Jequié: Articulador da reeleição de Tinho, Ramon fala em pregar ”respeito” aos governistas

/ Jequié

Ramon articulou reeleição de Tinho. Foto: Blog Marcos Frahm

Líder do grupo da minoria e principal articulador da junção entre vereadores governistas e oposicionistas para a recondução do atual presidente da Câmara de Jequié ao cargo, Emanuel Campos – Tinho, o vereador Ramon Fernandes prega respeito ao seus opositores e governistas na Casa. Questionado pelo Blog Marcos Frahm sobre uma fotografia que teria vazado nas redes sociais no último final de semana, em que o mesmo aparece ao lado do presidente reeleito Tinho e do prefeito Sérgio da Gameleira,  Fernandes declarou que não ira se manifestar sobre o que classificou de má interpretação de parte da mídia local. ”Eu, particularmente, não vou pautar o meu trabalho pelas más interpretações. É natural que na política haja diálogo e se nós fomos ao encontro do prefeito apenas para expressar a nossa opinião de que o melhor para o Legislativo continuar com credibilidade seria a manutenção do presidente Tinho no cargo, e foi o que aconteceu, sem nenhuma negociata”, disse o vereador, em referência a sua imagem ao lado do prefeito, de quem é opositor, e garante que permanecerá, além dos governistas Dorival e Gutinha, e o presidente, dias antes da eleição, que ocorreu na quarta-feira (2). ”A formação da nova mesa-diretora, que assumirá a partir de janeiro de 2019 foi definida a partir de consenso entre oposição e situação, já que a atual mesa é composta apenas por colegas da oposição e para o ingresso dos parlamentares da base aliada na chapa era preciso o aval do prefeito. A reeleição de Tinho não é vitória de nenhuma das bancadas, e sim da Câmara de Jequié, que vem reconquistando o respeito da sociedade pela ética e seriedade na conduções dos trabalhos. O momento era  importantíssimo e exigia de nós cautela, paciência, para mentermos a serenidade e o respeito às posições de cada um dos vereadores. Agora é bola pra frente, cada um em sua base e, nós, da oposição, manteremos nosso posicionamento de fiscalizar, contestar o que de irregular for constatado no âmbito da administração municipal como integrantes de um grupo de oposição ao prefeito, mas não a democracia”, Justificou. O presidente Tinho foi reeleito por unanimidade, obtendo os 19 votos. Na ocasião, também foram eleitos os vereadores Gilvan Souza Santana (vice-presidente), Dorival Gerônimo de Oliveira Jr. (1º secretário), Joselane Ferreira da Silva (2ª secretária), José Augusto Aguiar Filho (3º secretário) e Reges Pereira da Silva (corregedor).

UPB e CNM pedem apoio a ministro para prorrogação do fim dos lixões nos municípios

/ Meio Ambiente

Ministro do Meio Ambiente discute o fim dos lixões. Foto: UPB
O presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, esteve em  Brasília nesta quinta-feira (3/5) para audiência com o ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte. O gestor compôs a comissão da reunião solicitada pela Diretoria da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que buscou o apoio para a prorrogação dos prazos legais instituídos pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), incluindo o prazo para o fim dos lixões no Brasil. O movimento municipalista espera o apoio para passar o Projeto de Lei (PL) 2.289/2015 – enviado pelo próprio ministério ao Congresso Nacional – com um novo prazo escalonado dos municípios maiores aos menores. A demanda é parte da pauta da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que ocorre de 21 a 23 deste mês. Eures Ribeiro explica que a União, desde o início da implantação da política, inviabilizou o acesso a recursos financeiros para a construção dos aterros, condicionando os municípios a, obrigatoriamente, possuírem o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS), para o qual, segundo o prefeito, não foi oferecido uma linha de financiamento. ”Concordamos que é fundamental a construção dos aterros, mas atribuir essa responsabilidade aos municípios sem uma previsão orçamentária criou um problema para as gestões e seus prefeitos, que estão sendo obrigados a responder ao Ministério Público e a Justiça por um equívoco do legislador, que não apontou a fonte de receita para execução dessa política”, argumentou o presidente da UPB. O movimento municipalista negocia a prorrogação desse prazo até 2021 para que os municípios se adequem às exigências. O PL 2.289/2015 também dispõe sobre a priorização de acesso a recursos para resíduos sólidos e apoio dos Estados para consórcios e licenciamento ambiental, as quais são demandas fundamentais para impulsionar uma política de resíduos sólidos. A proposição está parada há mais de um ano, aguardando criação de comissão especial na Câmara.
 
