Assim mata um presidente

/ Artigos

– Uma semana depois da posse de Jânio Quadros na presidência da Republica, em 1961, o jornalista Raul Ryff, secretário de imprensa do vice-presidente João Goulart, ligou para o jornalista José Aparecido, secretário particular de Jânio:

– Aparecido, durante o governo do Juscelino, o Jango, como vice-presidente, sempre teve um avião da FAB à sua disposição. Agora, no governo do Jânio, o ministro Grum Moss, da Aeronáutica, tirou o avião do vice-presidente. Acontece que ele está esperando a mãe dele, que chega ao Rio às 17 horas, e depois não haverá mais nenhum avião de carreira para Brasília. E ele tem uma reunião política em Brasília à noite. Você poderia conseguir um avião para levar o vice-presidente a Brasília?

Aparecido falou com o general Pedro Geraldo, chefe da Casa Militar, pediu para ele providenciar o avião, e comunicou a providência a Jânio, que aprovou. Às quatro da tarde, Ryff ligou de novo para Aparecido:

– Como é, tchê? E o avião?

– Já está à disposição do vice-presidente aí no Rio.

Não estava. Aparecido foi ao general Pedro Geraldo, que acabava de receber um telex do ministro da Aeronáutica lamentando não poder atender porque a FAB não tinha nenhum avião disponível. Aparecido foi a Jânio. Os dois tinham entendido tudo. Jânio arregalou os olhos:

– Foi bom que tivesse acontecido logo na primeira semana. Você vai ver que não ficaremos aqui um minuto sem autoridade.

Janio mandou chamar o general Pedro Geraldo:

– General, faça-me um favor. Volte a comunicar-se com o senhor ministro da Aeronáutica e lhe transmita a seguinte instrução: faça descer o primeiro avião que sobrevoar o Rio de Janeiro, nacional ou estrangeiro, desembarque os passageiros e ponha-o à disposição do senhor vice-presidente da República.Trata-se de uma ordem do presidente da República

Em cinco minutos a Aeronáutica pôs um avião à disposição de Jango.

A Aeronáutica, naqueles tempos, e tantos anos seguidos, era um partido político, uma sublegenda da UDN. E de armas na mão. Só no governo de Juscelino, no começo e no fim, fez dois levantes armados, imediatamente sufocados pela autoridade e energia do marechal Lott.

No segundo governo de Vargas (1951 a 54), não era só a Aeronáutica. A maioria das Forças Armadas (Exercito, Marinha e Aeronáutica) era inteiramente encoleirada pela ininterrupta pregação golpista de Carlos Lacerda e da Banda de Musica da UDN, até desaguar afinal no golpe americano-udenista-militar de 1964.

Quando Getulio assumiu em 1951, depois da segunda derrota do brigadeiro Eduardo Gomes (em 45 e em 50), a UDN viu que no voto não chegaria ao governo: havia perdido para Dutra em 45 e para Vargas em 50 e certamente perderia em 55 para os herdeiros de Vargas,Juscelino e Jango.

E começou a conspirar freneticamente nos quartéis.

O primeiro passo seria inviabilizar João Goulart, o filho político de Vargas. Presidente nacional do PTB e ministro do Trabalho a partir de junho de 1953, Jango tinha estudos da Fundação Getulio Vargas   mostrando que o aumento salarial de 14%, dado em dezembro de 1951, era ridículo diante do aumento do custo de vida, que tinha sido de 100%.

E Jango negociou com os sindicatos um projeto de aumento de 100% do salário mínimo, igual ao da inflação: de 1.200 para 2.400 cruzeiros.

– ”Em fevereiro de 1954, 82 coronéis e tenentes-coronéis assinaram um memorial afirmando que possíveis aumentos de salários provocariam a elevação do custo de vida, agravando a situação dos baixos vencimentos nos quadros no Exército, que veria dificultado o recrutamento de oficiais.   Vargas exonerou Goulart e o general Espírito Santo Cardoso… E no dia 1º de maio anunciou o aumento de 100% do salário mínimo” (DHBB-FGV).

Em quatro meses, Vargas era empurrado para o suicídio.

