Itaquara: Jornada Pedagógica marca entrega de requalificação de auditório do Centro Educacional

/ Educação

Prefeito Marco Aurélio, na Jornada Pedagógica. Foto: Divulgação

A semana começou em Itaquara com a abertura da Jornada Pedagógica 2018, que abriu o ano letivo na rede pública municipal de ensino e marcou a entrega da requalificação do auditório do Centro Educacional de Itaquara – CEI. A Jornada Pedagógica, que reuniu profissionais, secretários, vereadores, palestrante, artistas e servidores contou com a presença do prefeito Marco Aurélio Costa, tendo o gestor destacado o empenho da atual gestão para a obra de reestruturação do espaço. ”Quando assumimos nossa gestão, encontramos o auditório totalmente degradado, deteriorado, abandonado mesmo. Arregaçamos as mangas e iniciamos uma reforma completa, trocando o forro, madeiramento, construído dois novos banheiros, rampa de acesso, enfim, recuperando o auditório que é utilizado pelos professores do CEI e também pela comunidade para apresentações culturais e outros eventos”, disse o prefeito ao enfatizar a reforma. Marco Aurélio, em nota enviada ao BMFrahm ressaltou ainda, que busca melhorias na área de Infraestrutura do município, com a contemplação de R$ 500 mil em obras de pavimentação de vias públicas, que serão iniciadas em breve.

Jequié: Sessões Ordinárias da Câmara de Vereadores serão realizadas das 17h às 19h

/ Jequié

Câmara retoma trabalhos dia 13 de Março. Foto: Blog Marcos Frahm

A Câmara Municipal de Jequié aprovou, por unanimidade, em sessão realizada no auditório do Sindicato Rural, alterações no Regimento Interno da casa. Entre as alterações está o retorno do antigo horário das sessões ordinárias, isto é, a partir de agora, as reuniões serão realizadas das 17 horas às 19 horas. Os dias, no entanto, estão mantidos: terças e quartas. Os trabalhos na Casa Legislativa de Jequié serão retomados em sessão marcada para o dia 13 de Março, quando se inicia o primeiro período Legislativo de 2018.

Julgamento de habeas corpus de Lula no STJ é adiado para a próxima terça-feira

/ Política

Defesa de Lula apresentou recurso. Foto: Ricardo Stuckert

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) adiou para a próxima terça-feira (6) o julgamento do habeas corpus preventivo pedido pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Anteriormente, o julgamento estava marcado para amanhã (1). A assessoria do Tribunal disse que o motivo do adiamento não foi informado pelo ministro relator do processo, Felix Ficher. No julgamento, o STJ analisará o mérito do recurso com o qual Lula pretende evitar sua prisão após a condenação na segunda instância da Justiça. Em janeiro, o vice-presidente do STJ, ministro Humberto Martins, negou um pedido de liminar (decisão provisória) feito no mesmo recurso. Agora, o mérito final da apelação será julgado pela Quinta Turma da Corte Superior, composta por cinco ministros. No mês passado, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sediado em Porto Alegre, confirmou a condenação imposta a Lula pelo juiz federal Sérgio Moro na ação penal envolvendo o tríplex no Guarujá (SP), aumentando a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês de prisão. A possibilidade de prisão para execução provisória da condenação do ex-presidente ocorre em função do atual entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), estabelecido em 2016, que valida a prisão de condenados pela segunda instância da Justiça, mesmo ainda cabendo recursos a tribunais superiores. A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou no dia 20 de fevereiro o recurso contra a decisão do TRF4. O recurso é chamado de embargos de declaração, quando a defesa pede explicações dos desembargadores sobre a decisão, normalmente sem eficácia para alterar o resultado da condenação. Segundo a assessoria de imprensa do TRF4, não há prazo para o julgamento do recurso.

Maria Bethânia vai investir na sofrência e gravar música de Pablo do Arrocha em DVD

/ Entretenimento

Maria Bethânia confessou adorar o arrocha. Foto Facebook

Maria Bethânia vai investir na sofrência. De acordo com o Correio, depois de um vídeo em que ela canta arrocha viralizar, a artista vai incluir a música “Vingança do Amor”, sucesso na voz de Pablo, em um DVD. Vale lembrar que a música composta por Tierry Coringa, Filipe Escandurras e Magno Santanna foi gravada por Pablo em parceria com Ivete Sangalo para o álbum ”É só dizer que sim” (2014). Em entrevista dada ao jornal em 2015, Bethânia confessou adorar a música. ”Gravei Zezé di Camargo, Bruno e Marrone e adoro essa música do Pablo. O quê?! Adoooro! (ri). Nós somos assim, o recôncavo baiano é isso: tem um lado nobre, dos ancestrais. Do outro lado, tem os rios mortos e degradados, então a gente vive esse paradoxo, essa confusão, mas com muita energia. E eu canto e leio tudo o que eu gosto”, disse à época.

