Após audiência com o governador, Euclides diz que Rui sensibilizou-se com a história do Luzia Silva

/ Jaguaquara

Rui recebe Euclides para tratar sobre o Luzia Silva. Foto: Divulgação

O deputado estadual Euclides Fernandes, integrante da Comissão de Educação na Assembleia Legislativa da Bahia recorreu ao governador Rui Costa, para tratar com o chefe do Executivo baiano sobre o plano de reestruturação da Secretaria da Educação, que incluía o Colégio Luzia Silva, do município de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, onde a comunidade escolar se manifestou nos últimos dias contra a exclusão de matrículas para alunos do 6º Ano do Ensino Fundamental da cota do Estado. O deputado apresentou ao governador o prefácio da história do Luzia Silva, unidade pertencente à instituição católica Irmãs Ursulinas e pediu sensibilidade por parte de Rui, para manutenção do apoio ao colégio no Ensino Fundamental. ”A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) é clara, no que diz respeito à educação brasileira, que é compartilhada e o ensino fundamental deve ser garantido ao estudante a partir da colaboração dos municípios. A responsabilidade essencial do estado é para com o ensino médio. O governador tem tomado medidas para buscar o equilíbrio financeiro da máquina pública nesse período de crise que o país enfrenta e tem buscado reestruturar a rede estadual para oferecer uma educação de melhor qualidade a partir do seu segundo mandato, mas nós o informamos da importância do Luzia Silva em Jaguaquara, uma cidade escola. Rui sensibilizou-se com a situação, garantindo o apoio. A juventude é base da sociedade e esta instituição tem sido importante para educar os jovens e ajudá-los a participar da vida política, econômica e social da sociedade em que vive”, afirmou o deputado. A direção da escola já recebeu da SEC a confirmação de manutenção das turmas.

Jaguaquara: Secretaria da Educação volta atrás e mantém apoio ao Colégio Luzia Silva

/ Jaguaquara

Turma do 6º ano, do Colégio Luzia Silva. Foto: Blog Marcos Frahm

Após determinar a exclusão de matrículas da turma do 6º Ano do Ensino Fundamental no Colégio Luzia Silva de Jaguaquara, instituição que oferta os ensinos Fundamental I e II em convênios com Prefeitura e Estado, a Secretaria de Educação da Bahia voltou atrás e reconsiderou a decisão. Nas redes sociais, a direção do Luzia Silva, que pertence à instituição católica Irmas Ursulinas, comemora a decisão de manutenção, por parte do Estado, das turmas do Ensino Fundamental, de responsabilidade do município. Os últimos dias em Jaguaquara foram marcados por atos de protesto contra o Governo e autoridades políticas locais. Alunos e pais de alunos saíram às ruas em forma de protesto pela continuidade do convênio. O Luzia Silva  está entre as principais instituições públicas de ensino do município, com grande procura por vagas de ensino e já figurou entre as melhores escolas do Fundamental no interior baiano.

Acidente entre Kombi e caminhão na BR-116, trecho de Jequié, deixa um ferido nesta quinta

/ Trânsito

Caminhão foi parar no acostamento. Foto: Blog Marcos Frahm

Uma colisão entre um veículo Kombi e um caminhão na BR-116 deixou uma pessoa ferida na tarde desta quinta-feira (29). De acordo com informações colhidas pelo Blog Marcos Frahm, o acidente aconteceu na altura do KM 654 da rodovia, no trecho do município de Jequié. O passageiro da Kombi teria sofrido lesões e socorrido por prepostos da Concessionária ViaBahia. Já o motorista, segundo a PRF, não foi encontrado no local. O condutor do caminhão saiu ileso.

Acesso ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) ficou mais difícil, dizem faculdades privadas

/ Educação

O acesso às faculdades privadas por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) está mais difícil, de acordo com a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES). Segundo a entidade, das 310 mil vagas oferecidas, apenas 80,3 mil foram preenchidas, o equivalente a 26% da meta. Para o presidente da ABMES, Janguiê Diniz, o desempenho do Fies em 2018 foi um fracasso. ”Foi o pior cenário desde que foi instituído o Fies”, disse Diniz. ”O programa, que devia ser social, transformou-se num programa financeiro e fiscal. Esta é a nossa maior crítica.” O Fies está com novas regras desde o início do ano. Na modalidade em que o financiamento é oferecido pela instituição bancária, com taxa de juros determinada pelo próprio banco, foram preenchidas 500 vagas de um total de 210 mil. Já no modelo de financiamento governamental, a que se destina o restante das vagas, o aproveitamento foi de 82,1%. Em nota, o Ministério da Educação (MEC) diz que é possível analisar apenas os dados do Fies com financiamento pelo governo. ”Considerando que o ciclo de contratações do Fies 2018 ainda não [se] encerrou, o aproveitamento observado já é superior ao observado nos anos anteriores (62,6% em 2016 e 78,2% em 2017)”. De acordo com o MEC, as novas modalidades têm características diferentes das do Fies anterior, o que impede comparações.

