PT pede inelegibilidade do candidato Jair Bolsonaro por suposta irregularidade eleitoral

/ Eleições 2018

O PT protocolou nesta quinta-feira uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a inelegibilidade do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, entre outras medidas, em função do suposto esquema de propagação de notícias falsas contra o partido pago por empresários. O PDT também prepara uma ação que pede cancelamento ou nulidade das eleições presidenciais de 2018. Os advogados do PT alegam que houve abuso do poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação digital (WhatsApp) por parte da campanha de Bolsonaro. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, empresários pagaram pelo impulsionamento em massa de mensagens contra o PT e preparavam uma grande operação para a reta final do segundo turno. Bolsonaro, por meio das redes sociais, negou. Na Aije protocolada nesta quinta-feira, 18, o PT pede ainda que sejam feitas buscas na sede da empresa Havan, citada na reportagem, e na residência de seu proprietário, o empresário Luciano Hang, apoiador de Bolsonaro. Caso Hang se recuse a apresentar documentação contábil que possuam relação com empresas de comunicação digital. Caso contrário, o PT solicita a prisão do empresário. O documento lembra que Hang já foi condenado pela Justiça Eleitoral por impulsionar de forma ilegal conteúdos de apoio a Bolsonaro e é investigado pela Justiça do Trabalho sob suspeita de coação de funcionários. “O representado Luciano Hang, que já foi alvo de ação judicial na Justiça do Trabalho justamente por estar coagindo os seus funcionários por razões eleitorais, contando com decisão liminar de grave impacto, volta a ter seu nome envolvido em apoios indevidos a Jair Bolsonaro”, diz a Aije. A ação requer a quebra dos sigilos bancário, telefônico e telemático de Hang e outras quatro empresas citadas na reportagem como autoras dos serviços pagos contra o PT. Por meio de redes sociais, Hang negou as acusações. De acordo com o documento, o suposto pagamento de ações contra o PT por empresas (proibidas de fazer doações eleitorais) teve influência no resultado do primeiro turno beneficiando diretamente a candidatura de Bolsonaro. “Há flagrante prova da tendenciosa intenção de beneficiar o candidato Jair Bolsonaro. Pretende-se, assim, coibir abuso de poder econômico capaz de causar desequilíbrio das eleições, decorrente da prática supracitada”, diz o texto.

Como assim? Dayane Pimentel diz que decisão judicial que suspende registro do PSL na Bahia