Cantor Gusttavo Lima é indiciado por crime ambiental após aumentar uma represa em fazenda

/ Polícia

Polícia indiciou a cantor Gusttavo Lima. Foto;Divulgaçao

A Polícia Civil de Goiás indiciou o cantor Gusttavo Lima por aumentar uma represa em uma das suas fazendas sem autorização dos órgãos ambientais. Delegado titular de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), Luziano de Carvalho afirmou que duas ocorrências foram lavradas antes do indiciamento. ”O Batalhão Ambiental foi ao local por duas vezes, uma no fim de 2017 e outra já neste ano, e, em ambas, encontrou máquinas trabalhando no local. Foram feitas duas ocorrências e, apesar de terem um protocolo com o pedido da licença, o documento não havia sido expedido”, disse o delegado ao G1. Carvalho afirmou que na fazenda há criação de gado, mas que a represa foi ampliada por motivo de lazer.

Polícia Civil prende em Jequié, suspeito de cometer chacina que vitimou quatro jovens em 2016

/ Jequié

Reginaldo Boaventura é evado ao presídio. Foto: Divulgação

Após investigações da Polícia Civil de Jequié em ações de campo, foi preso um suspeito de ser o autor de um triplo homicídio, ocorrido em setembro de 2016, quando quatro jovens: Rodrigo da Hora Santos, Washington Santos Nascimento, Givanildo Oliveira e Marivaldo de Jesus Santos Filho foram mortos a tiros no bairro KM 4. O suspeito, Reginaldo Sena Boaventura, o Regi, estava foragido e foi preso nesta terça-feira após os policiais civis cumprirem mandado de prisão em desfavor do mesmo, que foi encaminhado ao Conjunto Penal de Jequié. O crime teria ocorrido em um bar e, na mesma ocasião, Reginaldo teria tentado contra outras pessoas que estavam no estabelecimento.

Enfermeira do Samu denuncia hospital e diz que médico se negou a atender idoso, no Sul da Bahia

/ Bahia

Enfermeira do Samu desabafa

Uma enfermeira do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da cidade de Ilhéus, no sul da Bahia, gravou um vídeo para denunciar um suposto caso de negligência médica, no município, e divulgou as imagens nas redes sociais. Conforme o G1, a situação ocorreu no Hospital São José, na Santa Casa de Misericórdia da cidade. No vídeo, a mulher, que não teve a identidade divulgada, afirma que o médico de plantão se negou a atender um paciente levado por ela para a unidade de saúde. De acordo com o relato da enfermeira nas imagens, o paciente seria um idoso de 76 anos, com histórico de Acidente Vascular Cerebral (AVC). O vídeo mostra o idoso deitado em uma maca, na ambulância do Samu. ”Estamos aqui há aproximadamente 10 minutos, aqui na porta do Hospital São José, com um paciente que já teve sequelas de AVC, um idoso, e o médico, depois de alguns minutos, veio aqui na ambulância avaliar o paciente, e disse que não iria receber o paciente. O paciente está aqui na ambulância, [… ] se queixando de dores, pressão alta. A família está toda aqui. A gente está aqui na porta do hospital, sem saber o que fazer com o paciente. O paciente correndo risco aqui, e o médico se recusa a receber o paciente”, diz a mulher nas imagens.  Em nota, a Santa Casa de Misericórdia negou que tenha ocorrido negligência no atendimento. De acordo com o comunicado da unidade de saúde, o paciente mostrado no vídeo foi atendido duas vezes pelo médico de plantão, dentro da ambulância, e não corria risco de morte. Ainda em nota, a Santa Casa informou também que, após a avaliação, foi feito contato com o médico regulador do próprio Samu da cidade e, em comum acordo, o paciente foi transferido para o Hospital Regional Costa do Cacau, também em Ilhéus. Também em nota, a secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira, informou que considera antiética a postura da enfermeira. Segundo o comunicado dela, a profissional expôs o paciente sem necessidade. A secretaria informou também na nota que vai abrir uma sindicância para apurar o fato. A Coordenadoria Regional do Samu de Ilhéus ainda não se manifestou sobre o assunto, e também não divulgou o contato da enfermeira que fez o vídeo. O estado de saúde do idoso também não foi divulgado.

