MPF denuncia casal de prefeitos de Porto Seguro e Eunápolis por organização criminosa

/ Bahia

Robério e Cláudia Oliveira são acusados pelo MPF. Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) de Eunápolis denunciou 12 pessoas, entre elas servidores públicos e empresários da cidade de Porto Seguro, por fraude à licitação, falsidade ideológica, organização criminosa e pelo desvio de R$ 16 milhões em recursos destinados ao transporte escolar do município. A denúncia é contra a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, o vice-prefeito, Beto Axé Moi, e o prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, e foi recebida pela Justiça Federal no último dia 11 e é resultado de investigações feitas durante a Operação Gênesis, deflagrada em agosto de 2017 pelo MPF, Polícia Federal e Controladoria-Geral da União. De acordo com a ação do MPF, assinada em julho deste ano, os denunciados faziam parte de uma organização criminosa que atuava em fraudes a licitações e no desvio de recursos públicos destinados ao transporte escolar de Porto Seguro. Para a prática dos crimes, os membros da organização falsificavam documentos e corrompiam agentes público, incluindo os gestores dos municípios de Porto Seguro e Eunápolis. Ainda segundo o MPF, o valor desviado foi de, no mínimo, R$ 16 milhões provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), com complementação da União e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), desde 2013.

A Coletivos União Ltda. venceu o Pregão Presencial nº 006/2013, para a prestação do serviço de transporte escolar. Entretanto, a empresa, administrada pelo filho, pela esposa e pelo próprio servidor responsável pela fiscalização do contrato, João Batista Pires Caires, foi a única concorrente na licitação e não possuía o número de veículos necessários para a realização do serviço. Além disso, dois dias antes de os sócios da empresa terem acesso ao edital da licitação, que exigia o capital social mínimo de R$ 800 mil dos concorrentes, a empresa aumentou o seu respectivo capital de R$ 200 para R$ 900 mil, a fim de atender a exigência do edital e vencer a ”competição”. Após o contrato inicial, a fraude passou a se expandir com a criação de novas rotas de transporte escolar, prorrogações de prazos e alterações no valor do contrato, sendo aumentado em 23% desde o acordo inicial. O suposto desvio ocorria por meio do superfaturamento do contrato: ao receber os recursos da Prefeitura, a empresa subcontratava motoristas, muitos deles indicados por vereadores, por menos da metade do valor pago pelo Município.

A Justiça determinou o afastamento de João Batista Pires Caires (servidor responsável pela fiscalização do contrato), Cléber Silva Santos (controlador-geral do município) e Nilvan de Jesus Rusciolelli (técnico contábil da prefeitura) dos cargos ocupados no Poder Executivo de Porto Seguro, além da proibição de frequentarem órgãos ou setores do Município, bem como, de nova nomeação para quaisquer funções públicas nos Poderes Executivo e Legislativo municipais. Além disso, determinou a apreensão de todos os veículos utilizados pelos réus, para serem leiloados. Os demais integrantes da organização criminosa, a prefeita de Porto Seguro, Claudia Oliveira, o vice-prefeito, Beto Axé Moi, e o atual prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, em virtude de possuírem foro privilegiado, foram denunciados perante o Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Com informações do site Bahia Notícias

Haddad cresce 11 pontos e se consolida no 2º turno contra Bolsonaro, mostra pesquisa Ibope