*Por Sebastião Nery

Ramon Fernandes reivindica asfaltamento da estrada que liga a BR 330 à Barragem da Pedra

/ Jequié

Ramon lamenta condições da estrada. Foto: Blog Marcos Frahm

O vereador Ramon Fernandes teve aprovado Requerimento de sua autoria em que solicita da Prefeitura de Jequié e do Governo do Estado os esforços necessários no sentido de viabilizar o asfaltamento da estrada que liga a BR 330 ao Povoado da Barragem da Pedra, numa extensão de 6,5 KM. Em sua justificativa, no Requerimento apresentado na Câmara Municipal de Jequié o vereador lembra tratar-se de um antigo desejo dos moradores daquela região e a considera justa por ser uma estrada de grande acesso. No documento, Ramon Fernandes aponta as precariedades da via. ”A estrada está em péssimas condições, o que dificulta o trânsito de pessoas, especialmente estudantes e doentes”.

”Os desafios são gigantescos”, diz Toffoli após ser eleito presidente do Supremo Tribunal Federal

/ Justiça

Toffoli sucederá à ministra Cármen Lúcia. Foto: SCO/STF

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi eleito na tarde desta quarta-feira (8) o novo presidente da Corte pelos próximos dois anos, com a cerimônia de posse marcada para o dia 13 de setembro, às 17h. O ministro Luiz Fux será o vice-presidente do tribunal no período. Atual vice-presidente do STF, Toffoli sucederá à ministra Cármen Lúcia, a quem dirigiu elogios durante a sessão em que foi eleito presidente. ”Este é um principio republicano que esta Corte segue há décadas – o da rotatividade entre seus integrantes, que ora recai sobre os meus ombros. A responsabilidade deste encargo é enorme, os desafios são gigantescos. Por um lado temos essa dificuldade, até pela gestão tranquila, firme, que Vossa Excelência teve nesses dois anos difíceis para a nação brasileira, com tantas demandas chegando a este Supremo Tribunal Federal e ao Conselho Nacional de Justiça”, disse Toffoli. ”Se o desafio é grande de substituir a Vossa Excelência nesta rotatividade, por outro lado é muito facilitado, porque tenho que dar aqui o testemunho de que nestes dois anos em que servi como vice-presidente, Vossa Excelência comigo sempre teve o maior diálogo, me colocando sempre partícipe da gestão, e os nossos gabinetes sempre tiveram uma interação muito grande”, prosseguiu o ministro. Dentro do STF, a avaliação é a de que a transição de Cármen para Toffoli será melhor que aquela ocorrida entre Cármen e Ricardo Lewandowski há dois anos. Isso porque Cármen e Toffoli se dão bem, enquanto a ministra e Lewandowski não se bicam. A equipe de Cármen também comemora reservadamente o fato de, ao sair da presidência, a ministra herdar o gabinete de Toffoli, considerado um dos mais eficientes da Corte. O Broadcast Político apurou que o futuro presidente do Supremo pretende tornar as sessões do tribunal mais ágeis, aumentar a interlocução com os colegas e levar mais casos para julgamento no plenário virtual da Corte, o que desafogaria o número de processos pendentes de julgamento no ”plenário real” do STF.

Após professores de Salvador acusarem guardas de agressão com spray de pimenta, Neto manda apurar

/ Política

ACM firma que denúncias são apuradas. Foto: Max Haack/Secom

Após professores da rede municipal de ensino acusarem agentes da Guarda Municipal de Salvador de agressão, o prefeito ACM Neto, determinou a apuração do comportamento de cada membro da guarnição da Guarda Civil Municipal, que participou da ação que, segundo a Prefeitura,  ”tentou garantir o acesso ao trabalho de servidores à Secretaria de Educação, na manhã da última terça-feira (07)”. ”Se ficar constatado qualquer excesso, deverão ser tomadas as medidas cabíveis”, afirmou Neto, segundo o site bahia.ba, observando que ”não se justifica que professores impeçam o acesso a prédios públicos nem tampouco reações exageradas por parte de guardas municipais”. Neto, por meio de nota envida à imprensa, ponderou a necessidade de serenidade neste momento, destacando o compromisso de que seja restabelecido o diálogo e construído o entendimento, a fim de se evitar que as crianças e jovens da rede de ensino do município tenham sua aprendizagem prejudicada. ”A Prefeitura de Salvador tem a responsabilidade de garantir o ensino público fundamental a centenas de milhares de crianças e jovens. Essa é uma obrigação compartilhada com professores, auxiliares, coordenadores e diretores, servidores indispensáveis à manutenção do funcionamento das escolas municipais. O interesse comum de nossa sociedade precisa prevalecer nesse momento. Continuamos abertos às negociações”, concluiu.

