, que já estão em queda”, finalizou.

Jequié: Operação da Polícia Militar apreende 08 kg de maconha com dupla no Jequiezinho

/ Jequié

Uma ação da Polícia Militar de Jequié resultou na apreensão de aproximadamente 08 kg de maconha, no fim da tarde desta terça-feira (7). Segundo informações do 19º BPM, por volta das 17h50 policiais militares receberam informações via Cicom, sobre possível comercialização de drogas no bairro Jequiezinho, onde os militares estiveram e visualizaram um indivíduo tentando sair a bordo de uma motocicleta Cinquentinha, com uma embalagem debaixo do braço. Ainda conforme a PM, ao ser abordado o suspeito foi flagrado com 20 trouxas de substância análoga à maconha.

Num imóvel, foi realizada busca, sendo constatada pela guarnição uma quantidade maior do entorpecente, totalizando 08 kg de maconha. Ainda informou a polícia que, no mesmo local, outro indivíduo havia sido encontrado com um cigarro da mesma droga e disse que teria ido vender a maconha para o suspeito detido inicialmente. Ambos receberam voz de prisão e foram encaminhados a Delegacia da Polícia Civil de Jequié, com o material apreendido.