Criticas

Na opinião de Janguiiê Diniz, o principal gargalo do sistema é o não financiamento do custo dos cursos em sua totalidade, apesar de o governo ter estabelecido percentual de financiamento mínimo de 50% do curso escolhido. Para ele, outro ponto controverso é que 60% das vagas sejam destinadas aos cursos prioritários (área da saúde, engenharia e licenciatura). ”Isso nem sempre está em consonância com o mercado de trabalho”, disse Janguiê. As regras rígidas exigidas pelos bancos também foram citadas: ”O banco trata o financiamento estudantil como uma linha de crédito qualquer”. Uma pesquisa feita pela entidade com o público-alvo do Fies revela que, para 51% dos interessados, o acesso ao programa do governo federal ficou mais difícil em 2018. O levantamento mostrou ainda que 40% dos entrevistados não têm condições de fazer uma graduação sem bolsa de estudos ou financiamento estudantil. Para 94% dos estudantes, é responsabilidade do governo federal prover políticas públicas de acesso à educação superior. Diante das dificuldades enfrentadas com o Fies, 48% dos entrevistados responderam que preferem obter uma bolsa ou desconto diretamente com a faculdade; 22% que optam pelo Fies e 24% que não têm preferência ou considerariam qualquer uma das opções. Para 6%, o financiamento privado seria a primeira escolha. Em nota, o MEC destaca que a reforma do Fies respeita determinação do Tribunal de Contas da União de buscar a redução da dependência do programa dos recursos do Tesouro Nacional e garantir sustentabilidade financeira e a governança do programa. O objetivo é ”viabilizar uma política de acesso ao ensino superior mais ampla, que seja eficaz e que atenda melhor o estudante”, diz a nota. A nota responde às críticas ao Fies com financiamento privado, dizendo que ”se trata de uma modalidade de financiamento ainda em desenvolvimento, com alto potencial de crescimento e que tem contado com o apoio do MEC e das instituições financeiras participantes. Para o ano de 2019, espera-se o fortalecimento da modalidade, com a entrada de mais dois bancos financiadores do P-Fies”.

Próximo governo

Janguiê Diniz informou que se encontrará na primeira quinzena de dezembro com o presidente eleito Jair Bolsonaro para debater novas propostas para o Fies. Segundo o presidente ABMES, o objetivo é pedir que o governo financie 100% das mensalidades de todos os estudantes e que inclua a modalidade de ensino a distância. Outra ideia é que as instituições de ensino ofereçam descontos ”substanciais e perenes”, que variem entre 20% e 30% do valor do curso. Não opinião de Diniz, as regras rígidas impostas pelos bancos também têm que ser revistas. A ideia é que o aluno que tenha 100% do financiamento comece a pagar as parcelas de amortização da dívida já durante o curso. Da Agência Brasil

Mesmo após interesse do Flamengo, Grêmio anuncia a renovação de Renato Gaúcho para 2019

/ Esporte

Renato Gaúcho treinará o Grêmio em 2019. Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Após longos dias de conversas, especulações e apreensão, a novela sobre o futuro de Renato Gaúcho encerrou. E com final feliz aos gremistas, logo no dia em que festejam o aniversário de um ano do tri da América. Nesta quinta-feira, o Grêmio acertou a permanência do treinador para comandar a equipe em 2019. O acordo foi selado em uma reunião entre o presidente Romildo Bolzan e o treinador à tarde, no CT Luiz Carvalho. Mais cedo, o representante do treinador, Gerson Oldenburg, o Gauchinho, se reuniu com o CEO Carlos Amodeo. A informação foi publicada pelo site Gaúcha ZH e confirmada pelo GloboEsporte.com. Logo após o acerto, o presidente concedeu entrevista coletiva no CT. Sorridente, Bolzan afirmou que a permanência era um desejo ”recíproco” e já serve para dar início ao planejamento de 2019. Além de Renato, a diretoria se mantém com Duda Kroeff como vice de futebol, Deco Nascimento como diretor e André Zanotta como executivo. ”Chegamos a um acordo de renovação por mais um ano. (Renato) Vai dar continuidade ao trabalho, era um objetivo, um desejo recíproco. E já damos início ao planejamento do ano que vem. Damos uma resposta à torcida, um projeto de continuidade, de um grupo vencedor. Vamos com a mesma direção e mesma comissão técnica com a mesma perspectiva de conquistar mais títulos”, disse o presidente.

