Sob lágrimas e aplausos, corpo de PM morto em Salvador é sepultado no Campo Santo

/ Bahia

PM foi morto no bairro de Santa Cruz. Foto: Vagner Souza

O corpo do policia militar Gustavo Gonzaga, assassinado brutalmente na madrugada de sábado (9), no bairro da Santa Cruz, em Salvador, foi sepultado na manhã deste domingo (10), no cemitério Campo Santo. O ato fúnebre foi acompanhado por familiares, amigos e centenas de policiais – civis e militares -, consternados com a perda. O PM estava em um bar quando foi surpreendido por bandidos armados que o renderam e executaram com requintes de crueldade. Ao resumir o sentimento da tropa, o coronel PM Paulo Uzeda balbuciou emocionado: ”Muita tristeza”. Como se tivesse perdido um filho, o oficial reforçou o compromisso de localizar os culpados pelo crime. “Vamos agir nos limites da lei até chegar aos criminosos. Temos a certeza que trata-se de uma morte em decorrência da função (de policial)”, afirmou ao site Bocão News, classificando o assassinato como ”uma barbárie”. Durante o sepultamento, os presentes no cortejo entoavam orações e o Hino da Polícia Militar, interrompido apenas por uma salva de tiros. O corpo do policial militar Gustavo Gonzaga foi sepultado por volta das 11h50 sob aplausos e lágrimas.