Com 42 votos, Davi Alcolumbre, do Democratas, é eleito presidente do Senado Federal

/ Brasília

Davi Alcolumbre é eleito. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Com 42 votos, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi eleito hoje (2) em primeiro turno presidente do Senado para os próximos dois anos. O principal opositor de Alcolumbre, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), retirou a candidatura na tarde de hoje. Renan Calheiros teve 5 votos. Espiridião Amin (PP-SC) ficou com 13 votos, Ângelo Coronel (PSD-BA) teve 8 votos, Reguffe recebeu (sem partido-DF) 6 votos e Fernando Collor (Pros-AL) ficou com 3 votos. Senador de primeiro mandato, Alcolumbre teve uma atuação discreta nos primeiros quatro anos de mandato no Senado. Na disputa pelo comando da Casa, revelou-se um hábil articulador, congregando os adversários de Renan Calheiros e os aliados do governo federal. O novo presidente contou com o apoio do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também filiado ao DEM. Aos 41 anos, o senador estreou na política no início deste século. Foi vereador em Macapá, três vezes deputado federal e chegou ao Senado em 2015. Nas eleições de outubro passado, concorreu ao governo do Amapá e ficou em terceiro lugar. É um dos mais jovens senadores a assumir a presidência da Casa.

Eleição

A eleição para a presidência do Senado foi marcada por um embate sobre se a votação seria aberta ou secreta. Ontem (1º), após cinco horas de sessão, a maioria dos parlamentares decidiu pelo voto aberto. Mas uma decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli determinou que a votação deveria ser secreta. A eleição foi feita em cédulas e teve que ser realizada duas vezes, pois na primeira apuração foi encontrada uma cédula a mais na urna. Após ser suspensa ontem, a sessão começou hoje por vota das 12h.

Transparência

Em seu discurso ainda como candidato, Alcolumbre prometeu, se eleito, ampliar a transparência dos atos legislativos e de todos os fatos envolvendo o Senado. “O Senado deve se balizar pelos pilares da independência, transparência, austeridade e protagonismo. Os desafios do atual momento brasileiro são imensos. Por um lado, a complexa crise fiscal exige reformas urgentes a fim de corrigirmos as distorções. Por outro, é preciso reverter a profunda crise política que minou a confiança nos políticos”, disse Alcolumbre, acrescentando que o povo clama por um novo modelo de fazer político. ”Mais igualitário, mais democrático e com ampla participação cidadão”. Em nota, a Presidência da República cumprimentou Alcolumbre e o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), reeleito ontem (1º) presidente da Câmara dos Deputados. ”A Presidência da República cumprimenta o Dep Rodrigo Maia e o Senador Davi Alcolumbre pelos resultados obtidos nas eleições das presidências da Câmara e do Senado, consolidando nossa tradição democrática e certos do compromisso das duas casas com os anseios do povo e com o melhor interesse do Brasil”. Da Agência Brasil

Moradores de Brumadinho negam ter recebido orientações de evacuação sobre risco

/ Brasil

Moradores da comunidade de Parque das Cachoeiras, em Brumadinho (MG), afirmam que nunca receberam orientações da Vale com relação a possíveis riscos da barragem instalada no município ou planos de fuga e de evacuação em caso de acidentes. No último dia 25, a barragem Mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, se rompeu. Até o momento, as autoridades contabilizam 121 mortos, com 93 corpos identificados. Há ainda 226 desaparecidos e 395 pessoas localizadas. De acordo com o programador e empresário Mário Lúcio Fontes Pato, 64 anos, em nenhum momento houve instrução aos moradores do que fazer em caso de rompimento. ”Absolutamente nenhum tipo de informação. Se a sirene tocar, você corre pra lá, corre pra cá ou fica dentro de casa, por exemplo. Nem eu nem ninguém recebeu treinamento. Se existia um plano de contingência era no papel, na Vale”, destacou o morador. Ele afirma que recebia, mensalmente, panfletos da mineradora explicando ações como a instalação de centros de saúde. Não houve, entretanto, informações ou treinamento para situações de emergência. Mulher de Mário Lúcio, Sandra Maria da Costa, 59 anos, reforça a falta de instruções por parte da Vale. “O único alerta que tivemos foi quando, há alguns meses, eles vieram fazer medições. Nunca tivemos aviso sobre riscos”, afirmou. O empresário afirma que nunca tinha se preocupado com a possibilidade de acidentes. ”A Vale fez estudo de topografia da região, cadastro socioeconômico, colocou sistema de alarmes. Tudo isso leva a ter certeza de que isso [rompimento] poderia acontecer, mas nunca tinha parado para pensar nisso. Nunca deixei de dormir pensando que essa barragem ia estourar”, destacou. Em nota, a Vale informou que a barragem tinha sistema de vídeo-monitoramento e alerta por meio de sirenes e cadastramento da população à jusante. ”Também foi realizado o simulado externo de emergência em 16 de junho de 2018, sob coordenação das Defesas civis e com apoio da Vale, e o treinamento interno com os funcionários em 23 de outubro de 2018”.

Governo investirá mais R$ 530 mil no Waldomirão; revitalização do gramado após o Baianão 2019

/ Esporte

Waldomirão é usado pelo Jequié no Baianão. Foto: Emanuel Jr.