/ Eleições 2018

Registro do PSL é suspenso na Bahia pelo TRE. Foto: Divulgação
A deputada federal eleita Dayane Pimentel (PSL) foi às redes sociais chamar de ”ake news” o despacho do desembargador Jatahy Júnior, do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), que suspendeu o registro do PSL no estado por falta de prestação de contas relativas a 2017. O partido do presidenciável Jair Bolsonaro é presidido por ela na Bahia. ”Mais uma nota Fake News na tentativa de me descredenciar que será resolvida na justiça. Estou na Presidência do PSL desde quando Bolsonaro me colocou: 15 de março de 2018. Portanto, não tenho ABSOLUTAMENTE NADA A VER com a administração de 2017 (como traz a nota). Os politiqueiros da Bahia junto a mídia marrom sabem que sou totalmente fora de qualquer improbidade administrativa, de tramóias políticas e de corrupção. Eles estão no desespero”, escreveu no Facebook. O despacho de Jatahy Júnior foi publicado no dia 14 de outubro (veja a reprodução abaixo). ”[…] julgo NÃO PRESTADAS as contas do PSL relativas ao exercício financeiro de 2017, com fundamento no artigo 46, IV, ”a” da supracitada Resolução do TSE, com a aplicação da sanção da perda do direito ao recebimento de recursos oriundos do Fundo Partidário, enquanto não for regularizada a situação do partido político, bem como a sanção de suspensão do registro ou anotação do órgão partidário, nos termos prescritos no artigo 48 do mesmo diploma legal”, escreveu o magistrado.
Procurada insistentemente pela redação do site Bocão News, Dayane não atendeu as ligações da reportagem. No último domingo, durante as manifestações pró-Bolsonaro na Barra, de forma bastante exaltada, disse que não precisa de mídia, porque tem ”imprensa e mídia próprias”. Fontes ouvidas pela coluna Na Sombra do Poder garantem que nem o nome completo e telefone da futura legisladora o favorito ao Planalto sabe.
Revés nacional
Na última terça-feira (16), a campanha de Bolsonaro também sofreu um revés no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O ministro Carlos Horbach, o Facebook e o YouTube determinou a retirada do ar seis vídeos em que se afirma que o livro ”Aparelho Sexual e Cia” foi adotado em programas governamentais enquanto o candidato Fernando Haddad (PT) ocupou o cargo de ministro da Educação (2005-2012). Conforme a decisão, ”a notícia é sabidamente inverídica, uma vez que o livro jamais chegou a ser adotado pelo Ministério da Educação (MEC)”. ”Tanto o MEC quanto a editora responsável pelo livro negam que a obra tenha sido utilizada em programa escolar. Segundo ambos, o livro sequer foi indicado nas listas oficiais de material didático. A representação, com pedido liminar e de direito de resposta, foi formalizada pela Coligação O Povo Feliz de Novo e por Fernando Haddad contra a Coligação Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos, e seu candidato ao cargo de presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, entre outros’, informou o TSE, em nota.

Caixa 2: Bolsonaro pode ser cassado se compra de disparos no WhatsApp for comprovada

/ Eleições 2018

Jair Bolsonaro é denunciado pela Folha de SP. Foto: TV/Globo
O escândalo envolvendo a compra de disparos por WhatsApp por parte da campanha do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) está dando o que falar. Segundo juristas, o caso denunciado pelo jornal Folha de São Paulo pode resultar na cassação do postulante se ficar comprovado. As encomendas de mensagens poderão ser consideradas como doações não contabilizadas, o que se assemelha ao caixa 2 de campanha. Além disso, essas doações são feitas por empresas – o que é proibido. ”A lei eleitoral diz que o beneficiado responde. Ele pode sofrer as consequências da lei”, avaliou o advogado especialista em direito eleitoral Ademir Ismerim, em entrevista ao programa ”Se Liga Bocão”, da Itapoan FM, de Salvador, na noite desta quinta-feira (18). Segundo a reportagem do jornal, cada empresa pagava até R$ 12 milhões por contrato com as agências de disparo de mensagens. Por lei, os candidatos à Presidência só podem gastar R$ 70 milhões na campanha. O presidenciável Fernando Haddad (PT) decidiu ir à Justiça pedir a impugnação da candidatura do rival – juntamente com o ex-candidato Ciro Gomes (PDT). Bolsonaro, por sua vez, nega as acusações. ”Eu não tenho controle se tem empresário simpático a mim fazendo isso. Eu sei que fere a legislação. Mas eu não tenho controle, não tenho como saber e tomar providência”, afirmou o candidato do PSL. As informações são do Bocão News

Advogados pró-Haddad se unem para processar Jair Bolsonaro por propaganda ilegal

/ Eleições 2018

Um grupo de advogados e juristas anunciaram na manhã desta quinta-feira (18) que devem entrar ainda hoje com um processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). A medida se deve à denúncia da existência de um esquema ilegal de propaganda contra o PT no Whatsapp. De acordo com o UOL, o escopo da medida será debatido nas próximas horas. O pedido deverá cobrar do TSE medidas contra os responsáveis pela articulação, operação e pagamento do sistema de disparo de mensagens. O pedido será elaborado pelos advogados Antônio Mariz de Oliveira e Antônio Carlos de Almeida Castro.

