Após declarações a favor de Bolsonaro, ACM Neto abandona campanha de Zé Ronaldo

/ Eleições 2018

ACM Neto se irrita com Zé Ronaldo. Foto: /Reprodução/Bocão News

A quatro dias das eleições, o prefeito ACM Neto (DEM) ”jogou a toalha” e abandonou a campanha do candidato ao governo, José Ronaldo (DEM). O clima de guerra teve início durante o debate na TV Bahia, na noite desta terça-feira (2), após as declarações do ex-prefeito de Feira de Santana com acenos ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). ”O povo está dizendo que o desejo de mudança é Bolsonaro”, disse o democrata nas considerações finais do programa. A declaração ”surpreendeu” o prefeito de Salvador, que deixou o local antes do encerramento do debate. Em nota à imprensa, Neto afirmou que a defesa de Zé Ronaldo a Bolsonaro não era sua e tampouco do Democratas. ”Quero deixar registrado que esta não é a minha posição e nem a do Democratas. Seguimos trabalhando firme, como acontece desde o início da campanha, para eleger Geraldo Alckmin presidente do Brasil”, concluiu Neto. O clima tenso repercutiu na manhã desta quarta-feira (3) e o prefeito cancelou toda a agenda que tinha pela frente com o candidato. Hoje pela manhã, o grupo estaria na carreata nos municípios de Irecê e Lapão, mas apenas o candidato ao Senado Jutahy Junior (PSDB) acompanhou o demista. Outra demonstração do clima tenso está no comitê central de Zé Ronaldo, localizado na Avenida Bonocô, em Salvador. Quem esteve no local nesta quarta viu apenas o segurança sentado na porta do imóvel. ”Entregue às moscas”, não há material de campanha para distribuição no comitê. Com informações do Bocão News

Rui troca último debate entre candidatos ao governo da Bahia por agenda de campanha em Itaparica

/ Eleições 2018

Rui Costa desiste de participar de debate. Foto: Ulisses Dumas

 O governador Rui Costa (PT) cancelou a participação no último debate entre os candidatos ao governo da Bahia, marcado para esta quinta-feira (4), na TV Aratu. De acordo com a agenda do candidato à reeleição, Rui trocou o enfrentamento com os adversários, às 10h45,  por caminhadas em Itaparica e na Ilha de Vera Cruz. Com informações do site Bahia Notícias

Candidato Bolsonaro desiste de participar do debate da Globo após recomendação médica

/ Eleições 2018

Jair Bolsonaro se recupera e não vai a debate. Foto: Reprodução

O cirurgião do candidato a presidente pelo PSL, Jair Bolsonaro, Antônio Macedo, disse ter vetado a participação do presidenciável no debate de quinta-feira (4) da Globo, de acordo com o portal UOL. ”Nós contraindicamos participação em debates ou em qualquer atividade que pudesse cansá-lo ou obrigá-lo a falar por mais de dez minutos”, disse o cirurgião ao G1. Macedo explicou que Jair não tem condições de ficar 15 minutos em atividade que exija esforço físico. ”Isso pode prejudicar a evolução dele. Então, nós contraindicamos que ele participe de qualquer atividade que exija mais de dez minutos de conversa”, frisou Macedo.

Desemprego pauta candidatos e será ”desafio” ao próximo presidente da República

/ Emprego

Seja quem for o presidente eleito, a perspectiva de adoção de medidas que resultem na diminuição do desemprego será um dos fatores que pesará na escolha do candidato vitorioso. De acordo com o IBGE, o Brasil tem 12,7 milhões de pessoas desocupadas, um contingente maior que a população da cidade de São Paulo e de países como Bolívia, Bélgica ou Cuba. Levantamento feito pela Agência Brasil a partir de dados do IBGE (desde o 2º trimestre de 2012) mostra que, em seis anos, a evolução do saldo de pessoas com 14 anos ou mais ocupadas foi um crescimento de 1,88%. Cinco setores em 12 tiveram desempenho negativo, sendo que o setor de ”agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura” sofreu queda de 19,27% no número de pessoas ocupadas. No período, o destaque positivo foi do setor de ”alojamento e alimentação”, alta de quase 35% no número de pessoas ocupadas. Vale notar que neste ano apenas quatro setores atingiram o maior número de pessoas ocupadas desde de 2012: ”administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais”; ”alojamento e alimentação”; ”transporte, armazenagem e correio” e ”outro serviço”. O resultado tímido da melhoria da desocupação, o crescimento ainda incipiente do mercado formal de trabalho e o fenômeno de pessoas que desistiram de procurar emprego, o chamado “desalento”, compõem o cenário nebuloso que o próximo presidente terá que enfrentar. Técnicos especializados como Felipe Vella Pateo, responsável pela área que produz as estatísticas do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Cadeg) do Ministério do Trabalho, pondera: ”Mudanças na política sempre podem afetar o crescimento econômico e consequentemente a geração de emprego. Difícil fazer uma previsão para além de 2018”. De janeiro a agosto, foram criadas aproximadamente 568 mil vagas com carteira assinada.