Logo após a abertura do exercício fiscal de 2019, o governo do Estado, através da  Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) deverá emitir a ordem de serviço, para início imediato das obras  relativas à segunda etapa da reforma do Estádio Municipal Waldomiro Borges, em Jequié. No Diário Oficial do Estado da Bahia (DOE), já foi publicado o resultado da licitação, onde estão previstos reforma do gramado, execução de pavimentação, com requalificação do pátio de estacionamento e pista de atletismo, além do paisagismo. A requalificação do gramado somente acontecerá após o encerramento da participação da equipe da Associação Desportiva Jequié-ADJ, no Campeonato Baiano deste ano. O custo dessa nova etapa de obras será de mais de R$ 530 mil. Na primeira fase das obras concluída em 2018, foram construídos novos vestiários para os times e árbitros, reforma da tribuna e cabines de imprensa, além de serviços de melhoria na instalação elétrica, alambrado e muro e revitalização do gramado. A Prefeitura de Jequié, conta com recursos para serem aplicados no estádio, sendo R$ 500 mil emenda do deputado federal Antonio Brito (PSD) e mais R$ 100 mil de emenda do  ex-deputado Bebeto Galvão (PSB), que poderão ser utilizadas na aquisição de placar eletrônico, proteção da exposição de raios solares nas cabines de imprensa e aquisição de aparelhos de ar condicionado dentre outras necessidades. Com informações do Jequié Repórter

Jovem é preso transportando nove revólveres em ônibus intermunicipal no sul da Bahia

/ Bahia

Um homem foi preso em flagrante na tarde de sexta-feira (31), na rodovia BR-407, entre Itabuna e Porto Seguro, sul da Bahia, transportando nove revólveres calibre 38 em um ônibus intermunicipal. As armas estavam escondidas em uma mochila. De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o suspeito, identificado pelo prenome Gabriel, de 22 anos, saiu de Itabuna e tinha Porto Seguro como destino. A polícia acredita que as armas seriam entregues a criminosos da cidade. A SSP contou que, através de ações de inteligência, os policiais civis descobriram a entrega do carregamento e chegaram até o transportador. Dos nove revólveres, sete tinham as numerações raspadas. Conforme a SSP-BA, além de porte ilegal de arma, Gabriel pode responder também por associação criminosa.

Bebê morta em ação da Polícia Militar é sepultada em clima de comoção em Salvador

/ Bahia

Familiares e amigos levavam fotos da bebê. Foto: Almiro Lopes/Correio

O caixão da pequena Agatha Sophia, de apenas 7 meses, foi sepultado sob uma chuva de rosas brancas e amarelas, jogadas por familiares e amigos, na tarde desta sexta-feira (1º), no Cemitério de Plataforma, em Salvador. ”Veja bem o que vocês fizeram”, dizia a mãe, Jessica Maciel, 26 anos, que passou o velório agarrada ao caixão da filha, cantarolando como se a ninasse. A frase se refere aos policiais que participaram da ação que terminou com a morte de Agatha, atingida por uma bala de borracha. A mãe prometeu que não vai descansar enquanto não se fizer justiça. Esse era o mesmo desejo de todos os que compareceram ao enterro da menina: justiça. Três amigas de infância de Jéssica e vizinhas da família estavam indignadas com a situação. Uma delas, que também tem um filho de 5 anos, mesma idade do irmão de Agatha, declarou que o filho dela agora tem medo de policiais. ”Ele tinha o policial como um herói e agora está apavorado”, disse.

Relembre o caso

Jéssica Maciel contou ao jornal Correio que o pesadelo começou no último domingo (27), na localidade Recanto São Rafael, por volta de 19h30, quando ela saía, acompanhada dos filhos e da irmã, do aniversário de uma amiga. A bebê estava acordada, nos braços da mãe, no momento em que foi atingida na cabeça por uma bala de borracha. ”Eu já estava praticamente na avenida principal do bairro quando eles (policiais militares) chegaram com bomba, spray de pimenta e aquelas armas apontadas. Foi bater e inchar a cabeça dela, imediatamente. Ela chorou até desmaiar”, relatou. Com a filha nos braços, já desmaiada, Jéssica e a irmã pediram ajuda a dois militares que, segundo ela, negaram socorro. A mãe, então, recorreu a um motociclista que passava no momento do crime e prestou ajuda, levando a criança à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Marcos. Em seguida, a bebê foi transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde teve morte cerebral decretada nesta quinta-feira (31). Em nota, a PM informou que, com a morte da menina, o processo administrativo não tem alterações. ”Não há mudanças, pois todas as providências penais e administrativas já foram adotadas”. Com informações do Correio

Educação: Terminam amanhã as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni)

/ Educação

Amanhã (3) é o último dia de inscrição no Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições podem ser feitas pela internet, na página do programa. Nesta edição, o ProUni vai oferecer 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Dessas, 116.813 são integrais, e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades. Podem participar aqueles que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018, alcançaram no mínimo 450 pontos e tiraram nota superior a zero na redação. Além disso, só podem concorrer às bolsas estudantes brasileiros sem curso superior e que tenham feito o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada; que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada, na condição de bolsista ou que sejam deficientes físicos. As bolsas integrais são voltadas àqueles com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos. Professores da rede pública de ensino também podem concorrer a bolsas e não precisam atender aos critérios de renda.

Calendário

Os resultados da primeira chamada serão divulgados no dia 6 de fevereiro. Os da segunda chamada, no dia 20 de fevereiro. O candidato pré-selecionado na primeira chamada deverá comparecer à instituição para comprovar as informações prestadas na inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição, quando for o caso, de 6 a 14 de fevereiro. Os pré-selecionados na segunda chamada, de 20 a 27 de fevereiro. O registro da aprovação ou reprovação dos candidatos no Sistema Informatizado do ProUni e a emissão dos respectivos termos de Concessão de Bolsa ou termos de Reprovação pelas instituições de ensino deverão ser feitos entre os dias 6 a 18 de fevereiro para os selecionados na primeira chamada e, entre 20 de fevereiro e 1º de março, para os selecionados na segunda chamada.

ProUni

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições de educação superior privadas. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa. Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e podem também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para financiar parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.