Na reunião, o ministro reconheceu a dificuldade dos municípios e sugeriu que seja criado um grupo de trabalho entre a CNM e a pasta. O objetivo deste grupo será debater ações que possam levar apoio técnico aos Municípios. ”Eu sei que os Municípios estão em crise e que eles são os Entes que mais sofrem, por isso temos que tentar levar esse apoio técnico até eles”, propôs o Duarte. O ministro, assim como a CNM, defende que os consórcios municipais são uma boa alternativa para viabilizar economicamente a destinação final de rejeitos. A lei que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) completa oito anos no próximo mês de agosto. Desde que a lei de Política Nacional de Resíduos Sólidos foi sancionada, em 2010, o movimento municipalista alertou para as inviabilidades previstas no texto, inclusive em relação aos prazos para o cumprimento das obrigatoriedades. Apesar de a lei ter representando um significativo avanço, ela não sinalizou de onde sairiam os recursos para o cumprimento das demandas. E é justamente aí que está um dos principais gargalos, somado a dificuldade técnica dos governos municipais.

Operação Lava Jato prende suspeito de ser o homem que entregou a mala de dinheiro a Geddel

/ Justiça

Ex-ministro Geddel Vieira segue preso na Papuda. Foto: Estadão

A nova fase da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, deflagrada nesta quinta-feira (3), prendeu em Brasília um doleiro apontado por Lúcio Funaro como a pessoa que fez entrega de dinheiro ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), apurou a Folha. Essa suposta entrega de dinheiro está sendo investigada em um dos inquéritos em que o presidente Michel Temer é alvo no STF (Supremo Tribunal Federal).  Em outubro de 2017, o operador financeiro Lúcio Funaro disse à Procuradoria-Geral da República ter direcionado R$ 1 milhão a Geddel, dinheiro que teria recebido do advogado José Yunes, ex-assessor especial de Temer. Segundo Funaro, o dinheiro foi enviado por meio de um doleiro sediado no Uruguai que prestava serviço para ele, chamado Tony. Esse doleiro teria feito o trabalho de ”logística” –receber o dinheiro em São Paulo e entregá-lo em Salvador: ”Ele [um funcionário do doleiro Tony, de nome ”Júnior”] entregou no comitê do PMDB da Bahia para o próprio Geddel”, disse Funaro. Funaro disse também que não tinha a exata identificação de Júnior –o doleiro preso nesta quinta–, ”pois tal pessoa era mencionada apenas dessa forma”. Funaro entregou às autoridades anotações que, segundo ele, comprovam a entrega de R$ 1,2 milhão em Salvador no dia 3 de outubro de 2014, às vésperas das eleições daquele ano.  Ele disse que quase a totalidade da movimentação financeira com Geddel foi identificada pela PF, que rastreou movimentações diárias, abastecimento de aeronave e hangar em Salvador, além de hospedagem em hotel. Geddel afirma que a história não é verdadeira e que não conhece nenhuma pessoa chamada Junior no contexto referido por Funaro.

