Gabarito do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos sai até o dia 17

/ Educação

Até o dia 17 de agosto o gabarito das provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos – Encceja – 2018 será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O exame foi aplicado ontem (5) em todo o país. O resultado individual estará disponível a partir de outubro, na página do participante. O Encceja é direcionado aos jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada para cada nível de ensino e querem obter certificação de conclusão do ensino fundamental ou médio. Para obter o certificado é preciso atingir o mínimo de 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento do exame. No total, 1.695.608 pessoas se inscreveram para o Encceja, sendo 356.326 para conquistar o certificado do ensino fundamental e 1.339.282 em busca do certificado do ensino médio. Ainda hoje, o Inep deve divulgar um balanço com o número de presentes e de abstenções nas provas. Além de provas de Português, História, Geografia, Matemática, Artes e Educação Física, ontem os estudantes fizeram uma redação. Para o ensino fundamental o tema foi “Possibilidades de uma alimentação segura para a população brasileira” e, para o médio, “Os riscos do trabalho noturno para a saúde do trabalhador”.

Entidades religiosas discordantes travam embate em audiência sobre aborto no STF

/ Justiça

Entidades religiosas discordantes travaram um embate de argumentos contrários e favoráveis ao aborto nesta segunda-feira 6, na manhã do segundo dia de audiência pública sobre a descriminalização da prática no Supremo Tribunal Federal (STF). Igrejas e juristas cristãos criticaram a postura do Supremo em deliberar sobre o assunto, sob a alegação de que este deve ser um tema discutido pelo Legislativo. Desde sexta-feira, o tribunal ouve representantes da sociedade para embasar o julgamento de ação movida pelo PSOL que pede a liberação do procedimento até a 12ª semana de gestação. O argumento dos autores é que a proibição do aborto fere preceitos fundamentais da Constituição, como o direito da mulher à vida e à dignidade. Hoje, a prática só é permitida em três casos no Brasil: gravidez resultante de estupro, risco de vida à mãe e feto anencéfalo. Embora as exposições de indivíduos e entidades de cunho religioso tenham sido agendadas todas para o mesmo período por terem posições semelhantes, não houve consenso. Das 11 apresentações, sete foram contrárias ao aborto; duas favoráveis e outras duas sem posição clara definida. Entre os contrários à descriminalização estavam líderes de igrejas católicas e evangélicas e juristas de associações cristãs. Eles defenderam o princípio da inviolabilidade da vida desde a concepção e argumentaram que o Judiciário não tem competência para mudar o entendimento do Código Penal sobre a proibição do aborto. “O direito à vida não pode ser mitigado por qualquer outro direito. Essa ação, ao legalizar o assassinato de ser indefeso no ventre da mãe, não merece prosperar”, declarou Douglas Roberto de Almeida Baptista, representante da Convenção Geral das Assembleias de Deus. Ele defendeu ainda que quem tem a prerrogativa de alterar qualquer legislação vigente é o Senado e a Câmara dos Deputados, não cabendo ao Supremo, segundo o religioso, alterar a norma sobre o assunto. “Essa ação me parece um atalho tomado por um partido político para impor goela abaixo uma legislação genocida”, disse.

Eleições 2018: Lula indica Fernando Haddad a vice em chapa do PT à presidência da República

/ Política

Lula indicou Fernando Haddad através de carta. Foto: Estadão

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou neste domingo, uma carta à Executiva Nacional do PT na qual indica o nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad para ser o candidato a vice na chapa do partido nas eleições 2018. Na carta, Lula cogita a possibilidade de Manuela d’Ávila (PCdoB) compor a chapa, mas deixa a decisão para a Executiva Nacional do PT. Em votação, a executiva aprovou a indicação de Haddad como vice na chapa do PT à Presidência. O anúncio, no entanto, depende do resultado da reunião com o PCdoB, ainda na noite deste domingo. Dirigentes do PT saíram há pouco da sede nacional do partido para uma nova reunião com líderes do PCdoB, em São Paulo. A conversa ocorrere em torno de uma aliança para a eleição presidencial. Foram para o encontro a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), o deputado Paulo Teixeira (SP), o ex-deputado Marcio Macedo (SE), o tesoureiro do partido, Emidio de Souza, e o advogado Luiz Eduardo Greenhalgh. O líder do PCdoB na Câmara, deputado Orlando Silva (SP), manifestou desconforto com a negociação. “Cada um tem seu jeito, sua vida. Vou sair da minha casa agora, 22h, domingo, ficar longe dos meus filhos que vejo tão pouco, para uma reunião com a direção do PT. Espero que se justifique, né?”, escreveu o parlamentar, no Twitter.

Eleições 2018: PRTB anuncia general Mourão como vice de Jair Bolsonaro à presidência

/ Política

O PRTB divulgou neste domingo, que o general Hamilton Mourão será o vice da chapa de Jair Bolsonaro, presidenciável do PSL. O nome será confirmado em convenção do PRTB no período da tarde. Ao Broadcast/Estadão, o presidente do PRTB, Levy Fidelix, afirmou que o general já aceitou a vaga. Uma falha nos microfones interrompeu o discurso do deputado e candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro pela manhã, durante a convenção do PSL de São Paulo. Depois que os equipamentos pararam de funcionar, ele e o deputado Major Olímpio, presidente do diretório estadual do partido, deixaram a convenção. Bolsonaro chegou a declarar, quando sua fala estava quase inaudível, que o vice de sua chapa será anunciado na convenção do PRTB, com a presença de Fidelix e do general Mourão. “Muita gente comenta ainda quem será anunciado vice-presidente. Com toda a certeza (inaudível), ele será anunciado hoje à tarde na convenção nacional do PRTB, juntamente com o senhor Levy Fidelix e com o general Hamilton Mourão”, declarou. Perguntado pelo Estado se o general Mourão seria anunciado vice, Olímpio respondeu que “pode ser”. Antes da chegada de Bolsonaro, a convenção do PSL oficializou a candidatura do deputado Major Olímpio ao Senado. O partido não lançará candidato a governador ou um segundo nome ao Senado. O astronauta Marcos Pontes, primeiro brasileiro a ir para o espaço, em 2006, é o segundo suplente da chapa de Major Olímpio e o empresário Alexandre Giordano, o primeiro suplente. Em seu discurso, Bolsonaro agradeceu as pessoas que sondou para ocupar o posto de vice, incluindo o senador Magno Malta e Marcos Pontes.