Diretor de atendimento do INSS foi exonerado do cargo nesta quarta pelo Governo Federal

/ Brasília

O diretor de atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Ilton Fernandes, foi exonerado do cargo. A exoneração, assinada pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, está publicada na edição de hoje (8) do Diário Oficial da União. Para o lugar de Ilton, foi nomeado Luiz Otávio Collyer Pontes. Essa é a segunda demissão em cargos de comando do INSS em cerca de três meses. Em maio, o então presidente do INSS, Francisco Lopes, foi exonerado após o jornal O Globo publicar matéria informando que Lopes assinou um contrato com a RSX Informática Ltda. e depois de parecer técnico do INSS apontar que os programas de informática não seriam úteis para o instituto. O nome de Ilton Fernandes também foi citado em matéria do jornal por ter sido um dos servidores que assinou documento atestando o suposto recebimento de quatro licenças de software da RSX e liberando o pagamento de R$ 4,6 milhões à empresa. O contrato, no valor de R$ 8,8 milhões, foi assinado em abril deste ano com a empresa para fornecer programas de computador e treinamento para o INSS. Em maio, o órgão informou que cancelou o contrato por determinação de Francisco Lopes e foi pedida a abertura de diligências e procedimentos para esclarecer todos os fatos. Á época, a empresa divulgou nota negando ter envolvimento com qualquer irregularidade. Da Agência Brasil

Itaquara: Vereador usa rede social para criticar gestão municipal e diz que cidade está abandonada

/ Itaquara

Vereador Lúcio aponta para lixo em via pública. Foto: WhatsApp

O vereador Lúcio de Apolônio, do município de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, esbravejou em rede social contra a gestão do prefeito Marco Aurélio. O parlamentar usou o WhatsApp para soltar o verbo em grupos de usuários do aplicativo, fazendo afirmação de que a cidade está abandonada. ”Olha gente, o abandono que está a minha querida Itaquara. É lixo no meio da rua, é quadra de esportes danificada e até mato entrando na quadra. E o pior gente, é nos fundos da casa do prefeito. Acorda, senhor prefeito”, bradou em um trecho da publicação, na tarde desta quarta-feira (8). O vereador postou fotografias e disse ainda que uma Unidade Básica de Saúde funciona com a porta quebrada há 2 meses. ”Quem era minha querida Itaquara”, concluiu Lúcio, que faz oposição ao gestor municipal.

Jequié: Após aparecer em foto com o prefeito, vereador nega que esteja na base governista

/ Jequié

Roque Silva diz que não integra base de Sérgio. Foto: Facebook

O vereador Roque Silva, de Jequié, após fazer propagação nas redes sociais das ações da Prefeitura no bairro Jequiezinho, quando a equipe do Executivo deu início, na última segunda-feira (6), as obras de pavimentação asfáltica em vias do entorno da Praça Juracy Magalhães, área onde reside o parlamentar, negou que esteja integrando a base do prefeito Sérgio da Gameleira, apesar da aparição em fotografias ao lado do gestor. ”Estar na foto não significa que estou na base. O vereador tem o papel de cobrar, de fiscalizar e eu tenho feito isso, através de ofícios, de indicações e requerimentos encaminhados ao Executivo solicitando melhorias para o povo. O asfaltamento é uma ação da prefeitura, mas também uma indicação nossa e agradecer ao gestor pelo atendimento da nossa solicitação faz parte da política”, justificou, durante contato com o Blog Marcos Frahm. Roque, que já fez parte da bancada governista na Câmara de Jequié, deixou o grupo de Gameleira no final do primeiro semestre, quando seguiu  decisão da maioria dos parlamentares, rejeitando o do projeto de lei da Prefeitura, que previa instituir a criação da Contribuição Sobre o Custeio da Iluminação Pública-COSIP, e que ganhou rejeição popular. Correligionarios do deputado estadual Euclides Fernandes, ele diz ainda que não votará com os candidatos a deputados apoiados por Sérgio nas eleições de outubro. ”Tenho boa relação com o prefeito, até porque não há inimizade entre nós, mas não voto em seus candidatos. Eu faço parte do bloco da independência”, concluiu.

