Botijão de gás fica mais caro a partir desta terça-feira

/ Economia

A partir desta terça-feira (5), o botijão de até 13 quilos de gás liquefeito de petróleo (GLP) residencial – popularmente chamado de ”gás de cozinha” – ficará mais caro. O novo preço médio do produto, anunciado hoje pela Petrobras, será de R$ 25,33. No último ajuste, feito em novembro do ano passado, o preço determinado foi de R$ 25,07. O produto tem reajustes trimestrais. O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o reajuste vai variar entre 0,5% e 1,4%, de acordo com o polo de suprimento. O Sindigás calcula que o valor do GLP empresarial está 13,4% acima do GLP para embalagens até 13 quilos. Em nota, a Petrobras informou que a alta será de R$ 0,26, ou 1,0% em relação aos preços vigentes desde o último reajuste, em novembro de 2018. A desvalorização do real frente ao dólar foi o principal fator para a alta. Segundo a empresa, os ajustes no preço do GLP-P13 são aplicados a cada três meses, obedecendo metodologia definida em 18 de janeiro do ano passado, “que permite suavizar os impactos derivados da transferência da volatilidade externa para os preços domésticos”.

Soldado da Polícia Militar foi baleado durante troca de tiros nesta terça-feira em Salvador

/ Polícia

O soldado Bruno Barros foi atingido na perna. Foto: Bocão News

Um policial militar foi baleado na perna direita, na manhã desta terça-feira (5), no Complexo do Nordeste de Amaralina, em Salvador. De acordo com a 40ª CIPM, o soldado Bruno Barros, do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), foi atingido durante uma troca de tiros com cerca de dez criminosos, por volta das 9h40. O fato ocorreu durante incursão na localidade da Mangueira, nas imediações do posto de saúde da Sucupira, na Santa Cruz. Após ser baleado, o PM foi socorrido em uma viatura para o Hospital Geral do Estado (HGE). Informações da 40ª CIPM apontam que o soldado está fora de perigo. O comandante da Companhia, major PM Amílton Souza Teixeira Júnior (foto), esteve na unidade de saúde. *Com informações do repórter Marcelo Castro (Record TV Itapoan)

Assessor jurídico de vereador segue desaparecido há mais de 20 dias em Feira de Santana

/ Bahia

Um advogado está desaparecido há mais de 20 dias em Feira de Santana. Júlio Zacarias Ferraz, de 43 anos, teve contato com familiares pela última vez em 15 de janeiro, data de aniversário dele. Segundo a TV Subaé, Ferraz é assessor jurídico do vereador Gilmar Amorim (PSDC). Até o momento a Polícia não acredita que o sumiço dele tenha relação com o trabalho que faz. No entanto, também não descarta essa possibilidade. Ainda segundo a emissora, o irmão de Júlio, Braulio Zacarias Ferraz, conta que falou com o irmão pela última vez por meio de aplicativo de mensagem de texto. A família de Júlio Ferraz é de Vitória da Conquista, no sudoeste. O desaparecimento do advogado foi registrado em uma delegacia por familiares. Por conta do caso, a subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Feira divulgou nota, se colocando à disposição da família na busca por informações sobre o paradeiro do advogado. Informações sobre o paradeiro do advogado podem ser repassadas à Polícia pelo telefone (75) 3616-9565.

Adolescente de 15 anos é morta por homem que conheceu na internet no Sul da Bahia

/ Bahia

 Vivia Medeiros teria sido estrangulada por Daniel. Foto: Reprodução

A estudante Vivia Medeiros Soares, 15 anos, foi morta por estrangulamento por um rapaz com quem marcou um encontro no último domingo (3), em Vereda, Sul do estado. Segundo a polícia, Daniel Max Santos de Jesus, 19, confessou o feminicídio, que alegou ter sido motivado pela vítima se negar a fazer sexo com ele. O encontro havia sido marcado através de uma rede social. Policiais militares do 2º Pelotão da 44ª CIPM foram acionados pela família da jovem, ainda no domingo, quando ela foi dada como desaparecida – tinha saído pela manhã e não voltara para casa à noite. Os parentes informaram que suspeitavam de um homem que ela tinha conhecido na internet. De acordo com a PM, após ser localizado, na manhã dessa segunda (4), Daniel Max “confessou que cometeu o crime após a negativa da vítima de manter relação sexual com ele.” A perícia técnica deve definir se houve estupro, antes do assassinato. O corpo da garota foi encontrado enterrado no distrito de São João da Prata, zona rural de Vereda. O jovem foi apresentado a 8ª Coordenadoria da Polícia do Interior (Coorpin). ”Ele contou friamente que conheceu a jovem e tentou manter relação sexual com ela, porém, com a negativa, ele a estrangulou e apontou o lugar onde enterrou. Ficamos abalados com tamanha crueldade”, comentou o comandante da 44ª CIPM, Major Leão, em nota divulgada pela assessoria da PM. Não há informações sobre dia e local do sepultamento.