/ Política

Fernando Haddad cresce em pesquisas. Foto: Ricardo Stuckert

Pesquisa divulgada nesta noite confirma crescimento de 11 pontos de do candidato do PT e presidente, Fernando Haddad, que se consolida no segundo turno, contra o candidato da extrema-direita. Confira os números: Jair Bolsonaro (PSL): 28%, Fernando Haddad (PT): 19%, Ciro Gomes (PDT): 11%, Geraldo Alckmin (PSDB): 7%, Marina Silva (Rede): 6%, Alvaro Dias (Podemos): 2%, João Amoêdo (Novo): 2%, Henrique Meirelles (MDB): 2%, Cabo Daciolo (Patriota): 1%, Vera Lúcia (PSTU): 0%, Guilherme Boulos (PSOL): 0%, João Goulart Filho (PPL): 0% e Eymael (DC): 0%. Votos bancos e nulos somam 14% e indecisos, 7%. Na simulação de segundo turno, Fernando Haddad aparece exatamente empatado com Jair Bolsonaro, com 40% para cada. Ciro Gomes aparece empatado com Bolsonaro na margem de erro. Ciro 40% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 6%). Já contra Alckmin o quadro também é de empate. Alckmin 38% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 18%; não sabe: 6%). A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo (16) e terça-feira (18). O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Polícia Federal ainda não descarta coautoria em ataque contra Bolsonaro, diz Jungmann

/ Brasil

Ministro da Segurança, Raul Jungmann. Foto: Cesar Itiberê/PR

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nesta terça-feira (18) que a Polícia Federal ainda não descarta a possibilidade de coautoria no ataque contra Jair Bolsonaro (PSL). Ele reafirmou que um primeiro inquérito sobre o caso deve ser concluído esta semana e, se necessária, uma segunda investigação pode ser aberta. ”Não se descarta qualquer tipo, qualquer hipótese”, declarou Jungmann ao ser questionado sobre a possibilidade de coautoria no crime. “Nós, se necessário, abriremos uma segunda investigação, um segundo inquérito, para apurar todo e qualquer indício. Se qualquer possibilidade de coautoria existir, evidentemente que vamos trazer a conhecimento de toda a sociedade”, disse. Adélio Bispo de Oliveira foi identificado como o autor do ataque a faca na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, no último dia 6. Em depoimentos à Polícia Federal, ele afirma que agiu sozinho. ”Temos que dar uma resposta à opinião pública para que não paire nenhuma suspeita”, reforçou o ministro.

”Voto útil é insulto à experiência popular”, diz Ciro sobre proximidade com Fernando Haddad

/ Política

Ciro diz que o seu projeto não é o mesmo do PT. Foto: Divulgação

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, declarou nesta terça-feira que, apesar de terem um passado de proximidade e aliança, seu projeto de governo não é o mesmo do PT de Fernando Haddad. O pedetista afirmou considerar o apelo ao voto útil, pregado desde já por parte dos adversários, como um ”insulto à experiência popular”. Mais cedo, em entrevista à Rádio CBN, o petista disse que, pela relação histórica, ele e Ciro podem estar juntos em um possível segundo turno, independentemente de qual dos dois avance. Questionado por jornalistas sobre a declaração, o ex-governador do Ceará tentou se desvencilhar. ”Sim, se olhar para os últimos 16 anos, estivemos juntos e tentei ajudar. Mas o projeto que eu advogo para o Brasil não é o mesmo do PT. Quero ajudar a população a por um fim nessa violência odienta, nesse sectarismo e radicalização política que infelizmente está levando nossa economia para o brejo”, disse. Ciro participou de um encontro na Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na região central da capital paulista. Antes da reunião, o pedetista também rebateu qualquer estratégia para atrair o voto de Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) para evitar a vitória do PT ou de Jair Bolsonaro (PSL). ”Para um democrata, a presunção é confiança no voto popular. Então, acredito que essa história de voto útil é um insulto à experiência popular”, criticou. ”Eu não quero ser eleito por alguém que botou a mão no nariz e votou em mim porque não queria votar em outro. Quero ser eleito porque represento a saída para o Brasil, que precisa restaurar o diálogo e acabar com essa ameaça fascista que não é nem tanto o Bolsonaro, mas o vice dele, que está deixando clara essa posição”, disse, enumerando as declarações dadas pelo General Hamilton Mourão na segunda-feira, 17.

