Após decisão judicial, postos de combustíveis passaram a ser reabastecidos em Jaguaquara

/ Jaguaquara

Caminhões saíram escoltados da base do Poliduto em Jequié via BR-116

Após a Justiça de Jaguaquara deferir parcialmente o pedido de tutela de urgência requerido pelo prefeito Giuliano Martinelli, para autorizar o carregamento na Base do Poliduto de Jequié dos caminhões tanques necessários ao restabelecimento da distribuição de gasolina, prioritariamente para atender aos serviços essenciais nas áreas de saúde, educação e segurança pública no município, conforme antecipou o Blog Marcos Frahm alguns postos começaram a receber combustíveis na tarde desta terça-feira (29).

Comboio chegou a Jaguaquara por volta das 13h. Fotos Blog Marcos Frahm

Por volta das 13h, o primeiro posto, o Alfa, na entrada da cidade, era reabastecido com a chegada de dois caminhões que saíram da base do Poliduto de Jequié escoltados por viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe Central) e Polícia Militar (3ª Cia).

Dois caminhões reabasteceram um dos postos de Jaguaquara

A operação de escolta era coordenada pelo Comandante local da PM, Capitão Isaías de Jesus. Por conta da grande procura, muitas filas de motoristas e de pessoas a pé foram registradas na BR-420, nas proximidades do posto.

Motoristas formaram grandes filas no acostamento da Rodovia BR-420

Nas filas, era possível visualizar, inclusive, motoristas que, na cidade, realizaram ato de protesto em apoio aos caminhoneiros e pediam a continuidade da greve. No estabelecimento, a gasolina é vendida a R$ 4,59. O diesel chega a R$ 3,75 e etanol a R$ 3,29. A prioridade de abastecimento é para para veículos oficiais: viaturas, carros da saúde e educação, que já não circulavam por causa da falta de combustíveis nos postos.

Bahia perde 170 mil frangos por dia devido à greve dos caminhoneiros; número pode subir para 500 mil

/ Bahia

Cerca de 170 mil frangos morrem por dia na Bahia por causa do desabastecimento de ração causado pela greve dos caminhoneiros, que chega ao nono dia nesta terça-feira (29). Os dados foram apresentados pela Federação da Agricultura e Pecuária do estado (Faeb). No município de Governador Mangabeira, uma única granja perdeu mais de 50 mil frangos por falta de alimento e teve prejuízo de cerca de R$ 400 mil, de acordo com a Associação Baiana de Avicultura (ABA). Segundo a Faeb, a situação tende a piorar e a projeção é de que a partir de terça-feira (28) o número de aves mortas por dia passe a ser de 500 mil. Por causa dos bloqueios nas estradas federais e estaduais, as granjas ficam sem milhos, sorgo, entre outros insumos para alimentar as aves. Em Conceição da Feira e Santo Antônio de Jesus, cenários semelhantes foram registrados. Para retirar os animais mortos das granjas, estão sendo utilizadas caçambas e retroescavadeiras. ”As aves, hoje, estão uma canibalizando a outra, comendo a carne da outra tentando sobreviver. É um momento dramático, além do prejuízo com a fruticultura, na pecuária de leite. Todas as atividades pagam um preço um pouco caro disso e que a gente entende que precisa ser resolvido rapidamente pelo governo federal e pelo governo do estado com ações emergenciais para minimizar esses prejuízos”, comentou o presidente da Faeb, Humberto Miranda. Na Bahia, existem 12 frigoríficos de frangos e 485 granjas que abastecem todo o estado, além de estados vizinhos e até mesmo outros países. Para muitos deles, segundo dados da ABA, o estoque de alimentou acabou na sexta-feira (26). Devido à falta de alimentos, as aves começam a se alimentar umas das outras e, depois de um dia sem alimento, começa a ocorrer uma morte generalizada. A previsão é que, se todas as 17 milhões de aves do estado morrerem hoje, o prejuízo pode chegar a R$ 70 milhões. ”A situação nos planteis está calamitosa, muito preocupante, porque, com a greve, não chega ração. As aves morrem em questão de horas. E, se continuar desse jeito, vai virar caso de saúde pública, porque não vai local onde descartar tantas aves mortas”, falou a diretora executiva da ABA, Patrícia Nascimento. De acordo com o G1, a Associação publicou uma nota pedindo que os caminhoneiros liberem a passagem de veículos que transportam ração para que ”a catástrofe não seja ainda maior e se torne um problema sanitário e de saúde pública”. Com informações do Bahia Notícias

Polícia investiga morte de homem encontrado em barragem no Entroncamento de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Dilson de Jesus foi encontrado morto. Foto: Blog Marcos Frahm

A polícia de Jaguaquara investiga a morte de um homem de 23 anos, identificado como Dilson de Jesus Santana, cujo corpo foi encontrado numa barragem nas margens da Rodovia Santos Dumont BR-11, no perímetro do distrito Stela Dubois – Entroncamento de Jaguaquara. Conforme informações da polícia técnica ao Blog Marcos Frahm, o cadáver havia sido visto por populares e resgatado segunda-feira (29), sem sinais de violência. A vítima era natural de Jaguaquara e residia na mesma localidade, distrito Stela Dubois. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Jequié e liberado hoje para os familiares. A principal hipótese é de morte por afogamento.