Passageiro surta, mata adolescente de 13 anos a facadas e fere três jovens na BR-116

/ Trânsito

Jovens feridos foram socorridos. Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Um homem de 40 anos matou a facadas um adolescente de 13 anos e feriu outros três jovens na noite desta quarta-feira (27), durante uma viagem de van pela BR-116, próximo a cidade de Rafael Jambeiro, na região do Paraguaçu. Segundo a Polícia Civil, Roberto de Jesus Araújo atacou o grupo de forma repentina, após, segundo relatou, ter se irritado porque os jovens supostamente estavam tirando fotos do agressor com celulares. Atingido no peito e pescoço, Wellington Pereira da Silva morreu instantes depois de ser ferido. O corpo da vítima, que era da cidade alagoana de Major Isidoro, está no Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana. Wilson Dionísio Pereira, 21, Rodolfo Firmino da Silva, 21, e Diogo Cerqueira Mendes, 25, foram socorridos ao Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana e, segundo a Assistência Social da unidade, receberam alta na manhã desta quinta.

Assassinato aconteceu dentro de van que seguia para Alagoas

Ainda segundo a polícia, a van havia saído de Mato Grosso com destino a Alagoas. Havia 14 passageiros no veículo. Após o crime, Roberto tentou fugir por um matagal, mas acabou sendo preso. Ele já foi condenado em Itabuna a 14 anos e seis meses de prisão por homicídio, e tinha mandado de prisão em aberto, mas a polícia acha que não estava válido por ser de 2003.

Beneficiários do INSS têm até esta quarta-feira para fazer prova de vida em agências

/ Economia

Beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ainda não fizeram a prova de vida devem procurar uma agência bancária e realizar o procedimento até hoje (28), sob pena de ter o pagamento interrompido. O prazo, segundo o diretor de Benefícios do INSS, Alessandro Ribeiro, não será prorrogado. A comprovação é obrigatória para todos os que recebem seus pagamentos por conta-corrente, conta poupança ou cartão magnético. Ribeiro lembrou que não é necessário ir a agências da Previdência Social – o procedimento é feito diretamente no banco em que o beneficiário recebe o dinheiro, mediante apresentação de documento de identificação com foto. ”Na hora do saque do benefício, a pessoa, estando presente no banco, aparece a informação de que o benefício dela está bloqueado. Ali mesmo, ela fala com o agente bancário, levando documento de identificação com foto, o agente bancário identifica, faz o documento dizendo que ela compareceu à agência bancária para fazer fé de vida e já desbloqueia o benefício”, explicou o diretor do INSS. Ainda de acordo com Ribeiro, dos mais de 34 milhões de beneficiários do instituto, entre 3 milhões e 3,2 milhões de pessoas ainda não haviam feito a comprovação de vida até o último balanço. Caso o beneficiário não possa procurar a agência bancária, por motivos de saúde ou por conta de uma viagem, por exemplo, ele deve enviar um procurador ao instituto.

Educação: Mutirões facilitam ingresso de novos candidatos ao Programa Primeiro Emprego

/ Educação

Programa Primeiro Emprego realiza mutirões. Foto: Camila Souza
Mais uma chance de conquistar um espaço no mercado de trabalho para profissionais de nível técnico de Salvador, Itaparica, Lauro de Freitas e Vera Cruz. Nesta quarta-feira (28), o Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira, no bairro de Mussurunga, recebeu um mutirão do Programa Primeiro Emprego para agilizar a contratação de egressos da rede estadual de educação profissional. Na próxima sexta (2), o mutirão estará no Colégio Odorico Tavares, no Corredor da Vitória, das 7h às 14h. A técnica em Administração Diana Silva, 18 anos, foi uma das primeiras atendidas nesta quarta (28). ”Estou feliz e cheia de expectativa para o futuro. Eu sei que a estrada é longa, mas esse é o primeiro passo para conquistar tudo o que desejo. Para todos nós, eu tenho certeza que o sentimento é o mesmo. É muito bom receber esse apoio para iniciar nossas carreiras e ganharmos a confiança e a experiência que precisamos para nos tornamos os melhores profissionais que podemos ser”. O mutirão é promovido pelas secretarias estaduais da Educação, do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), da Administração (Saeb), Casa Civil e instituições parceiras, como a Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem) e Fundação Estatal Saúde da Família (Fesf). ”Estamos fazendo essa mobilização em vários territórios de Identidade para garantir que essas pessoas tenham acesso ao Programa Primeiro Emprego. Além disso, aproveitamos esse momento para atualizar os dados desses jovens para que possamos contatá-los rapidamente quando as vagas de trabalho aparecerem”, explicou o coordenador de políticas sociais da Casa Civil, Almerico Biondi. Os mutirões do Primeiro Emprego já foram realizados nos Territórios de Identidade do Sisal (Serrinha), Litoral Sul (Ilhéus), Médio Rio de Contas (Jequié) e Recôncavo (Santo Antônio de Jesus).