Projeto ”Judô Ação” inaugurou mais um núcleo na cidade de Jequié, na Cipe Central

/ Jequié

Projeto terá aulas na sede da Cipe Central. Foto: Site Jequié e Região

O Projeto Judô Ação inaugurou mais um núcleo na cidade de Jequié e irá atender mais 50 crianças no bairro do Jequiezinho. Este novo Núcleo surgiu de uma parceria entre a Associação Judô Ação, Rotary Club Jequié Norte, Hospital Santa Helena e da CIPE Central. As aulas de judô serão realizadas em um dojô na sede do comando da CIPE, que fica localizado no Jequiezinho, e serão atendidas crianças de 04 a 12 anos de idade. O atleta da Seleção Brasileira de Judô, Diego Santos, antes de embarcar para o Grand Prix de Budapeste/HUN, esteve no evento de inauguração na segunda-feira (6) e também passou palavras de incentivos aos futuros judocas. Todos ficaram felizes com a presença dele. As aulas serão ministrada pela monitora Viviane Souza, que é a 11º no ranking nacional e tem vários títulos no âmbito nacional. Para outras informações clique no link a seguir: https://bit.ly/2KyJUc1

Proposta que proíbe casamento antes dos 16 anos entra na fase final do Senado Federal

/ Brasília

Senado discute proibição de casamento infantil. Foto: Wilson Dias

A proibição do casamento de menores de 16 anos, em qualquer hipótese, foi aprovada nesta quarta-feira (8) pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Hoje o casamento de menores de 16 anos só é admitido em caso de gravidez ou para evitar imposição ou cumprimento de pena criminal, já que ter relações sexuais com menores de 14 anos é crime, com pena que varia de 8 a 15 anos de reclusão.  Para sair do papel, o texto ainda precisa ser votado no plenário da Casa, para onde segue com pedido de urgência. Se aprovada na fase final, a matéria vai à sanção presidencial. Apesar de acabar com a possibilidade do casamento antes dos 16 anos, o texto em discussão mantém as outras normas em vigor hoje: casamento no Brasil só a partir de 16 anos completos, com autorização dos pais, ou livremente a partir de 18 anos. ”O projeto é singelo, mas de um significado imenso para a proteção das nossas crianças, em especial das meninas. Com o casamento infantil, a menina perde a capacidade de tomar decisões por si mesma. O que ocorre, na maioria das vezes, é que ela deixa a escola, o que vai se refletir dramaticamente na sua capacidade de conseguir um emprego quando adulta, sem contar outras situações graves”, destacou a senadora Marta Suplicy (MDB-SP), relatora da proposta na CCJ. Em junho, quando o texto foi aprovado na Câmara dos Deputados, a autora da proposta, Laura Carneiro (DEM-RJ), destacou que, no Brasil, cerca de 877 mil meninas casaram-se com menos de 16 anos. ”Elas são quase vendidas a seus abusadores na forma de casamento. A aprovação do projeto é um avanço extraordinário, aplaudido por todos os organismos envolvidos nos direitos da criança e do adolescente”, afirmou a deputada. Da Agência Brasil

Após tuberculose, Simaria volta aos palcos depois quatro meses, mas em ritmo desacelerado