Atriz Bruna Marquezine adere à campanha contra o candidato Jair Bolsonaro nas redes sociais

/ Política

Bruna Marquezine faz uso da hastag #EleNão. Foto: Reprodução

Acampanha contra o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), ganhou o apoio de várias famosas nas redes sociais. Com o uso da hastag #EleNão, em referência ao político, artistas como Bruna Marquezine, Déborah Secco, Daniela Mercury, Fernanda Paes Leme e Camila Pitanga fizeram publicações contra o presidenciável. A hashtag desde o último fim de semana vem sendo usada por anônimos e famosos que se opõem à candidatura do deputado.

Em campanha, governador Rui Costa garante novo concurso público para a Polícia Civil

/ Política

”Contratamos 6.500 policiais”, diz Rui. Foto: Blog Marcos Frahm

O governador do estado e candidato à reeleição, Rui Costa (PT), afirmou na manhã desta terça-feira (18) que vai fazer novo concurso para a Polícia Civil, já que o último teve o número de aprovados abaixo do número de vagas, não preenchendo a cota. ”Contratamos 6.500 policiais, nos últimos quatro anos, e no início do ano que vem vamos fazer outro concurso público na polícia civil, para completar o provimento de rodízio e finais de semana com delegados e policiais”, ressaltou em entrevista realizada pela Andaiá FM. Para o próximo quadriênio, Rui garante que vai seguir no aprimoramento da gestão e infraestrutura das polícias, com recomposição dos efetivos, valorização dos profissionais e maior eficiência na atividade policial. Temas como educação, salário de servidores, saúde e infraestrutura também foram abordadas pelos radialistas. Além da condução local e nacional da campanha 2018. ”O líder das pesquisas era Lula, mas como ele não pode ser candidato a campanha eleitoral começou do zero na semana passada. Minha expectativa é que o Brasil volte a crescer e ter paz, que os interesses humanos estejam acima dos interesses políticos. É assim que o nosso candidato à presidência, Fernando Haddad, vai trabalhar pelos brasileiros”, pontuou o candidato petista à reeleição.

Centrão discute apoio em 2º turno sem Geraldo Alckmin, mas unidade é improvável

/ Política

Alckmin não consegue ganhar musculatura. Foto: Estadão

Com a dificuldade de Geraldo Alckmin (PSDB) em ganhar musculatura nas pesquisas de intenção de voto, integrantes do centrão começam a discutir internamente que caminho seguir em um eventual segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Representantes do DEM, PP, PR, PRB e SD reúnem-se às 15h desta terça-feira (18), em São Paulo, para ter uma primeira conversa formal sobre o assunto. No entanto, membros do bloco admitem que é praticamente impossível que haja um consenso em relação a um apoio em massa a um nome. Apesar da aliança com o tucano, lideranças de partidos como PP e PR já têm ignorado Alckmin e pedido votos para o PT, principalmente no Nordeste, onde o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é muito forte. É o caso, por exemplo, do presidente do PP, Ciro Nogueira (PI), que tenta se reeleger senador, e do líder do PR na Câmara, José Rocha (BA), que tenta a reeleição como deputado federal. No DEM, apesar do empenho praticamente isolado do presidente da sigla, ACM Neto (BA), em ajudar Alckmin, já há candidatos que apoiam Bolsonaro antes mesmo do início da campanha oficial.

O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) é um dos mais próximos do capitão reformado do Exército. Candidato a governador do DF, o deputado Alberto Fraga (DEM) também é pró-Bolsonaro e não apareceu, por exemplo, nos eventos que Alckmin teve na segunda-feira (17) em Brasília. Nas redes sociais do presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, candidato a deputado federal por São Paulo, a última menção a Alckmin é do início de agosto, quando o centrão oficializou apoio à candidatura do tucano. Em 6 de setembro, quando procurado pela reportagem para se manifestar a respeito de vídeos divulgados pelo presidente Michel Temer com críticas a Alckmin, Marcos Pereira respondeu que estava focado em sua própria campanha. A unidade que serviu para, na prática, dar a Alckmin o latifúndio que o tucano tem na TV, 5 minutos e 32 segundos de propaganda no horário eleitoral, é considerada por integrantes do centrão inviável em um segundo turno entre Haddad e Bolsonaro. Os partidos têm perfis muito diferentes e a tendência, segundo duas lideranças do grupo, é que as legendas liberem cada estado para agir da maneira que for mais conveniente. O líder de uma das siglas diz que o fato de não se posicionar institucionalmente no segundo turno não é um problema para, após a eleição, se pleitear cargos na próxima administração. Reservadamente ele lembra que o que se leva em consideração na montagem de governos é o tamanho de cada bancada no Congresso, já que é este o fator que determina a força de um partido e seu poder de pressão sobre o presidente da República.