PM preso em Salvador por roubo de cargas começou a ser investigado após o irmão ser detido

/ Polícia

Soldado foi preso suspeito de integrar quadrilha. Foto: Instagram

O soldado da Polícia Militar Alberto Cerqueira de Andrade, de 28 anos, foi preso por suspeita de integrar uma quadrilha de roubo de cargas, em Salvador, E começou a ser investigado pela polícia após o irmão dele ser detido e contar que tinha um familiar policial. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (3) pela Polícia Civil. Segundo a delegada Carla Santos Ramos, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Salvador, que investiga o caso, estima-se que o grupo tenha roubado R$ 1 milhão em produtos eletrônicos só neste ano. Contra eles, é atribuído, ao menos, cinco crimes ocorridos em Salvador e na região metropolitana. De acordo com a delegada Carla Santos, o soldado era responsável pela intermediação entre o grupo e os receptadores dos produtos roubados. Conforme publicação do G1, O advogado do PM, Dinoermeson Tiago Nascimento, informou que o irmão do soldado, identificado como Lucas Silva de Andrade, contou que tinha um um irmão policial logo após ser preso, no dia 25 de abril, com o intuito de provar que era inocente. No entanto, a revelação levantou suspeitas contra o PM. Os irmãos não moravam na mesma casa. Ainda segundo o advogado Dinoermeson Tiago Nascimento, após saber que estava sendo investigado pela polícia, o soldado Alberto Cerqueira compareceu à DRFR, para prestar esclarecimentos, na noite de quarta-feira (2). Foi quando chegou na unidade policial que ele foi preso. Conforme o advogado, a Justiça determinou a prisão temporária do PM por 5 dias. Segundo a polícia, após o mandado ser cumprido, o agente foi levado para a Coordenadoria de Custodia Provisória (CCP), que fica no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador.

Normalmente, os PMs detidos são encaminhados para o Centro de Custódia Provisória da PM, que fica no Batalhão de Choque da corporação, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. No entanto, de acordo com o advogado Dinoermeson Tiago Nascimento, o local está em reforma, e, por isso, Alberto Cerqueira foi levado para Mata Escura. Ao G1, o advogado contou que o policial militar nega as acusações. ”Ele desconhece qualquer tipo de envolvimento no crime. Não foi apresentado nenhum objeto de acusação, além do relato do irmão, que não diz nada. Por isso, não existe motivo para a manutenção da prisão. Eu já pedi um habeas corpus”, contou o advogado. No entanto, de acordo com a delegada Carla Santos, as investigações revelaram que o soldado, o irmão dele e outros três suspeitos, identificados como Jhonatas Neves de Santana, Zenóbio Gomes Pereira Junior e Fábio Santos Pinho, que também foram presos, integram uma quadrilha responsável por roubo de cargas, clonagem veículos e assaltos, na modalidade conhecida como saidinha bancária. Lucas Andrade e Jhonatas Neves tiveram mandado prisão preventiva cumpridos. Já contra Zenóbio Gomes e Fábio Santos foram cumpridos mandados de prisão temporária, assim como o soldado. Os quatro homens presos foram encaminhados para o Complexo Penitenciário da Mata Escura. Com eles, foram apreendidos dinheiro e celular. A quantia não foi divulgada. Outras cinco pessoas são procuradas.

O soldado Alberto Cerqueira estudou no Colégio da Polícia Militar (CPM-Dendezeiros), em Salvador. Nas redes sociais, ele postou algumas fotos da época de estudante, onde aparece com a farda da escola, junto com outros alunos da instituição. Segundo a PM, Alberto integra o quadro funcional da corporação há mais de seis anos. Atualmente, ele é lotado na 40ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), no bairro do Nordeste de Amaralina. No entanto, segundo o advogado Dinoermeson Tiago Nascimento, o agente está afastado do trabalho, porque está em licença prêmio – direito assegurado aos servidores públicos após 5 anos de serviço prestado. Ainda segundo a Polícia Militar, ao longo do tempo em que está na corporação, o soldado Alberto já respondeu uma Sindicância e um Inquérito Policial Militar (IPM). No entanto, os motivos das investigações não foram divulgados.