Fachin nega à PGR recolhimento noturno de Lúcio e tornozeleira para mãe do deputado

/ Brasília

Deputado federal Lúcio Vieira Lima. Foto: Agência Câmara

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou os pedidos da Procuradoria-Geral da República (PGR) para que fossem aplicadas medidas cautelares contra o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) e sua mãe, Marluce Vieira Lima. Em relação a Lúcio, a PGR queria o recolhimento domiciliar noturno e nos dias de folga, com monitoração eletrônica e fiança de 400 salários mínimos. Para Marluce, o pedido era por prisão domiciliar com monitoração eletrônica, fiança nos mesmo termos e proibição de manter contato, receber em casa ou usar para fins pessoais secretários parlamentares do filho deputado. As solicitações foram feitas em dezembro quando a PGR ofereceu denúncia contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) e Lúcio pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa pelo bunker dos R$ 51 milhões em Salvador. Ainda foram denunciados Marluce, o ex-assessor parlamentar Job Ribeiro Brandão, o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Pedreira do Couto Ferraz, e o executivo Luiz Fernando Machado Costa Filho. Segundo Raquel, Marluce e Lúcio continuam a ”praticar crimes (peculato), a manipular provas e a obstruir a investigação criminal, razão pela qual são imprescindíveis e urgentes medidas cautelares em face deles”. Na visão de Fachin, ‘no atual panorama processual’, não há necessidade de aplicar essas medidas cautelares. ”Ao lado disso, a descoberta de indícios da prática de outros crimes de lavagem de dinheiro, desprovidos de qualquer notícia de contemporaneidade que sugira a ocorrência de reiteração delitiva a ser enfrentada com a imposição de medidas cautelares, não autoriza, por si só, o deferimento da pretensão ministerial. Por tais razões, indefiro o pedido de imposição de medidas cautelares aos denunciados Marluce Vieira Lima e Lúcio Quadros Vieira Lima”, decidiu o ministro nesta segunda-feira, 26. Segundo a denúncia da PGR, de 2010 até 5 de setembro de 2017, a família Vieira Lima cometeu crimes de ocultação da origem, localização, disposição, movimentação e propriedade das cifras milionárias em dinheiro vivo. Até janeiro de 2016, o dinheiro teria ficado escondido em um closet na casa de Marluce Vieira Lima. Após essa data, o montante de R$ 42 milhões e cerca de U$ 2,5 milhões foi transferido em malas e caixas para um apartamento no bairro da Graça, em Salvador. Semanas depois, foi levado para um apartamento vizinho, onde ocorreu a apreensão pela Polícia Federal, na Operação Tesouro Perdido. Quando recebeu a denúncia e os pedidos da PGR em dezembro, Fachin atendeu à solicitação de bloqueio de cerca de R$ 13 milhões que, segundo a acusação, teriam sido lavados por Lúcio, por Geddel, pela mãe e por Luiz Machado, sócio da Cosbat Construção Engenharia, por meio de empresas do ramo imobiliário. A lavagem teria ocorrido em sete empreendimentos imobiliários relacionados à Cosbat, à GVL Empreendimentos, à M&M Empreendimentos e à Vespasiano Empreendimentos. O ministro também autorizou a abertura de um novo inquérito contra Geddel Quadros Vieira Lima, Lúcio Quadros Vieira Lima, Marluce Vieira Lima e Afrísio Quadros Vieira Lima Filho – irmão dos políticos – para apurar suspeita de desvio de dinheiro público. As informações são do Estadão

Ministro Gilmar Mendes vota por receber denúncia contra Mário Negromonte, que segue afastado

/ Justiça

Negromonte segue afastado do TCM. Foto: Estadão Conteúdo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, votou por acatar a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), Mário Negromonte. O ex-deputado do PP está afastado do TCM e é suspeito de receber vantagem indevida decorrente da cobrança de porcentuais sobre os valores dos contratos firmados pela Diretoria de Abastecimento da Petrobras, entre 2006 e 2014. Mendes seguiu, em parte, o voto do ministro Edson Fachin, relator do inquérito, que apura irregularidades na cúpula do PP. Fachin votou pelo recebimento da denúncia contra João Pizzolatti, Mário Negromonte, Luiz Fernando Faria e José Otávio Germano pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O relator rejeitou, no entanto, a denúncia em relação aos baianos Mário Negromonte Júnior e Roberto Britto. Além deles, Arthur Lira. Já, na sessão desta terça, o ministro Gilmar Mendes acompanhou a divergência aberta pelo ministro Dias Toffli, que discorda parcialmente do relator. Toffoli acolhe a denúncia contra João Pizzolatti e Mário Negromonte apenas quanto ao crime de corrupção passiva, e exclui a lavagem de dinheiro por entender que não se pode ocultar ou lavar dinheiro por meio de uma doação registrada na Justiça Eleitoral.

Citação do nome de ACM nas delações da Odebrecht impede que oposição ataque Wagner

/ Política

Wagner, ACM e a lógica do telhado de vidro. Foto: João Ramos

O governador Rui Costa ”ainda” não é investigado em ações derivativas da Operação Cartão Vermelho. O grifo no ”ainda” é de uma fala de um membro da Polícia Federal, em meio à coletiva de imprensa que apresentou o resultado dos mandados de busca e apreensão na última segunda-feira (26). De acordo com a PF, os recursos desviados da parceria público-privada (PPP) entre Fonte Nova Participações (FNP) e o governo da Bahia teriam abastecido campanhas eleitorais petistas em 2014 o que, traduzindo, tornaria o governador beneficiário indireto dos R$ 82 milhões investigados. Em outros tempos, a oposição faria muito barulho diante da possibilidade de ter Rui entre os investigados numa operação da PF. Porém não foi o que se viu. O máximo de crítica pública foi uma sugestão de que o grupo iria requerer a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com fins de acompanhar em paralelo as ações da PF. É a lógica do telhado de vidro. Assim como Jaques Wagner foi colocado no olho do furacão – e obviamente negou qualquer irregularidade com o caso -, adversários de Rui também apareceram em condições similares na lista de políticos citados nas delações do Grupo Odebrecht, a exemplo do prefeito de Salvador, ACM Neto. Não se espera que todos sejam colocados numa vala comum ou jogados aos leões. Wagner agora é indiciado pela PF. Nada impede que, no futuro, escândalos semelhantes estourem entre os membros da oposição. Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém, já diziam os antigos. Ou seja, não adiantar fazer estardalhaço no telhado alheio quando é possível ser atingido por uma pedra parecida. Que o diga a dupla Geddel e Lúcio Vieira Lima, por vezes conhecidos como canhões a favor da moralidade e atualmente subjugados pela opinião pública diante de um bunker com R$ 51 milhões escondido. Wagner pode não ser santo. E, para evitar qualquer trauma futuro, sequer é tratado como um demônio a ser exorcizado pelo governo ou atacado pela oposição. Até o fim da Operação Lava Jato e das ações derivadas dela, poucos serão os políticos que podem dormir sem a expectativa de acordar com a PF batendo à porta. *Por Fernando Duarte/Bahia Notícias

Amigo de Wagner, alvo da Lava Jato intermediou negócios com governo da Bahia

/ Bahia

O empresário Carlos Daltro, amigo do ex-governador Jaques Wagner, é apontado pela Polícia Federal como facilitador de demandas de Ricardo Pessoa, da UTC, junto ao governo da Bahia. Segundo a Folha, documentos do inquérito da Lava Jato que investigou o empreiteiro mostram troca de e-mails entre Pessoa e Daltro em 2014. Nele, o empreiteiro pede a Daltro que o ajude a aprovar um pedido de outorga de água do Rio Paraguaçu para irrigação junto a um órgão ambiental baiano. O beneficiado seria um amigo de Pessoa, o empresário João Augusto Calasans. De acordo com a apuração da PF, Calasans enviou e-mails para Pessoa para solicitar a entrega de uma carta com o pedido de outorga ao então secretário da Casa Civil e hoje governador, Rui Costa (PT). Em um dos e-mails, Calasans ainda destaca que Pessoa poderia pressionar Rui, que disputaria o governo do Estado naquele ano: ”O bom é que estamos em período eleitoral, assim fica mais fácil colocá-lo na parede”. Em vez de tratar do tema diretamente com Costa ou Wagner, Pessoa encaminhou a demanda a Daltro: ”Peço-lhe que ajude nosso amigo Calasans neste pedido recorrente a algum tempo”. A outorga só foi aprovada na gestão de Rui Costa.