Bruno Reis é vencido pelo cansaço e vai ocupar chapa majoritária de Zé Ronaldo, diz site

/ Política

Bruno deve ser candidato a vice ou Senado. Foto: Valter Pontes

O vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM) foi vencido pelo cansaço. A resistência do demista em compor a chapa majoritária do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM) já é mínima e ele ocupará a vaga de vice ou Senado – a depender da decisão do deputado federal Irmão Lázaro e o PSC. Contudo, o cristão já reafirmou que seguirá na disputa pela Casa Alta do Congresso Nacional. Informações do site BNews apontam um descontentamento do vice-prefeito após a desistência de ACM Neto em se candidatar ao governo. É nítido o desânimo de Reis durante os eventos da prefeitura. E apesar disso, o vice-prefeito topou mergulhar na campanha do correligionário e viaja com o grupo pelo interior. Nas últimas semanas, Bruno Reis já apontava como candidato a senador. Apesar de afirmar que fará o que for melhor para o grupo, a realidade é outra história. A resistência de Bruno Reis refere-se a sua candidatura à prefeito de Salvador em 2020. Aliados, inclusive, já teriam conversado com Reis para que ”não gaste sua imagem” nessa eleição, preservando-a para a corrida municipal. Outros adotam a perspectiva de que a experiência desta eleição lhe traria benefícios, como acordos políticos e aproximação com a população. Bruno optou pela segunda opção. Vale ressaltar que o prefeito ACM Neto tem participado pouco das negociações. Saiu com a imagem arranhada depois da desistência e, segundo aliados, tem deixado de lado as tratativas estaduais. A presidência nacional do DEM e sua vida particular estão preenchendo as lacunas.

 

Apontado como plano B do PT, Wagner se reúne com Valdemar Costa Neto em Brasília

/ Política

Wagner pode ser candidato à presidência. Foto: João Ramos

Comandante do PR, Valdemar Costa Neto e o ex-ministro Jaques Wagner (PT)  reuniram-se nesta quarta (11) em Brasília. A informação é do site Crusoé. O encontro ocorreu na sede do PR. Segundo a publicação, o governador do Piauí, Wellington Dias, dentre outros políticos petistas, também participaram da conversa. Embora declare-se pré-candidato ao Senado, Wagner é apontado como um dos possíveis ”plano B” de seu partido para a eleição presidencial, caso o ex-presidente Lula seja impedido de disputar o Planalto.

Raquel Dodge pede que CNJ investigue desembargador que mandou soltar Lula

/ Justiça

Ministra Cármen Lúcia e Raquel Dodge Foto: Antonio Augusto

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou nesta quarta-feira, 11, ao Superior Tribunal de Justiça pedido de abertura de inquérito judicial contra o desembargador do Tribunal Regional da 4ª Região (TRF4) Rogério Favreto, pelo crime de prevaricação. Ela entende que o magistrado agiu fora da sua competência ao conceder liminar em habeas corpus ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A PGR também enviou ao Conselho Nacional de Justiça reclamação disciplinar contra o desembargador do TRF-4. Ao STJ, Raquel afirma que Favreto ‘deu aparência de legalidade a sua competência e ao conteúdo da sua decisão, fazendo crer que desconstituía ato de Juiz Federal (o da 13ª Vara Federal de Curitiba) e não do próprio TFR4’. “Reiterou-a e dirigiu-se à autoridade policial, fixando prazo em horas para que cumprisse sua decisão, chegando a cobrar pessoalmente ao telefone o seu cumprimento”, relata. A procuradora-geral avalia que, ao conceder o habeas corpus a Lula, Favreto apresentou ‘elementos de ato ilícito praticado dolosamente com o objetivo de satisfação de sentimentos e objetivos pessoais, tipificado pela lei penal’. Segundo Raquel, a conduta de Favreto ‘revogava a ordem de prisão de um condenado em segundo grau de jurisdição, que havia sido confirmada em todas as instâncias extraordinárias de modo notório em todo o Brasil e especialmente naquele TFR4, que a emitira’. “Sua atuação persistente ao longo do domingo e cobrando urgência vestiu-se da aparência da atuação jurisdicional em regime de plantão, para que fosse cumprida pela Polícia Federal no mesmo domingo, e deu-se com a plena ciência de que seu ato seria revisto pelo menos no dia seguinte pelo juiz natural, como será demonstrado”, sustenta. Para a PGR, ‘o mais grave é que a miríade de atos de desrespeito à ordem jurídica pautou-se em premissas notoriamente artificiais e inverídicas, cuja consequência foi a exposição do Poder Judiciário brasileiro, nos planos nacional e internacional, a sentimentos generalizados que variaram da insegurança à perplexidade, da instabilidade ao descrédito’. Com informações do Estadão

Juíza federal substituta nega pedidos de ”entrevistas” com Lula na sede da Polícia Federal

/ Justiça

Lula não poderá conceder entrevistas. Foto: Reprodução

Quatro pedidos de sabatinas e entrevistas com o ex-presidente Lula (PT) na Superintendência da Polícia Federal (PF) foram negados pela juíza substituta Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba. Condenado a 12 anos e 1 mês de prisão, o petista está preso em uma sala especial da sede da corporação desde o último dia 7 de abril. De acordo com o G1, entre as solicitações indeferidas pela magistrada está um pedido do fotógrafo oficial do ex-presidente, Ricardo Stuckert. Em sua decisão, a juíza afirmou que, com base na Lei de Execução Penal, ”não há previsão constitucional ou legal que embase direito do preso à concessão de entrevistas ou similares”. ”No caso, o direito do preso de contato com o mundo exterior e sua liberdade de expressão estão sendo devidamente assegurados, mediante correspondência escrita e visitação, nos termos legais”, acrescentou.