Anúncio no Mercado Livre oferece carteira da OAB por R$ 1 mil; vendedor ”garante” registro oficial

/ Justiça

Conseguir a formação em Direito exige pelo menos cinco anos de faculdade, com estágio, noites de estudo e dedicação. E além do diploma, quem quer advogar também tem que passar no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Mas e se você pudesse poupar tempo e esforço e conseguir a carteira de advogado em apenas alguns dias? É o que oferece um anúncio do site Mercado Livre. Por apenas R$ 1 mil, o anunciante – que supostamente está em Fortaleza, no Ceará – garante a emissão de cartões da OAB frente e verso, válidos em todo o país. Nas respostas dadas a pessoas interessadas, o vendedor diz que basta efetuar o pagamento, anexar no chat uma foto 3×4, enviar nome e idade, que ele garante a emissão da carteira e o envio pelo correio. Uma pessoa questiona como vai conseguir advogar se não tem o registro na Ordem. ”Eu consigo os números válidos tudo certinho, você vai conseguir advogar sim. Porém a foto não consta no número e sim somente a sua na carteirinha”, explica. ”Você pode cuidar de causas, entrar em cantos que só advogados é (sic) permitido, você estudando ou cursando a área porém não se formou, com a carteirinha já pode tratar do assunto sem problemas”, completa, em outra resposta.

Quando um usuário o acusa de estelionato, ele rebate: ”Nada de estelionato, todas as carteirinhas vão com cadastros na OAB amigo, antes de tirar suas conclusões pergunte primeiro ok! nada aqui é irregular”. Um outro diz que encaminhou os prints para a OAB e para a Polícia Federal, mas nem isso o assusta. ”Qual problema? Andei roubando alguém ou matando? Tudo isso está a seu dispor amigo não posso fazer nada, não sou o primeiro nem último.” O valor cobrado pode ser dividido em 12 vezes. Não há informações sobre se alguém conseguiu obter a carteira ou se a proposta seria uma forma de tirar dinheiro de pessoas que acreditam na ”facilidade”, mas a opção apresenta a ”garantia” do site de que o pagamento só será concluído caso a entrega seja feita.

PRF recupera em Jequié carga roubada em Salinas/MG avaliada em mais de seiscentos mil reais

/ Polícia

Veículo foi levado para estrada de acesso a Lagedo. Foto: PRF

Policiais Rodoviários Federais recuperaram uma carga roubada de produtos de higiene pessoal avaliada em mais de seiscentos e vinte e cinco mil reais. O fato foi registrado por volta das 23h10 desta quarta-feira (2), no KM 677 da BR 116, trecho do município de Jequié. A ação foi desencadeada quando os PRFs receberam, na Unidade Operacional de Jequié, um funcionário de uma empresa de rastreamento informando a localização de um veículo que transportava carga subtraída. Ao abordar o caminhão indicado, os policiais encontraram, no interior do baú, desodorantes e outros cosméticos, confirmando que o material era o rastreado. Sendo este, roubado na cidade de Salinas/MG. Uma estrada vicinal do município de Lagedo do Tabocal vinha sendo utilizada pela quadrilha.Questionado pela equipe, o condutor afirmou que foi contratado para transportar a carga da Divisa Alegre/MG até Feira de Santana/BA, não sabendo sua procedência, bem como não possuindo qualquer tipo de nota fiscal. A ocorrência foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil de Jequié.

População de Jaguaquara não consegue se livrar da buraqueira, que toma conta da cidade

/ Jaguaquara

Leitor do BMF envia foto de cratera no Centro de Jaguaquara

A situação de ruas pavimentadas em Jaguaquara parece estar mais complicada do que em localidades onde não há pavimentação. Com as chuvas, mesmo não sendo intensas, os problemas vão se avolumando e, a Prefeitura, que deveria ter um programa de recuperação de calçamentos, recebe dos moradores uma enxurrada de críticas por não tomar providências urgentes. A reclamação vem de motoristas, motociclistas, transeuntes, todos que utilizam as vias públicas dizem enfrentar transtornos com as ruas tomadas por buracos. A situação é a mesma em vários bairros. A imagem acima foi enviada por um leitor, que reclama de uma cratera na Rua Coronel Durval de Matos [Rua da Delegacia]. A buraqueira que toma conta de um lado a outro da cidade exige prioridade do poder público municipal. Quem sai do Centro, por exemplo, passando pelas imediações da Ceasa e seguindo até o bairro Casca parece estar trafegando numa tábua de pirulito. Sem falar da entrada da cidade.