/ Entretenimento

Irmãs comemoram reencontro. Foto: Manuela Scarpa/Divulgação

Prestes a voltar aos palcos como dupla, as baianas Simone e Simaria não escondem a felicidade de cantar juntas novamente. O retorno será consagrado nesta quinta-feira (9), em um mega show no Espaço das Américas, em São Paulo (SP) com participação especial do padre Fábio de Mello e abertura do humorista e digital influencer alagoano Carlinhos Maia. A volta de Simaria Mendes, 35 anos, acontece cerca de quatro meses após o diagnóstico de tuberculose ganglionar. Ela terá de cumprir mais dois meses de tratamento contra a doença e precisa seguir recomendações médicas. ”Aprendi a olhar mais para mim, a me alimentar melhor e a beber água, coisas que não fazia”, disse Simaria, em coletiva realizada nesta terça-feira (7), em SP. ”Foram 18 dias internada e, naquele momento, a única coisa que pensava era na minha saúde. Desde antes, eu sabia que estava sentindo alguma coisa e que não estava normal. Eu pensava na minha irmã, nos fãs e nunca olhava pra mim. Mas chegou o momento de olhar pra mim. São quatro meses de aprendizado: vamos diminuir a quantidade de shows e a carga de trabalho. A gente tem que trabalhar com consciência”. desabafou Simaria. Se antes as ‘coleguinhas’ faziam 30 shows por mês, agora não devem passar de 15, já que pretendem fazer no máximo três shows por semana, aos finais de semana. Tudo isso faz parte do novo objetivo da dupla, que envolve desacelerar um pouco o ritmo de trabalho, cuidar mais da saúde e curtir os momentos em família.

Além da tuberculose, Simaria (à direita), teve outros problemas

A mudança de rotina foi ainda mais necessária porque, além da tuberculose, Simaria teve outros problemas de saúde e chegou a pesar 42 kg (seu peso normal é entre 49 kg e 50 kg). ”Me lasquei de tudo o que é jeito. Tive H. pylori (bactéria que pode causar câncer de estômago), anemia, joelhos machucados por conta do salto… Precisei até fazer fisioterapia e estou fortalecendo com academia”, contou a artista, que enfrenta ainda problemas com os dentes. ”Meu médico já tinha notado que eu não estava bem por causa de uma lentes antigas que tinha feito com um profissional que não era bom. Quando fui procurar um profissional de verdade, meus dentes estavam todos acabados”. Desde então, a cantora está usando dentes provisórios que disfarçam bem: ”Meu médico disse que só vai mexer quando eu estiver 100%”. Apesar da situação complicada, a baiana encara tudo com bom humor. ”Estou igual uma vampira – quando você arranca os dentes, fica só os fiapos. Se você me olhar sem dente, você corre”, brinca. Apesar do médico ter lierado que ela retorne aos trabalhos, Simaria disse que vai tomar muitos cuidados. Pediu, então, a compreensão dos fãs, já que ainda faltam mais de dois meses de tratamento. ”Se um dia tiver fazendo show e precisar ir embora, é porque preciso descansar. Não estou curada. Faltam dois meses e meio de tratamento, mas já me sinto bem melhor. Meu médico me liberou para fazer trabalhos, mas não em excesso”.

Para Simone Mendes, 34, o período sem a irmã foi sinônimo de sobrecarga, mas também de muitos aprendizados. ”Ô dinheiro difícil de ganhar”, destacou. ”A gente sempre foi tampa e panela. Foi muito difícil pra mim e serviu  para aprender muita coisa. Aprendi que é preciso desacelerar. Fiquei cansada e tive um esgotamento por conta dessa grande carga de trabalho. Isso me fez enxergar que não dá pra viver assim. Subir no palco e receber o carinho dos fãs é o melhor momento da vida de artista. Poder desfrutar das coisas que o sucesso traz, como dormir bem, tomar banho em um banheiro que a gente sempre sonhou, etc, também é bom. Mas a felicidade não está só nisso, está em outras coisas. Se a gente não tomar cuidado e resgatar isso, acontecem coisas sérias como doenças ou depressão”, afirma a caçula.

Após pressão da greve dos caminhoneiros, preços dos combustíveis caem 1,80% no IPCA de julho, diz IBGE