Recém casado, Erasmo Carlos celebra aniversário de 29 anos da esposa Fernanda Passos

/ Entretenimento

Erasmo e Fernanda estão juntos há 9 anos. Foto: Arquivo Pessoal

Eramos Carlos usou as redes sociais para homenagear a esposa, Fernanda Passos, pelo seu aniversário de 29 anos. Recém casados, o Tremendão foi breve na mensagem, mas conseguiu declarar seu amor pela pedagoga em um post na web. ”Hoje é aniversário da minha Fernanda…todo o meu amor ao seu dispor…linda !!!”, escreveu. Juntos há 9 anos, o relacionamento de Erasmo e Fernanda já foi motivo de polêmica nas redes sociais. O astro da velha guarda é 48 anos mais velho que a pedagoga. ”Chocada que a mulher que acompanhava o Erasmo Carlos é esposa dele, eu jurava que era filha kkk”, disse uma internauta. ”Não entendo como as pessoas conseguem romantizar situações assim :|”, criticou outra. Em seu perfil o artista anunciou a oficialização da união entre os dois que aconteceu em janeiro deste ano. ”Após 7 anos de beijinhos e carinhos sem ter fim e mais 2 de maravilhosa convivência, me casei ontem no civil com minha adorada Fernanda (agora também Esteves)…Foi uma formalidade simples, porém meu coração estava em festa agradecendo a Deus por esse amor tão lindo ter caído em minha vida.. Uhu”, disse. Apesar da polêmica envolvendo a diferença de idade, Fernanda já havia dito, em entrevista a Pedro Bial, que o primeiro passo no relacionamento havia surgido dela. ”Fui eu que o conquistei. Tenho na minha cabeça que gosto dele desde que tenho 5 anos de idade. Quando eu o conheci, olhei pra ele e disse que precisava falar algo: ‘Eu te amo’. E ele respondeu: ‘Ah, comecei a te amar agora”.

Candidatos têm até hoje para participar da lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu)

/ Educação

Hoje (5) é o último dia para participar da lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O prazo vale para os estudantes que não foram aprovados em nenhuma das opções de curso. A adesão deve ser feita na página do Sisu. Os candidatos podem escolher entrar na lista de espera para a primeira ou para a segunda opção de curso feita na hora da inscrição. Os alunos na lista serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro. Os candidatos deverão acompanhar as convocações. Para integrar a lista, os candidatos devem acessar o sistema e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. Ao finalizar a manifestação o sistema emitirá uma mensagem de confirmação. A partir desta edição do Sisu, os estudantes selecionados em qualquer uma das duas opções não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, os selecionados na segunda podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção. Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o Enem 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, mais de 1,8 milhão de candidatos se inscreveram.

Do aborto à prisão em 2ª instância: as pautas do Supremo Tribunal Federal para 2019

/ Justiça

Com a retomada das atividades do Supremo Tribunal Federal (STF), a expectativa no mundo político é grande com as decisões que a Corte tem pela frente nos próximos meses. Com o objetivo de aumentar a previsibilidade e a segurança jurídica, o STF decidiu divulgar a pauta de votações no primeiro semestre. Hoje, o Supremo tem 1.170 processos prontos para julgamento. Em seu discurso na abertura dos trabalhos na última sexta, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, defendeu que o grupo demonstre “unidade e colegialidade”. “Precisamos demonstrar unidade e colegialidade, em que pesem as divergências naturais de um colegiado, até necessárias. As ideias se discutem para o fim de uma resolução que seja a mais adequada, a mais correta e a mais justa, próprias que são da pluralidade e da democracia”. Na avaliação de Rubens Glezer, professor de direito constitucional da Fundação Getúlio Vargas e coordenador do centro de pesquisa Supremo em Pauta, um dos grandes desafios do STF em 2019 será a pacificação “interna e externa”. Para Glezer, o descrédito que parte da população tem sobre o STF vem da percepção de que a atuação dos ministros por vezes é política. Por isso, cabe a Toffoli a missão de liderar a repactuação com seus colegas, fortalecendo a dimensão técnica da instituição. “O Supremo não pode transparecer ser uma arena de conflito político. É positivo que o presidente do tribunal tenha percebido a gravidade do contexto e pretenda agir para trazer soluções para um reequilíbrio da relação entre poderes e da retomada da autoridade do STF”, avalia. “Na medida em que o tribunal se torne mais previsível e coeso, a judicialização tende a baixar”. Glezer acredita que o discurso de Toffoli sinaliza que a Corte não pretende se envolver tanto com questões políticas neste ano, mas indica que examinará medidas quando for provocada. Do Estadão