Operação da Polícia Federal investiga desvio de mais de R$ 3,5 milhões da Educação em Anagé

/ Polícia

Uma operação da Polícia Federal foi deflagrada nesta quinta-feira (3), para investigar o crime de desvio de recursos públicos destinados às áreas de educação e saúde na cidade de Anagé (a 540 km de Salvador). São cumpridos nove mandados de busca e apreensão e 16 de intimação nas cidades de Anagé, Tanhaçu e Vitória da Conquista. De acordo com a PF, a investigação foi iniciada em 2015 após denúncia de vereadores de Anagé de que três falsas construtoras da região venceram oito licitações de obras de melhorias sanitárias, escolares e da área de saúde. A investigação apontou que essas empresas serviam de ”fachada” para simular uma falsa concorrência nas licitações. Inclusive, um processo chegou a ser suspenso, porque o vencedor não era uma das construtoras. As empresas eram operadas por uma organização criminosa, que, entre 2013 e 2015, obteve contratos estimados em R$ 3.791.322,49. A Controladoria-Geral da União (CGU) apontou que houve superfaturamento nas obras, além de serviços que não foram entregues. De acordo com a PF, os envolvidos vão responder pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, desvio de recursos públicos e fraude à licitação.

Técnica em enfermagem é presa por tentar matar bebês recém-nascidos em UTI Neonatal

/ Polícia

Simone estava no local no momento dos crimes. Foto: TV Globo

Uma técnica em enfermagem foi presa na quarta-feira (2), no Rio, suspeita de tentativa de homicídio contra quatro recém-nascidos que estavam na UTI Neonatal de um dos hospitais da Rede D’Or São Luiz. Simone Anjos dos Santos, de 41 anos, é acusada de romper de propósito cateteres de incubadoras onde estavam os bebês. De acordo com as investigações, os alvos de Simone eram recém-nascidos que se encontravam em terapia em incubadoras na UTI Neonatal. A técnica em enfermagem retirava os cateteres e os prendia em seguida à portinhola de fechamento das incubadoras. A prisão foi realizada por policiais da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV). Segundo a polícia, os recém-nascidos foram expostos a riscos iminentes de hipoglicemia e de contraírem infecção no sangue relacionada ao cateter, o que os levaria à morte. Pelo menos quatro crianças foram vítimas. A ordem de prisão temporária contra Simone foi expedida pela 4ª Vara Criminal da Comarca da Capital/RJ.  Em nota, a Rede D’Or São Luiz informou que ”não houve qualquer dano ou consequência aos pacientes em decorrência do reportado”. Segundo a instituição, ”o hospital possui e segue continuamente rígidos protocolos de segurança, tendo imediatamente e de modo preventivo afastado a profissional em questão e em seguida comunicado a situação alegada às autoridades policiais competentes para a devida averiguação e providências”. Não foi informada em qual das unidades da rede trabalhava a enfermeira. O Estado não conseguiu contato com a defesa de Simone Anjos dos Santos.

Pré-candidato, Zé Ronaldo será julgado por Justiça de 1° Grau em caso de nomeação irregular

/ Justiça

Zé responde por favorecimento político. Foto: Jornal Grande Bahia

Desvinculado da prefeitura de Feira de Santana em abril para concorrer nas eleições deste ano, José Ronaldo (DEM) responderá a um processo de crime de responsabilidade na Justiça de 1° grau. É que a exoneração do cargo de prefeito tira de Ronaldo o foro privilegiado. A decisão que faz com que o processo corra na primeira instância foi publicada nesta quinta-feira (3) no Diário da Justiça Eletrônico. Ronaldo responde a uma ação do Ministério Público sobre favorecimento político na nomeação de uma pessoa que não podia prestar o serviço por não compatibilidade de horário, o que configuraria desvio de dinheiro público também. Respondem pelo mesmo processo a secretária de saúde local, Denise Mascarenhas, e a então beneficiada Luciene Vieira. Com a decisão desta quinta, o processo será julgado pela Vara Criminal da Comarca de Feira de Santana. *Bahia Notícias

