Ednilson Sena inicia trabalho no Jequié: ”Nosso intuito é melhorar um pouco a forma física”

/ Esporte

Novo preparador físico do ADJ, Ednilson Sena. Foto: Divulgação

Contratado na última sexta-feira (1º), o preparador físico Ednilson Sena já iniciou os trabalhos com o elenco do Jequié. Em entrevista à página oficial do clube no Facebook, ele falou do que pretende fazer com os jogadores do Jipão ”Nosso intuito é melhorar um pouco da forma física que essa equipe já está em fase competitiva. Então, é mais lapidar para que os atletas possam ter um desempenho tanto físico quanto tático e como técnico para conseguir o nosso objetivo que são as duas vitórias”, afirmou. Ednilson Sena chega ao Jipão convidado pelo técnico Ricardo Silva, que assumiu o comando da equipe após a saída de Carlos Rabello. Segundo o preparador, o objetivo do Jequié é vencer as próximas duas partidas para poder sonhar com a classificação à semifinal do Campeonato Baiano. ”É um prazer estar trabalhando na equipe do Jequié. Foi um convite do técnico Ricardo Silva. Trabalhei com ele no Vitória e fomos vice-campeões na Copa do Brasil. Estamos aqui para ajudar o Jequié para possa terminar o campeonato com bons desempenhos nesses próximos dois últimos jogos para alcançar o objetivo que seriam as vitórias. Dependendo dos outros resultados podemos até classificar para a próxima fase do Campeonato Baiano”, disse. O Jequié visita o Jacuipense no próximo domingo (10), às 16h, no Valfredão, pela oitava rodada do Baianão. Depois, o time recebe o Bahia no Waldomirão, no dia 17, último jogo da primeira fase. Neste momento, o Jipão é o nono colocado com sete pontos, três a menos da zona de classificação para a semifinal.

Salvador: Homem é preso após atirar em cinco pessoas dentro de prédio na Barra

/ Bahia

Caso aconteceu em um imóvel abandonado. Foto: Divulgação

Um homem foi preso na madrugada deste domingo (03) após atirar em cinco pessoas dentro de um prédio abandonado na Rua Arthur Neiva, em frente ao Cristo, na Barra. Policiais militares da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Caatinga patrulhavam aquela área quando foram avisados da confusão dentro do imóvel. Joselito Guimarães de Sant’ana, 56 anos, é integrante do Movimento dos Sem Teto, responsável pela ocupação do edifício. Ele possui passagem pela polícia e tentou escapar, mas foi alcançado com um revólver calibre 38 e munições. Segundo testemunhas, ele e outras cinco pessoas que estavam no prédio durante o Carnaval se desentenderam. Joselito disparou contra elas e depois tentou escapar. As vítimas foram atingidas nas mãos, pernas e de raspão no ombro. O grupo foi socorrido e ninguém corre risco de morte. Joselito foi apresentado em um dos Postos Policiais do circuito e autuado em flagrante. ”Infelizmente este indivíduo estava morando no local, portanto não passava pelo nosso Portal de Abordagem montado na própria rua onde aconteceu o caso”, explicou o comandante de Policiamento na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Atlântico, coronel Francisco Kerjean.

A polêmica ”Reforma da Previdência” precisa ser analisada no cenário econômico

/ NOTÍCIAS

Fato incontroverso é a necessidade urgente de o Brasil se adaptar aos fluxos da economia global, reduzindo os custos para investidores, fomentando o empreendedorismo nacional, controlando as contas públicas e ampliando os níveis de transparência ativa e passiva. Este é o cenário no qual foi entregue ao Congresso pelo presidente Jair Bolsonaro o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) que modifica o sistema de previdência social, estabelece regras de transição e outras disposições, alterando 14 artigos na Constituição, outros três no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e criando dois novos artigos no texto constitucional. Dados da Secretaria da Previdência, divulgados em janeiro de 2019, indicam déficit de R$ 195,2 bilhões em 2018, com despesas de benefícios equivalentes à R$ 586,4 bilhões, ou seja, 8,6% do PIB. Especificamente, a previdência urbana registrou déficit de R$ 81,4 bilhões e a rural igual a R$ 113,8 bilhões. Este é um dos principais estímulos para a aprovação da Reforma da Previdência que estima um impacto líquido superior à casa do trilhão de reais em 10 anos, incluindo a reforma nos regimes geral e próprio, mudança de alíquotas e assistência básica e focalização do abono salarial. A Reforma da Previdência lato sensu inclui, além da mudança nas regras expostas na PEC, medida provisória e projetos de lei que pretendem combater fraudes, enrijecer mecanismos de cobranças de débitos previdenciários inscritos na dívida ativa e atualização do estatuto dos militares. Isso com as justificativas apresentadas no relatório do ministro da Economia que podem ser sintetizadas na sustentabilidade do sistema, redução de custos efetivos, atendimento aos princípios constitucionais de igualdade e distribuição de renda e, principalmente, a despesa previdenciária enquanto elemento que aumenta exponencialmente a dívida pública e limita o crescimento econômico contínuo. Assim, explica-se a abrangência da PEC alcançando, dentre outros, professores, servidores públicos federais, estaduais, distritais e municipais, pensionistas, idosos e pessoas com deficiência que recebem benefício assistencial, forças de segurança, anistiados políticos, trabalhadores urbanos e rurais, titulares de mandatos eletivos, justamente associando-se ao intuito de reduzir desigualdades, promover o crescimento econômico e proporcionar sustentabilidade ao sistema previdenciário.