Investida do Flamengo

O acerto põe fim à movimentação do Flamengo nos bastidores para tentar a contratação do técnico. Conforme apurou o GloboEsporte.com, os dois principais candidatos à presidência do Rubro-Negro, Ricardo Lomba e Rodolfo Landim, tinham um certo alinhavado com o ídolo gremista para 2019. Prevaleceu a proposta do Grêmio.

Reunião Bahia e Palmeiras oficializa venda do jogador Zé Rafael, por cinco anos, ao campeão

/ Esporte

Reunião entre dirigentes das equipes. Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

O Palmeiras oficializou nesta quinta-feira (29) a contratação do meia Zé Rafael, do Bahia, por cinco anos. O time alviverde detinha uma preferência de compra do jogador desde o início da temporada, após transação que envolveu o empréstimo do argentino Allione à equipe tricolor. Participaram da reunião os presidentes de Palmeiras e Bahia, Maurício Galliote e Guilherme Bellintani, e os diretores de futebol Alexandre Mattos e Diego Cerri, respectivamente. Com a camisa do Esquadrão, Zé conquistou a Copa do Nordeste, em 2017, e o Campeonato Baiano, em 2018. O atleta de 25 anos também atuou Coritiba, Novo Hamburgo e Londrina. Em 2017, Zé Rafael disputou 60 jogos, marcou cinco gols e deu seis assistências no Esquadrão. Nesta temporada, até aqui, o meia participou de 67 partidas, balançou as redes 13 vezes e foi o responsável por seis passes que resultaram em gol.

Antonio Palocci deixa cadeia em Curitiba após Justiça Federal conceder prisão domiciliar

/ Justiça

O ex-ministro Antonio Palocci deixou a cadeia na tarde desta quinta-feira (29) após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) conceder prisão domiciliar a ele. Segundo o G1, depois de sair da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, Palocci seguiu até a sede da Justiça Federal para instalar uma tornozeleira eletrônica. Palocci estava preso em regime fechado desde setembro de 2016, quando foi deflagrada a 35ª fase da Operação Lava Jato. Nesta quarta-feira (28), o TRF-4 reduziu a pena dele de 12 anos e 2 meses para 9 anos e 10 dias. Além disso, concedeu o benefício de cumprir a sentença em em regime semiaberto com monitoramento por tornozeleira eletrônica

STF mantém suspenso concurso da Assembleia com salários que chegam a quase R$ 5 mil

/ Justiça

Dias Toffoli mantém suspensão. Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, manteve suspenso o concurso da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aberto em outubro, em decisão publicada na última terça-feira (27). O certame iria selecionar 123 pessoas para cargos com salários de até R$ 5 mil, mas foi suspenso após o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) acatar uma reclamação de selecionados em outro concurso, realizado em 2014, que não nomeou os aprovados. A convocação desse edital venceu em julho de 2018. Na decisão publicada, o presidente do STF negou o recurso da AL-BA para suspender a liminar do TJ. O argumento da Casa de que seriam necessários novos concursados para garantir a ordem pública dos trabalhos não convenceu Toffoli pela ausência de estudos que comprovassem a tese do pedido. ”Assim, nem de longe logrou a requerente [AL-BA] demonstrar que a prolação dessa decisão seria lesiva à ordem pública ou econômica, mas sim, que representa consequência lógica da execução de decisão judicial já transitada em julgado e que lhe foi desfavorável”, escreveu Toffoli.  A AL-BA também alegou que não há convergência nas funções entre aquelas do concurso passado e as do novo edital. Segundo aos argumentos apresentados pela Casa, o novo edital tem como finalidade preencher cargos recentemente criados, após passada a validade do outro certame. Ao não convocar os selecionados para a Assembleia, Toffoli relembrou que inúmeras dessas vagas foram preenchidas com pessoas contratadas sem a realização de concurso público. ”De rigor, concluir, portanto, pela ausência de comprovação dos fundamentos utilizados a justificar o presente pedido de suspensão”, concluiu o presidente da Corte Suprema.