Batalhão de Choque usa bomba de gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes na BR-101

/ Trânsito

Batalhão de Choque agiu na BR-101. Foto: Divulgação/SSP-BA

Algumas rodovias federais na Bahia que eram ocupadas por caminhoneiros que fazem parte da greve que já dura nove dias, foram liberadas na tarde desta terça-feira (29). Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), a ação ocorreu em pontos das BRs-101, 242 e 116 nas cidades de Alagoinhas, Feira de Santana, Eunápolis, Barreiras, Jequié e Senhor do Bonfim. Na ação, equipes do Batalhão de Choque usaram bombas de gás lacrimogêneo e dispersaram os manifestantes que tentavam bloquear a BR-101 totalmente. Não há detalhes de feridos. A polícia detalhou que, durante a operação, ainda na BR-101, em Alagoinhas, na frente de uma cervejaria, manifestantes atiraram pedras contra os PMs e deitaram na pista. Além da desobstrução, guarnições de unidades territoriais da PM ficarão nos pontos usados pelos manifestantes para evitar novas retenções. Os caminhoneiros que estavam nas rodovias baianas liberavam a passagem de carros e ônibus, mas estavam impedindo a passagem de veículos de carga. De acordo com a SSP-BA, a operação de desbloqueio contou com equipes das polícias Militar e Rodoviária Federal. Equipes do Batalhão de Choque. A secretaria informou que os caminhoneiros que estavam nos acostamentos foram retirados da via e motoristas que alegavam sofrer ameaças, foram liberados desses bloqueios. Apesar da ação na BR, a rodovia estadual BA-535, conhecida como Via Parafuso, o protesto continua no km 10, conforme a concessionária Bahia Norte. Os manifestantes liberam apenas ônibus e carros, impedindo passagem de veículos pesados. Desde segunda-feira (28), a BA-526, conhecida como CIA Aeroporto, está liberada.

Veículos que levavam ração para aves são incendiados na BR-101, trecho de Muritiba

/ Trânsito

Dois caminhões carregados com ração para aves de abate foram incendiados no início da manhã desta terça-feira (29), na BR-101, trecho que corresponde à cidade de Muritiba, para onde a maioria do material seria levado. Ninguém ficou ferido. Conforme a polícia, homens encapuzados renderam e tiraram os motoristas dos veículos e colocaram fogo nos caminhões. Os suspeitos não foram identificados. Parte da ração seria destinada a uma propriedade do município de Conceição da Feira, que fica a cerca de 20 km de Muritiba. O material iria alimentar 50 mil frangos que têm a alimentação racionalizada em 80%, desde que começou a paralisação de caminhoneiros. Segundo informações da Associação Baiana de Avicultura (ABA), com a falta da ração, os animais podem morrer ainda na quarta-feira (30). As informações são do G1

Confederação de caminhoneiros denuncia infiltração e pede fim o fim do movimento

/ Trânsito

A Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) divulgou nota hoje (29) em que acusa a presença de infiltrados na paralisação dos caminhoneiros e pede o fim do movimento. Segundo a entidade, integrantes da categoria ”estavam sendo forçados e ameaçados a permanecerem parados e que grupos estranhos ao movimento da categoria se infiltraram na paralisação com outros objetivos do que foi apresentado na pauta inicial”. No texto, a CNTA avalia a paralisação como bem sucedida e critica a continuidade do movimento. Segundo a entidade, os caminhoneiros conseguiram diversos avanços na negociação com o governo e apoio da sociedade. Mas, a partir de agora a permanência dos bloqueios, estaria trazendo prejuízos ao movimento. ”Nossa pauta inicial e prioritária foi plenamente atendida pelo governo. Atingimos nossos objetivos, porém, a partir deste momento, entrando no 9º dia de paralisação, os caminhoneiros, suas famílias e toda a sociedade começam a sofrer um desgaste desnecessário. Tudo que foi conquistado até agora, como a boa imagem da categoria perante a população e as reivindicações atendidas, corre o risco de se perder”, diz a nota. A confederação elenca entre as conquistas da paralisação a redução do preço do combustível equivalente ao valor correspondente à incidência de Cide e Pis/Cofins por 60 dias; a definição de reajustes mensais a partir deste prazo; a reserva de 30% do volume de fretes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para caminhoneiros autônomos e a tabela de piso mínimo do valor do frete. Ontem (28), o presidente da Associação Brasileira de Caminhoneiros (ABCam), José da Fonseca Lopes, também denunciou a presença de infiltrados nos bloqueios de rodovias em diversos locais do país. Segundo ele, haveria grupos “intervencionistas” prendendo veículos para que não abandonem os pontos interditados.