Presidente do STJ nega 143 habeas corpus de Lula e critica quantidade de pedidos

/ Justiça

Laurita Vaz diz que plantonista foi incompetente. Foto: Estadão

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, negou 143 pedidos de habeas corpus apresentados em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao indeferir os recursos, a ministra criticou a quantidade de petições e disse que o Judiciário não é lugar para ”manifestações de natureza política ou ideológico-partidárias”. ”O Poder Judiciário não pode ser utilizado como balcão de reivindicações ou manifestações de natureza política ou ideológico-partidárias. Não é essa sua missão constitucional”, afirmou Laurita. Ainda segundo a presidente da Corte, o habeas corpus não é via própria para a prática de ”atos populares nenhum embasamento jurídico”. De acordo com a assessoria do STJ, os pedidos, padronizados e com o subtítulo ”Ato Popular 9 de julho de 2018 – Em defesa das garantias constitucionais”, ingressaram nesta semana no protocolo da Corte. Assinadas por pessoas que não integram a defesa técnica do ex-presidente Lula, todas contestavam a execução provisória da pena a que foi condenado e pediam sua liberdade.

PSB deve aprovar indicativo de apoio a candidatura Ciro Gomes já na segunda-feira

/ Política

Ciro Gomes pode ter apoio do seu ex-partido. Foto: Divulgação

A campanha entra na fase de mata-mata na semana que vem, quando devem ser anunciadas as primeiras definições de alianças. O PSB deverá aprovar um indicativo de apoio a Ciro Gomes (PDT) já na segunda-feira, após uma reunião da Executiva. A aliança com o presidenciável pedetista deve prevalecer em relação às propostas de que o partido fique “solteiro” ou que feche com o PT. O chamado “blocão” também se encaminha para um desfecho da novela sobre para onde vão DEM, PP, PRB e Solidariedade. O maior entrave hoje para isso são os Democratas. ACM Neto e Rodrigo Maia comandam nas próximas 48 horas conversas internas e com partidos aliados para chegar a um veredicto, que pode também ser anunciado na semana que vem. O presidente da Câmara dos Deputados é hoje o maior “cirista” da sigla. Acha que o apoio ao pedetista facilitará a vida dos candidatos do DEM em colégios importantes, como o Rio (não por acaso, o seu), Minas Gerais e Goiás. O prefeito de Salvador, que já flertou mais fortemente com essa ideia, tem dito nos últimos dias que o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) é uma opção mais “segura” e fácil de explicar. Se prevalecer a aliança com os tucanos, o DEM acredita que consegue arrastar junto o PRB e o Solidariedade. Resta a dúvida sobre o PP, que, a despeito de ser o mais próximo do bloco a fechar com Ciro, pode ceder aos apelos de Rodrigo Maia caso a decisão do DEM seja pró-Alckmin.

Grito mostra que lua de mel do presidente Bellintani com torcedores do Bahia está no fim

/ Esporte

Presidente Guilherme Bellintani, ao meio. Foto: Felipe Oliveira

Os dias de lua de mel entre o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, e a torcida organizada do clube parecem ter chegado, definitivamente, ao fim. Foi só a poeira da última derrota do grupo baixar para o “GRITO” (Grupo Integração Tricolor), uma das torcidas organizadas tricolores, emitir uma carta com várias críticas ao ex-secretário de Turismo da Prefeitura de Salvador, que tem apenas seis meses à frente da organização. Para o grupo, o gestor tem contribuição fundamental para os resultados negativos nos últimos meses. “Sua administração, após seis meses da tão propalada e falaciosa ruptura dos modelos arcaicos de gestão, sofre da mesma miopia administrativa de outrora, recaindo na continuidade do modelo fracassado capitaneado por personagens ainda incrustrados no clube. Onde foi parar o seu discurso de inovação?”, questionou o GRITO. Estridente!

Lista de estiagem inclui 29 cidades da Bahia com decreto de emergência; maioria fica no Sudoeste

/ Bahia

Mais 29 municípios baianos que convivem com a estiagem tiveram decretos de emergência reconhecidos pelo Estado. Da lista, divulgada nesta quarta-feira (11), 26 ficam no Sudoeste baiano e apenas três estão situadas no Oeste, casos de Carinhanha, Coribe e Malhada. Os decretos homologados pelo governador Rui Costa valem por 180 dias, contados a partir do momento em que foram estabelecidos em cada local. Entram no rol as cidades de: Anagé, Aracatu, Belo Campo, Boa Nova, Bom Jesus da Serra, Caetanos, Cândido Sales, Caraíbas, Carinhana, Condeúba, Cordeiros, Coribe, Encruzilhada, Guajeru, Iuiú, Jacaraci, Licínio de Almeida, Maetinga, Malhada, Mirante, Piripá, Planalto, Poções, Sebastião Laranjeiras, Tanhaçu, Tremedal, Urandi, Presidente Jânio Quadros e Vitória da Conquista. Com os decretos, as prefeituras podem pedir auxílio complementar do estado. Em áreas rurais, onde a estiagem é mais percebida, moradores precisam de auxílio de carros-pipa para encher cisternas e ter água em casa, por exemplo. Conforme dados da Defesa Civil do Estado (Sudec), mais de 4 milhões de baianos sofrem com os problemas da estiagem.