Com prisão de Pezão, vice-governador Dornelles assume o governo do Rio de Janeiro

/ Política

Francisco Dornelles assume o governo do Rio. Foto: Divulgação

O vice-governador do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles (PTB), 83 anos, assumirá o poder diante da prisão do governador Luiz Fernando Pezão (MDB). A operação da Polícia Federal foi realizada nesta quinta-feira (29) no prédio onde Pezão mora, no Palácio Guanabara, sede do governo fluminense, e no Palácio Laranjeiras, residência oficial, além da cidade de Piraí, no sul do estado. As operações começaram por volta das 6h da manhã, envolvendo pelo menos três viaturas e helicópteros que sobrevoam a região. No total, segundo informações preliminares, foram expedidos nove mandados de busca e apreensão. Entre os alvos, estão o atual secretário de Obras, José Iram Peixoto, o ex-secretário Hudson Braga, e dois homens apontados como operadores de um complexo esquema de segurança. Pezão é o terceiro governador do Rio de Janeiro preso e o primeiro em cumprimento do mandato. Os ex-governadores Anthony Garotinho e Sergio Cabral foram presos. Também foram detidos, anteriormente, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (MDB) e vários parlamentares da Casa. Dornelles é um político experiente com vários mandatos como parlamentar no Congresso Nacional. Foi ministro dos governos José Sarney e Fernando Henrique Cardoso. É sobrinho do ex-presidente Tancredo Neves e primo em segundo grau do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Saúde: 12 novos profissionais do programa Mais Médicos começam a trabalhar na Bahia

/ Saúde

Uma das grandes preocupações da população com a saída dos médicos cubanos seria a ausência de profissionais de saúde nos hospitais. O Ministério da Saúde abriu edital na última semana para repor a iminente saída dos cubanos, e até agora a resposta tem sido boa. Segundo o MS, cerca de 97% das vagas já foram preenchidas. A Bahia, que é o segundo estado que mais recebe médicos do programa com um total de 853 profissionais, já recebeu 12 médicos que se inscreveram no último edital. O Ministério da Saúde informa que os profissionais contratados para atuação imediata foram destinados para 10 cidades baianas, são elas: América Dourada, Central, Feira da Mata, Itabuna, João Dourado, Santa Maria da Vitória, Santo Estevão, Seabra e Jequié. Neste primeiro momento, a cidade de Jequié vai receber um médico do programa. Nas próximas semanas mais profissionais que se inscreveram no programa devem ser contratados para atuação imediata e assim aumentarem a cobertura de cidades na Bahia.

Com as melhores campanhas, Vitória e Jequié decidem vaga na final do Baiano de Futebol Feminino

/ Esporte

Vitória e Jequié estão na semifinal do Baiano. Foto: Emanuel Jr.

Com 100% de aproveitamento, Vitória e Jequié estão na semifinal do Campeonato Baiano de Futebol Feminino 2018, que se realizará neste sábado às 15h no CT Manoel Tanajura (Barradão). Vitória possui sete vitórias, com amplas goleadas em sete jogos disputados, marcou 85 gols e não tomou nenhum, a equipe da Séria A do Brasileiro vem a campo como a grande favorita ao título e querendo voltar a pôr as mãos na taça, a exemplo de 2016. Na condição de visitante, a equipe da Cidade Sol chega como a principal força do interior Baiano em apenas dois anos de competição nos gramados, a equipe desponta entres as melhores, já que a equipe é oriunda do Futsal. Nesse ano a equipe vem fazendo uma grande campanha, vencendo todos os cinco jogos, com 35 gols feitos e apenas dois sofridos, com a segunda melhor campanha, deverá dificultar a vida do vice campeão brasileiro, já que Jequié sonha com vaga no Brasileiro 2019 e com o título estadual. No domingo às 15h, no Estádio Armando Oliveira, teremos a outra semifinal, o Bahia Lusaca recebe o Feira de Santana, ambas passou com dificuldades pelas quartas de final.

Pré-matrícula para Educação Inclusiva na rede estadual acontece nestas quinta e sexta-feira

/ Educação

Os pais ou responsáveis por estudantes da Educação Inclusiva devem ficar atentos para o período de pré-matrícula na rede estadual de ensino, que começa nesta quinta-feira (29), às 8h, e encerra na sexta-feira (30), às 20h, pela internet, no seguinte endereço: <prematricula.educacao.ba.gov.br>. São considerados estudantes com este perfil, aqueles com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação. Na pré-matrícula deve ser informado o tipo de deficiência que o estudante possui, com ou sem diagnóstico comprovado, e preenchidos todos os campos do sistema. Para efetivação da matrícula, a documentação dos estudantes inscritos terá que ser entregue na unidade escolar indicada no cadastro, no dia 31 de janeiro de 2019.
Documentação