Medo do desemprego

Parece mais clara a influência do desemprego na decisão eleitoral. Para a cientista política Maria do Socorro Braga, da Universidade Federal de São Carlos (UFScar), interior de São Paulo, ”o desemprego tem um grande impacto nas preferências eleitorais, especialmente nos setores empobrecidos e médios que dependem do trabalho para manter sua subsistência”. Pesquisa de opinião da Confederação Nacional da Indústria (CNI), feita no final de junho em 128 municípios (amostra de 2 mil pessoas entrevistadas), confirma a percepção sobre a importância do emprego. O levantamento mostra que o medo de perder o trabalho aflige quase 68% dos brasileiros. Em mais de 20 anos da pesquisa da CNI, esse é o maior índice atingido – 18,3 pontos percentuais acima da média histórica de 49,6%. A capacidade de gerar emprego deverá ser uma das principais preocupações do novo presidente após a posse em janeiro de 2019. Conforme economistas ouvidos pela Agência Brasil, o aumento da oferta do emprego pode ser resposta positiva e também elemento indutor à retomada do crescimento econômico. ”Independentemente de quem ganhe, o grande desafio será gerar emprego”, assinala Maria Andréia Lameiras, da área de macroeconomia do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo a especialista, que edita carta de conjuntura sobre mercado de trabalho, o governo tem tradicionalmente protagonismo para provocar contratações. ”Emprego só vem com a volta do investimento. Principalmente, investimento em construção e em infraestrutura, que são bons gastos para melhorar a competitividade do país”, avalia Lameiras. O diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Clemente Ganz Lúcio, também assinala o papel que o governo poderá assumir para estimular a economia e gerar mais empregos. ”É necessário o aporte de recursos e a adoção de políticas públicas de efeito multiplicador”, defende.

Velocidade da reconstrução

A convergência entre os dois especialistas sobre o papel do governo para estimular a economia e o emprego esbarra, porém, nas visões antagônicas que cada um tem sobre o grau do ajuste fiscal e a disponibilidade de dinheiro no caixa público. Na avaliação do diretor do Dieese, é necessário perseguir o equilíbrio das receitas e despesas nas nas contas públicas, ”mas a médio prazo”. Para ele, a atuação do governo deve ser mais rápida e aguda. A técnica do Ipea assinala que “destruir empregos é mais fácil e reconstruir oportunidades demora mais”. Para ela, a capacidade de investimento do novo governo dependerá de acenos com o ajuste fiscal e com a agenda de reformas, em especial da Previdência Social. ”Traduzindo, isso gera tranquilidade”, explicou. A avaliação dela é de que sinais positivos, de que o governo atua para reequilibrar seu orçamento e reduzir as dívidas públicas, tira a pressão sobre os juros e desenha um cenário que estimula a iniciativa privada a investir. O economista da CNI, Marcelo Azevedo, acrescenta que no caso da indústria, os empresários voltarão a contratar quando houver sinais de “retomada [do crescimento econômico] constante e previsível”. Além do equilíbrio fiscal, Azevedo inclui como fatores que pesam na abertura de vagas na indústria o quadro comercial externo, a mudança em marcos regulatórios para a indústria e a modernização das regras tributárias.

Reforma trabalhista

Historicamente, a contratação na indústria ocorre após diminuição de estoques produzidos, eliminação da ociosidade produtiva de máquinas, da força de trabalho já empregada. Para Azevedo, as modificações na legislação trabalhista adotadas em 2017 ”facilitarão a recuperação do emprego de forma mais rápida”. De acordo com os resultados de agosto do Cageg, a reforma trabalhista apresenta impacto nas admissões por  tempo parcial (7.374 admissões em agosto), por trabalho não contínuo, intermitente, (5.987 admissões) e nos acordos de desligamento de empregados (15.010 demissões).

