Rui Costa toma posse e reforça tripé educação, saúde e segurança como prioridade do seu governo

/ Bahia

Rui Costa toma posse como governador. Foto: Fernando Vivas

Um discurso sobre conquistas, desafios e determinação marcou a cerimônia de posse do governador Rui Costa, que irá conduzir o Estado da Bahia pelos próximos quatro anos. Reeleito, Rui foi empossado chefe do executivo estadual durante cerimônia realizada na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), na tarde desta terça-feira (1º). ”Hoje é um dia de profunda emoção. Ser governador da Bahia, meu estado querido, é um privilégio, uma bênção de Deus. Repito sempre que, para chegar onde cheguei – onde chegamos, pois ninguém faz nada sozinho e isso é uma convicção de vida –, saindo de onde saí, filho de uma família humilde e trabalhadora, só mesmo acreditando em um ser superior magnânimo que tem iluminado minha vida e a quem agradeço todos os dias”, declarou.

Reconhecimento

Eleito com mais de 75% dos votos, Rui alcançou a marca de governador mais bem votado da história do estado ao ser o escolhido por mais de cinco milhões de baianos. ”Graças a Deus, sou reconhecido como o governador, no país, que mais cumpriu compromissos de campanha e agora serei ainda mais rigoroso nesses objetivos”, assegurou Rui, que ainda afirmou que ”irá governar para todos, sem exceção e sem discriminação”. Foi observado de perto pela esposa, a primeira-dama Aline Peixoto, e os filhos, as pequenas Marina e Malu, e os mais velhos Caio e Aline, a quem o governador classificou como” a base de tudo, responsável por consolidar ainda mais a convicção de que é a família o núcleo onde o respeito, o amor, a responsabilidade e a paz precisam ser cultivados”. No decorrer dos primeiros quatros anos de governo, Rui Costa percorreu todas as regiões do estado, levando ações concretas que transformaram a vida dos baianos. Foram 469 viagens, e em todas elas Rui, como contou, fez questão de falar aos moradores dos quatro cantos da Bahia, um estado de dimensões continentais. Rui declarou, durante a posse, que, ”ao longo dos próximos quatro anos, o tripé Saúde, Educação e Segurança será prioridade”. Leia o discurso na íntegra

Apoiadores do ex-juiz federal e futuro ministro gritam ”Moro, eu te amo”, na porta de hotel

/ Brasília

Sérgio Moro é ovacionado por apoiadores. Foto: Estadão

Cerca de 30 apoiadores do ex-juiz Sérgio Moro estiveram na porta do hotel em que o futuro ministro está hospedado em Brasília na manhã desta terça-feira, 1.º. Eles entoaram trechos do Hino Nacional e gritos de “Moro, eu te amo”. Estavam no local por volta de 11 horas casais vestidos com camisetas amarelas ou com o rosto do presidente Jair Bolsonaro (PSL), alguns jovens e crianças que acompanhavam os pais nos gritos de apoio ao ex-titular da Lava Jato. Por volta das 11h40, os apoiadores já haviam saído do local rumo à Esplanada dos Ministérios, onde será empossado o presidente eleito nesta terça. O futuro ministro da Justiça e Segurança vai participar da cerimônia de posse de Bolsonaro e recebe a pasta nesta quarta-feira, 2, de Raul Jungmann. A transmissão do cargo agendada para às 10h.

Empossado, Bolsonaro acena à base e fala em libertar País do socialismo e do politicamente correto

/ Brasília

Bolsonaro e Mourão são empossados nos cargos. Foto: Estadão

Em um discurso com vários acenos à base de eleitores que ajudou a elegê-lo e sem tocar no tema de união nacional, o presidente Jair Bolsonaro disse que vai atender aos pedidos de mudança revelados pelas urnas e que vai trabalhar para colocar o Brasil no “lugar de destaque que ele merece no mundo”. Do Parlatório, após receber a faixa presidencial do ex-presidente Michel Temer, o 38.º presidente da República prometeu que vai lutar contra o modelo de governo de “conchavos e acertos políticos” e libertar a Nação “da inversão de valores, do gigantismo estatal e do politicamente correto”. Diante da ovação do público presente que o saudava a gritos de “mito”, Bolsonaro, que chegou a fazer uma pausa e abanar uma bandeira do Brasil, falou em acabar com a ideologia que, em sua visão, “defende bandidos e criminaliza policiais”, divide os brasileiros, é ensinada nas escolas e passou a guiar as relações internacionais. “Me coloco diante da Nação no dia em que o povo começou a se libertar do socialismo”, disse o presidente. “Guiados pela Constituição, com a ajuda de Deus, a mudança será possível”, disse o eleito, citando o baixo orçamento de sua campanha eleitoral como uma prova de que as mudanças já começaram a ocorrer. Sobre economia, Bolsonaro disse que seu governo vai enfrentar os efeitos da crise mundial, que vai propor e implementar as reformas “necessárias” e que vai priorizar a educação básica, a exemplo de outras nações ricas. Em um último aceno a sua base eleitoral, Bolsonaro, que novamente citou o ataque sofrido durante a corrida eleitoral e uma providência divina que o teria salvado, voltou a usar um slogan de campanha. “Nossa bandeira jamais será vermelha. Só será se for preciso nosso sangue para mantê-la verde e amarela”, disse.

Rodrigo Maia, Eunício e Toffoli são vaiados na cerimônia de posse; Raquel é aplaudida

/ Brasília

Ministro Dias Toffoli, presidente do STF, é vaiado. Foto: Estadão

Populares que acompanham a posse de Jair Bolsonaro do lado de fora do Congresso receberam com vaias a apresentação dos componentes da mesa da cerimônia Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara; Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Senado; e Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, foi aplaudida. Ainda do lado de fora, apoiadores do presidente disputaram os melhores ângulos para registrar, por celular, chegada do novo presidente ao Congresso. A segurança está reforçada. Atiradores de elite foram colocados sobre o Palácio do Itamaraty e em outros órgãos públicos de Brasília, no forte esquema de segurança, qualificado como o maior da história do País.

Pelo Twitter, Trump cumprimenta Bolsonaro pela posse

/ Política

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, parabenizou hoje (1º) o presidente da República, Jair Bolsonaro, pela posse no cargo. Por meio de uma mensagem publicada no Twitter, Trump disse que os Estados Unidos estão com Bolsonaro. “Parabéns ao presidente Jair Bolsonaro, que fez um grande discurso de posse. Os Estados Unidos estão com você”, disse Trump. Após a publicação da mensagem, também pelo Twitter, Bolsonaro agradeceu o apoio do presidente norte-americano. “Senhor presidente Trump, agradeço suas palavras de apoio. Juntos, sob a proteção de Deus, traremos mais prosperidade e progresso para nossos povos!”, afirmou. Trump não veio ao Brasil para acompanhar a posse de Jair Bolsonaro, mas enviou o secretário de Estado, Mike Pompeo, para representá-lo.