Com greve de caminhoneiros, UPB pede que prefeitos apertem o cinto em gastos de gestão

/ Bahia

Eures prevê queda na arrecadação de ICMS. Foto: Divulgação

A União dos Municípios da Bahia (UPB) orienta que as prefeituras economizem mais nos gastos. Segundo o presidente da entidade, Eures Ribeiro, com a greve dos caminhoneiros, a previsão é que haja queda de cerca de até 30% na arrecadação do ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias] e do Fundo de Participação dos Municípios [FPM]. Nesta terça-feira (29), a paralisação dos motoristas – que ocorre em todo país – completa nove dias. Para Ribeiro, também prefeito de Bom Jesus da Lapa, o orçamento deve ser prioritário para o pagamento dos servidores e fornecedores em dia. ”O momento é de apertar o cinto. Nossa previsão é que os repasses de ICMS e do FPM sofram uma queda brusca de até 30%. Então, fazemos esse alerta aos prefeitos de cortar despesas para tentar manter o funcionamento normal dos serviços e o pagamento da folha de pessoal em dia”, declarou Ribeiro.

PSC contesta pesquisa que não incluiu Irmão Lázaro, possível candidato ao senado da oposição

/ Política

Irmão Lázaro pode integrar a chapa da oposição. Foto: Divulgação

Não foi apenas a senadora Lídice da Mata (PSB) que reclamou de ser deixada de fora de levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas. Por meio de nota, o PSC protestou devido à não inclusão do deputado federal Irmão Lázaro entre os postulantes ao Senado. O deputado estadual Heber Santana (PSC) afirmou que a legenda vai informar oficialmente a todos os institutos de pesquisas que o Irmão Lázaro é o pré-candidato do partido ao Senado. A sigla tenta incluir Lázaro na chapa encabeçada pelo pré-candidato ao governo José Ronaldo (DEM) e ameaça até mesmo uma candidatura avulsa.

Crise extrapola abastecimento e atinge direitos fundamentais, diz procuradora-geral

/ Justiça

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Foto: Estadão

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou hoje (29) que a paralisação de caminhoneiros não tem somente como consequência uma crise de abastecimento, mas ”já atinge direitos fundamentais no país”. Raquel Dogde fez as declarações durante sessão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), presidido por ela, em que destacou que o MP ”não fechou as portas” e mantém funcionamento regular. A procuradora comunicou aos conselheiros do CNMP a criação de um comitê de acompanhamento das consequências da paralisação, instituído por ela via portaria publicada na última sexta-feira (25). Segundo ela, o MP ”está atento” a abusos decorrentes da paralisação. ”É certo que há o direito à greve que há o direito ao protesto e à reivindicação, mas também há uma responsabilidade de um abuso da situação, que possa resultar em prejuízo a indivíduos, ao público e à sociedade, notadamente na área de serviços públicos e de utilidade pública”, disse Raquel Dodge. A PGR, no entanto, não detalhou se alguma providência já foi tomada no sentido de processar eventuais responsáveis por tais abusos. Ela destacou que a prioridade de atuação tem sido identificar cargas de materiais hospitalares e orientar as forças de segurança para que façam a escolta desses carregamentos até o destino. Raquel Dodge também cobrou que os membros do MP trabalhem para fazer valer a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que na última sexta-feira determinou o desbloqueio de vias sob pena de multas de até R$ 100 mil por hora a quem desobedecer.

Paraná Pesquisa: 11,2% acreditam que ACM Neto vai apoiar Rui Costa em sua campanha à reeleição

/ Política

Eleitores acreditam e união de Rui e ACM Neto. Foto: Max Haack

A pesquisa Instituto Paraná Pesquisa, divulgada nesta terça-feira (29), mostra que 11,2% dos entrevistados acreditam que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), vai apoiar o governador da Bahia, Rui Costa (PT), em sua campanha à reeleição. O candidato mesmo do gestor soteropolitano, José Ronaldo (DEM), aparece com 17,1%. O ex-prefeito João Henrique (PRTB) tem 8,5% da certeza do eleitorado ouvido pelo instituto de que receberá o apoio do democrata, seguido por João Santana (MDB), com 2,2%; Marcos Mendes (PSOL), 1,9%; e Marcos Maurício (PSDC) 1,7%.  O levantamento Paraná Pesquisas ouviu 1.540 eleitores entre os dias 23 e 28 de maio e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº BA-08989/2018. Possui margem de erro de 2,5% para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95%. Com informações do site Bahia Notícias