Depois de derrota do DEM, Neto investe em Bruno Reis para disputar prefeitura de Salvador

/ Política

Bruno Reis deve ser candidato a prefeito. Foto: Valter Pontes

Ao anunciar que o vice-prefeito Bruno Reis (DEM) será responsável por todos os programas sociais da Prefeitura, o prefeito ACM Neto (DEM) já começou a trabalhar o nome do aliado para sucedê-lo em 2020. Para tanto, Reis começou a substituir Neto em uma série de inaugurações oficiais. A ideia é divulgar ao extremo a imagem do vice-prefeito e torná-lo ainda mais conhecido. Com um espaço bem maior que sua antecessora, Célia Sacramento, Bruno, que é considerado ”braço-direito” do presidente nacional do DEM,  também era responsável por toda articulação política da Prefeitura, o que o aproximou ainda mais dos correligionários. ”Ele (Bruno Reis) deixará de ter a função de articulação política e, a partir de agora, ficará inteiramente focado e concentrado em tocar esses programas, com sua experiência como administrador público e sua liderança”, afirmou Neto. A equipe do vice também já entrou em ação na internet e começou a disparar informações de pautas por meio de uma conta de email intitulada ”Imprensa Bruno Reis”. Com Bruno quase que definido como candidato governista, resta saber quem a oposição irá escolher para enfrentar a hegemonia Carlista na capital.

”Suficiente para mandar prender”, diz Haddad sobre denúncia contra Bolsonaro publicada pela Folha

/ Eleições 2018

Petista foi questionado sobre denúncia contra Jair. Foto: Estadão

O candidato à Presidência Fernando Haddad (PT) afirmou nesta quinta-feira (18) que a denúncia de uso ilegal do WhatsApp pela campanha do seu adversário Jair Bolsonaro (PSL), publicada pela Folha, é suficiente ”para mandar prender”. ”É o suficiente para mandar prender quem comprovadamente contratou serviços ilegalmente para difamar uma candidatura”, declarou o petista, ao ser questionado se a denúncia seria suficiente para eventualmente invalidar o resultado do pleito. O ex-prefeito de São Paulo também atribuiu à revista Piauí uma declaração feita mais cedo, quando acusou o capitão reformado do Exército de pedir ”de viva voz” doações ilegais para a campanha feita via aplicativo. ”Ele estava no jantar pedindo recurso para o WhatsApp, todo mundo sabe disso, saiu publicado pela imprensa. Vocês podem desmentir a Piauí. Estou me baseando em uma informação de uma revista que suponho ser séria, assim como suponho que a Folha seja séria”, acrescentou Haddad.

Em entrevista, repórter Íris Stefanelli revela assédio moral sofrido por diretor da Rede TV!

/ Imprensa

Íris Stefanelli revela assédio moral. Foto: Reprodução/Instagram

A repórter Íris Stefanelli revelou em entrevista ao canal da Mama Bruschetta no YouTube, que sofreu assédio moral de um diretor da Rede TV! durante os anos em que trabalhou na emissora. Ela integrou a equipe de apresentadores da Rede TV! após participar do Big Brother Brasil, na Rede Globo. A loira contou que ao longo dos 11 anos de trabalho, este diretor tentava todo o tempo ”puxar” o seu ”tapete”. ”Pensei em desistir porque se eu pegar outro desse não sobrevivo. Ele passou a vida tentando puxar meu tapete”, disse Íris. A apresentadora, que também teve passagem pela rádio Transamérica Pop e atuou em peças de teatro, evita identificar o autor do assédio, com medo de sofrer retaliação. ”Se eu falar dele, vai me processar. Ele já me ameaçou um dia […] Esse homem ia ao meu camarim todo dia. Era todo dia ameaça, isso me dava medo, chorei muitas noites por causa disso”, explica. Íris participou do ”TV Fama” durante mais de uma década na emissora, até ser demitida neste ano junto a outros profissionais.

