2 suspeitos de participação no assassinato de PM são mortos em confronto com a polícia, diz Coronel

/ Bahia

Comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho. Foto; SSP/BA

Dois suspeitos de participação no assassinato do policial militar Alexandre Menezes, de 30 anos de idade, no último final de semana, na região de Cajazeiras, foram mortos e outros dois ficaram feridos em confronto com a polícia nesta segunda-feira (9).

A notícia foi dada pelo comandante-geral da PM baiana, coronel Paulo Coutinho, em entrevista coletiva no início da tarde de hoje. ”Foram quatro resistentes, dois foram socorridos e algumas prisões estão em andamento”, afirmou o militar.

Em conversa com a imprensa pela manhã, o governador Rui Costa afirmou que autorizou o uso de força máxima das unidades especializadas da segurança pública e citou o sistema judicial ao pedir que a legislação ”não facilite a soltura” de marginais (veja aqui).

Na noite do último sábado (7), Alexandre foi assassinado enquanto fazia rondas no bairro de Águas Claras, na periferia de Salvador, pelo Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM Cajazeiras) (leia mais aqui).

Já na noite de domingo (8), na localidade conhecida como Invasão da Independência, na região de Cajazeiras, em Salvador, dois policiais militares também da 3ªCIPM foram mortos a tiros. Os militares voltavam do velório do colega, soldado Menezes, morto um dia antes em Águas Claras. Com informações do site Bahia Notícias

Os comentários estão fechados.