Medeiros Neto: Homem é apedrejado e morre ao tentar impedir que namorado agrida mulher

/ Bahia

Um homem de 42 anos foi apedrejado e morreu ao tentar impedir que uma mulher fosse agredida pelo companheiro. O caso aconteceu na cidade de Medeiros Neto, no sul da Bahia, nesta terça-feira (5). Segundo a Polícia Militar, Ilmarques Pereira de Matos estava em um bar, no bairro Uldurico Pinto, quando tentou impedir que uma mulher fosse agredida pelo namorado. O suspeito se incomodou com a interferência e começou a apedrejar a vítima. Ainda conforme a PM o suspeito fugiu do local em uma moto. A corporação realizou rondas nas proximidades do bar, mas o agressor não foi encontrado. O corpo de Ilmarques foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Teixeira de Freitas. Com informações do Bahia Notícias

Carnaval dá 12 dias ”recesso” para deputados e senadores no Congresso Nacional

/ Brasília

Após a maratona do carnaval, se para a maioria dos brasileiros hoje é dia de voltar ao trabalho, para deputados e senadores, retorno às atividades, só na semana que vem. Na manhã desta quarta-feira de cinzas (6) movimento no prédio do Congresso, só do pessoal que cuida da troca do carpete do Salão Verde da Câmara e da lavagem do capete azul do Senado. Até a próxima terça-feira (12), quando estão marcadas as próximas sessões deliberativas nas duas Casas, serão 12 dias ¨de recesso”, sem votações. A última foi na quarta-feira passada, dia 27 de fevereiro. Nem a pressa para início da tramitação da Reforma da Previdência, eleita prioridade no Executivo e Legislativo, fez com que sessões deliberativas fossem marcadas esta semana. Amanhã (7) e sexta-feira (8) sessões nas duas Casas só de discurso, sem deliberações, isso quer dizer que os parlamentares que esticarem a folia, não terão qualquer prejuízo no salário. O presidente do Senado, Davi Alcolubre (DEM-AP), cumpre essa semana agenda no Amapá e só volta à Brasília na semana que vem. Já Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara , também passa a quarta-feira fora de Brasília, mas a assessoria não informou se será assim o restante da semana. Para os servidores da Câmara o expediente hoje é normal, a partir do meio-dia, já no Senado, em conformidade com a Portaria 13/18, da primeira-secretaria da Casa, é ponto facultativo, os servidores só voltam ao trabalho amanhã.

Assembleia Legislativa da Bahia realiza sessão especial dia 14 para lembrar Marielle Franco

/ Bahia

A vereadora Marielle Franco, do PSOL do Rio de Janeiro, será lembrada no dia de seu assassinato, 14 de março, pela Assembleia Legislativa da Bahia. O autor do requerimento, deputado estadual Hilton Coelho (PSOL) convida a sociedade, em especial o movimento de mulheres e de defesa dos Direitos Humanos, a participar da atividade no plenário da Casa às 9h30min. “Marielle Franco, mulher, negra, mãe, cria da favela da Maré, socióloga com mestrado em Administração Pública, vereadora da Câmara do Rio de Janeiro eleita pelo PSOL com 46.502 votos, não pode e não será esquecida”, afirma. A mesa diretora da sessão especial, que tem como tema “Vivas por Marielle”, além de Hilton Coelho, será composta pela presidenta da Comissão de Direitos Humanos, deputada Neusa Lula Cadore (PT) e pela presidenta da Comissão dos Direitos da Mulher, deputada Olivia Santana (PCdoB). Várias entidades, instituições do movimento social e popular, familiares de Marielle Franco, PSOL do Rio de Janeiro e representações estão sendo convidadas. “No dia 14 de março de 2018 Marielle Franco foi assassinada em um atentado ao carro onde estava. Foram covardes que acreditam na impunidade que deferiram 13 tiros matando também o motorista Anderson Pedro Gomes. Quem matou e quem mandou matar Marielle mal podia imaginar que ela era semente, e que milhões de Marielles em todo mundo se levantariam. No dia 14, um ano após ela entrar para a imortalidade, aqui na Bahia exigiremos que tudo seja apurado e os culpados punidos”, afirma Hilton Coelho. Marielle Francisco da Silva, conhecida nos movimentos sociais por Marielle Franco, foi executada com três tiros na cabeça e um no pescoço, por volta das 21h30min de 14 de março de 2018, quando também foi assassinado Anderson Pedro Mathias Gomes, motorista do veículo em que a vereadora se encontrava. As apurações do crime deixam claro que se tratou de execução, promovida por aqueles que a vereadora sempre apontou como violadores dos direitos humanos, apesar de os acusados ainda não terem sido formalmente apresentados pelo Estado.