Delegado de Barra da Estiva assassinado investigava assaltantes de banco que o mataram

/ Polícia

Delegado Marco Antonio Torres tinha 52 anos. Foto: Reprodução

O assassinato do delegado Marco Antonio Torres, 52 anos, em uma área rural da cidade de Anagé, Sudoeste da Bahia, no dia 12 de abril deste ano, foi em retaliação à investigação que ele vinha fazendo contra criminosos. Os suspeitos do homicídio tiveram um assalto a banco frustrado na cidade de Barra da Estiva, também no Sudoeste, onde o delegado atuava como titular. Esta é a principal linha de investigação que está sendo traçada pelas equipes que apuram o crime segundo fontes ligadas à apuração ouvidas pelo jornal Correio. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública ressaltou que a investigação sobre a morte do delegado Marco Torres segue sob sigilo, pois a divulgação antecipada pode atrapalhar o trabalho policial. A SSP apura o caso por meio da Delegacia de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e da 20ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin), sediada em Brumado e à qual está subordinada a delegacia de Barra da Estiva. No dia da tentativa de assalto ao Banco do Brasil, na manhã de 9 de abril, os assaltantes chegaram a sequestrar o gerente do banco e a família, mas, devido à ação das polícias Civil e Militar de Barra da Estiva, acabaram liberando os reféns pela manhã numa área rural e fugiram, sem levar nada. Eles passaram a ser investigados, então, pelo Draco, unidade especial da polícia que apura ações criminosas de grande porte na Bahia, como assaltos a banco, sequestros e o tráfico de drogas, junto com o delegado Marco Antonio Torres, que foi morto enquanto se dirigia para uma reunião em Vitória da Conquista. A polícia ainda não divulgou detalhes do crime contra o delegado, que foi morto e teve o corpo carbonizado dentro da caminhonete em que estava. O veículo, que tinha uma moto na carroceria, foi localizado em uma área de matagal que sugere que o delegado tenha sido levado (não se sabe se vivo ou morto) pelos bandidos até o local.

Câmeras que poderiam gravar mortes de Marielle e Anderson foram desligadas horas antes

/ Brasil

Morte de Marielle Franco cercada de mistérios. Foto: Divulgação

Cinquenta dias após os assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes, mais uma informação vem a tona: cinco câmeras que estavam no trajeto que a vereadora do PSol fez com o motorista foram desligadas entre 24 e 48 horas antes do crime. A informação foi divulgada pela jornalista Berenice Seara, do jornal Extra, nesta quinta-feira (3). De acordo com a colunista, o contrato com a empresa de manutenção das câmeras estava vencido desde outubro, mas os equipamentos continuavam funcionando até serem desconectadas. As imagens das câmeras de monitoramento são encaminhadas ao sistema do Centro Integrado do Comando e Controle (CICC), na Praça Onze, e poderiam ser usadas na investigação dos crimes. A câmera da estação do metrô do Estácio grava em 360º. E fica bem diante do ponto onde aconteceram os disparos contra o carro da vereadora.

Rede Globo irá exibir neste sábado o documentário ”Axé: Canto de um Povo de um Lugar”!

/ Cultura

Exibição ocorrerá logo após o programa Zero1. Foto: Reprodução

No próximo sábado, a Globo irá exibir no Supercine, logo após o programa Zero1, o documentário ”Axé: Canto de um Povo de um Lugar”. Com direção de Chico Kertész, a obra mostra a história do Axé Music em detalhes, com depoimentos dos grandes nomes da música baiana, como Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Caetano Veloso e Carlinhos Brown. A iniciativa faz parte do aquecimento para o lançamento da novela da Globo, Segundo Sol, que estreia no dia 14 de maio. A nova trama do horário nobre é escrita por João Emanuel Carneiro. A próxima novela das nove, que iniciou as suas gravações na Bahia, tem como enredo principal o romance entre Beto Falcão (Emilio Dantas), cantor de Axé, e Luzia (Giovanna Antonelli), moradora da cidade fictícia Boiporã. Após ser dado como morto, Beto se refugia na cidade de Luzia e lá eles vivem uma intensa paixão, pelo menos até a sua ex, Karola (Deborah Secco), intervir.