Promotor que se manifestou sobre família Bolsonaro nas redes avalia se ficará no caso Coaf

/ Justiça

O promotor Claudio Calo, responsável pelo caso do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) envolvendo o ex-assessor de Flavio Bolsonaro (PSL), Fabrício Queiroz, se manifestou publicamente sobre o assunto e compartilhou posts sobre a família do presidente, Jair Bolsonaro (PSL), em sua conta no Twitter. As publicações foram feitas antes de ele receber o caso, no final da tarde desta segunda-feira, 4. As ações foram reveladas pelo jornal O Globo e confirmadas pelo Estado. Em uma das publicações, Calo disse que o relatório do Coaf não necessariamente indica crime e compartilhou posts feitos por Flávio Bolsonaro anunciando que iria dar entrevistas à imprensa. Ele também compartilhou um post feito pelo irmão de Flávio, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC), em que ele critica a abordagem da imprensa à viagem de seu pai para Davos. As postagens foram criticadas nas redes sociais por pessoas que questionaram a imparcialidade do promotor. No início da tarde desta terça-feira, 5, Calo disse ao Estado e também à Revista Época que ainda não decidiu se deixará o caso por conta de suas publicações. “Não tem nada de concreto. Recebi os 11 procedimentos investigatórios ontem, no final da tarde. Não tive sequer tempo de analisá-los. Tudo que está sendo publicado é, até agora, especulação”, disse. Ele também afirmou que suas manifestações no Twitter “são de professor de direito, palestrante e articulista”. “Não trato de casos em rede social e nem de investigados. Sequer me identifico como membro do MPRJ. Sigo vários parlamentares e governadores, a fim de fazer sugestões. Vide mensagens que postei no Twitter Wilson Witzel, dentre outros juristas e jornalistas, sempre com visão crítica”, argumentou.

Mourão diz que Guedes quer mesma idade para aposentadoria de homens e mulheres

/ Brasília

Vice-presidente da República, Hamilton Mourão. Foto: Reprodução

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira (5) que o ministro da Economia, Paulo Guedes, quer igualar a idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres, mas o presidente Jair Bolsonaro é contra e é ele quem vai dar a palavra final sobre o assunto. Para Mourão, a decisão deve sair na segunda quinzena de fevereiro. “Isso aí, decisão sobre idade mínima, vai ser com o presidente. O Guedes tem a visão dele e o presidente vai decidir. O Guedes, na visão dele, é todo mundo igual. Não é isso que se busca hoje, a igualdade?”, questionou Mourão. Apesar do tom de brincadeira, Mourão reforçou que o presidente Jair Bolsonaro não concorda com a ideia de igualar a idade mínima. “A decisão é dele. Ele que foi eleito, nós somos só atores coadjuvantes”, disse o vice. Na segunda-feira, Mourão já havia dito que Bolsonaro é contra estabelecer a mesma idade mínima de aposentadoria homens e mulheres e que concorda com ele. Minuta da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência, obtida com exclusividade pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, sugere a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem no Brasil. O tempo mínimo de contribuição para se aposentar com 100% do benefício poderia chegar a 40 anos, de acordo com o texto. Mourão minimizou o conteúdo da proposta e disse que “aquilo foi um vazamento aí que houve”, voltando a dizer que a decisão caberá apenas ao presidente. Mourão acredita que a decisão será tomada por Bolsonaro na segunda quinzena de fevereiro, mas isso vai depender da alta hospitalar, que ainda não tem previsão para acontecer. “Temos que aguardar a alta hospitalar, pode ser no final de semana, no início da próxima semana.”