Paraná Pesquisa: Rui Costa seria reeleito governador da Bahia no primeiro turno

/ Política

Rui Costa venceria no 1º turno sem Neto. Foto: Mateus Pereira

O Instituto Paraná Pesquisa divulgou a mais nova pesquisa nesta terça-feira (29) para governador da Bahia, a primeira sem a presença do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), na disputa. Conforme levantamento, avaliando a estimulada, o atual governador do Estado, Rui Costa (PT), seria eleito no primeiro turno, com 58,8% das intenções de voto. O pré-candidato ao Palácio de Ondina pelo DEM, José Ronaldo, aparece com 9,5%, seguido por João Henrique (PRTB) 5,8%,  Marcos Mendes (PSOL), com 1,8%; e João Santana, 1,3%. O levantamento Paraná Pesquisas ouviu 1.540 eleitores entre os dias 23 e 28 de maio e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº BA-08989/2018. Possui margem de erro de 2.5% para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95%. Com informações do site Bahia Notícias

Prefeito de Jaguaquara aciona e justiça determina reabastecimento dos postos de combustíveis

/ Jaguaquara

Prefeito de Jaguaquara, Giuliano Martinelli. Foto: Blog Marcos Frahm

A juíza Andréa Padilha Sodré Leal Palmarella, da Comarca de Jaguaquara, deferiu parcialmente o pedido de tutela de urgência requerido pelo prefeito Giuliano Martinelli, para autorizar o carregamento na Base do Poliduto de Jequié dos caminhões tanques necessários ao restabelecimento da distribuição de gasolina, prioritariamente para atender aos serviços essenciais nas áreas de saúde, educação e segurança pública, assim como etanol e diesel para prover o abastecimento dos veículos que prestam serviços ao município de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá. Na mesma decisão, que o Blog Marcos Frahm teve acesso, a magistrada afirma que tal ato se estende ao abastecimento a toda população de Jaguaquara que se encontra desprovida de combustível para a circulação de veículos. A juíza fixou ainda a aplicação de multa no valor de R$10.0000,00 (dez mil reais) diários, em caso de descumprimento, além das medidas coercitivas. O prefeito Giuliano Martinelli alegou que, diante da paralisação dos caminhoneiros, ”o fornecimento de combustível ficou prejudicado, de modo que a frota municipal encontra-se totalmente desabastecida, o que vem impedindo a continuidade dos serviços considerados essenciais nas áreas de saúde, educação, entre outras”.

Itiruçu: Prefeita suspende aulas da rede municipal e coleta de lixo por falta de combustível

/ Itiruçu

Prefeita de Itiruçu, Lorena Di Gregório. Foto: Blog Marcos Frahm

Por conta da falta de abastecimento, decorrente da greve dos caminhoneiros, a Prefeitura de Itiruçu anunciou a suspensão das aulas na rede municipal e dos serviços de coleta de lixo no município. Por meio de sua assessoria, a prefeita Lorena Di Gregório informou que, a coleta, realizada ontem (28), está suspensa temporariamente, devendo ser retomada na próxima sexta-feira (01). ”Pedimos desculpas pelos transtornos, ao tempo que informaremos assim que a situação for normalizada”. O comunicado informa ainda que a Prefeitura mantêm outros serviços essenciais, como o transporte de pacientes de hemodiálise de Itiruçu para tratamento em Jequié e serviços emergenciais.

Governador Rui Costa garante apoio para chegada de combustível ao interior da Bahia

/ Bahia

 Rui Costa se reúne com dirigentes da UPB. Foto: Camila Souza

O governador Rui Costa garantiu ontem que ”todas as medidas serão tomadas para fazer com que os combustíveis cheguem aos municípios para abastecer as ambulâncias e ônibus escolares, para transportar oxigênio e medicamentos, dentre outros produtos fundamentais à vida humana e animal”. A declaração foi dada no final da tarde de desta segunda-feira (28) depois do encontro com o prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da UPB (União dos Municípios da Bahia), Eures Ribeiro. Na cúpula, Rui ouviu as principais demandas dos municípios baianos em meio aos transtornos causados pela paralisação nacional dos caminhoneiros. Segundo o governador, ”a UPB vai ajudar a fazer esse mapeamento da situação nos municípios para manter as atividades essenciais”. Hoje (29), Eures Ribeiro vai até a sala de situação montada no COI (Centro de Operações e Inteligência da Segurança Pública), no CAB, para acompanhar as ações criadas para reduzir os transtornos causados pela greve.