Mega-Sena especial, que homenageia apostadores, pode pagar R$ 5 milhões nesta terça-feira

/ Esporte

A Mega-Sena especial, que homenageia os apostadores, pode pagar hoje (18) o prêmio de R$ 5 milhões a quem acertar sozinho as seis dezenas do concurso 2.079. Em função disso, esta semana teremos também sorteios na quinta-feira (20) e no sábado (22). O sorteio desta terça-feira será realizado, a partir das 20h, no Caminhão da Sorte que está na cidade de Oliveira, em Minas Gerais. Segundo a Caixa, aplicado na poupança o prêmio renderia cerca de R$ 18,6 mil por mês. A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) em qualquer uma das mais de 13 mil casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país.

Bahia completa dois meses sem explosões a banco e redução sobe de 26% para 31%, diz SSP

/ Bahia

Estado diz que ataques a bancos caíram. Foto: Divulgação/SSP-BA

A Bahia completou, na segunda-feira (17), dois meses sem explosões a banco e a redução dos roubos subiu de 26% para 31%. A informação foi divulgada nesta terça-feira pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Segundo a SSP, o último caso aconteceu no dia 17 de julho, na cidade de Serra Dourada, mas nenhum valor foi levado. O grupo entrou em confronto com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Cipe Cerrado, e acabou não resistindo. Nos últimos 30 dias, quatro tentativas deste tipo de roubo foram frustradas pela Polícia Militar nas cidades de Paulo Afonso, Pedro Alexandre, Santa Luz e Ipacaetá.

Adolescente de 13 anos atira na cabeça de criança de 11 enquanto brincavam na cidade de Jitaúna

Um adolescente de 13 anos atirou em uma criança de 11, na tarde de domingo (16), no município de Jitaúna, no Médio Rio de Contas. De acordo com informações da Polícia Civil, o disparo aconteceu enquanto os dois jovens brincavam com uma arma que pertencia ao pai da vítima. O garoto foi atingido na cabeça e encaminhado ao Hospital Nossa Senhora de Fátima, em Jitaúna. Posteriormente, devido à gravidade do ferimento, ele foi transferido para o Hospital Prado Valadares, em Jequié. O menino passou por procedimento cirúrgico para a retirada do projétil e tem o estado de saúde considerado grave. Ainda segundo a Polícia Civil, a arma estava guardada dentro de um veículo. No momento do disparo, o carro estava estacionado na garagem da residência da vítima, situada no bairro Adelino Henrique. O pai do menino, que não teve a identidade revelada, foi apresentado pela Polícia Militar na delegacia de Jequié, mas a arma não foi localizada pelos agentes. O caso é investigado e acompanhado pela Polícia Civil do município.

Jaguaquara: Criminosos invadem propriedade na madrugada e roubam cavalo no bairro Palmeira

/ Jaguaquara

Cavalo foi roubado dentro de baia na Palmeira. Foto: Divulgação

Um cavalo foi subtraído em uma baia no bairro Palmeira, em Jaguaquara e o dono do animal faz buscas pelo cavalo. Em contato com o BMFrahm o proprietário informou que um cadeado foi deteriorado no local e o cavalo roubado na madrugada de domingo (16). O animal com pelagem castanha e pinta branca na testa foi levado e até esta terça-feira não havia sido encontrado. Um registro do roubo já foi feito na Delegacia da Polícia Civil. Quem obtiver informações entrar em contato pelo telefone: (73) 988-8905 ou Delegacia 3534-2414.