Educação: Estudantes de Amargosa apresentam ao Estado projetos sobre Meio Ambiente

/ Educação

Alunos 3ª Conferência Estadual Infantojuvenil. Foto: Divulgação

Estudantes das escolas estaduais ligadas ao Núcleos Territoriais de Educação de Amargosa (NTE 9) e de Amargosa (NTE 18) realizaram, nesta quarta-feira, as suas Conferências Territoriais Infantojuvenis pelo Meio Ambiente. A atividade consiste na apresentação de projetos sobre sustentabilidade hídrica e faz parte da etapa preparativa para a 3ª Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, que irá acontecer em Salvador, ainda neste semestre. No Centro de Cultura de Alagoinhas, foram instalados 22 estandes de escolas de dez municípios (Acajutiba, Catu, Conde, Esplanada, Inhambupe, Olindina, Rio Real, Entre Rios e Pedrão, além de Alagoinhas) para a realização da conferência territorial. A estudante Ananda Cardoso, 14, 9º ano do Colégio Estadual Mário Costa Filho, em Inhambupe (a 168 km de Salvador) fala sobre o projeto ”Nosso rio, nossa história”. ”O Rio Inhambupe é o nosso patrimônio natural e está em estado de degradação. Com este trabalho, eu e meus colegas estamos buscando alternativas para a sua revitalização, incluindo a limpeza do lençol freático e o replantio da mata ciliar, entre outras ações, junto à população e autoridades locais. Por meio de duas maquetes, mostramos o rio poluído, em seu estado atual, e o rio revitalizado como desejamos”. Os estudantes Arianderson Batista, 11, e Vitória da Silva, 13, do Colégio Estadual São Francisco, em Alagoinhas, apresentam o projeto ”Água é vida” com o objetivo de conscientizar a comunidade sobre a importância de não desperdiçar esse ele­mento re­le­vante para a sobrevivência do planeta. ”Só temos 3% de água doce em todo o planeta, então temos que cuidar dela para não acabar e sem ela não temos vida”, explica Arianderson, acrescentando que por meio de uma maquete de uma estação de tratamento de água. Já Ícaro Santos, 12, 7º ano do Colégio Estadual Brasilino Viegas, mostra o projeto “Caravana do Brasil”, que consiste na proposta de que os estudantes utilizem o ônibus do transporte escolar também como um meio para sensibilizar as comunidades por onde passa sobre a importância da preservação da água.

O coordenador de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria da Educação do Estado, Fábio Barbosa, destaca que as etapas escolar e territorial vêm estimulando o aprofundamento do debate das questões socioambientais dos territórios e, em especial, as relacionadas à água. ”A participação das nossas escolas tem sido gratificante. Dados do MEC (Ministério da Educação) dão conta de que 1.043 escolas baianas de diferentes esferas administrativas – estadual, municipal e particular – realizaram a etapa escolar. Este número, certamente, coloca a Bahia em uma posição de destaque no cenário nacional de mobilização para a conferência nacional”, considera o gestor. As etapas territoriais, ressalta Fábio Barbosa, já foram realizadas praticamente por todos os NTEs. ”Também serão eleitos os delegados e delegadas que representarão os territórios na etapa estadual, em conformidade com o regulamento estadual e teremos a escolha dos projetos prioritários nos territórios. A nossa expectativa é que esses representantes estudantis contribuam para que a discussão não fique limitada ao processo da conferência, ou seja, que consigam promover o enraizamento da Educação Ambiental nas escolas do Estado a partir da colocação em prática dos projetos e que estes não sejam valorizados no aspecto competitivo, mas sim colaborador”, completa.