Jequié: Homem invade casa para roubar, mata deficiente com botijão de gás e acaba preso

/ Jequié

Crime aconteceu no bairro do Cohim. Foto: Blog Marcos Frahm

Um jovem foi morto e o autor do crime preso em flagrante na tarde esta quarta-feira (3), em Jequié. O crime ocorreu por volta das 13h na Rua Adelfo Reis, no bairro Cohim, quando Ivanildo Trindade da Silva teria invadido a residência da vítima para furtar, sendo que, Felipe Sena Santos, 17 anos, que era deficiente físico reagiu e foi atingido com um botijão de gás utilizado pelo suspeito para matá-lo. A mãe da vítima, Marilene Sena, também foi agredida e socorrida ao hospital, conforme apurou o Blog Marcos Frahm. Após o cometimento do crime, Ivanildo, suspeito de possuir problemas mentais, fugiu a pé e foi capturado pela Polícia Militar nas proximidades da Rodoviária de Jequié, no bairro Joaquim Romão. Populares teriam tentado linchá-lo, mas o suspeito foi protegido pela PM, que o encaminhou a Unidade de Pronto Atendimento – UPA com ferimentos e posteriormente apresentado na Delegacia Territorial local. As informações repassadas ao vivo pelo repórter Josafá Oliveira, da Rádio 93 FM, dão conta de que Ivanildo já teria cumprido pena por ter matado o próprio pai e um irmão em Jequié.

Jaguaquara: Motocicleta precipitou-se no Rio Casca após motociclista perder o controle em ladeira

/ Jaguaquara

Homem sofreu escoriações ao cair no rio. Foto: Blog Marcos Frahm

Um motociclista perdeu o controle da moto que pilotava e caiu no Rio Casca, nas imediações do bairro Malvina I, em Jaguaquara. O acidente ocorreu na tarde de terça-feira (2). O piloto teria descido a chamada Ladeira de Guida, de acesso ao bairro Lagoa, quando perdeu o controle e a moto precipitou-se no rio. A vítima sofreu escoriações e recebeu socorro de populares que acionaram o SAMU 192.

Prefeitura de Jequié comemora queda no número de autos de infração de trânsito após fiscalização

/ Jequié

Sumtran aponta queda em infrações de trânsito. Foto: Secom

A  Superintendência Municipal de Trânsito (Sumtran) começou a realizar a fiscalização nas ruas e multar os infratores no mês de julho. De lá pra cá se passaram quatro meses e a Sumtran divulgou um relatório mostrando que houve uma queda de 60% no número de infrações de trânsito após o início da fiscalização. De acordo a Superitendência Municipal de Trânsito, no mês de agosto ocorreram 1158 infrações, já no mês seguinte, em setembro, ocorreram apenas 465 infrações, uma redução de 693 casos. A Sumtran realiza uma fiscalização rígida, por conta das multas, muitos motoristas passaram a se preocupar mais com o cinto de segurança, em não falar no celular ao dirigir e também respeitar mais os sinais de trânsito, esses fatores sem dúvida ajudaram a diminuir as transgressões no trânsito.

Apuarema: Vereador e ex-secretária de Educação são denunciados por tentar fraudar eleições

/ Região

O vereador Fabrício de Souza Duarte e a ex-secretária municipal de Educação Rosimaire Barbosa Barreto, de Apuarema, foram denunciados pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por inserir declaração falsa em documento público com o objetivo de burlar o processo eleitoral. Segundo o promotor de Justiça Maurício Foltz Cavalcanti, os acusados agiram em conluio para registrar junto à Justiça eleitoral de Apuarema, com declaração falsa, dez eleitores com domicílio eleitoral pertencente a outros municípios. Na denúncia, é dito que o vereador conduziu os eleitores até as escolas municipais da cidade e a secretária, a pedido do parlamentar, emitiu declarações com a informação de que os eles estudavam na rede municipal de ensino de Apuarema. O promotor verificou que nenhum dos eleitores já havia estudado ou mesmo morado no município. Segundo a denúncia, a Justiça eleitoral cancelou as inscrições eleitorais, com documentação falsa, em que constam o alistamento ou a transferência de domicílio eleitoral para o município.