Jaguaquara: Motorista de van está preso em Jequié suspeito de ter matado homem a golpe de facão

/ Jequié

Wellington [blusa vermelha], é a vítima e, Egivan Silva é o autor.

Um homem morador de Jaguaquara está preso em Jequié, suspeito de ter matado a golpe de facão um Wellington Ribeiro Souza, cujo crime ocorreu na noite de sábado (15) na Praça da Bandeira, área central da Cidade Sol. Segundo informações da Delegacia Territorial de Jequié, o crime foi passional. Egivan teria entrado em discórdia com Wellington por motivos que estão sendo investigados. Preso em flagrante, o suspeito teria alegado que saiu do local e foi perseguido pelo seu desafeto, que segundo ele estava com arma de fogo em punho, quando Egivan Silva se apoderou de um facão e golpeou a vítima. Wellington chegou a ser levado ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, mas não resistiu. Contudo, a suposta arma de fogo não foi encontrada. Egivan era motorista de uma van de sua propriedade e já atuou prestando serviços a Prefeitura de Jaguaquara, fazendo o transporte de pacientes de hemodiálise para Jequié e, atualmente, transportava estudantes universitários.

Mulher é presa transportando 329 Kg de drogas em ônibus na BA-026, no trecho de Tanhaçu

/ Polícia

Mulher foi levada à delegacia de Tanhaçu. Foto: Polícia Militar

Uma mulher de 27 anos foi presa transportando 329 quilos de drogas em um ônibus, na noite de segunda-feira (17), na BA-026, próximo à cidade de Tanhaçu, sudoeste da Bahia. De acordo com informações da Polícia Militar, publicadas no G1, a passageira saiu de São Paulo e tinha o Ceará como destino. Uma equipe de policiais rodoviários estaduais estava no posto próximo ao distrito de Sussuarana e, por volta das 18h30, ao avistar o ônibus fez a abordagem. Os policiais foram até o bagageiro e suspeitaram de seis malas que estavam etiquetadas em nome da mulher, de prenome Paloma. De posse dos controles de bagagem, ao identificarem a passageira, os policiais abriram as malas e encontraram 253 tabletes de maconha e dois com cocaína, totalizando 329 quilos das duas drogas. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, Paloma assumiu que estava transportando a droga para Igatu (CE). Além da droga, a polícia apreendeu com ela a quantia de R$ 40, dois celulares, sendo um deles do tipo smartphone, documentos pessoais e cartões de crédito. O material e a mulher foram levados para a delegacia de Tanhaçu. Paloma responderá por tráfico de drogas, cuja pena pode chegar a até 15 anos de prisão.

Acidente deixa feridos na BA-250; ex-prefeita de Lagedo, Mariângela está entre as vítimas

/ Trânsito

Mariângela Borges não corre risco de morte. Foto: Acervo pessoal

Uma colisão entre dois veículos de passeio deixou cinco pessoas feridas na noite desta segunda-feira (17), na Rodovia BA-250, no trecho entre os municípios de Itiruçu e Lagedo do Tabocal. Entre as vítimas está à ex-prefeita de Lagedo, Mariângela Borges, que conduzia um carro Fiat Uno, que bateu com outro Uno, ocupado por um casal e duas crianças. O Blog Marcos Frahm buscou contato com o Hospital Municipal Pedro Pimentel Ribeiro, em Itiruçu, para onde as vítimas foram socorridas e a informação da unidade hospitalar é de que a ex-prefeita e o motorista do outro veículo foram transferidos para o Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié. A mulher e as duas crianças permanecem em observação no Hospital de Itiruçu. Com o impacto violento da batida, o carro que levava o casal e as crianças ficou destruído.