Tanto para a pré-matrícula quanto para a matrícula será preciso apresentar na unidade escolar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar; original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura); e original e cópia da carteira de vacinação.
Renovação

Ainda segue até o dia 17 de dezembro o período de renovação da matrícula para os estudantes da rede estadual de ensino, que frequentaram regularmente o ano letivo 2018. A renovação poderá ser feita presencialmente nas escolas e, também, pelo sistema online da Secretaria da Educação do Estado, que está disponível no Portal da Educação. Para renovar a matrícula, a unidade escolar entregará aos estudantes uma carta de renovação, que deverá ser devolvida, obrigatoriamente, à Secretaria Escolar, mediante protocolo, sob pena de o aluno perder a vaga na unidade escolar onde estudou em 2018. Quando a escola em que o aluno está regularmente matriculado em 2018 não oferecer a série subsequente para o ano letivo de 2019, o estudante receberá uma carta informativa com um código para fazer sua matrícula pela internet, no dia 22 de janeiro de 2019. Esta data é reservada à transferência de estudantes da rede estadual de ensino, que também poderá ser feita presencialmente em qualquer escola da rede estadual.

Jaguaquara: Exclusão de turma em colégio sobra até para vereadores, que são alvo de protesto

/ Jaguaquara

Manifestantes bradam em frente à Câmara. Foto: Blog Marcos Frahm

A decisão da Secretaria Estadual da Educação, de exclusão de matrículas para o 6º ano do Ensino Fundamental no Colégio Luzia Silva, unidade escolar católica que funciona em convênios com Prefeitura e Estado sobrou até para os vereadores de Jaguaquara. Num ato de protesto contra o Governo, realizado na noite desta quarta-feira (28), alunos, pais de alunos e populares que decidiram participar da manifestação caminharam até o prédio-sede da Câmara Municipal, na Rua Ilmar Galvão, concentrando-se em frente à Casa Legislativa com críticas aos parlamentares. Alguns cobravam apoio dos vereadores, para interferência junto ao Estado, e outros bradavam contra os edis, seguindo o discurso de um locutor de carro de som, que aplicava duras críticas as lideranças políticas locais e ao governador Rui Costa.

Jaguaquara: Alunos saem as ruas em protesto contra o Governo por exclusão do 6º ano em colégio

/ Jaguaquara

Manifestantes percorreram vias centrais. Foto: Blog Marcos Frahm

Com apoio dos pais, alunos do Colégio Luzia Silva, em Jaguaquara, saíram às ruas da cidade nesta quarta-feira (28), após as aulas do período vespertino, em forma de protesto contra a decisão da Secretaria Estadual da Educação de exclusão das matrículas para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental. Considerada a melhor escola pública do Fundamental no município, o Luzia Silva pertence à instituição católica Irmãs Ursulinas e foi fundado em Jaguaquara há 70 anos, numa área da antiga Fazenda Toca da Onça, que deu origem a emancipação do município. Segundo informações direção ao Blog Marcos Frahm, o colégio integra a lista de unidades que passarão pelo plano de reestruturação da rede pública de ensino, conforme comunicado enviado à unidade escolar pelo Núcleo Territorial de Educação (NTE 09), com sede em Amargosa, que representa a Secretaria da Educação, informando o fechamento do 6º ano. Os manifestantes percorreram as principais vias centrais. O ato de protesto teve como ponto de partida a Praça JJ – Seabra, onde localiza-se o colégio. Com críticas ao governador Rui Costa, ao prefeito e vereadores da cidade os participantes da manifestação pública chamavam a atenção das autoridades sobre a importância da unidade para o ensino público no município e cobravam apoio das lideranças políticas locais.

Ato de protesto chamou a atenção nesta quarta, em Jaguaquara

A justificativa do Estado é de que a ”Secretaria garante o atendimento a todos os estudantes do Ensino Médio nas escolas estaduais da Bahia e, conforme determina o artigo n° 10 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) n° 9.394/1996, assegura o Ensino Fundamental a partir da colaboração com os municípios”. No entanto, a direção do colégio, que oferta o Ensino Fundamental I e II, em convênios com a Prefeitura e Estado emitiu nota afirmando que a decisão do Governo traz angústia para os profissionais da educação e pais de alunos, que se posicionam contrários a suspensão do 6º ano da cota do Governo. A direção informou ainda que, o prefeito, Giuliano Martinelli, se predispôs a ir a capital baiana nesta sexta-feira (30), com uma comissão formada, para discutir o assunto na SEC.