Eleições interrompem aulas em escolas da rede estadual a partir de sexta, em todo o estado

/ Eleições 2018

Urnas serão instaladas nas escolas. Foto: Anna Valéria/TV Bahia

Para as eleições de domingo (7), escolas estaduais na capital e interior do estado terão aulas suspensas a partir de sexta-feira (5), quando as urnas vão começar a ser instaladas. As unidades de ensino serão cedidas ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) para serem utilizadas como locais de votação. No caso das escolas estaduais, os alunos voltarão às salas de aula na terça-feira (9). Já nas uniddes da rede municipal, as atividades para os estudantes serão normalizadas na segunda-feira (8). O TRE-BA assegurou que a suspensão das aulas nas escolas estaduais, municipais e particulares que abrigam seções eleitorais não afetará o calendário escolar, que prevê o cumprimento dos 200 dias letivos, regulamentados pela Lei de Diretrizes e Bases (LDB). Na Bahia, 35.088 urnas serão preparadas para o 1º turno da eleição. Ainda não há previsão de quantos equipamentos serão utilizados no 2° turno. A lacração das urnas eletrônicas que serão usadas deve terminar nesta terça-feira (2). A inserção de informações sobre eleitores e candidatos nos equipamentos foi iniciada no dia 26 de setembro.

Eleições

O TRE indica que o eleitor consulte o local de votação antes do domingo (7). Isso pode ser feito no site do Tribunal Eleitoral da Bahia (TRE-BA). Em Salvador, 47 pontos de votação foram alterados pelo órgão. Para votar, o eleitor precisa levar um documento oficial com foto, como carteira de identidade, carteira de habilitação, por exemplo. O primeiro turno de votação vai ocorrer em 7 de outubro de 2018 e o segundo turno, caso aconteça, será em 28 de outubro de 2018. A votação começa às 8h e termina às 17h.

No Outubro Rosa, Fundação José Silveira reforça o cuidado e a autoestima feminina

/ Saúde

Outubro é o mês de conscientização das mulheres para o cuidado com a sua saúde e a prevenção do câncer de mama. Instituição madrinha do Outubro Rosa na Bahia, a Fundação José Silveira (FJS), por meio das suas unidades, luta contra a doença, assegurando às mulheres assistência médica, suporte emocional, diagnóstico e tratamento de qualidade. Como parte das ações desenvolvidas esse ano, a Santa Casa de Jequié, unidade da FJS, está realizando uma campanha que já resultou em 100 doações de cabelos para a confecção de perucas. Promoveu, ainda, um curso de formação de peruqueiras. A iniciativa visa fortalecer e trazer mais autoestima para as pacientes do Núcleo de Câncer da Mulher da Santa Casa de Jequié.

Presidente do PSDB condena ”oportunismo” e ”papelão” de Zé Ronaldo ao apoiar Bolsonaro

/ Eleições 2018

Gualberto brada contra Zé Ronaldo. Foto: Reprodução/A Tarde

O presidente do PSDB na Bahia, João Gualberto, fez duras críticas ao candidato a governador da Bahia pelo DEM, Zé Ronaldo, após o democrata dizer no debate da Rede Bahia, nesta terça-feira (2), que votaria em Jair Bolsonaro (PSL) para Presidência da República. O DEM, presidido nacionalmente pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, apoia a candidatura de Geraldo Alckmin, algo que fez a declaração de Zé Ronaldo surpreender o próprio Neto. Em entrevista ao Bahia Notícias, Gualberto afirmou que a postura de Zé Ronaldo foi pautada pelo ”oportunismo” em querer se aproveitar da popularidade de Bolsonaro, atualmente vice-líder das pesquisas no estado. Para o deputado federal, o candidato ao governo fez um “papelão”. ”Só tenho a lamentar essa declaração e dizer que a política está nessa situação pro causa disso. No primeiro turno, você vota por convicção, não pode votar por conveniência. Foi uma decepção muito grande ouvir isso de um candidato do DEM, já que apoiamos ele desde o primeiro momento”, bradou. Ainda segundo Gualberto, a declaração do democrata é contrária ao que ele defendeu durante sua trajetória política e também não traz benefícios eleitorais a poucos dias antes das eleições, em um momento em que o candidato à reeleição Rui Costa (PT) aparece na liderança isoladas das pesquisas de intenção de voto, com possibilidade de vencer em primeiro turno.  ”[A postura] Não é nada inteligente, pois não ajuda ele nem Bolsonaro. Mostra um grau de oportunismo muito grande, que não condiz com o passado dele, que disse sempre respeitar acordos políticos. Foi uma decepção grande”, lamentou.