Jair Bolsonaro quer reformar Bolsa Família e adiar corte de beneficiário que arrumar emprego

/ Eleições 2018

Jair quer acenar a eleitores de baixa renda. Foto: Divulgação

A equipe do candidato a presidente pelo PSL, Jair Bolsonaro, vai fazer novo aceno aos eleitores de baixa renda que usa o Bolsa Família. De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a equipe vai disseminar que ele deve implementar logo no primeiro ano de gestão a reforma no programa. Além disso, ele, se eleito, vai criar o sistema de ”escadinha” para cortar o recurso do beneficiário que conseguir emprego. Integrantes da campanha dizem que o fato de a pessoa perder a assistência se conseguir um trabalho desencoraja beneficiários a buscar outra fonte de renda. Eles sugerem que, ao ingressar no mercado, a pessoa mantenha 75% do valor da bolsa no primeiro ano. Com isso, a perda seria escalonada.

Aposta do município de Castro Alves leva sozinha prêmio de R$ 2,5 milhões da Mega-Sena

/ Bahia

Uma aposta única de Castro Alves, no Recôncavo, faturou sozinha o prêmio de R$ 2.526.635 do concurso 2.088 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite desta quarta-feira (17) em Santa Helena de Goiás, em Goiás. As dezenas sorteadas foram 03 – 14 – 24 – 27 – 38 – 56. Conforme a Caixa Econômica Federal, 56 apostas levaram a quina com prêmio de R$ 24.492,89, e 3262 acertaram a quadra, com premiação de R$ 600,68 para cada apostador. Para o próximo sorteio, que ocorrerá no sábado (20), a previsão do prêmio é de R$ 3 milhões. Cada aposta mínima sai por R$ 3,50.

Estelionatários tentam golpe de R$ 68 milhões em Poções; três suspeitos são de Jequié

/ Polícia

Suspeitos foram presos no Banco do Brasil. Foto: Polícia Militar

Policiais militares da 79ª CIPM de Poções frustrou na manhã de quarta-feira (17) ação de estelionatários que tentavam aplicar um golpe fazendo o saque de um cheque na agência do Banco do Brasil da cidade, no valor de R$ 68 milhões. Foram presos em flagrante oito indivíduos, com um cheque administrativo e uma cópia de identidade falsificados. Em poder dos elementos também foram apreendidas 18 folhas de cheques em branco e 28 cheques preenchidos em diversos nomes, além de  184, em espécie. Por volta das 11h, uma guarnição foi informada que dois indivíduos, identificados como Vanderli Souza Dos Santos e Luiz Paulo Nascimento, estariam tentando sacar  na agência bancária a quantia de R$ 68 milhões. Os policiais ao chegarem na agência para procederem  a abordagem foi confirmada a informação. Os suspeitos informaram que o dinheiro seria transferido para diversas contas para ser  utilizado em campanha política, bem como teria mais pessoas envolvidas naquela ação e que poderiam ser indicadas pelos abordados. Realizadas diligências foram localizados e presos os demais participantes da tentativa de fraude, identificados como Milton Mendes da Silva, Antônio Marcos Silva Costa, Paulo César Dos Santos, Jadilton da Costa Ferreira, João Aragão Cruz e Delmar Nascimento dos Santos. Milton Mendes disse ter recebido o cheque de um cliente em Salvador e que após o saque seria repassada uma porcentagem para as contas dos demais conduzidos. Com indivíduos foram apreendidos um Gol, Cinza, PP DER 3715, Embu-Guaçu/SP;  um Focus, cinza, PP KLN 5680, Amargosa; um Focus, Branco, PP OUO 3525, Jequié; um Hillux, Prata, PP PLC 6571, Ipiaú e um Onix, Preto, PP LSG 7598, Jequié. Foram recolhidos papéis com anotações de quantias de dinheiro a serem depositados; 11 celulares e um  tablete.