/ Economia

Os combustíveis deram trégua ao bolso das famílias em julho Passada a pressão da greve dos caminhoneiros, os preços recuaram 1,80% em julho, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O grupo dos Transportes saiu de uma elevação de 1,58% em junho para um avanço de 0,49% em julho. A gasolina passou de uma alta de 5,00% para recuo de 1,01% no período, enquanto o etanol saiu de elevação de 4,22% em junho para queda de 5,48% em julho. Segundo o gerente na Coordenação de Índices de Preços do IBGE, Fernando Gonçalves, os combustíveis devolveram em julho a alta exacerbada registrada no mês anterior por conta da paralisação dos caminhoneiros, que prejudicou o abastecimento em todo o País. Por outro lado, o ônibus urbano subiu 1,46% em julho, refletindo os reajustes nas tarifas do Rio de Janeiro e de Rio Branco (6,57%). O ônibus intermunicipal aumentou 0,38%, enquanto o ônibus interestadual teve elevação de 8,70%. As passagens aéreas ficaram 44,51% mais caras em julho, após a queda de 2,05% de junho. ”O grupo Transporte teve influência da passagem aérea, mas os combustíveis ajudaram a conter essa alta, com deflação este mês”, lembrou Gonçalves. A queda no preço dos combustíveis em julho desacelerou a inflação de bens e serviços monitorados para 0,90% no mês, após uma alta de 2,49% registrada em junho. A taxa acumulada em 12 meses pelos monitorados arrefeceu de 11,77% em junho para 11,35% em julho. Já a inflação de serviços fez o movimento contrário. Diante do avanço de 44,51% nos preços das passagens aéreas, a inflação de serviços avançou para 0,68% em julho, após a alta de apenas 0,26% em junho. A taxa em 12 meses teve elevação de 3,14% em junho para 3,50% em julho, interrompendo a trajetória de arrefecimento iniciada em outubro de 2017, quando estava em 4,88%.

Primo da prefeita de Ibirataia morre preso às ferragens após tombar carreta na BR-101

/ Trânsito

Carreta tombou na BR-101. Foto: Reprodução/Giro em Ipiaú

O condutor de uma carreta morreu preso às ferragens após o veículo tombar na BR-101, num trecho do município de Wenceslau Guimarães. O acidente aconteceu por volta das 16h de ontem, terça-feira (7) e, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista, Jailton Carvalho dos Santos, era primo da prefeita Ana Cleia (PSD) da cidade de Ibirataia, no Médio Rio de Contas. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Valença, no Baixo Sul do Estado.

Justiça decreta bloqueio de bens de prefeito e vice de Malhada de Pedra por fraude em transporte

/ Justiça

O prefeito de Guajeru, Gilmar Rocha Cangussu (PDT), e o vice-prefeito de Malhada de Pedras, Adriano Reis Paca (PP), ambas cidades do sudoeste, tiveram bens bloqueados pela Justiça Federal. Segundo decisão liminar do juiz federal Fábio Stief Marmund, com despacho publicado nesta terça-feira (7), fica bloqueado o montante de até R$ 85,8 mil dos dois políticos e da Transportadora Paca, de propriedade do vice-prefeito de Malhada de Pedras. A decisão atendeu uma denúncia de improbidade administrativa [crime contra a administração pública] feita pelo Ministério Público Federal (MPF) em Vitória da Conquista, na mesma região. Conforme o MPF, o prefeito Gilmar Rocha renovou o contrato com a Transportadora Paca, para o transporte escolar no município, em 2015, com reajuste ilegal de 9% no valor cobrado antes, que foi de R$ 1,9 milhão. Ainda segundo o MPF, o prejuízo causado aos cofres públicos com a renovação irregular foi de R$ 85,8 mil, valor cobrado aos acusados.  Na denúncia, o MPF ainda relatou que a empresa é investigada por improbidade administrativa devido à prestação de transporte escolar em outros municípios.

Enfermeiro morre pós contrair infecção generalizada ao se ferir com uma agulha em hospital

/ Saúde

Maurício era casado e deixou filho de 2 anos. Foto: Rede social

Um enfermeiro, de 30 anos, morreu após contrair uma infecção generalizada ao se ferir com uma agulha, enquanto cuidava de um paciente que estava internado em um Centro de Tratamento Intensivo (CTI) de um hospital localizado em Belo Horizonte, Minas Gerais.Segundo familiares da vítima, Maurício Vargas contraiu um abscesso no local em que se feriu com a agulha e começou a passar mal, com dores de cabeça e febre. A família acusa o hospital de negligência por não ter alertado que o enfermeiro deveria ter tomando um antibiótico imediatamente, após o acidente com a agulha, já que o paciente que o enfermeiro cuidava no momento do acidente também morreu de infecção generalizada. O hospital informou em nota que todos os cuidados foram feitos para a recuperação do colaborador. ”Infelizmente, mesmo com todos os esforços, ele não respondeu aos tratamentos empregados e faleceu, causando comoção em toda a equipe e instituição, que estão em luto pelo colega de trabalho”, lamentou. Maurício era casado e deixou um filho de 2 anos.