POSIÇÃO DO PSDB NO SEGUNDO TURNO    

Questionado sobre qual posição o PSDB poderia adotar nacionalmente caso Alckmin fique de fora do segundo turno, Gualberto disse esperar que o partido libere os estados para apoiar quem achar melhor. Apesar de ainda não ter se decidido pessoalmente, o deputado federal disse achar ”muito difícil” apoio ao PT na Bahia. ”O partido não vai fechar questão, é o que acredito”, declarou.

Pesquisa Big Data: Rui marca 57% e José Ronaldo 16% na disputa pelo Governo do Estado

/ Eleições 2018

Rui mantém larga vantagem sobre Ronaldo. Foto: Reprodução

Mais uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (3), encomendada pela RecordTV Itapoan ao Instituto Real Time Big Data, aponta a reeleição do governador Rui Costa (PT) ainda no primeiro turno com 57% dos votos. O candidato do Democratas, José Ronaldo, que surpreendeu até o prefeito de Salvador ACM Neto ao declarar voto em Jair Bolsonaro para presidente, durante o debate da TV Bahia, manteve os 16% apresentados no último levantamento. Marcos Mendes (Psol) tem 3% e supera João Santana (MDB) e João Henrique (PRTB), empatados com 1%; Célia Sacramento (Rede) e Orlando Andrade (PCO) somam juntos 1%. Brancos e nulos representam 13% e indecisos são 8%. O instituto Real Time Big Data ouviu 1.200 eleitores na terça (2) em entrevistas por telefone. A pesquisa foi registrada no número BA-01122/2018 no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 3% para mais ou para menos.

Ministério Público recomenda fiscalização em preços de combustíveis e gás de cozinha em Esplanada

/ Bahia

A Promotoria de Justiça de Esplanada, no agreste baiano, recomendou aos órgãos de fiscalização que monitorem os preços de combustíveis e de gás de cozinha praticados no município. Segundo a promotora Maria Anita Araruna Corrêa, a suspeita é que postos de combustível locais tenham elevado o valor do produto sem justa casa. O fato seria justificado pelos estabelecimentos a partir da greve dos caminhoneiros, que provocou desabastecimento no país. A promotora citou artigos do Código de Defesa do Consumidor que proíbem a prática abusiva de preços, como o 56 que sujeita o fornecedor a sanções, como multa, suspensão temporária da atividade, cassação de licença do estabelecimento ou de atividade e interdição. A fiscalização deve ser feita pelo Procon de Feira de Santana. A recomendação – que vale também para aumentos abusivos de alimentos – foi postada nesta quarta-feira (3) no Diário da Justiça Eletrônico.

”Judiciário não está fazendo justiça e sim política”, afirma Jaques Wagner ao criticar Sérgio Moro

/ Eleições 2018

Wagner alfineta judiciário. Foto: Adenilson Nines/Bocão News

O candidato ao Senado Jaques Wagner (PT) afirmou que não pretende assumir um ministério caso Fernando Haddad (PT) seja eleito presidente da República. ”Não tô me elegendo senador para ser ministro”, garantiu nesta terça-feira (2). O ex-governador da Bahia ainda classificou a delação do ex-ministro Antonio Palocci, divulgada nesta segunda-feira (1º) após o juiz Sergio Moro determinar a quebra de sigilo, como um ”achincalhe do Judiciário” e disse também que se trata de ”uma tristeza para o Judiciário brasileiro e não para o PT”. ”Mais um carimbo que parte do Judiciário não está fazendo justiça e sim política”, afirmou. Na oportunidade, Jaques Wagner criticou o ”voto antipetista”. ”O voto antipetista é uma desculpa envergonhada das pessoas que votam em uma pessoa que prega tortura, inferioridade feminina, prega a bala pra resolver os problemas”, disse. Informações do Bahia Notícias