Homens armados invadem casa e matam mulher a tiros em Caravelas, no Sul da Bahia

/ Bahia

Nayara Scolfield foi morta a tiros. Foto: Reprodução/TV Bahia

Uma mulher foi morta a tiros, dentro da casa onde morava, no centro de Caravelas, cidade do sul da Bahia. De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 19h de quarta-feira (17). A PM detalhou que Nayara Monteiro Mobley Scolfield Souza, de 30 anos, estava na sala da casa onde mora, localizada na rua Firmino Pereira, quando um grupo de homens chegou em um carro, entrou no imóvel e atirou na vítima. Ela morreu no local. Após o crime, segundo relatou a polícia, os homens deixaram a casa. Ainda não há detalhes da autoria e motivação do crime. A Polícia Civil investiga o caso. Com informações do G1

Ministério da Educação libera R$ 12,61 milhões para universidades e institutos federais da Bahia

/ Educação

O Ministério da Educação (MEC) repassou, no início desta semana, recursos financeiros na ordem de R$ 12,61 milhões às instituições federais de ensino vinculadas à pasta no estado da Bahia. Segundo o governo federal, o valor será aplicado na manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil, entre outros serviços. No total, o MEC repassou R$ 190,54 milhões para todo o país. A maior parte dos valores, R$ 128,77 milhões, será destinada às universidades federais, incluindo repasses para hospitais universitários. Já a rede federal de educação profissional, científica e tecnológica receberá R$ 59,34 milhões. O restante, R$ 2,43 milhões, será repassado ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), ao Instituto Benjamin Constant (IBC) e à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). Este ano, o MEC autorizou o repasse de R$ 5,91 bilhões para as instituições federais vinculadas à pasta, incluindo o que foi destinado ao pagamento de despesas das universidades e institutos federais, do Ines, do IBC e da Fundaj.

procurada pela família, jovem usou mototáxi e fez saque antes de desaparecer em Itabuna

/ Bahia

Daniele Elias Santa Leão está desaparecida. Foto: Reprodução

A auxiliar de tradução Daniele Elias Santa Leão, 24 anos, está desaparecida há 20 dias após deixar sua casa em Itabuna, no Sul da Bahia, para passar o fim de semana em Ilhéus. Segundo a Polícia Civil, ela foi vista pela última no dia 28 de setembro. A família de Daniele afirma que ela teria passado na casa de parentes, ainda em Itabuna, para pegar uma encomenda, e desde então não atende mais telefonemas. A Polícia Civil informou que o último registro sobre seu paradeiro foi de uma câmera de segurança no bairro Teotônio Vilela, já em Ilhéus. Ela estaria na companhia de um mototaxista ainda não identificado, no percurso entre as duas cidades. Antes, uma câmera de segurança registrou a passagem dela pelo Centro de Itabuna, na garupa da moto. A polícia também informou que a moça teria feito um saque em caixa eletrônico pouco antes ou durante a viagem. Ao site Correio, familiares relataram que a investigação da polícia ainda é “inconclusiva”, sem ter nenhum suspeito ou pista do paradeiro da jovem. A 1ª Delegacia de Itabuna, que acompanha o caso, e a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) não deram respostas à reportagem. A família informou os números 73 98894-8931 e 98814-5137 para contato e informações sobre o caso.

Em Jequié, Caminhada Outubro Rosa, promovida pelo Prado Valadares, alerta para prevenção do câncer

/ Jequié

Caminhada percorreu as vias centrais. Foto: Leandro Fonseca

A ”Caminhada Outubro Rosa” movimentou ruas de Jequié, na noite desta quarta-feira (17). O objetivo do evento, que foi promovido pelo Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em parceria com a Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 Horas e Associação Acolher e Transformar foi alertar para a importância da prevenção do câncer. Vestidos de rosa e branco, os participantes percorreram as ruas centrais da Cidade Sol e encerram com apresentação na Praça Ruy Barbosa. A concentração aconteceu no estacionamento do HGPV. O câncer de mama é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos.