Jequié Esporte Clube conquista o título de Campeã do 1º Zonal do Sudoeste, em Planalto

/ Esporte

Presidente Tinho dialoga com atletas do Jequié. Foto: Divulgação

Com vitórias diante das equipes de Bom jesus da Serra (7×1), Planalto (7×2) e Poções (7×1), a equipe do Jequié Esporte Clube conquistou o título de Campeã do 1º Zonal do Sudoeste, disputado no último final de semana na cidade de  Planalto. A segunda colocação foi conquistada por Poções  que também obteve classificação para a próxima fase. Jequié também participou com a equipe Sub-17, que venceu as equipes de Boa Nova (4×0) e Planalto (2×1), perdendo a semifinal por 4 a 3 para Poções. Jequié e Poções aguardam os demais classificados  nos demais zonais para a disputa da fase final.

Federação Bahiana de Futebol divulga súmula e oficializa triunfo do Bahia por 3×0 no Ba-Vi

/ Esporte

Expulsão do zagueiro Bruno acabou o Ba-Vi. Alisson Marinho

A Federação Bahiana de Futebol (FBF) anunciou o placar do Ba-Vi com triunfo do Bahia por 3×0 sobre o Vitória no clássico realizado no domingo (18), no Barradão. A decisão é amparada no artigo 56 do Regulamento Geral de Competições da CBF, que diz em seu inciso 4º: ”O resultado da partida será mantido, na aplicação do § 3º, se, no momento do seu encerramento, a equipe adversária estiver vencendo a partida por um placar igual ou superior a três (3) gols de diferença; e se tal não ocorrer, o resultado considerado será de três a zero (3×0) para a equipe adversária”. O que diz o inciso 3º é que “após o início da partida, se uma das equipes ficar reduzida a menos de sete (7) atletas, dando causa a essa situação, tal equipe perderá os pontos em disputa”. Foi exatamente o que aconteceu no Ba-Vi, quando o Vitória teve seu quinto jogador expulso, o zagueiro Bruno, aos 35 minutos do segundo tempo, em um duelo marcado pela violência: ao todo, foram nove expulsões. Com isso, o Bahia sobe para 2º lugar no Campeonato Baiano, com 11 pontos, e o Vitória fica em 3º, com 10 e uma partida a menos. A Juazeirense lidera, com 16 pontos, e o Fluminense de Feira fecha o G4, também com 10 e uma partida a menos. Junto com o resultado do jogo, a FBF publicou também a súmula da partida, na qual o árbitro Jailson Macêdo Freitas relata os acontecimentos ocorridos no campo. São duas páginas de relatório – ao contrário das poucas linhas habituais – nas quais Jailson narra tanto a expulsão do zagueiro Bruno, que causou o encerramento precoce da partida, quanto a briga generalizada que houve após o gol de empate do Bahia em 1×1. Sobre o lance que deu fim ao clássico, Jailson Freitas afirma: ”Expulsei aos 35 minutos do segundo tempo o Sr. Bruno Bispo dos Anjos, nº 37, do E.C. Vitória, em virtude do segundo cartão amarelo, por retardar o reinício de jogo de forma acintosa e ainda chutando a bola do local da cobrança (…) A partida foi encerrada aos 35 minutos do segundo tempo de jogo, devido à equipe do E.C. Vitória ter ficado reduzida com menos de sete (07) atletas no campo de jogo”. Já sobre a briga, o árbitro escreve: ”Após o gol de empate do Bahia, o Sr. Vinícius Góes Barbosa de Souza, nº 29, saiu para comemorar em frente à torcida do Vitória, provocando a mesma com gestos obscenos. Em seguida o goleiro do Esporte Clube Vitória, o Sr. Fernando Miguel Kaufmann, nº 01, foi até o mesmo tirar satisfação e o segurou pela camisa. Nesse momento vários jogadores do Esporte Clube Vitória e do Esporte Clube Bahia foram também em direção ao jogador Vinícius do Bahia dando início a um conflito generalizado incluindo jogadores do banco de reservas de ambas as equipes”. O juiz da partida justifica a expulsão de Vinícius por ”comemorar o gol da sua equipe em frente à equipe adversária fazendo gestos obscenos provocando a mesma”. O padrão seguido pelos árbitros recomenda o cartão amarelo nesse tipo de situação. As informações são do Correio

Grávidas detentas poderão ter a chance de cumprir prisão domiciliar; STF julgará possibilidade

/ Brasil

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar na terça-feira (20) um habeas corpus coletivo que busca garantir prisão domiciliar a todas as mulheres grávidas que cumprem prisão preventiva e às que são mães de crianças de até 12 anos. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 622 mulheres presas em todo o país estão grávidas ou amamentando. A ação constitucional chegou ao STF em maio do ano passado e é relatada pelo ministro Ricardo Lewandowski. O julgamento é motivado por um habeas corpus protocolado por um grupo de advogados militantes na área de direitos humanos, com apoio da Defensoria Pública da União (DPU). As partes pedem que seja aplicada a todas as mulheres presas no país a regra prevista no Artigo 318, do Código de Processo Penal (CPP), que prevê a substituição da prisão preventiva pela domiciliar para gestantes ou mulheres com filhos de até 12 anos incompletos. A Defensoria argumenta que o ambiente carcerário impede a proteção à criança que fica com a mãe no presídio. O órgão também destaca que algumas mulheres são mantidas algemadas até durante o parto.

Festa de ”paredão” termina com 6 baleados e 2 mortos em Barro Preto, na região de Itabuna

/ Bahia

Jovens foram mortos durante festa de paredão. Foto: Reprodução

Um adolescente de 16 anos e um jovem de 20 foram mortos na madrugada desta segunda-feira (19), durante um ataque a tiros em uma festa “paredão”, que era realizada dentro de uma fazenda da zona rural de Barro Preto, cidade localizada na região de Itabuna. De acordo com a Polícia Militar, além deles, outras seis pessoas também foram baleadas e ficaram feridas. As vítimas foram encaminhadas para o Hospital de Base da cidade de Itabuna. Não há detalhes sobre o estado de saúde delas. Conforme a polícia, o adolescente morto foi identificado como André Luís de Oliveira Santos, e o jovem como Willian Monteiro Malta da Silva. Os corpos das vítimas foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna, onde serão periciados. De acordo com a PM, cinco homens participaram do ataque. Os suspeitos entraram na festa, atiraram em direção ao grupo e, em seguida, fugiram. Ainda não há informações sobre a identidade dos homens e nem sobre a motivação do crime. O caso está sob investigação da Polícia Civil. Com Informações do G1/Bahia

Ex-prefeito João Henrique se filia ao PRTB e pode ser candidato ao Governo da Bahia

/ Política

João Henrique pode ser candidato ao governo. Foto: Divulgação

O ex-prefeito de Salvador, João Henrique, fará mais uma tentativa de voltar à política. Depois de perder a disputa para vereador em 2016, o ex-gestor, conhecido por um segundo mandato impopular, vai se filiar neste sábado (24) ao PRTB. E, com isso, pode ser o nome da sigla para o governo do Estado. Em entrevista ao Bahia Notícias, o presidente estadual da agremiação, Rogério Tadeu Da Luz, afirmou que o martelo sobre o assunto não foi batido, mas será discutido no evento de filiação. O ato também lançará a pré-candidatura de Levy Fidelix à Presidência da República. “O João Henrique já foi duas vezes prefeito de Salvador. É um nome que dispensa apresentação”, disse Da Luz, em entrevista ao Bahia Notícias nesta segunda-feira (19). Segundo ele, no entanto, o objetivo de trazer o ex-prefeito é fortalecer a legenda para romper a cláusula de barreira – com a reforma política, os partidos precisam obter ao menos 1,5% dos votos válidos na eleição de deputado federal, assim mantendo o direito de acesso ao fundo partidário. “Nosso objetivo principal, como todos os partidos é ultrapassar a cláusula de barreira. Fazer deputado federal, fazer um percentual exigido pela reforma eleitoral. Então, o foco o número um é ter votos para deputado federal”, declarou. No entanto, apesar da possibilidade de João Henrique concorrer ao governo, a pré-candidatura de Da Luz ao Executivo estadual está mantida. “Eu continuo pré-candidato, ocupando o terceiro lugar ao governo da Bahia. Até o momento, não tem nenhuma alteração dessa pré-candidatura minha. Mas o objetivo número é ter votos para deputado federal, isso é acima de candidatura própria”, reforçou. Ainda segundo Da Luz, os chamados partidos nanicos vão se unir em torno de uma candidatura única no estado. As conversas para formação da chapa majoritária está andamento. O objetivo é trazer uma “terceira via”, como forma de fugir da polarização entre Rui Costa (PT) e ACM Neto (DEM). ‘Teremos na semana que vem uma posição mais detalhada de quais partidos formarão essa frente. Outros partidos têm seus pré-candidatos também. Então, a minha candidatura está sendo apreciada como as demais. Faremos o que for melhor para esse grupo”, contou.  Com informações do site Bahia Notícias.

Ministro Gilmar Mendes defende lei de abuso de autoridade contra ‘vazamentos’

/ Bahia, Política

Ministro defende lei de abuso contra autoridades. Foto: Reprodução

Na contramão de magistrados, promotores e policiais, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, defendeu nesta segunda-feira, 19, a aprovação de uma lei contra abuso de autoridade com o fim de coibir vazamentos de informações à imprensa. “Sugiro lei de abuso de autoridade e responsabilização civil do próprio agente”, afirmou o ministro, durante evento do jornal Folha de S.Paulo, citando que há membros do Ministério Público e da Polícia Federal que vazam dados de investigações. Ele declarou que, no País, sempre houve vazamento de informações, mas que, nos últimos tempos, essa prática foi “sofisticada”. Durante sua fala inicial, Gilmar fez uma crítica à Procuradoria-Geral da República (PGR) sob a gestão de Rodrigo Janot, que, segundo ele, fazia vazamentos seletivos a jornalistas. “Abuso notório porque as informações não são do procurador, ele não é dono disso, daí a necessidade da lei de abuso de autoridade, só se divulga aquilo que é divulgável.” O ministro acrescentou, porém, que o problema não é de quem publica, mas de quem vaza. Com informações do site Política Livre.

Camaçari: na mira do MP, presidente da Câmara já teve licitação suspensa por irregularidades

/ Bahia

Oziel Araújo é indiciado por irregularidades. Foto: Reprodução

No foco de ações movidas pelo Ministério Público Estadual (MP-BA), o presidente da Câmara de Camaçari, Oziel Araújo, já teve licitação suspensa pela Justiça por indícios de irregularidades. De acordo com o site Camaçari Alerta, em março do ano passado, uma ação popular denunciou o chefe do Legislativo da cidade por conta de suspeita de irregularidades em uma licitação para contratação de empresa especializada na prestação de apoio operacional para atuar na Casa. O MP apontou que houve falta de publicidade do processo licitatório, que teve a participação de três empresas. A suspeita é de que tenha ocorrido direcionamento do certame destinado à contratação dos serviços de conservação, limpeza, higiene, portaria, copeiragem e jardinagem. A denúncia, informa o site local, foi acolhida pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Cesar Augusto Borges de Andrade. “Trata-se de fato público e notório, que o objeto da licitação referente aos serviços de apoio operacional acima relatados, podem ser prestados por expressivo número de empresas com atuação nesta região metropolitana, incluindo a própria capital do Estado, tratando-se de serviços que em tese, não exigem mão-de-obra com graduação ou alta especialização, porém, somente apresentaram-se como interessadas, três empresas, sendo que duas delas, Licons Locação de Mão de OBra e Serviços LTDA e a Fácil Soluções e Serviço sequer apresentaram qualquer lance, sendo que a empresa Team Gestão de Serviços de Segurança apresentou lance no valor mensal de cento e trinta e seis mil, setecentos e cinquenta e cinco reais e valor anual de um milhão, seiscentos e quarenta e um mil reais”, relata o magistro em trecho do seu despacho. Ao atender o pedido de suspensão da licitação, o juiz Cesar Augusto Borges de Andrade chegou a dizer que o procedimento licitatório se constituiu uma “ação entre amigos”. Com informações do site Bocão News.

Não sei se campeonato baiano continua, diz presidente do Bahia após Ba-Vi polêmico

/ Bahia, Esporte

Presidente do Bahia fala sobre o Ba-Vi. Foto: Reprodução

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, disse não saber se o campeonato baiano continua após a confusão e o fim polêmico do Ba-Vi do último domingo (18), no Barradão, pela sexta rodada do estadual. “Qual a postura que a FBF vai ter com o time que abandona o campo? E as agressões? Preciso ter uma segurança de que vale a pena ter o Campeonato. Temos que ver o que queremos com o futebol baiano”, declarou, em entrevista à ESPN Brasil. Bellintani também questionou o que pode ser feito com o Vitória e com Kanu, que acertou dois socos no meia Vinícius após o gol que fechou o placar em 1 a 1. “O que acontece com esse time e as agressões? Sem querer colocar a culpa em Kanu, que deu dois murros, o que aconteceria se fosse na Copa do Mundo? Estou em fase de reflexão”, apontou. Com informações do site Bahia.ba.

Cipe Central prende três suspeitos comercializando drogas em casa no centro de Jequié

/ Jequié

Francisco, Adjalma e Ian são presos. Foto: Divulgação/Cipe Central

Por volta das 2h20 deste domingo (18), guarnição da Cipe Central recebeu denúncia de que um elemento estaria traficando drogas em uma residência na rua 15 de Novembro, no centro de Jequié. No local foram foram encontrados os indivíduos identificados por Francisco José Gonçalves Neto, ”Chicão”, Adjalma Brito de Almeida Neto e Ian Santos, sendo encontrados no imóvel 16 petecas de cocaína pesando 48gr; 01 porção grande de cocaína, pesando 30gr; quatro comprimidos de Ecstasy; nove trouxas grandes de maconha, pesando cerca de  54gr; uma balança de precisão; sacos plásticos para acondicionar e comercializar droga e R$ 515,00 em espécie. Os suspeitos foram conduzidos à DPC na sede da 9ª Coorpin de Jequié, juntamente com o material e drogas apreendidas, onde foi lavrado o flagrante sob ocorrência nº 790/2018.

Quadrilha que sequestrou ex-prefeito de Valença foi presa dividindo valor de resgate em churrascaria

/ Polícia

Suspeitos de terem sequestrado Ramiro. Foto: Henrique Mendes/G1

Os quatro homens suspeitos de terem sequestrado o empresário e ex-prefeito da cidade baiana de Valença, Ramiro José Campêlo de Queiroz, 70 anos, foram presos durante um encontro em uma churrascaria para fazer a redistribuição do dinheiro obtido por meio de negociação com a família. A informação foi divulgada pelo delegado Cleandro Pimenta, titular do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), em Salvador, durante coletiva à imprensa no final da manhã desta segunda-feira (19). Segundo o G1, todos os presos foram apresentados na unidade de Polícia Civil, que fica no bairro da Pituba. Eles foram identificados como Carlos Eduardo Rabello, Márcio Reis dos Santos, André Luís Maciel Santos e Geraldo Alves de Carvalho. Eles foram detidos em flagrante, no município de Caçapava, no interior de São Paulo, às margens da Via Dutra. Os familiares fizeram a negociação de liberação da vítima diretamente com os criminosos e pediram que a polícia não participasse do processo, a fim de garantir a segurança do ex-prefeito. Entretanto, o delegado Cleandro Pimenta disse que a corporação, por meio do serviço de inteligência, prosseguiu com as investigações de forma paralela. Inicialmente, a polícia tinha divulgado que a vítima tinha sido liberada pelos sequestradores no estado do Espírito Santo. Entretanto, a informação foi corrigida nesta segunda-feira.

Estado da vítima

Segundo o delegado Cleandro Pimenta, Ramiro José Campêlo de Queiroz foi liberado pelos criminosos no município de Simões Filho. A polícia ainda não identificou o ponto exato do cativeiro, mas sabe que os suspeitos usaram dois imóveis. Um deles seria no município de Dias D’Ávila, na região metropolitana, e um outro na zona rural de Valença. Liberado pelos criminosos, o ex-prefeito pegou um táxi e seguiu para a casa de um dos filhos, que mora na capital baiana. A vítima chegou na residência por volta das 18h e apresentava uma fissura em um dos braços. “Ele se machucou, mas não foi por conta de agressão. Ele foi se movimentar dentro do cativeiro, aí ele levou uma queda e fissurou um dos ossos do braço”. Fora a fissura, o delegado disse que o estado físico de saúde de Ramiro José Campêlo de Queiroz é bom.

Presos

A polícia diz que todos os presos têm passagem pela polícia por assalto. Um deles, Márcio Reis dos Santos, de 42 anos, é morador de Salvador e já ficou preso por um período de 13 anos por roubo a banco. Outro, o mais velho do grupo, Carlos Eduardo Rabello, de 47 anos, natural de Recife, já foi preso por roubo de carro, assalto a carro-forte e roubo a banco. Já Geraldo Alves de Carvalho, de 36 anos, natural de Salvador, já foi preso por saidinha bancária. A polícia não detalhou o histórico criminal de André Luis Maciel dos Santos. O delegado disse que investiga a participação de outros suspeitos, mas destaca que os quatro presos são os protagonistas do sequestro.

Pai atira em direção a ex-companheira e mata filha de 1 anos e 3 meses e é preso e flagrante

/ Polícia

Emanuel Pascoal da Cruz a própria filha. Foto: Divulgação/Polícia

Uma criança de um ano e três meses morreu após o pai ter atirado contra a ex-companheira em Barra, no oeste baiano, na tarde deste domingo (18). A criança, identificada por Emanuelle Lima Pires, foi gerada quando o casal vivia junto. Segundo informações da Polícia, o acusado foi preso em flagrante, na localidade de Boa Esperança, perto do distrito de igarité, onde ocorreu o crime. Ainda segundo a Polícia, testemunhas disseram que o homem foi até a casa da ex-esposa e quando a mulher apareceu na porta, com a criança no colo, atirou. Os tiros atingiram a criança.  Ao Central da Notícia, o delegado titular de Barra, Marcos da Cunha Pina, disse que o acusado, Emanuel Pascoal da Cruz, contou em depoimento que foi ao local para atirar no irmão da ex-companheira. Como não o encontrou, atirou em direção à mulher, Dinamara de Souza Lima, que teve ferimentos leves. A arma usada no crime, de fabricação artesanal, foi apreendida e levada para a delegacia de Barra. As informações são do site Bahia Notícias

Juazeirense vence o Jequié de virada e se isola na liderança do Campeonato Baiano 2018

/ Esporte

Jequié abriu o placar e permitiu a virada. Foto: Divulgação/Juazeirense

A Juazeirense segue na liderança isolada do Campeonato Baiano. O Cancão de Fogo, como é conhecido, venceu o Jequié por 2 a 1, neste domingo (18), no Estádio Adauto Moraes, em jogo válido pela 6ª rodada do estadual. Com os três pontos, a equipe chegou aos 16 e se isolou na liderança. O Jequié segue na quarta colocação com dez pontos ganhos. Antes da bola rolar, teve homenagens no campo e nas arquibancadas para Danilinho, meia da Juazeirense que morreu na última semana durante um treino da equipe. Ao fim da partida, jogadores emocionados e torcida em êxtase cantaram: ”Time de guerreiro”.

Federação Bahiana de Futebol diz que seguirá regulamento para decidir placar do Ba-Vi

/ Esporte

Jailson expulsa Bruno e acaba o Ba-Vi. Foto: Arisson Marinho

O primeiro clássico Ba-Vi do ano, que foi marcado por brigas e teve que ser encerrado por falta de atletas do Vitória em campo, segue sem placar. De acordo com o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues, o assunto deve ser resolvido ainda nesta segunda-feira (19). Em contato inicial com o CORREIO, o dirigente afirmou que as questões serão encaminhadas ao Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA). “A Federação Bahiana vai se manifestar assim que receber a súmula do jogo, para ver os fatos narrados. Agora é com o tribunal. Assim que essa súmula chegar, encaminharemos imediatamente ao TJD. O documento será encaminhado para a procuradoria, a quem cabe fazer as possíveis denúncias. Uma das três comissões será sorteada e colocará em julgamento as demandas”, disse Ednaldo.

Técnico do Vitória, Wagner Mancini pede expulsão no Ba-Vi, diz especialista em leitura labial

/ Esporte

Vagner Mancini pediu expulsão no Ba-Vi. Foto: Globoesporte

De acordo com o programa Globo Esporte, o técnico Vagner Mancini, do Vitória, realmente solicitou ao zagueiro Bruno que tomasse o segundo cartão amarelo e fosse expulso para que o Ba-Vi fosse encerrado mais cedo, como aconteceu aos 34 minutos do segundo tempo, domingo (18), no Barradão. O programa da TV Bahia convidou o especialista em leitura labial Ronaldo Freitas, da Associação de Pais e Amigos de Deficientes Auditivos do Estado da Bahia, e ele afirmou que a frase dita pelo treinador rubro-negro ao zagueiro Ramon é a seguinte: “Pede ao Bruno, pode tomar o segundo amarelo”. Segundo o profissional, a imagem é clara e não há dúvida do que foi dito. De acordo com o inciso 1º do artigo 55 do Regulamento de Competições Geral da CBF, “os atletas, técnicos, membros de comissão técnica, dirigentes e membros da equipe de arbitragem e todos aqueles que tentem influenciar no resultado das partidas serão sancionados com suspensão por partida ou proibição de exercer qualquer atividade relacionada ao futebol”. O inciso 2º acrescenta ainda que, “em caso do jogador ou dirigente influenciar efetivamente no resultado de uma partida será imposta multa ao seu clube, e, havendo gravidade, poderá o clube do jogador ou dirigente infrator ser sancionado com exclusão da competição, descenso, para categoria inferior, subtração de pontos e devolução de prêmios”. Procurada pelo Correio após a divulgação do vídeo, a assessoria de comunicação do Vitória informou que Mancini não vai comentar o assunto no momento. O técnico falou logo após o clássico, ainda no domingo, negou que tenha partido dele essa orientação. Segundo Mancini, a decisão foi unicamente do zagueiro Bruno, que disputava seu primeiro Ba-Vi como profissional. “Quem tem prova disso [que o cartão foi forçado]? É uma acusação muito grave em cima de pessoas do bem, de caráter, profissionais que estão aqui. Quem tiver a prova, que apresente”, disse o treinador na entrevista coletiva. O caso será encaminhado para julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA).